O GOVERNO DA MENTIRA, TAMBÉM NA ESCOLA

O secretário de educação de Ilhéus, Sebastião Maciel, faltou com a verdade durante entrevista concedida hoje (sábado/03), a uma “repetidora” de um canal de TV, instalada em Itabuna.

O professor Maciel afirmou que a escola Nossa Senhora D’Ajuda, que fica no Acuípe, não possui ligação clandestina de energia, pois a eletricidade vem de um posto de saúde ao lado.

O Blog do Gusmão lamenta que o educador esteja encobrindo o fato. Tivemos o cuidado de ouvir professores e pais de alunos, que preferiram não se identificar, e todos confirmaram a origem irregular da energia utilizada (um gato). As imagens do vídeo gravado no local comprovam a nossa informação. O cabo elétrico vem de um poste. (Clique aqui).

Ressaltamos que Sebastião Maciel nunca está disposto a dar explicações, quando nossa reportagem o procura.

Ele prefere “criar” versões para difundi-las em outros meios.

“TIA, ME DÁ O LÁPIS AÍ”

Por Daniel Thame.

daniel2Lá pelos idos de 1995, durante uma viagem à Cuba, país que nas décadas de 60 e 70 do século passado alimentou a fantasia revolucionária e socialista de uma geração oprimida pela ditadura militar brasileira, deparei-me com vários estudantes que, em vez de pedir dinheiro, apontavam para o bolso da camisa e pediam lápis e canetas.

Isso mesmo, lápis e canetas!

À época, com a derrocada da União Soviética e do esfacelamento do bloco socialista na Europa, Cuba vivia o chamado “período especial”, com racionamento de alimentos, energia elétrica e de combustíveis. Produtos banais como sabonetes, absorventes, pasta de dentes, lápis, canetas e cadernos se transformaram em “artigos de luxo” para os cubanos.

Era de cortar o coração observar meninos e meninas que, graças ao eficiente e gratuito sistema educacional cubano, já falavam dois ou três idiomas e que seriam futuros médicos, engenheiros, arquitetos, físicos, etc., abordarem os turistas para pedir material escolar.

(mais…)

ESCOLA DE ILHÉUS NÃO TEM ÁGUA POTÁVEL E FUNCIONA COM UM “GATO” DE ENERGIA

A escola Nossa Senhora D’Ajuda, que fica no Acuípe, próximo à Olivença, é um pequeno exemplo do descaso que tomou conta da rede municipal de educação em Ilhéus.

A unidade de ensino não oferece água potável. Uma professora abnegada traz “o líquido precioso” de casa, para que as crianças não passem sede. A educadora garante: “a água que eu trago vem de um poço, mas, já foi analisada e é apropriada para o consumo”.

Além de educar, ela é merendeira, pois tem a incumbência de preparar o lanche dos alunos, que apesar de não faltar, vem de um cardápio restrito, que inclui quase sempre biscoitos, leite com chocolate e doces. Vale lembrar que o fundo nacional de desenvolvimento da educação (FNDE) exige a aplicação de um cardápio com alto valor nutritivo, como por exemplo: feijão, arroz, macarrão, carne, sopa, mingau e etc.

Pasmem os senhores! A escola tem energia elétrica, graças a um gato improvisado por alguns pais de alunos.

É de espantar!

Veja na TV GUSMÃO.

ALUNOS DE ESCOLA MUNICIPAL AINDA NÃO RECEBERAM OS LIVROS DIDÁTICOS

Alunos do CAIC de Ilhéus copiam os assuntos no caderno. Livros didáticos do governo federal, nem pensar.
Alunos do CAIC de Ilhéus copiam os assuntos nos cadernos. Livros didáticos do governo federal, nem pensar.

Os alunos da 4ª série do ensino fundamental, do CAIC Darcy Ribeiro, situado na zona sul de Ilhéus, estão concluindo o mês de setembro sem o auxílio imprescindível dos livros didáticos.

A mãe de um aluno se queixou ao Blog do Gusmão que dessa forma fica difícil para as crianças fazerem o acompanhamento dos assuntos estudados, principalmente no período das provas.

Pelo que se sabe, os livros enviados pelo governo federal costumam chegar nas escolas, antes do início do período letivo.

Tentamos entrar em contato com o secretário de educação Sebastião Maciel, para obter explicações sobre o problema, mas, não conseguimos porque o celular permaneceu desligado durante toda a manhã.

ITABUNA TERÁ PLANO MUNICIPAL DE JUVENTUDE

ASCOM: prefeitura municipal de Itabuna.

Itabuna terá Plano Municipal de Juventude-02-foto Vinícius BorgesDezenas de jovens se reuniram, no último sábado (19), com a proposta de discutir diretrizes para a estruturação do Plano Municipal de Juventude. Trata-se de um projeto desenvolvido pela Divisão de Juventude da Secretaria da Assistência Social (SAS) de Itabuna. O principal objetivo é efetivar as políticas destinadas aos jovens do município.

O chefe da Divisão da Juventude da SAS, Sérgio Fontes, explica que a criação deste setor contempla uma proposta de governo do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, que visa fortalecer políticas públicas específicas. “Os governos federais e estaduais já deram os primeiros passos e agora Itabuna também irá implementar suas políticas de juventude, criando seu Plano Municipal”, declara Fontes.

Para a formatação do plano, foram convidados estudantes do ensino fundamental e médio, além de universitários, alunos dos cursos de direito, psicologia, enfermagem e engenharia civil da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Unime e Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).

(mais…)

ESCÂNDALO DA MERENDA ESCOLAR: PREFEITURA ENTREGA CESTA BÁSICA PARA CRECHE COM 104 CRIANÇAS

A creche do centro comunitário Nossa Senhora da Conceição, no bairro Nelson Costa, possui um convênio com a prefeitura de Ilhéus, que assumiu o compromisso de pagar mensalmente as contas de água e energia da instituição, além de repassar a merenda escolar enviada pelo governo federal.

A administração do prefeito Newton Lima, e dos secretários Gilvan Tavares e Sebastião Maciel não vem honrando o que foi estabelecido, e para piorar ainda mais a situação, instituiu o “racionamento” da alimentação das crianças, chegando a entregar dois quilos de açúcar para serem consumidos durante 30 dias.

O secretário Maciel foi procurado pelo Blog do Gusmão. Por telefone, ele nos pediu que entrássemos em contato com a procuradoria jurídica, e solicitou mais denúncias para que pudesse corrigir “caso por caso”.

Veja na TV GUSMÃO.

O SECRETÁRIO/PROFESSOR PERMITE QUE A FOME MALTRATE SEUS ALUNOS

Comentário recebido pelo Blog do Gusmão.

Decepção: o grande professor Maciel, excelente mestre da Redação, finge que não está acontecendo nada, permitindo que crianças chorem de fome. O Maciel que conheci pediria exoneração em caráter irregovagável. Jamais aceitaria a iniqüidade.
Decepção: o grande professor Maciel, excelente mestre da Redação, finge que não está acontecendo nada, permitindo que crianças chorem de fome. O Maciel que conheci pediria exoneração em caráter irrevogável. Jamais aceitaria a iniqüidade.

Caro Emilio Gusmão, fico muito feliz em ver que determinados meios de comunicação também estão preocupados com essa situação inadmissível que está acontecendo com aos alunos do municipio de Ilhéus. Semana passada postei um comentário no site de Rabat falando da minha indignação com o problema da falta de merenda nas escolas de Ilhéus( Cadê a Merenda Escolar 09/09/2009).

Parabéns por sua coragem de também denuciar essa falta de respeito, desses que se dizem administradores da cidade. A insensibilidade dessas pessoas retrata o modelo de fazer politica nesse país. O que não dar pra entender caro Gusmão, é como um secretário/professor de anos de profissão deixa isso acontecer com aqueles que significam a essência da educação, seus alunos. É como um general que abandona seus soldados em campo de batalha.

Abraço e mantenha a luta.

ITABUNA ANTECIPA REAJUSTE SALARIAL PARA PROFESSORES

ASCOM: prefeitura de Itabuna.

Gustavo Lisboa Itabuna antecipa reajuste para professores -01-foto-Waldyr GomesAntecipando o que estava previsto no acordo coletivo assinado com o Sindicato do Magistério Público Municipal (Simpi) para acontecer em outubro, a Prefeitura de Itabuna está reajustando em 6%, agora em setembro, os salários dos professores dos níveis II e III da rede municipal de ensino. Este aumento salarial corresponde à segunda metade dos 12% concedidos no último mês de abril para toda a categoria e irá representar um acréscimo na folha de pagamento da Educação de, aproximadamente, R$ 170 mil, incluindo encargos trabalhistas.

O secretário da Educação, Gustavo Joaquim Lisboa, ressalta que a antecipação do reajuste reflete a intenção do Governo Municipal, particularmente da Secretaria da Educação, de promover cada vez mais a valorização do professor, respeitando e incentivando, dentre outros aspectos, a melhoria salarial, a formação inicial e a formação continuada do magistério público do município.

“Mas que isso, nós cumprimos na integra, ou seja, 100% de tudo o que previa a cláusula econômica do acordo coletivo assinado com o Simpi. O atendimento às reivindicações da categoria também é uma comprovação do respeito ao magistério, como ator principal no processo de ensino”, destaca Lisboa. Ele acrescenta que, tais fatores, interferem diretamente na qualidade da escola oferecida ao cidadão itabunense, já que a valorização profissional é determinante na elevação da autoestima do professor.

(mais…)

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO JÁ USUFRUEM DA MEIA PASSAGEM

ASCOM: câmara de vereadores de Ilhéus.

CARQUEIJAA Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou em primeira e segunda votação a emenda modificativa de nº 003/2009 do vereador Paulo Carqueija, que acrescenta nova redação a Lei Orgânica e garante aos estudantes de pós-graduação o direito a meia passagem. Direito este garantido aos estudantes diante da Lei Orgânica Municipal que diz ser “direito dos estudantes de 1º, 2º e 3º grau a meia passagem”. Diante desta lei, os estudantes vêm brigando pelo direito a pagar 50% do valor cobrado na tarifas desde março desse ano, mas somente seis meses de luta o direito foi concedido.

(mais…)

FNDE SUSPENDE REPASSE DOS RECURSOS DA MERENDA ESCOLAR PARA ILHÉUS

Os representantes do conselho de alimentação escolar informaram ao Blog do Gusmão, que as diversas irregularidades constatadas pelos auditores do FNDE (fundo nacional de desenvolvimento da educação) em Ilhéus, no mês de fevereiro, ocasionaram a suspensão do envio dos recursos da merenda escolar.

Desde agosto que a cidade não recebe as verbas do governo federal.

O governo municipal justifica a interrupção dos repasses devido ao não empossamento dos novos conselheiros do CAE, que ainda não assumiram, porque o sindicato dos professores não indicou os seus representantes.

Os sindicalistas contestam a informação, alegando que o verdadeiro motivo para o descredenciamento do município, é o prejuízo de R$ 296.123,65 ao erário, valor que o atual governo se comprometeu em devolver aos cofres da união no dia 30/04 deste ano, e que até agora não devolveu.

NOTA DA PREFEITURA SOBRE O ESCÂNDALO DA MERENDA É VAZIA

A nota emitida pela prefeitura de Ilhéus neste sábado (10), onde tenta desqualificar os veículos de imprensa que denunciaram o escândalo da merenda escolar, chamando-os de levianos, por mais que tenha sido assinada pelo secretário José Nazal, pessoa que merece o total respeito do Blog do Gusmão, não faz sentido e carece de fundamentação.

Além de confuso, o texto deixa subentendido que os autores nem sequer saibam do que a imprensa está tratando.

A composição da nota faltou com a verdade quando afirmou que “entre a Prefeitura Municipal de Ilhéus e o Governo Federal, não há em tramitação nenhuma pendência que envolva, denúncias fundamentadas, malversação ou outra que inspire desconfiança na forma correta com que temos agido. Toda a documentação encontra-se à disposição da sociedade”.

O relatório da auditoria realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação entre 16 a 20 de fevereiro deste ano, concluiu que ” os programas financiados com recursos desta autarquia (FNDE) não vêm sendo executados de maneira satisfatória pela Prefeitura Municipal de Ilhéus/BA, tendo em vista as constatações consignadas no presente relatório. Foram verificados prejuízos ao erário conforme os subitens 1.11, 1.16, 2 3.5″.

Os prejuízos somam R$ 296.123,65.

O secretário de educação Sebastião Maciel afirmou ao Blog do Gusmão, na última sexta-feira, que desconhecia o relatório. Da mesma forma procedeu o secretário de governo Jose Nazal, ontem (sábado/12), ao dizer a este blogueiro que não conhecia o teor do documento.

Portanto, fica mais do que evidente que a nota divulgada foi precipitada. Ela vai “totalmente” de encontro ao relatório de 40 páginas que fundamentou as denúncias publicadas por este blog.

Entre a Prefeitura Municipal de Ilhéus e o Governo Federal, não há em tramitação nenhuma pendência que envolva, denúncias fundamentadas, malversação ou outra que inspire desconfiança na forma correta com que temos agido. Toda a documentação encontra-se à disposição da sociedade. Estes são os fatos.

NOTA DA PREFEITURA DE ILHÉUS SOBRE O ESCÂNDALO DA MERENDA ESCOLAR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O governo Municipal de Ilhéus tem sido alvo de denuncias infundadas a respeito da execução física e financeira do Programa Nacional de Alimentação Escolar, que não condizem com os fatos, conforme segue:

01. O governo Federal repassa para a Merenda Escolar, a importância de R$ 0,22 (vinte e dois centavos) por aluno lanche/dia. Essa importância por não atender à composição do cardápio, já que se reconhece que não se lancha com esse valor, o Governo Municipal aporta adicionalmente recursos para o gás e a suplementação de mais R$ 0,13 (treze centavos). Compondo o valor lanche/dia/aluno para R$ 0,35 ( trinta e cinco centavos), o que sem duvida fica ainda muito distantes de atender os itens em quantidade  e qualidade.

02. Diante do baixo valor per capita começa a surgir a insatisfação dos alunos e, por extensão ampliam-se as especulações sobre a Merenda, sua execução e destino. O Controle Social através do CAE não tem proporcionado a contribuição necessária que se espera de um mecanismo de controle externo praticado pela sociedade, e dado tom de denúncia, e tem encontrado eco em vários setores de nossa sociedade terminando por gerar conflitos na interpretação dos fatos, dos documentos e principalmente da verdade que precisa ser  do conhecimento da sociedade.

(mais…)

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO AFIRMA QUE NÃO ADMINISTRA RECURSOS DA MERENDA ESCOLAR

MACIELMantivemos contato com o secretário de educação de Ilhéus, Sebastião Maciel, na noite de ontem (sexta/11).

Maciel afirmou ao Blog do Gusmão que desconhece o relatório do fundo nacional de desenvolvimento da educação, elaborado através de uma inspeção realizada entre os dias 16 a 20 de fevereiro deste ano, em Ilhéus, que apontou irregularidades na aplicação dos recursos destinados à merenda escolar.

O responsável pela educação ressaltou que sua secretaria não administra as verbas citadas. Quem gere os recursos é o secretário de finanças Gilvan Tavares, pois “é ele quem paga os fornecedores”, explicou Maciel.

Minutos depois, o secretário nos ligou informando que os pagamentos são realizados pelo Sr. Antônio que trabalha no 4º andar do prédio anexo ao palácio Paranaguá, e que ele poderia nos dar mais informações.

AUDITORIA DO FNDE CONSTATA VÁRIAS IRREGULARIDADES NA COMPRA DA MERENDA ESCOLAR

Leite estocado fora da geladeira no CAIC (zona sul). Imagem do conselho de alimentação escolar, feita em 17/04/2009.
Leite estocado fora da geladeira no CAIC (zona sul). Imagem do conselho de alimentação escolar, feita em 17/04/2009.

O Blog do Gusmão teve acesso ao “relatório de auditoria” refente à inspeção realizada em Ilhéus, no período de 16 a 20 de fevereiro de 2009, onde foram constatadas pelos auditores do FNDE (fundo nacional de desenvolvimento da educação), várias irregularidades na administração dos recursos da merenda escolar.

O documento  abrange os anos de 2007, 2008 e 2009 (até fevereiro), e desabona a conduta da administração Newton Lima. O FNDE enviou o relatório para o Ministério Público Federal e para a Controladoria Geral da União para que procedam as investigações necessárias.

Os indícios são vastos:

1- Entrega de produtos nas escolas, diferentes das marcas licitadas.

2-Deficiência na prestação de contas, relacionadas à apresentação de documentos que comprovem a lisura dos procedimentos.

3- Ausência de licitações em alguns casos.

4- Licitações irregulares.

5- Alimentos armazenados em locais que não oferecem condições de conservação.

6-Movimentação da verba destinada à merenda escolar, em contas bancárias que não são do programa.

7- Alimentos comprados sem critérios.

8- Alimentos comprados sem inspeção sanitária.

9- Ausência de documentação que comprove as despesas com o programa da Merenda Escolar.

10- Ausência de documentação original.

11- Falta de comprovação das entregas de alguns produtos licitados e pagos.

12- Transferências de recursos para as escolas, fora do prazo exigido pelo FNDE.

13- Despesas efetuadas que não estão incluídas no programa.

14- Ausência de pesquisa de preços para a compra dos produtos.

15- Alimentos comprados sem os testes de aceitabilidade.

16- Recursos que não foram repassados para as escolas, que somam R$ 296.050.00.

17- Prefeito prometeu devolver os recursos em 30 de abril deste ano. Até agora, o dinheiro não foi devolvido.

NA FALTA DA MERENDA, PR0FESSORES COMPRAM PIPOCAS PARA AS CRIANÇAS

O Blog do Gusmão esteve nesta sexta-feira (11), na escola municipal do Alto do Basílio e constatou o descaso do poder público municipal com as crianças que estudam na unidade de ensino.

Os alunos não recebem a merenda escolar destinada pelo governo federal. Uma professora que não pôde se identificar relatou que algumas crianças chegam a chorar devido à fome.

A prefeitura incluiu na merenda, um produto que não é aconselhado pelas normas do ministério da educação.

Uma vergonha!

Veja na TV Gusmão.