Sociedade Brasileira de Pediatria lança manual com orientações sobre uso de telas e internet

Guia destaca influência familiar no uso desregrado das telas Foto: Pixabay.

Fonte: O Globo

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançou na terça-feira um manual de orientação aos pais sobre os riscos  da exposição às telas, internet e redes sociais à saúde de crianças e adolescentes.

O documento destaca a influência familiar no uso desregrado das telas. A atenção da família dada à criança ou adolescente pode ser considerado um fator de risco ou de proteção para o desenvolvimento de problemas ligados à era digital. O guia mostra que a causa de alguns problemas sociais geralmente está associada à negligência ou deficiência na relação dos filhos com os pais e a família. Um dos exemplos, é o uso das redes sociais pelos adolescentes como válvula de escape.

O manual também estabelece novas indicações práticas para o uso de telas, como o limite máximo de 2 horas por dia de exposição para crianças entre 6 e 10 anos. Orienta também que adolescentes com idades entre 11 e 18 anos fiquem, no máximo, 3 horas diante de telas, inclusive de videogames. Os pais nunca devem deixá-los “virar a noite” jogando.

“Crianças em idades cada vez mais precoces têm tido acesso aos equipamentos de telefones celulares e smartphones, notebooks, além dos computadores que são usados pela família, em casa, nas creches, em escolas ou até em restaurantes, ônibus, carros, sempre com o objetivo de fazer com que a ‘criança fique quietinha”‘,  diz texto do estudo. “Isto é denominado de distração passiva, o que é muito diferente do brincar ativamente, um direito universal e temporal de todas as crianças e adolescentes”.

A pediatra Susana Fenon, do Grupo de Trabalho de Saúde na Era Digital da SBP, afirma que a limitação vale para todos os tipos de telas.

— Não é a mesma relação que tínhamos com a TV há duas gerações. A tecnologia hoje é muito íntima, fazendo com que a nossa saúde e tempo sejam afetados diretamente, sobretudo nas crianças e adolescentes. (mais…)

Crianças procuram delegacia após vizinha tomar bola, no Maranhão

Delegado compra nova bola para meninos em Presidente Dutra. — Foto: Divulgação.

Um grupo de meninos que jogava uma pelada na rua, em Presidente Dutra, distante 307 km de São Luís, procurou a delegacia, por volta das 16h da quinta-feira (9), após uma vizinha ficar com a bola que bateu na porta da casa dela.

O delegado César Ferro disse ao G1 MA que as crianças o procuraram para que ele pegasse de volta a bola que foi tomada por uma mulher.

“Pediram providências da polícia para recuperar a bola, já que a vizinha tinha se apropriado indevidamente dela. Foi um fato inusitado. Nunca tinha acontecido de crianças procurarem a delegacia para resolver esse tipo de coisa”, contou.

Questionados sobre o estado da bola, os garotos afirmaram que era velha e murcha. O delegado e a equipe dele resolveram comprar uma bola para os meninos, e a pelada foi reiniciada.

“E mandei dizer à mulher para não subtrair mais a bola deles, senão seria chamada à delegacia”, afirmou o delegado. O momento de felicidade dos meninos ganhando a nova bola foi registrado com a imagem acima.

Fonte: G1 Maranhão

29 anos do ECA é comemorado em sessão especial na Câmara de Ilhéus

A juíza Sandra Magali participou da sessão especial. Foto: Ascom/Câmara de Ilhéus.

A Câmara Municipal de Ilhéus realizou na manhã da sexta-feira, 12, uma sessão especial, proposta pelo vereador Pastor Matos especial em comemoração aos 29 anos de criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, participou da sessão, que também contou com a Banda Musical da Polícia Militar.

A juíza da Vara da Infância e da Juventude, Sandra Magali, em seu discurso, apresentou uma série de dados sobre a situação das crianças e adolescentes do Brasil. As informações passadas por ela só reforçam a necessidade de maiores avanços na educação, saúde e assistência social para crianças e adolescentes, que são “sujeitos de direitos” e precisam de proteção.

O artigo 227 da Constituição Federal de 1988 informa que “É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

O ECA, que completa 29 anos no sábado (13) é um marco da proteção legal para crianças e adolescentes que através dele, gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral, sendo asseguradas todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade.

Pesquisadores de Salvador desenvolvem novo tratamento para incontinência urinária em crianças

Ubirajara Barroso Jr, um dos responsáveis pelo estudo. Foto: Ascom.

Método de estimulação da bexiga com agulha de acupuntura será apresentado no Congresso Norte Americano de Urologia em maio

Um estudo inédito desenvolvido por um grupo de pesquisadores da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP) é a base de uma nova forma de tratar a Bexiga Hiperativa, doença caracterizada pela dificuldade em segurar o xixi. Com menos efeitos colaterais e maior eficácia quando comparado a outros métodos, o tratamento foi testado e aprovado em crianças, mas também pode beneficiar adultos que sofrem com a incontinência urinária. A nova conduta terapêutica, que já está sendo utilizada com resultados positivos em crianças na Bahia, será apresentada no Congresso Norte Americano de Urologia em maio.

Conhecido como Percutanea Electrical Nerve Stimulation (PENS), o tratamento neuromodular da urgência miccional desenvolvido pelos pesquisadores apresenta a mesma taxa de sucesso dos tratamentos convencionais (60 a 70%), com vantagens associadas. “O PENS não apresenta os efeitos colaterais dos medicamentos habitualmente utilizados no tratamento da Bexiga Hiperativa, tais como retenção urinária, rubor facial, boca seca, constipação intestinal (prisão de ventre), entre outros. Ao contrário, ajuda também no esvaziamento intestinal”, destaca o urologista pediátrico Ubirajara Barroso Jr, um dos responsáveis pelo estudo piloto que será apresentado nos Estados Unidos no próximo mês e criador da nova técnica de tratamento.

O PENS também apresenta vantagens sobre o Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation (TENS), outro método bastante utilizado para tratamento da incontinência urinária. “Ao realizar o PENS, nós fazemos a estimulação da bexiga por meio de uma agulha de acupuntura em regiões mais próximas aos nervos, o que causa menos incômodo do que no TENS. Além disso, ao longo do tratamento com o PENS, o procedimento só precisa ser feito uma vez por semana enquanto no TENS é necessário repetir a estimulação três vezes por semana. Nem todos os pacientes têm essa disponibilidade e para as crianças, especialmente, ter que ir tantas vezes ‘ao médico’ costuma deixá-las nervosas ou entediadas”, detalhou o urologista.

Ainda segundo o médico Ubirajara Barroso Jr, cerca de 10% da população mundial sofre de incontinência urinária. Em Salvador, esta taxa é menor, aproximadamente 7% das pessoas apresentam o problema que gera impactos diretos na qualidade de vida dos pacientes. O uso de fraldas descartáveis por crianças grandes ou adultos costuma gerar constrangimentos, incômodos e uma despesa ‘extra’ significativa, entre outros inconvenientes. Sem fralda em um evento social, por exemplo, uma pessoa com bexiga hiperativa pode passar por situações traumáticas.

(mais…)

Segundo a OMS, menores de 5 anos devem passar no máximo uma hora por dia diante de telas

Foto: site Lunetas/reprodução.

Do G1.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta terça-feira, 24, um novo guia de saúde infantil sobre comportamentos sedentários e qualidade do sono. Segundo a OMS, menores de cinco anos não devem passar mais de uma hora por dia diante de telas.

Além disso, a OMS recomenda que as crianças não passem mais de uma hora por vez sentados em carrinhos de bebês, cadeirinhas ou andadores. As horas de sono também devem ser observadas.

“Melhorar a atividade física, reduzir o tempo de sedentarismo e garantir o sono de qualidade em crianças pequenas melhorará sua saúde física, mental e de bem-estar e ajudará a prevenir a obesidade infantil e doenças associadas mais tarde”, diz Fiona Bull, gerente de programas de vigilância e população na OMS.

A organização chegou às recomendações depois de um painel com especialistas avaliar diversos estudos. Veja abaixo as recomendações:

Crianças até um ano:

atividades físicas várias vezes ao dia de várias maneiras, particularmente através de jogos interativos no chão. Para aqueles que ainda não sentam ou andam, isso inclui pelo menos 30 minutos em posição de bruços ao longo do dia enquanto acordados.

Não deve ser contido por mais de uma hora por vez (por exemplo, carrinhos de bebê, cadeiras altas ou amarrados nas costas de um cuidador).

O tempo de tela não é recomendado.

Ter 14 a 17 horas (0 a 3 meses de idade) ou 12 a 16 horas (4 a 11 meses de idade) de sono de boa qualidade, incluindo cochilos.

(mais…)

Ministro defende licença-maternidade de 1 ano

Osmar Terra, ministro da Cidadania. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

Da Agência Brasil.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, disse na quinta-feira, 04, durante audiência pública na Câmara que é necessário aperfeiçoar o marco legal da primeira infância com a ampliação da licença-maternidade para um ano. Segundo ele, os países mais desenvolvidos em educação têm 12 meses de licença-maternidade.

“Os países nórdicos, que são os mais desenvolvidos do mundo na educação, por exemplo, têm licença-maternidade de um ano. O mundo empresarial tem que colaborar também, uma licença-maternidade [de um ano] é uma pauta muito relevante”, disse o ministro, que participou da audiência pública da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância.

Durante audiência pública, o ministro detalhou o Programa Criança Feliz, que se destina a cuidados domiciliares. “São 600 mil crianças sendo atendidas e cuidadas toda semana, com o agente estimulando essas crianças. É um programa que não tem política partidária “, disse Terra, informando que o programa impacta na redução dos índices de pobreza, melhorando a qualidade de vida.

A deputada Leandre (PV-PR), uma das coordenadoras da frente parlamentar, disse que há um esforço coletivo para a implementação do programa. “Estamos organizando uma série de diálogos com recursos que vamos realizar com o apoio da rede nacional da primeira infância”, disse.

O Marco Legal da Primeira Infância (Lei nº 13.257 / 16) fixa políticas públicas para o desenvolvimento de crianças de zero a seis anos de idade.

Certidões de nascimento já podem ser obtidas nas maternidades

Pai de criança nascida no dia 02 de janeiro saiu da Maternidade com a certidão de nascimento. Foto: Ascom/SCMI.

As crianças nascidas na Maternidade Santa Helena sairão da unidade com a certidão de nascimento. O serviço já é prestado graças a uma parceria da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus com o Cartório de Registro Civil do 1º Oficio.

No procedimento antigo os pais recebiam da maternidade a Declaração de Nascido Vivo que possibilitava dar entrada no pedido de certidão num posto SAC ou diretamente num cartório.

O procedimento atual na Maternidade Santa Helena é o mesmo, com a diferença de que tudo poderá ser resolvido no momento do nascimento bebê quando uma servidora, cedida pelo cartório, fará no local, o documento entregando-o aos pais, sem custos.

“Aqui o bebê já sai cidadão”, destaca o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus Eusínio Lavigne Gesteira comemorando o investimento que gera segurança e comodidade para as famílias e reduz vários riscos. “Embora a certidão seja gratuita, muitos pais em dificuldades financeiras deixam de solicitá-la, muitas vezes porque até o transporte torna mais caro procurar o serviço. A preocupação da Santa Casa de Ilhéus é beneficiar a população em geral, principalmente as pessoas de baixa renda,” disse o provedor. 

Na Maternidade Santa Helena nascem cerca de 300 crianças por mês, a partir de agora todas deixarão a unidade com a certidão de nascimento, a exemplo de Isadora Farias Matos de Souza, filha de Eric Pereira de Souza e Camila Farias Matos, nascida às 10h15min no dia 02 de janeiro, primeira criança a ser beneficiada pelo serviço.

UBAITABA: CONFERÊNCIA FORTALECE REDE DE APOIO ÀS CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Foto: Ascom Ubaitaba.

Cerca de 150 pessoas participaram na última segunda-feira, 26, no Rotary Club de Ubaitaba, da IV Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Sob o lema: “proteção integral, diversidade e enfrentamento às violências” o evento fortaleceu a rede de apoio às crianças e adolescentes, facilitou o diálogo interinstitucional e elegeu dois delegados titulares e suplentes para a conferência estadual prevista para 2019.

O delegado Adelino Loyola disse que são satisfatórios os resultados da conferência devido à presença maciça da comunidade. Para ele, ações desse tipo encorajam denúncias relacionadas a maus tratos e abusos. O delegado destacou que desde sua posse à frente da delegacia de Ubaitaba, em abril de 2017, mantém boa interlocução com o Conselho Tutelar, Polícia Militar e CREAS para apuração de fatos e punição dos envolvidos pelo poder judiciário.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Luzineide Soledade, afirma que debater políticas públicas para o segmento é muito importante, resultando daí a expressiva participação da sociedade civil de Ubaitaba, mesmo sendo uma segunda-feira chuvosa. Já a secretária da Assistência Social, Promoção e Trabalho, Elied Soares, assinala que a rede de atendimento conta com o CREAS, Conselho Tutelar, polícias Civil e Militar e o Ministério Público Estadual.

ACIDENTES NOS OLHOS DENTRO DE CASA: COMO EVITAR?

Imagem ilustrativa.

De acordo com o Ministério da Saúde 110 mil crianças precisam ser hospitalizadas por ano em decorrência de acidentes domésticos. Dentre esses, os acidentes oculares são muito comuns. Os pequenos estão em fase de descobertas e querem tocar em tudo o que veem pela frente.  Diante disso, a atenção aliada a uma informação correta e precisa podem ser ferramentas muito úteis para prevenção de acidentes no lar, caracterizado, na maioria das vezes, como um local seguro.

O médico oftalmologista Dr. Antônio Nogueira, sócio fundador do CENOE Hospital de Olhos, dá algumas dicas de como prevenir alguns acidentes domésticos. Para o médico a organização dos ambientes deve ser bem pensada, com materiais de limpeza e medicamentos, por exemplo, sempre fora do alcance das crianças. Saponáceos, desinfetantes e outros produtos de limpeza podem causar queimaduras oculares se caírem diretamente nos olhos.

Outra dica importante é ficar atento a brinquedos pontiagudos, quinas de mesas e pias, pois  oferecem grande risco de perfuração dos olhos. Nos casos de acidente, a melhor atitude é levar a criança imediatamente para o hospital, para que um especialista analise o caso. Nos casos de ciscos, areia e pelos de animais, por exemplo, os olhos devem ser lavados com água corrente. Não se deve tentar retirar o corpo estranho manualmente, para não correr o risco de causar ou agravar uma lesão na córnea, aumentando a irritação. Caso a limpeza com água corrente não resolva, o acidentado deve ser levado ao oftalmologista.

Dr. Antônio Nogueira também faz outros alertas. “Sintomas como: ardência, vermelhidão, dores e inchaço nos olhos causados por lesões nem sempre aparecem logo após o acidente. Em alguns casos, eles demoram um espaço maior de tempo para se manifestar. Por isso, é fundamental procurar um oftalmologista sempre que houver um acidente ocular, por mais simples que pareça, só esse profissional poderá avaliar a gravidade do caso, diagnosticar com precisão os danos causados e indicar o tratamento adequado”, orienta o médico.

URUÇUCA REALIZA A II CONFERÊNCIA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Prefeito Moacyr Leite. Foto Ascom Uruçuca.

A Prefeitura de Uruçuca realizou a II Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente nesta terça-feira, 22. O tema deste ano foi “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento às Violências”. O objetivo foi mobilizar a sociedade em geral para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo estratégias e ações de enfrentamento às violências e considerando a diversidade.

Foram discutidos cinco eixos temáticos e deles sairão 10 propostas sugeridas pelos participantes presentes para a garantia de direitos e ações futuras. As propostas serão encaminhadas para a Conferência Estadual e a partir desta, para a Conferência Nacional. A presidente do CMDCA pontuou positivamente a participação do governo municipal na Conferência.

A mesa solene foi composta pelo prefeito Moacyr Leite, a secretária da assistência social, Karine Siqueira, o secretário de desenvolvimento econômico, Águido Muniz, coordenadora do CREAS, Manoela Bezerra, a presidente do CMDCA, Geraldina da Silva, a Coordenadora Pedagógica, Célia Calmon e a Conselheira Tutelar, Rosemary Conceição.

O prefeito Moacyr Leite reafirmou seu compromisso com as crianças e adolescentes do município e enfatizou a importância do trabalho intersetorial e das políticas públicas voltadas a este público que já vêm acontecendo em Uruçuca.

UBAITABA PREPARA CONFERÊNCIA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

A Prefeitura de Ubaitaba prepara a IV Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O principal objetivo é fortalecer o diálogo e a cooperação entre órgãos e entidades governamentais e não-governamentais de promoção e defesa dos direitos humanos.

O evento está programado para segunda-feira, dia 26, a partir das 8 horas, no Rotary Club, mas antes foram realizadas pré-conferências nos bairros e na zona rural do município.

A secretária de Assistência Social, Promoção e Trabalho, Elied Soares, informa que a conferência está estruturada em cinco eixos temáticos que vão orientar os debates dos mediadores e participantes: garantia dos direitos e políticas públicas integradas e inclusão social; prevenção e enfrentamento da violência; orçamento e financiamento de políticas públicas;  participação, comunicação social e protagonismo; e espaços de gestão e controle das políticas públicas de promoção, proteção e defesa.

POLÍCIA MILITAR LEVA 400 CRIANÇAS AO CINEMA

Foto: Ascom/PM.

Policiais militares da 77ª CIPM proporcionaram alegria para 400 alunos da Escola Municipal Pedro Francisco de Morais, que fazem parte do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – PROERD. Na ultima terça-feira, 02, eles assistiram ao filme ‘Os Jovens Titãs em Ação!’, em comemoração ao dia das crianças no Boulevard Shopping de Vitória da Conquista.

A ação social foi idealizada pela subtenente Vânia Silva, comandante da Ronda Escolar. O major Fernando Leite, comandante da unidade, destaca a importância do projeto: “É o segundo ano consecutivo que realizamos essa ação com um total de 800 crianças beneficiadas.

São meninos e meninas tendo a primeira oportunidade de ir a um cinema, entrar em um shopping. Cuidar bem das nossas crianças é a nossa melhor ferramenta para melhorar o futuro do nosso país”, comentou.

A iniciativa foi apoiada pelos Boulevard Shopping, Rede Centerplex Cinemas e Viação Cidade Verde, que ajudou no transporte dos pequenos. As crianças receberam saquinhos de pipoca enquanto assistiam ao filme.

84% DAS CRIANÇAS AINDA NÃO FORAM VACINADAS CONTRA PÓLIO E SARAMPO

Do Estadão.

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira que a campanha nacional de vacinação contra pólio e sarampo, que ocorre até o final do mês, teve pouca adesão até o momento.

Foram aplicadas até esta terça 3,6 milhões de doses das vacinas. Foram 1,808 milhão de crianças vacinadas contra a pólio (16,13% do público-alvo) e 1,801 milhão contra o sarampo (16,07%).

A expectativa do Ministério da Saúde é vacinar mais de 11 milhões de crianças de um a menores de cinco anos. Estão sendo convocadas todas as crianças nessa faixa etária, independentemente da situação vacinal. No próximo sábado, 18, será realizado o D de mobilização nacional, quando mais de 36 mil postos estarão abertos. A campanha termina no dia 31.

Leia mais.

MINISTÉRIO PÚBLICO RECOMENDA AÇÕES PARA INTENSIFICAR A VACINAÇÃO DE CRIANÇAS EM ILHÉUS

O Ministério Público da Bahia, por meio dos promotores Pedro Coelho, Maria Amélia Góes e Frank Ferrari, recomendou uma série de ações para intensificar a vacinação de crianças em Ilhéus.

A recomendação assinada no dia 09 de agosto deste ano, foi encaminhada às secretarias municipais de saúde e educação, coordenação de imunização e ao Sindicato das Escolas Privadas.

Dentre as medidas indicadas pelo MP/BA destacam-se: divulgação da campanha de vacinação nas mídias (como instrumento de utilidade pública) para que os pais saibam da obrigatoriedade; realização de palestras de conscientização ministradas por equipes de saúde da família em seus territórios; vacinação de crianças e adolescentes em creches e escolas públicas e privadas; alimentar o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização; exigência da carteira de vacinação no ato de matrícula; a secretaria de educação deverá informar ao Conselho Tutelar os nomes dos pais negligentes; além de outras ações.

Os órgãos e o sindicato deverão provar a adoção das providências.

Segundo o documento, os promotores instauraram um inquérito civil para tratar sobre a vacinação das crianças em Ilhéus.

Leia a recomendação. 

CRIANÇAS DE UM A QUATRO ANOS SÃO AS MAIORES VÍTIMAS DE ENVENENAMENTO DOMÉSTICO

Imagem: Google.

Produtos de limpeza, principalmente  sabões, sabonetes, detergentes e as águas sanitárias, além das tintas e remédios, são os principais causadores de intoxicação e envenenamento em crianças de até nove anos de idade em ambientes domésticos. Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), no ano de 2017, um total de 28 crianças foram atendidas em unidades de saúde da Bahia, vítimas de intoxicação e envenenamento, apenas no primeiro semestre deste ano, a Sesab contabilizou oito atendimentos.

O maior índice de contaminação é de crianças de um a quatro anos de idade, que são atraídas tanto pelo colorido, como pelo aroma dos materiais de limpeza e remédios. De acordo com o major BM, Ramon Dieggo, deixar os materiais em locais altos, de difícil acesso às crianças, é um dos cuidados preventivos para evitar acidentes.

“Outro cuidado importante é não reutilizar os vasilhames desses produtos, pois mesmo depois de lavados eles podem manter ainda uma carga do material, que pode causar intoxicação”, explica o major. Segundo o oficial, o ideal e descartar os vasilhames em locais adequados.

“Uso de produtos fora do prazo se validade ou que não tenham descrição os inscrição na Anvisa, também não deve acontecer”, alerta Ramon Doeggo, assim como latas amassadas, porque podem contaminar os produtos e consequentemente a saúde de quem os consome.

O que deve ser feito em caso de Intoxicação ou Envenenamento?

(mais…)