Estudante baiano cria bebida que auxilia no tratamento de diabetes

Poucas pessoas tem um olhar para enxergar um desafio e buscar uma solução inovadora. Esse é o caso de Diogo Regis, 17 anos, estudante do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande (Cetep), em Barreiras, no oeste da Bahia, que desenvolveu, em seu trabalho de iniciação científica, uma bebida nutricional à base de um fruto típico da região, o jatobá.

A bebida pode ajudar na alimentação de pessoas que possuem anemia, diabetes, e outras doenças, por conta do baixo teor de açúcar e do alto teor de nutrientes como ferro e magnésio. De acordo com o jovem pesquisador, a ideia surgiu como uma possível solução para o desperdício que há na região em relação ao jatobá. “Como o jatobá é uma fruta típica aqui de Barreiras, é comum que, em algumas épocas do ano, uma parte seja descartada”, afirma.

Com a matéria-prima abundante e a vontade de melhorar a qualidade de vida das pessoas, Diogo pensou, inicialmente, em submeter a ideia à Feira de Ciências e Tecnologia realizada no Cetep. “Procurei a professora Wilka Miranda, que me ajudou a elaborar o projeto. Após alguns estudos, descobrimos que o jatobá pode atuar na hemoglobina, prevenindo e curando a anemia e na diminuição do açúcar no sangue, prevenindo e controlando a diabetes”.

A iniciativa está em fase de desenvolvimento, através da realização de testes para aperfeiçoamento, mas Diogo já adianta que, quando concluída a fase de testes, os benefícios serão muitos. “Além do apoio na alimentação para a população em geral, a bebida trará benefícios para as comunidades extrativistas que poderão comercializar o fruto, tornando a prática uma fonte de renda”, explica.

A orientadora do projeto, Wilka Miranda, que é engenheira agrônoma, chama atenção para a importância de apoiar iniciativas científicas desde o ensino médio. “Incentivar a pesquisa entre os jovens é fundamental na formação não apenas de profissionais, mas de cidadãos conscientes e preocupados em buscar soluções para melhorar a vida das pessoas e do meio ambiente de forma geral”. Entre os apoiadores que ajudaram na concepção do projeto estão a Faculdade São Francisco de Barreiras (Fasb) e o próprio Cetep BRG. Informações da Secom\Ba.

Inscrições no Mais Estudo devem ser feitas até sexta-feira

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até sexta-feira (13), o processo de seleção de monitores do projeto Mais Estudo. O projeto, de monitoria estudantil, é voltado para o fortalecimento das aprendizagens em Língua Portuguesa e Matemática nas escolas da rede estadual de ensino. No Mais Estudo, estudantes com bom desempenho escolar apoiarão outros colegas no reforço das aprendizagens e receberão uma bolsa mensal de R$ 200 nos próximos três meses.

Para participar do projeto, os gestores escolares devem acessar o Portal da Educação, identificar o número de vagas disponíveis para a sua escola, informar dados gerais sobre os professores que atuarão como supervisores e os estudantes monitores selecionados, conforme os critérios estabelecidos no edital do Mais Estudo, sendo um deles que o estudante deve ter média igual ou superior a oito. Uma comissão da escola participará da seleção internamente.

A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Falcão, explica que “o processo é bem simples para dar a maior agilidade na implantação do projeto, que já deverá estar em pleno funcionamento, com as monitorias sendo iniciadas no dia 16 de setembro”.

A previsão é que sejam investidos recursos na ordem de R$ 4,5 milhões no auxílio monitoria, beneficiando 10 mil estudantes. Além de fortalecer as aprendizagens dos estudantes, o Mais Estudo também visa despertar no aluno monitor o desejo pela prática docente, por meio de atividades de natureza pedagógica, e contribuir com práticas inovadoras de ensino e de aprendizagem, considerando a fluidez do diálogo e a aproximação existente entre os estudantes.

Inscrição para vagas remanescentes do Fies começa nesta quarta-feira

O processo seletivo para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2019 começa nesta quarta-feira (4). As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site do programa.

As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas durante os processos seletivos regulares do Fies. Por exemplo: desistência dos candidatos pré-selecionados ou pela falta de documentação.

O edital com os prazos foi publicado na edição dessa segunda-feira (2) do Diário Oficial da União.

Como ocorre desde o segundo semestre de 2015, houve o estabelecimento de cursos prioritários. Até sexta-feira (6), serão ofertadas somente as vagas remanescentes nas áreas de saúde, engenharia e ciência da computação, licenciatura, pedagogia normal e superior.

A partir de sábado (7), as inscrições são abertas para todas as áreas. Os prazos para participar do processo seletivo dependem da situação do estudante. Candidatos não matriculados em Instituição de Educação Superior têm até 11 de setembro para se inscrever. Para os matriculados, o prazo é 29 de novembro.

Para a inscrição, o candidato tem que atender às seguintes condições: ter participado do Enem, a partir da edição de 2010, obtendo média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero; e possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

A ocupação das vagas será ocorrerá de acordo com a ordem de conclusão das inscrições, que garantem ao candidato apenas a expectativa de direito à vaga remanescente para a qual se inscreveu. Após a conclusão da inscrição, o candidato tem dois dias úteis para validar as informações na instituição de ensino.

Não pode fazer a inscrição o candidato que não tenha quitado financiamento anterior pelo Fies ou pelo Programa de Crédito Educativo ou aquele que atualmente possua financiamento do Fies.

Governo do Estado promove 900 professores das universidades

Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

O Governo do Estado, por meio das secretarias da Administração (Saeb), da Educação e da Casa Civil, publicou, no sábado (31), no Diário Oficial, a Lei 14.122, que estabelece o quadro de cargo de provimento permanente do magistério público das quatro universidades estaduais da Bahia. Com isso, serão concedidas 900 promoções da carreira, conforme acordo feito com a categoria.

Com a Lei, os professores universitários terão um ganho de até 22,75% sobre os vencimentos. Serão promovidos os docentes em todos os níveis da carreira: assistentes, auxiliares, adjuntos, titulares e plenos do quadro do magistério da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Isso vai gerar um impacto financeiro estimado em R$ 12,7 milhões este ano e R$ 16,9 milhões em 2020.

De acordo com a Lei, a Uneb terá um total de 398 vagas abertas para promoção de docentes. Serão 139 vagas para a promoção do cargo de professor auxiliar para assistente e outras 139 vagas de assistente para adjunto. Também terá 83 vagas para promoção do cargo de adjunto para titular, além de 37 de professor titular para pleno.

Na Uesb serão 227 vagas para promoção de professores, sendo 97 promoções do cargo de assistente para adjunto, 97 de adjunto para titular e 33 do cargo de titular para pleno.

A Lei prevê que a Uesc terá 151 vagas para promoção de docentes. Deste total, 68 vagas serão para promover professores assistentes em adjuntos, 63 do cargo de adjunto para titular, além de 20 vagas para a promoção de titular para pleno.

Já na Uesf, a Lei prevê a abertura de 124 vagas para promoção de professores, sendo 52 de assistente para adjunto, outras 52 de adjunto para titular e 20 de titular para pleno.

Faculdade Madre Thaís oferece pós em Finanças e Controladoria Empresarial

Próxima turma terá início na última semana desse mês.

Muitas pessoas do ramo financeiro estão em busca de um curso de especialização. Nesse sentido, uma boa recomendação é investir na pós-graduação de Finanças e Controladoria Empresarial.

O curso está sendo oferecido pela Faculdade Madres Thaís (FMT-Ilhéus) e vai iniciar uma turma na última semana deste mês de agosto.

De acordo com os coordenadores, a professora Elba Karla Leão e o professor Silvio Wellington Santos, “o curso leva em conta que para atuar na área de negócios o profissional necessita de uma formação sólida e abrangente. Nesse ambiente de forte competição, as decisões precisam estar sustentadas em metodologias, ferramentas e técnicas capazes de apontar as melhores alternativas”.

“A utilização de instrumentos e métodos gerenciais consagrados, certamente sustenta a formação do profissional que atua em cargos de decisão nas empresas, proporcionando foco de ação e aumento de desempenho,” acrescenta.

O profissional com uma formação especializada na área de “de Finanças e Controladoria Empresarial” desenvolve um arcabouço de conhecimentos que lhe garante sustentação para reconhecer os problemas empresariais e tratá-los de forma a conduzir as empresas a patamares mais elevados de lucratividade, de rentabilidade dos investimentos e de longevidade em tempos de desafios imprevisíveis.

Essa é a proposta do curso de pós-graduação em “de Finanças e Controladoria Empresarial” oferecido pela Faculdade Madre Thaís (FMT-Ilhéus), informações (73) 3222-2330/2331-2334 e [email protected]ís.com.br.

MEC analisa novo modelo de distribuição de recursos para universidades

Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

O secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Arnaldo Lima, defendeu, nesta segunda-feira (19), uma nova distribuição de recursos da União para as universidades federais. Para ele, os índices de desempenho seriam um balizador mais adequado para definir o repasse de verbas.

Arnaldo afirmou que as universidades com os melhores índices de governança, por exemplo, deverão ser premiadas. “A forma de exercer autonomia universitária é prestar contas do subsídio que recebe. Então, quem é que presta contas? É aquele que tem melhor governança. Os indicadores de governança fazem com que a gente tenha mais previsibilidade para que não faltem recursos.”

Segundo ele, existem alunos de universidades no Sudeste que custam mais caro que alunos do Nordeste, por exemplo. “Muitas vezes as universidades que se destacam no índice de governança, ou seja, que fazem melhor planejamento, são as que menos recebem recursos”. O secretário falou no 3º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, o Jeduca, ocorrido em São Paulo.

Ele acrescentou que a mudança será discutida com os reitores. Um dos indicadores será o ranking de governança do Tribunal de Contas da União (TCU). Outros índices utilizarão a criação de patentes e de empregabilidade. A previsão é que o debate sobre o tema seja aprofundado entre o final deste ano e meados do ano que vem.

Professores indígenas participam de formação continuada em Itabuna

Iniciativa contempla os povos Tupinambá e Pataxó Hãhãhãe.

A Secretaria da Educação do Estado iniciou ontem (segunda-feira, 19), em Itabuna, mais uma formação continuada, desta vez para 90 professores de seis escolas da rede na área do Núcleo Territorial de Educação de Itabuna (NTE 05), contemplando os povos Tupinambá e Pataxó Hãhãhãe.

A atividade, que segue até sexta-feira (23), no Tarik Fontes Plaza Hotel, sob a responsabilidade de educadores da Fundação Getúlio Vargas (FGV), também contemplará professores das redes municipais por conta do regime de colaboração da Secretaria da Educação do Estado com os municípios.

A professora de Ciências e Biologia Luzinete Muniz Pataxó, do Colégio Estadual da Reserva Indígena Caramuru do provo Pataxó Hãhãhãe, destacou a expectativa e a importância desta formação para os educadores indígenas. “Já era algo bastante almejado por nós, professores. Acredito que será de suma importância esta capacitação para o povo indígena, uma vez que vamos fortalecer as comunidades escolares indígenas a partir da prática pedagógica diferenciada, respeitando as tradições e a cultura indígenas”, avaliou.

O coordenador de Educação Escolar Indígena da Bahia, José Carlos Magalhães, fez uma avaliação do primeiro dia da formação. “Tivemos uma abertura dos trabalhos muito produtiva, considerando que a atividade mobiliza e eleva a autoestima dos participantes, dentro do processo de instrumentalização do professor indígena para a melhoria da sua prática pedagógica intercultural, interdisciplinar e bilíngue, em sala de aula”, afirmou.

Sobre a formação

Composta por três módulos e ministrada também por professores de etnias como Guarani, Tupinambá e Pataxó, a formação propõe a discussão de temas relevantes e atuais para o processo de ensino e aprendizagem nas escolas indígenas. A capacitação está fundamentada no fortalecimento do pertencimento étnico; na valorização dos conhecimentos tradicionais indígenas; nas visões de mundo; e no acesso aos códigos, ciências e tecnologias da sociedade nacional que possam subsidiar os projetos societários e indenitários nas escolas indígenas. O primeiro módulo desta formação já foi realizado no polo de Porto Seguro e ocorrerá ainda no polo de Paulo Afonso.

A rede estadual de ensino possui, atualmente, 6.765 estudantes indígena matriculados, em 27 escolas indígenas e 43 anexos, em todo o estado, contemplando 16 etnias. A superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação, Manuelita Falcão Brito, explicou que “a formação continuada com os professores indígenas é um compromisso da secretaria com a Educação Indígena. Esperamos que os nossos professores possam sair desta formação mais fortalecidos. Também precisamos ter um debate sobre as diretrizes curriculares e a própria construção desse conteúdo para o currículo específico da Educação Indígena”.

Prefeitura de Uruçuca prossegue com formação e capacitação de professores

Professores de História e de Geografia de Uruçuca. Foto: Ascom.

O curso de formação e capacitação para os professores continua em Uruçuca. Na última semana, a Secretaria de Educação realizou no salão paroquial uma formação direcionada às disciplinas de Geografia e História, com foco nas regiões brasileiras, ministrada pela  professora da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Tereza Genoveva Nascimento Torezani.

Esta formação teve como objetivo o fortalecimento de metodologias e práticas em sala de aula e um suporte para o Projeto Cultural da Rede, sobre as Regiões Brasileira, que terá a culminância em setembro. O evento contou com todos os coordenadores e professores de Geografia e História da rede municipal.

Secretaria Estadual de Educação realiza matrículas para cursos técnicos hoje e amanhã

Foto ilustrativa: Claudionor Jr.

A Secretaria de Educação da Bahia abriu matrículas para os cursos técnicos de nível médio para o segundo semestre na rede estadual. Os alunos podem se matricular hoje e amanhã (quinta-feira, 18, e sexta-feira, 19). São mais de 20 mil vagas ofertadas para duas formas de articulação. Deste total, 12.510 vagas são para a forma de articulação subsequente, para aqueles que se inscreveram e foram classificados no sorteio eletrônico, cujo resultado está disponível no Portal da Educação.

As outras 7.720 vagas são para cursos do PROEJA Médio, direcionadas a aqueles com mais de 18 anos, que concluíram o Ensino Fundamental e que não precisaram de inscrição prévia.

A matrícula para as duas formas de articulação será realizada, presencialmente, nas unidades de ensino. No caso do subsequente, os candidatos devem se dirigir às unidades escolares indicadas na inscrição do sorteio eletrônico e para os quais foram contemplados.

Os do Proeja devem observar as unidades ofertantes conforme lista disponível no Portal da Educação. Nos dois casos, no ato da matrícula, o estudante deve apresentar documentos como o original do histórico escolar; originais e cópias da cédula de identidade ou certidão de registro civil; do CPF; e do comprovante de residência. As aulas serão iniciadas no dia 29 de julho.

(mais…)

SESI Bahia tem vagas gratuitas na unidade de Ilhéus

SESI Ilhéus. Foto: Ascom.

O Serviço Social da Indústria (SESI Bahia) oferece oportunidade de jovens e adultos retomarem os estudos gratuitamente. Até 10 de agosto, a instituição está com inscrições abertas para 1.700 vagas de Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano) para quem tem mais de 18 anos. Os cursos são realizados na modalidade a Distância (EaD) e ainda restam vagas em Ilhéus, Luís Eduardo Magalhães, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

As matrículas devem ser feitas nas unidades de ensino do SESI dos municípios. Para se inscrever, basta ligar para os Polos. Os endereços das unidades e outras informações estão disponíveis no site.

O SESI oferece cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA) desde 1996 e, a partir de 2013, passou a oferecer também a EJA a Distância. Em 2018, foram 8.643 matrículas no programa em toda a Bahia. O SESI Bahia é a única instituição no Estado que oferece o ensino médio a distância, com oferta autorizada pelo Ministério da Educação. O curso também é reconhecido pelo Conselho de Educação do Estado.

Além disso, o SESI também possui a metodologia de Reconhecimento de Saberes, que identifica, valida e certifica as competências e habilidades desenvolvidas nas experiências de vida e trabalho do estudante. A principal vantagem é que o reconhecimento dos conhecimentos prévios do aluno diminui o tempo de curso, ao focar nas competências essenciais que o estudante precisa dominar para obter o diploma de ensino fundamental ou médio.

Confira os locais de matrícula.

Ubaitaba classifica 123 alunos para 2ª etapa da Olimpíada Brasileira de Matemática

Um total de 123 alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino de Ubaitaba está classificado para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas 2019. O objetivo principal da OBMEP é estimular o estudo da Matemática por meio da resolução de problemas que despertem o interesse e a curiosidade de professores e estudantes.

Cada escola deverá cadastrar os professores dos alunos classificados até o dia 13 de setembro. Foram classificados do Centro Educacional ubaitabense 41 alunos, sendo 20 do nível 1 e 21 do nível 2. O Colégio Estadual Octacílio Manoel Gomes classificou 42 dois estudantes do nível 3. Já o Colégio Municipal de Faisqueira, um total de 11, sendo 7 do nível l e 4 do 2.

O Colégio Vida, no centro, e a Escola Ana Maria Duarte Lona, do distrito de Piraúna, classificaram 4 alunos cada uma, dois dos níveis l e 2, respectivamente. A Escola Municipal Osvaldo Cruz, classificou 14 alunos do nível 1 e 7 do nível 2, totalizando 21 estudantes. O nível 1 compreende estudantes de 6º ou 7º anos do Ensino Fundamental; nível 2, de 8º ou 9º anos do Ensino Fundamental; e nível 3, estudantes do Ensino Médio.

UFSB divulga edital para mestrado em Ensino e Relações Étnico-Raciais

No total, são disponibilizadas 34 vagas.

O Programa de Pós-Graduação em Ensino e Relações Étnico-Raciais abriu Processo Seletivo para Alunos Regulares no campus Jorge Amado (Itabuna). O PPGER é curso direcionado para a formação continuada dos profissionais da educação formal e não formal, e para pessoas interessadas nas questões do ensino em espaços formais e não formais.

O foco do programa é a pesquisa aplicada a área do ensino, bem como a garantia da problematização das leis 10639/2003 e 11.645/2008, assim como o plano nacional das diretrizes curriculares para educação das relações raciais e o ensino de história e cultura africana e afro-brasileira.

A inscrição é gratuita e, para realizá-la, o candidato deverá preencher a ficha de inscrição e encaminhar os documentos solicitados [email protected], seguindo as orientações do Edital, a partir do dia 06 de junho até o dia 06 de julho.

Poderão se inscrever para a seleção de Mestrado os/as portadores/as de diploma de cursos superiores reconhecidos pelo MEC ou que sejam concluintes até o prazo de matrícula estabelecido no Edital ou portadores/as de diplomas de Graduação emitido por instituições em outros países.

No total, são disponibilizadas 34 vagas, sendo elas distribuídas entre ampla concorrência, profissionais da educação, profissionais da educação autodeclarada (o) negra(o), quilombola, cigana (o) ou indígena, candidata(o) autodeclarada(o) negra(o), quilombola, cigana (o) ou indígena , pessoas com necessidades especiais , pessoas trans (travestis, transexuais ou transgêneras, além das vagas supranumerárias para estrangeira(o), prioritariamente de origem de países africanos ou de origem de países latino-americanos.

O Processo consta de duas etapas:

– Primeira Etapa: Projeto de Pesquisa-Intervenção
– Segunda Etapa: Entrevista

As matrículas serão realizadas presencialmente no dia 14 de setembro e as aulas terão início no dia 16 de setembro.

Saiba mais em: Edital nº 07/2019

VII Semana Jurídica da Faculdade Madre Thais começa na próxima quarta-feira

Meios consensuais de solução de conflitos é tema da Semana Jurídica da FMT.

Com o objetivo de enriquecer o currículo acadêmico de discentes de Direito, principalmente para os que buscam o campo da advocacia nas áreas Penal, Constitucional, Cível, Consumidor, Processual, entre outros, é que a Faculdade Madre Thaís (FMT-Ilhéus) realiza a sua VII Semana Jurídica.

Com o tema “Acesso à justiça: meios consensuais de solução de conflitos”, o evento tem a coordenação Científica do Professor/Msc Josevandro Nascimento e será realizada a partir de quarta-feira (29) até sexta (31), no auditório Cid Gesteira, na FMT-Ilhéus, situada na Av. Itabuna, 1491, Gabriela Center.

Embora a programação da VII Semana Jurídica da FMT-Ilhéus seja voltada para os alunos do curso de direito, o público pode participar. A palestra de abertura, na noite de quarta-feira, será ministrada pelo Dr. Sami Storch, abordando “Constelação Familiar como instrumento de mediação”. As atividades do dia seguinte serão retomadas às 8 horas com o professor. Ricardo Mauricio Freire Soares, discorrendo sobre “O direito fundamental ao acesso à justiça no Brasil: obstáculos e desafios”.

Na parte da tarde serão realizadas as oficinas com o professor Diego Costa Almeida, sobre “Acordo extrajudicial como forma de resolução de conflito após a reforma trabalhista” e com a professora Luciana Moreno Monteiro, sobre “Psicologia e a ressignificação dos papéis de gênero no contexto da violência doméstica”.

O professor Sebástian Borges de Albuquerque Mello, a noite, vai falar sobre “Acesso à delação premiada e renúncia a direitos fundamentais” e o professor Luiz Augusto Coutinho, sobre “A missão Constitucional do advogado criminal na garantia de todos os cidadãos no acesso à justiça”.

No último dia os trabalhos serão retomado com a palestra do professor/Dr. Helvécio Argolo, “A efetividade dos meios consensuais de conflitos em Ilhéus”. Na parte da tarde a oficina com a professora Lara Kauark Gilliard, sobre “Justiça Restaurativa”. Também as palestras do professor César Faria com o tema “Acesso à justiça e a crise do Processo Penal Brasileiro”, professor Luiz Felipe Ramos com o “Acesso à justiça e a proibição do “non liquet”: o dever de decidir na sociedade complexa”.

O encerramento terá o desembargador e conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, Valtércio Oliveira, abordando “Importância do CNJ no acesso à Justiça” e a premiação do concurso de artigos e encerramento previsto para 21 horas.

UFSB oferece 1145 vagas na segunda edição do Sisu 2019

145 vagas são ofertadas.

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) participa pela primeira vez na segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com a oferta de 145 vagas para os cursos de Segundo Ciclo. A oferta está regulada pelo Termo de Adesão e pelo Edital nº 12/2019, divulgados na quarta-feira (22).

As inscrições poderão ser feitas no período de 4 a 7 de junho pelo endereço eletrônico do Sisu. Poderá se inscrever quem fez as provas do Enem 2018 e que, cumulativamente, tenha obtido nota acima de quinhentos pontos na prova de Redação.

Do total, 34 vagas são da modalidade ampla concorrência e 111 vagas são para as diferentes modalidades de políticas afirmativas definidas pela Lei Federal nº 12.711/2012 (Lei de Cotas). Os cursos, campus e a quantidade de vagas em cada um são as seguintes:

Campus Jorge Amado (Itabuna)

Engenharia Agrícola e Ambiental – 20 vagas
Engenharia Ambiental e da Sustentabilidade – 30 vagas
Engenharia Florestal – 20 vagas

Campus Sosígenes Costa (Porto Seguro)

Antropologia – 20 vagas
Artes do Corpo em Cena – 5 vagas
Ciências Biológicas – 10 vagas
História – 10 vagas

Oceanologia – 20 vagas
Som, Imagem e Movimento – 10 vagas

Cronograma

1ª chamada

Inscrições – 04 a 07/junho
Resultado da 1ª chamada – 10/junho
Matrícula presencial (14h às 20h) – 13, 14 e 17/junho
Publicação das matrículas homologadas – 19/junho
Recebimento de recursos – 21 a 23/junho
Publicação do resultado dos recursos – 27/junho
Indicação de interesse na Lista de Espera – 11 a 17/junho

(mais…)

Libras: Faculdade Madre Thaís inicia turma de pós-graduação em junho

Turma inicia em junho.

A Faculdade Madre Thaís (FMT-Ilhéus) está com vagas abertas para a pós-graduação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). A turma terá início no próximo mês de junho.

O curso “Libras: docência e interpretação” é destinado aos graduados em curso superior reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação) nas áreas de educação e saúde, além de intérpretes em libras e profissionais que atuam ou pretendam atuar na educação especial. O curso também é destinado para graduados com interesse na inclusão social.

A inscrição para a pós pode ser feita na Coordenação de Pós-Graduação da FMT, localizada na Av. Itabuna, em Ilhéus (próximo ao Gabriela Center), a partir das 14h. Mais Informações no telefone:  (73) 3222-2330.