COM SAÚDE EM CRISE, SECRETARIA REALIZA FESTA NA PRAIA

O blog Agravo traz nessa sexta (15) uma notícia no mínimo estarrecedora sobre a saúde de Ilhéus.

Enquanto a secretaria deixa postos de saúde fecharem por falta de funcionários, remédios e materiais básicos, o chefe da pasta, Ronaldo Lavigne, autorizou a realização de uma festa com dinheiro público para brindar a candidatura a vereador de seu irmão, Rolando Lavigne.

Segundo o blog, a confraternização reunirá nessa sexta (15) funcionários comissionados e convidados vips, que vão dançar muito forró, beber e comer as custas da população numa barraca de praia da zona sul.

A festança com dinheiro público causou rebuliço na secretaria e alguns funcionários pretendem denunciar o fato ao Ministério Público.

IMPASSE ENTRE PM PAULISTA E CONDEPE ADIA EXUMAÇÃO DO CORPO DE IVO TELES

A exumação foi iniciada, mas os peritos decidiram adiar. Foto: Blog do Gusmão.

Como o Blog do Gusmão relatou na última terça-feira (12) numa reportagem investigativa (relembre aqui), o corpo do aposentado Ivo Teles, que morreu em abril, após passar por complicações decorrentes de um espancamento que sofreu no “massacre de Pinheirinho”, seria exumado nessa quinta-feira (14), no cemitério São João Batista, em Ilhéus.

Como previsto, na tarde dessa quinta representantes do Conselho Estadual dos Direitos Humanos de São Paulo (Condepe), da imprensa, da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Bahia, representada pelo deputado Yulo Oiticica, e familiares de Ivo Teles estiveram no cemitério para acompanhar a exumação, mas foram impedidos pela polícia paulista.

A negativa ao acompanhamento dos trabalhos, principalmente da imprensa, partiu do presidente do Inquérito Policial Militar (IPM) da PM de São Paulo, capitão Wilker dos Santos.

O capitão Wilker, da PM de São Paulo (de óculos escuros) tentou expulsar a imprensa do cemitério, e fez de tudo para afastar os representantes do Condepe. O juiz Antonio Faiçal, da 2ª vara criminal de Ilhéus, deu um basta no mandonismo do oficial. Foto: Blog do Gusmão.

Ontem (quarta, 13), o capitão já havia tentado alterar a data da exumação para confundir a imprensa e os representantes do poder público.

Criado o impasse, coube ao juiz Antonio Alberto Faiçal Júnior, da 2ª Vara Criminal de Ilhéus, expedir oficio autorizando o acompanhamento da exumação. A imprensa teve que ficar a 50 metros da cova e os representantes do condepe a 10 metros.

Ainda assim, com tudo resolvido, os peritos do Departamento de Polícia Técnica da Bahia não puderam realizar a exumação, já que não havia mais luminosidade.

O juiz Antonio Faiçal e os peritos acordaram que a exumação vai ocorrer nesta sexta-feira, dia 15, às 8h30min.

CASA CIVIL EMITE NOTA SOBRE PLÁGIO NOS ESTUDOS DO PORTO SUL

A Casa Civil do Governo da Bahia se pronunciou sobre a denúncia de um suposto plágio no Estudo de Impactos Ambientais (EIA/RIMA) do Porto Sul. A notícia foi dada em primeira mão pelo Blog do Gusmão, lembre aqui. Confira a nota assinada por Eracy Lafuente Pereira, Coordenador de Infra Estrutura da Casa Civil.

1 – Foram desenvolvidos vários estudos com dados primários na parte do meio físico, biótico e social. Diversos profissionais formam o corpo técnico da empresa consultora e de outras contratadas. Todos estes
consultores têm responsabilidade técnica aferida nos órgãos de classe e nas instituições acadêmicas. Este cuidado foi tomado para garantir um aprofundado diagnóstico do EIA/RIMA, que foi encaminhado em agosto
de 2011 ao IBAMA. A equipe técnica goza de qualificação e prestígio no meio acadêmico da Bahia, pois é formada por profissionais com larga experiência e responsabilidade técnica, e em grande parte professores universitários e profissionais seniores.

2 – O suposto plágio estaria em trechos de um estudo de autoria de uma dessas consultorias, o ICON – Instituto de Conhecimento, tem larga experiência em estudos de pesca, tendo como coordenador técnico o senhor José Amorim Reis–Filho, biólogo graduado na Universidade Católica de Salvador, pesquisador do Núcleo de Fisiologia de Peixes Estuarinos da Universidade Federal da Bahia. Tal estudo, elaborado conjuntamente pelos senhores Guilherme Luiz de Carvalho Marback Filho e José Roberto Caldas Pinto, foi incorporado ao diagnóstico da empresa líder dos estudos ambientais.

3 – O ICON apresentou um texto que foi integrado aos estudos e cita explicitamente quem os realizou. São citados os nomes de quem se queixa e de outras entidades no EIA-RIMA. Identificação de trechos sem
aspas e sem referência já foram objeto de correção nos estudos complementares coordenados pela empresa contratada pelo Estado, inclusive seguindo orientação do IBAMA.

4 – Ainda que resguardadas a legitimidade das observações desta natureza, reiteramos aqui nosso compromisso com a transparência das informações constantes no EIA/Rima, objeto de debate em sete audiências publicas que contaram com a participação de mais de oito mil pessoas e com acompanhamento do órgão licenciador e demais instituições públicas interessadas.

5 – Embora se considere este fato merecedor de controle técnico e acadêmico, sempre louvável, ainda mais quando para dar viabilidade a um empreendimento importante para o Estado da Bahia, as informações e os estudos desenvolvidos foram de autoria de uma equipe técnica de alto valor acadêmico e científico.

GUARDA MUNICIPAL DENUNCIA NEWTON LIMA

O ex-comandante da Guarda Civil de Ilhéus, conhecido como Pedro da Guarda, denunciou o prefeito Newton Lima ao Ministério Público Federal (MPF).

Em dezembro de 2009, o município recebeu 600 mil reais da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) para investir na estruturação da guarda.

Mas segundo Pedro, a prefeitura não utilizou corretamente a verba, nem prestou contas à União.

A falta de responsabilidade impediu que a corporação recebesse mais recursos do governo federal e inviabilizou a realização de treinamentos e melhorias na qualidade do serviço prestado à população.

O prefeito já foi chamado pelo MPF para prestar esclarecimentos sobre a denúncia.

PRESENTE DE GREGO PARA OS MORADORES DA SANTILHA GUEDES

A prefeitura de Ilhéus abriu um enorme buraco (de ponta a ponta) na Travessa Santilha Guedes, no Pontal, próximo ao Aeroporto Jorge Amado, para fazer a manutenção da rede pluvial, mas simplesmente abandonou a obra.

Segundo moradores, há mais de um mês que ninguém aparece no local para dar satisfações sobre a retomada dos trabalhos.

Enquanto o executivo enrola, a população convive com o mau cheiro, a proliferação de mosquitos e uma nada agradável paisagem.

Confira um vídeo feito pelo blogueiro Correia Neles.

 

VERGONHA: VENTILADORES NO TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS

Ventiladores para amenizar o calor.

Apesar de cobrar uma taxa de administração alta pelo uso do Teatro Municipal, a prefeitura de Ilhéus não reverte os valores arrecadados em melhorias para o espaço.

Durante as exibições de filmes do Festival de Cinema Baiano (Feciba), ventiladores foram usados para suprir a ineficiência dos aparelhos de ar-condicionado.

Na noite de ontem (quarta, 04), quando o teatro lotou com a exibição do documentário “O Nó – Ato Humano Deliberado” o público sofreu com o calor.

Problemas também são encontrados nos banheiros sujos e com vazamentos que alagam o chão.

ESGOTO INVADE CASAS NO BAIRRO DE FÁTIMA

Esgoto a céu aberto atinge casas no bairro de Fátima.

As fotos acima mostram o descaso da Emasa com moradores da II Travessa Monte Alto, no Bairro de Fátima, em Itabuna, por onde um esgoto escorre há mais de três meses e a empresa ignora o problema.

Segundo moradores, o esgoto percorre toda a rua, inclusive invadindo casas e levando mau cheiro e risco de doenças.

Na última semana, uma equipe da Emasa foi ao local, avaliou o problema e afirmou que voltava na última terça (27), mas até essa quinta (29), ninguém apareceu.

Um morador observa que na propaganda da TV a empresa é um exemplo de prestadora de serviço público, mas na vida real, deixa muito a desejar.

CALÇADÃO ABANDONADO

Uma "lombada" em frente ao Bradesco, próximo à Avenida Dois de Julho. Cadê o secretário de obras Paulo Goulart?

Andar pelo calçadão da Marques de Paranaguá, no centro de Ilhéus, é quase como brincar de campo minado, tem que saber onde pisar.

Não é difícil ver buracos na rua ou grades de proteção dos bueiros quebradas. Os “pegadores de topada” fazem vítimas todos os dias.

Na última semana, o médico Guilherme Adami de Sá quase quebrou a perna ao tropeçar no calçadão.

CONTRACHEQUE NA MÃO E BOLSO VAZIO

Ao contrário do relatado num informativo da secretaria, que circula pela cidade, a pasta da saúde, a mais problemática do governo, ainda não honrou todos os débitos de 2011.

Segundo informações, fornecedores e prestadores de serviços vivem ligando para o financeiro à procura dos pagamentos.

Os funcionários, sejam contratados ou efetivados, também têm muito a reclamar. A secretaria emitiu na última semana os contracheques do salário de dezembro e décimo terceiro, mas até agora os repasses ficaram só no papel.

RADIALISTA ACUSA ASSESSORES DE BEBETO

O radialista Jarles Soares acusa três assessores do sindicalista Bebeto Galvão de tentar intimidá-lo quando saía da rádio onde trabalha em Ilhéus, na tarde de ontem (terça-feira, 03).

Segundo Jarles, o motivo seria uma entrevista com um ex-diretor do Sintepav, sindicato que Bebeto comanda. Na conversa, o uso político do sindicato seria denunciado.

O radialista afirmou não ter sofrido ameaças explícitas, mas confirmou a intimidação dos três assessores (Alisson, Wagner Bastos e Zerinaldo Sena) devido à forma como foi abordado.

Em pleno estado democrático, é inaceitável que um profissional da imprensa sofra intimidações. 

O espaço está aberto aos assessores de Bebeto para explicações ou contestações, caso o fato não tenha acontecido como relatou o radialista.

BARULHO: EMPRESÁRIO PEDE SOCORRO

Isso incomoda muita gente.

Um empresário de Ilhéus, cansado de sofrer com o barulho causado por carros equipados com potentes sons, fez um apelo via Facebook pedindo que alguém o ajudasse a acabar com o martírio.

O empresário é dono de uma pousada em Olivença, vizinha a casa onde um carro modelo Gol tocava pagode e arrocha num volume insuportável desde as primeiras horas de ontem (domingo, 01).

Segundo o relato do empresário, ele estava impossibilitado de sair do estabelecimento e também não conseguia contato com a polícia civil nem com a Delegacia de Polícia Ambiental de Ilhéus. 

VERGONHA PARA ILHÉUS

Morador da zona sul de Ilhéus, que preferiu não se identificar, relata que na tarde de ontem (domingo, 01) sua esposa precisou de atendimento médico e, por ter plano de saúde, procurou algumas clínicas da cidade. As que não estavam fechadas, não tinham médicos.

O cidadão acabou procurando o Hospital São José, único lugar da cidade que teve condições de atender sua companheira.

Enquanto aguardava, o rapaz conheceu uma turista de Brasília, que disse estar horrorizada com as péssimas condições da cidade. Lixo nas ruas, praias sujas, hospitais sem médicos, falta de segurança e tudo mais que uma cidade turística não pode ter.

TURISTA MORRE AFOGADO EM ILHÉUS. CADÊ OS SALVA-VIDAS?

Um homem com cerca de 30 anos morreu afogado na praia do sul, em Ilhéus, na tarde de ontem (quinta-feira, 29).

Segundo o blog Agravo, o rapaz era um dos passageiros do transatlântico que chegou ao porto do Malhado na manhã de quinta-feira.

No momento do acidente, segundo o blog, não haviam salva-vidas no local. Outros banhistas perceberam a movimentação estranha do turista, conseguiram chegar ao local onde ele estava, mas a grande quantidade de água ingerida o levou a morte.

O rapaz não teve a identidade revelada e estava acompanhado de um tio e namorada.

Acidentes desse tipo são cada vez mais constantes no litoral ilheense, a cidade tem mais de noventa quilômetros de litoral e trinta salva-vidas. Enquanto a prefeitura enrolar para convocar os concursados, essa triste cena, que só afasta visitantes, vai continuar se repetindo.