Governador anuncia editais com R$ 20 milhões para setor audiovisual

A secretária estadual de cultura, Arany Santana, e o governador Rui Costa durante o Papo Correria. Foto: Fernando Vivas.

O governador Rui Costa anunciou, na noite de ontem (terça-feira , 2), o lançamento de editais com investimento de R$ 20 milhões para fomentar o desenvolvimento, a difusão e a produção do audiovisual baiano em 2019. A informação foi divulgada por Rui juntamente com a secretária estadual de cultura, Arany Santana, durante o #PapoCorreria, transmitido pelas redes sociais.

Este é o maior aporte de recursos já realizado para este segmento pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult); em 2016, o total foi de R$ 15 milhões. São diversas categorias divididas por origem de recursos, sendo cerca de R$ 5 milhões diretos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA) e R$ 15 milhões captados do Fundo Setorial do Audiovisual (Ancine) e que serão geridos pela Fundação Cultural do Estado (Funceb).

O primeiro edital, com recursos oriundos do Fundo de Cultura, vai selecionar propostas em nove categorias: projeto de desenvolvimento de roteiro; festivais, mostras e eventos; cineclube; projeto de formação; curta-metragem; memória; web; projeto de pesquisa; e games. Para essas categorias poderão se inscrever associações, fundações, sociedades simples, empresariais e empresas de responsabilidade limitada (EIRELI); além de pessoas físicas maiores de 18 anos, micro empreendedores individuais, grupos e coletivos culturais, e cooperativos.

Arany Santana ressalta que o fomento ao audiovisual chega num momento importante. “Nesses tempos de disruptura nos investimentos da cultura em âmbito federal, a Bahia prova, mais uma vez, que está na contramão, apostando no trabalho e garantindo que o audiovisual, um importante segmento na geração de emprego e renda, continue com sua finalidade de desenvolver, difundir e produzir mais conteúdo baiano”, afirma.

(mais…)

Inscrições abertas para aulas de dança afro e percussão

Ogan músico Marinho Rodrigues.

Abertas inscrições para novas turmas de dança afro e percussão na Escola Ngomas, em Ilhéus. Os interessados podem realizar sua inscrição preenchendo o formulário clicando neste link.

As aulas de percussão terão início no dia 16 de abril, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto, localizado na Av. Brasil, 485, Alto da Conquista, sempre às terças e quintas, das 19h às 21h.

As aulas de dança afro terão início no dia 18 de abril e serão realizadas no mesmo horário e local, sempre às quintas-feiras.

O curso de percussão será ministrado por Marinho Rodrigues, Tata Kambomdo, ou seja, Ogan – músico – do Terreiro de Matamba Tombenci Neto, cantor e compositor da Orquestra Gongombira.

Neide Rodrigues, ministrante da oficina de dança afro, é Makota do terreiro, dançarina e coreógrafa, atual rainha do Maracatu de Serra Grande e possui no currículo participações em espetáculos como Kianga e Malunda.

A taxa de inscrição é 30 reais, a ser paga no dia da aula inaugural de cada curso. A mensalidade será 60 reais.

Mais informações: telefone: (73) 3633 3008 ou 9 8809 3958 (WhatsApp)

Facebook: /escoladepercussaongomas .

E-mail: [email protected] .

Secult de Ilhéus abre recadastramento de agentes culturais nesta terça, 19

Teatro Municipal de Ilhéus. Foto: Clodoaldo Ribeiro.

A Secretaria Municipal da Cultura (Secult) informa que estão abertas a partir desta terça-feira, 19, o recadastramento de agentes culturais com vistas à eleição dos novos membros das Câmaras Temáticas do Conselho Municipal de Cultura (CMC) de Ilhéus. Os interessados poderão acessar o link para o recadastramento no endereço eletrônico.

De acordo com a Secult, a cada quatro anos, artistas e produtores culturais, pesquisadores, professores e técnicos das áreas artísticas devem se cadastrar para as eleições do Conselho Municipal de Cultura. Só podem participar artistas radicados na cidade de Ilhéus e que possuam, no mínimo, um ano de atividade na área.

O recadastramento estará aberto até o dia 19 de abril, com possibilidade de prorrogação. O secretário da Cultura, Pawlo Cidade, informa que “o recadastramento é fundamental para a escolha dos novos membros que conduzirão o destino do CMC no biênio 2019-2020. Ser conselheiro é mais que um exercício de cidadania, é acima de tudo, compromisso e responsabilidade”.

Marão vai unir cultura e turismo numa secretaria. Pawlo Cidade não foi ouvido

Notinhas.

Pawlo Cidade: respeitado por artistas e ignorado por Marão. Fotos: Google.

Reunido com o Alto Comando de Uruçuca/Itabuna (ACUI), o prefeito Mário Alexandre decidiu juntar cultura e turismo numa só pasta. O secretário de cultura, Pawlo Cidade, não foi chamado para conversar.

Respeitado por artistas e conselheiros do segmento, Cidade sempre manifestou posicionamento contrário à junção das áreas. Purista e utópico, reveste a cultura com aura capaz de imunizá-la diante do capitalismo, que transforma tudo em mercadoria.

Na visão do secretário, as manifestações tradicionais da cultura popular não podem ser instrumentalizadas para atrair turistas.

É uma visão romântica, conceitualmente correta, que sequer foi ouvida.

Já está decidido.

Nova edição do “Ciranda, Ilhéus na Praça” traz geladeira literária como novidade

Ciranda, Ilhéus na Praça. Foto: Rodrigo Macedo.

A primeira “Ciranda, Ilhéus na Praça” de 2019 traz uma novidade: a Geleitura, ou, geladeira literária, recheada de obras que ficam ao alcance dos participantes. A iniciativa, segundo as organizadoras, foi criada para proteger o meio ambiente e incentivar a leitura, e ganhou concepção gráfica do artista plástico Chico Salles. A nova edição será realizada neste sábado, 2, a partir das 17 horas, na Praça Antônio Viana Dias da Silva, no bairro Cidade Nova, com apoio da Prefeitura de Ilhéus.

A cada mostra, a Ciranda conquista mais pessoas e atende às expectativas das idealizadoras. São 12 mulheres, mães, amigas e guerreiras que promovem, a cada evento, a oportunidade de dividir ideias, experiências e conhecimentos. Aos participantes, o espaço sugere trocar tempo dedicado aos smartphones por envolvimento com pessoas e leitura de livros. Na opinião de quem já passou pela praça, a Ciranda é um movimento compartilhado e abraçado por todos.

Às 17 horas haverá exposição com a artista homenageada, Manu Pessoa. O espaço contará ainda com outros expositores; apresentação de instituições parceiras; Armário Solidário; Troca de Livros e Geleitura. O músico ilheense Herval Lemos se apresenta ao vivo a partir das 17h30min. Já às 18 horas, haverá contação de histórias interpretada em Libras – Língua Brasileira de Sinais, com a participação da Associação de Surdos de Ilhéus (ASI).

A programação segue com contação de histórias com Jorge Batista, às 18h30min. A partir das 19 horas, vivências e histórias, com Benedita da Estrada. A programação fecha com chave de ouro com a música de Itassucy e Banda, a partir das 20 horas. O projeto acontece no terceiro sábado de cada mês e se consolidou por meio da gastronomia, cultura, entretenimento e acima de tudo, a promoção de um espaço para a garotada curtir toda a boa programação.

Da Secom/Ilhéus.

Pawlo Cidade: “Romualdo poderia ter preparado um espetáculo sobre a época de Jabes”

Jabes Ribeiro é um ponto de inflexão entre Pawlo e Romualdo. Composição de imagens BG.

Perguntado sobre o novo espetáculo do Teatro Popular de Ilhéus, baseado nas trapalhadas do governo Marão, o secretário municipal de cultura, Pawlo Cidade, disse que “a arte é livre. Nunca deve haver censura a uma arte. Ela tem a liberdade de expressão garantida”.

Após ressaltar o aspecto libertário, Pawlo Cidade disse ao BG que o dramaturgo Romualdo Lisboa poderia ter preparado um espetáculo sobre o período em que Ilhéus foi governada por Jabes Ribeiro. “Eu dei um livro a ele, O Santo de Mármore”.

A obra mencionada pelo secretário foi escrita pelo próprio. Remete a uma greve de professores do Instituto Municipal de Ensino (IME), em 1987, quando Jabes Ribeiro exerceu seu primeiro mandato como prefeito de Ilhéus.

No movimento, três professores chegaram a fazer greve de fome, após serem perseguidos e exonerados por Jabes.

Pawlo Cidade deu a entender que o seu livro não sensibilizou Romualdo a preparar uma peça inspirada no principal político ilheense dos últimos quarenta anos. Os governos dos ex-prefeitos Valderico Reis, Newton Lima e o atual, de Mário Alexandre, inspiraram o TPI a produzir peças teatrais, os de Jabes até agora, não.

Comentário do blog.

O livro “O Homem que Amava os Cachorros”, do escritor cubano Leonardo Padura, relata um diálogo entre o revolucionário comunista León Trotsky e o poeta André Breton, no México, quando o primeiro, herói da revolução russa de 1917, vivia um triste exilio após ser expulso pelo ditador soviético Josef Stálin.

No diálogo os dois divergem sobre arte e liberdade. Trotsky , criador do exército vermelho, não admite obstáculos para a criação artística. Breton, também comunista, afirma que a revolução proletária pode impor limites.

Por mais que não esteja submetida aos princípios da razão, a arte no mundo capitalista está sujeita aos interesses e às preferências.

Este comentário não pretende deixar um juízo de valor nas entrelinhas. Trata-se apenas de uma reflexão.

SECULT LANÇA EDITAL DE OCUPAÇÃO DE PAUTA DO TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

A Secretaria da Cultura (Secult) recebe, de 2 a 31 de janeiro de 2019, inscrição para a pauta do Teatro Municipal de Ilhéus que será executada no primeiro semestre do próximo ano. O processo de seleção é dirigido a pessoas físicas ou jurídicas estabelecidas em qualquer parte do Brasil, que deverão obedecer às condições e exigências estabelecidas no regulamento. Serão considerados espetáculos do município de Ilhéus aqueles em que pelo menos 75% dos envolvidos comprovar que nasceram e, ou, residem na cidade há pelo menos dois anos.

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, informa que o objetivo do edital é colaborar com a política de transparência e democratização do acesso de artistas e produtores aos projetos e pautas nos Teatro Municipal, bem como difundir o fazer das mais diversas artes em espaço cênico destinado a este fim.

O chamamento de construção de pautas do teatro, denominado de edital Pauta Livre tem por finalidade a seleção de propostas de teatro (auto, comédia, drama, farsa, melodrama, ópera, monólogo, revista, stand-up comedy, musical, surrealismo, tragicomédia, teatro infantil, teatro de fantoches, teatro de sombras), dança (ballet, salão, break, contemporânea, dança do ventre, moderna, flamenco, frevo, hip hop, jazz, kuduro, lambada, salsa, samba, sapateado, tango) e música (afro, músicas de câmara, erudita e folclórica, samba, pagode, gospel, pop, blues, rock, rap, MPB, jazz e reggae).

As pautas do teatro a serem preenchidas compreendem de quarta-feira a domingo, no período de 1º de março a 21 de junho de 2019. Serão selecionados espetáculos de teatro infantil e de adulto, dança e música, inéditos ou já estreados. “As propostas selecionadas terão isenção da taxa de agendamento e não receberão quaisquer ajuda financeira por parte do município, mas ficam condicionadas à divisão de bilheteria. Cada proponente poderá marcar até quatro pautas, sequencialmente, ou de forma alternada”, ressalta o secretário.

Texto da Secom Ilhéus.

URUÇUCA: JOVENS ARTISTAS DO PROASSIST SE APRESENTAM NO TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS

Foto: Ascom Uruçuca.

A Prefeitura de Uruçuca, por meio da Secretaria de Assistência Social, levou ao Teatro Municipal de Ilhéus os jovens artistas do PROASSIST com o projeto “Dançando com o Coração”. O espetáculo aconteceu nos dias 01 e 02 de dezembro e fez parte do “Hall da Fama, Assim Nasce uma Estrela”, que homenageou a grande artista Lindaura Maria Barreto Kruschewsky, incentivadora da arte e do bom gosto.

O Prefeito Moacyr Leite Jr prestigiou o evento acompanhado da sua família, da Secretária de Assistência Social, Karine Siqueira com sua equipe e familiares dos artistas. Além de dar continuidade ao PROASSIST, que oferece aulas de dança, a exemplo de balé, jazz, Taekwondo e capoeira, o prefeito Moacyr tem incentivado a cultura no município, seja através da fanfarra, da quadrilha ou dos demais grupos artísticos.

Ele informou que o município está captando recursos para reconstrução do Centro de Cultura, com um novo projeto que já está pronto, “sei da importância daquele espaço para a comunidade e a diferença que a cultura faz na vida das pessoas.”, afirmou.

CRIANÇAS DA CASA AMARELA PARTICIPAM DO 4º FESTIVAL DE CAPOEIRA INFANTIL

Foto: Karoline Vital.

Ao longo do mês de novembro, a Escola & Brinquedoteca A Casa Amarela vem realizando atividades alusivas ao Dia da Consciência Negra, valorizando a herança cultural brasileira vinda da África. Como parte dessas atividades, o estabelecimento de ensino de Ilhéus realizou o 4º Festival de Capoeira Infantil em parceria com a Associação Negra Raiz. O evento aconteceu na Praça da Sapetinga na tarde do último sábado (24), com apresentações, troca de cordéis e entrega de berimbaus.

O Festival Infantil teve como tema os super-heróis na capoeira e foi a culminância das aulas ministradas pelo contramestre Rafael aos estudantes da Casa Amarela. “Durante letivo, oferecemos a capoeira como atividade extracurricular desde o Grupo 01 da Educação Infantil. A atividade é importante para o desenvolvimento global das crianças, ensinando também a valorizar a cultura afro-brasileira”, destacou o contramestre.

Através de exercícios e jogos, as crianças que participaram do 4º Festival de Capoeira Infantil mostraram o que aprenderam ao longo das aulas em uma roda formada pelos colegas e familiares. Integrantes da Associação Negra Raiz também participaram e apadrinharam os estudantes que realizaram a troca de cordéis. Os capoeiristas experientes ainda fizeram apresentações da capoeira regional, modalidade derivada da capoeira Angola e que incorpora movimentos de outras artes marciais.

SECULTBA ABRE INSCRIÇÕES PARA OCUPAÇÃO DE ESPAÇOS CULTURAIS

Estão abertas as inscrições para pessoas físicas ou jurídicas de natureza cultural que tenham propostas artístico-culturais para ocupar as salas principais, anfiteatros, foyers/galerias, áreas externas e salas multiuso de espaços culturais em diversos municípios da Bahia. Os interessados devem se inscrever, exclusivamente pela internet, através do site da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (www.cultura.ba.gov.br), no período de 07 a 24 deste mês. O resultado poderá ser conferido 20 dias após o término das inscrições.

A 5ª Convocatória de Ocupação de Pautas Artístico-Culturais dos Espaços Culturais – Ocupe Seu Espaço, lançada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), é uma seleção de pautas artístico culturais que busca impulsionar a difusão, democratizar o acesso, contribuir para as políticas culturais nos territórios e dinamizar os Espaços Culturais administrados pela SecultBA. A iniciativa abrange também possibilidades de ocupação dos espaços com a prática de atividades nas áreas como circo, teatro, artes visuais, performance, literatura  e música.

A convocatória integra a campanha Ocupe Seu Espaço e é um instrumento democrático que agrupa ações de uso dos equipamentos, revisão de rotinas e processos, melhorias físicas, manutenção, qualificação da comunicação, ações institucionais e ampliação da participação social. Por meio de comissões individuais para cada equipamento, serão montadas agendas para o período de 8 de janeiro a 20 de junho de 2019.

Os proponentes, no ato da inscrição, podem escolher dentre três linhas de ação para atuarem nos espaços. A linha referente à “Dinamização Estratégica” garante isenção em alguns espaços culturais e dependências. Em “Meses Temáticos” o proponente pode obter gratuidade caso sua proposta se enquadre ao tema referente ao mês pleiteado. E a linha de “Apoio Institucional” concede desconto de 50% sobre os valores de pauta – ou percentual de bilheteria – para propostas referentes à sala principal e às salas multiuso que façam cobrança de ingressos.

(mais…)

TEMPORADA DO PROJETO SEIS E MEIA INCENTIVA A DIVERSIDADE CULTURAL DE ILHÉUS

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

O Teatro Municipal de Ilhéus recebe, nesta quarta-feira, 31, às 18h30min, os músicos Múcio Selecta, Mc Billyfat e Cabeça Isidoro para o encerramento da temporada do Projeto Seis e Meia. Criado pela Secretaria Municipal da Cultura (Secult), o projeto incentiva a diversidade musical com diversos gêneros musicais, a exemplo de rock, rap, forró, hip-hop, dentre outros. Também se preocupa em incluir jovens artistas que começaram a carreira há pouco tempo. O ingresso custa R$ 2,00, mais um quilo de alimento e já pode ser adquirido na bilheteria do teatro.

Nos shows anteriores, o Projeto Seis e Meia teve participação de Ayam Ubrais Barco, e as bandas Intuito Neutro e Mulheres em Domínio Público, depois vieram no dia 10 deste mês a apresentação das cantoras Laís Marques, Pri Luparelli e Jacque Barreto. Já no dia 24 do mesmo mês, foi a vez dos artistas Eloah Monteiro, Cijay e Léo Abelha & banda marcar presença no Teatro Municipal.

O secretário municipal da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, destaca que o Projeto Seis e Meia renasceu com novo formato. “Já foi realizado de forma itinerante, passou por diversos bairros e distritos do município, teve primeira apresentação na Tenda do Teatro Popular, e os shows no Teatro Municipal sempre tiveram casa cheia”, lembra.

De acordo com Pawlo Cidade, o Seis e Meia já se consolidou no sul da Bahia para fomentar a produção musical. “O projeto surgiu acertadamente para estimular a produção artística musical local, buscar novos talentos, divulgar novos valores dos músicos do município e apresentar a diversidade rítmica”, ressalta.

Destaca Pawlo Cidade ainda que pelo Projeto Seis e Meia já passaram grandes nomes da música local e regional, a exemplo de Letto Nicolau, Herval Lemos, Délio Santiago, Selma Aguiar, Keketa, Itassucy, Chica de Cidra, Bebeto, Cláudia Moura, Suzy Rodrigues, Jonga Fialho, Edu Netto, Reizinho, Lula Armstrong, dentre outros.

Com informações da Secom/Ilhéus.

PREFEITA DE UBAITABA CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE CULTURA

Lucianno Coelho, coordenador de cultura e esporte da Prefeitura de Ubaitaba.

A prefeita de Ubaitaba, Suka Carneiro, sancionou a Lei nº 1.230/2018 aprovada pela Câmara de Vereadores que cria o Fundo Municipal de Cultura. Trata-se de instrumento para captação de recursos e concessão de incentivos em favor de pessoas físicas ou jurídicas para a realização de projetos artísticos e culturais no município. Para isso, os projetos precisarão ser aprovados pelo Conselho Municipal de Cultura. 

O Fundo será constituído por dotações orçamentárias e recursos adicionais que a lei estabelecer em cada exercício fiscal, transferências da União e do Estado, doações, auxílios, contribuições, transferências de entidades; receitas de aplicações financeiras do Fundo; parcelas de produto de arrecadação de outras receitas próprias oriundas de financiamento de atividades econômicas, os rendimentos e os juros de aplicações financeiras, de prestação de serviços e de outras transferências que o Fundo Municipal tiver direito, dentre outras.

O coordenador municipal de Cultura e Esporte, Lucianno Coelho, afirma que o Fundo era o instrumento legal que faltava para maior incentivo à cultura e outras manifestações artísticas da comunidade de Ubaitaba. Ele explica que anualmente o município destinará até três por cento do orçamento ao Fundo para que sejam aplicados dois por cento na cultura e um por cento em atividades esportivas. “Agora estamos aptos a firmar convênios e parcerias com os entes federais e a receber doações”, sintetiza.

PROJETO SAMBADELAS PROMOVE SHOW GRATUITO NO MIRANTE DA PIQUEIRA

As cantoras Eloah Monteiro, Laís Marques, Jacque Barreto, Ticiana Belmonte e Gabriela Maja vão se apresentar neste domingo, 21, a partir das 16 horas, no Mirante da Piqueira, no bairro da Conquista.

O show faz parte do projeto “SambaDelas”, criado pelo coletivo Cearabucanaiar, e reúne artistas da região que fazem samba com protagonismo feminino. O local da apresentação oferece uma das paisagens mais belas de Ilhéus.

Contemplado pelo edital Cultura Livre da Secretaria Municipal da Cultura, o show tem repertório diversificado entre sambas conhecidos e músicas autorais.

Para o secretário municipal da Cultura, Pawlo Cidade, a ideia de juntar mulheres amantes do samba e da boa música foi uma boa sacada da produção cultural.

SECRETARIA DE CULTURA LANÇA EDITAL MANOEL BARRETO PARA FORTALECER A CAPOEIRA

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

Mestres, contramestres ou grupos de capoeira de Ilhéus já podem inscrever projetos para o edital Manoel Barreto, a partir desta quinta-feira, 30. O chamamento público é um concurso promovido pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com o objetivo de selecionar propostas para o desenvolvimento da capoeira em diversos bairros e distritos de Ilhéus, organizar as solicitações e a distribuição de recursos financeiros. A inscrição fica aberta até 15 de outubro e os projetos podem ser executados entre janeiro e fevereiro de 2019. Serão contemplados 10 grupos, com prêmios de R$ 2,5 mil.

Segundo o secretário municipal da Cultura, Pawlo Cidade, o edital baseia-se em princípios para garantir a simplificação, ampliação e descentralização da distribuição de recursos para a capoeira de Ilhéus. “Contempla atividades como batizados e troca de cordões, aquisição de materiais, realização de ações de formação (seminários, oficinas, cursos) e outras formas de criação e apresentação que propiciem o acesso à capoeira”, enfatiza.

Manoel Barreto de Oliveira (Mané Barreto) nasceu em Malhador (Sergipe), em 26 de janeiro de 1930. Foi portuário desde os 18 anos de idade, e se tornou um dos precursores da capoeira na beira do cais, organizando rodas, sobretudo nos terreiros de candomblé. Mané foi de um tempo em que a capoeira tomava conta das ruas de Ilhéus. Casou-se com Maria Soledade Cardoso (dona Maricota), com quem teve nove filhos. Dois seguiram a trajetória do pai e se tornaram mestres de capoeira: Dui Barreto e Santos Barreto e um contramestre Chico Barreto. Morreu em 8 de dezembro de 1988, dia da padroeira dos capoeiristas, Nossa Senhora da Conceição. O edital Manoel Barreto homenageia o mestre Mané Barreto por sua história e tradição na capoeira de rua de Ilhéus.

Com informações da Secom/Ilhéus.

SECRETARIA DE CULTURA DE ILHÉUS DIVULGA VENCEDORES DO CONCURSO CRÔNICAS DE GABRIELA

Imagem: Secom/Ilhéus.

A Secretaria de Cultura de Ilhéus divulgou, nesta terça-feira, 7, os vencedores do Concurso Crônicas de Gabriela. Realizado em parceria com a Academia de Letras de Ilhéus e Livraria Papirus, o concurso escolheu três trabalhos por conterem originalidade, criatividade e ineditismo.

Rafhael Andrade Gonçalves, do município de Jitaúna, conquistou o primeiro lugar, com a crônica “Nem cravo, nem canela, flor de graxa do Malhado”. O segundo classificado foi Gabriel Sales Macedo, de Itabuna, com o texto “Especiarias para uma janta diuturna”. O terceiro lugar ficou para Gracielle Sales Macedo, de Ilhéus, com a crônica “Cravo, canela e passas”.

Os vencedores receberão um kit de livros de Jorge Amado, incluindo “Gabriela, cravo e canela”, patrocinado pela Livraria Papirus. O primeiro lugar recebe um smartphone, e todos os participantes receberão certificado de participação fornecido pela Secult. O concurso teve como objetivo recordar os 60 anos do romance “Gabriela, Cravo e Canela”, do escritor Jorge Amado, e possibilitar sobre a reflexão do papel da mulher na sociedade.

A solenidade de premiação está marcada para sexta-feira, 10, a partir das 17 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus, durante as festividades do aniversário do escritor. O secretário da Cultura, Pawlo Cidade, afirma que “concursos que estimulem a criatividade literária e enalteçam nossos principais escritores fortaleçam nossa memória serão sempre incentivados. Já fizemos um concurso de poesia, agora este de crônicas, e depois será a vez do romance”.

A comissão julgadora foi composta por Josevandro Nascimento, Maria José Caldas Schaun, Gustavo Cunha Carvalho da Silva, Neuza Maria Kerner Vieira e Geraldo Lavigne de Lemos, membros da Academia de Letras de Ilhéus.

TERREIRO DE MATAMBA TOMBENCI NETO RECEBE SEGUNDO ENCONTRO DA ORALIDADE NESTA SEXTA-FEIRA

Imagem: Ascom.

O segundo Encontro da Oralidade será realizado nesta sexta-feira, dia 10, a partir das 19 horas, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto. Mãe Ilza irá discutir sobre Poéticas Negras Contemporâneas e Ancestralidade com Sanara Rocha, multiartista soteropolitana e Tereza Sá, professora, poetisa e atriz ilheense.

Sanara Rocha é feminista negra, produtora cultural e multiartista com campo de atuação na cidade de Salvador. Mestranda em Cultura e Identidade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Integrante do grupo NATA (Núcleo Afro-brasileiro de Teatro de Alagoinhas) desde 2009, onde atua como percussionista, Sanara desenvolve uma pesquisa etnomusicológica acerca das tradições percussivas femininas de matriz africana e da orquestra ritual candomblecista de diferentes nações étnicas.

Natural de Ilhéus, Tereza Sá é especialista em Leitura e Produção Textual e Educação e Relações Étnico-raciais (UESC) e, atualmente, mestranda em Ensino e Relações Étnico-Raciais (UFSB). Ativista do Movimento Negro Unificado (MNU).

Tereza acredita que a educação é o caminho para a mudança da sociedade, ela explica que incentiva “principalmente os jovens estudantes a perceberem que se faz urgente a presença dos afrodescendentes nos lugares de prestígio na sociedade” e completa “pois este é o melhor caminho para acabarem com as práticas discriminatórias, racistas, sexistas, homofobias, transfóbicas, entre tantas outras presentes em nossa sociedade”.

O evento tem entrada gratuita e contará, também, com a participação do grupo Samba de Treita, que resgata a tradição do samba de roda e de terreiro. A atividade faz parte da terceira edição do projeto Mãe Ilza Mukalê (MIM III), uma iniciativa da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, que conta com promoção do Estado da Bahia.

Mais informações neste link.