FICHA LIMPA NA MARCA DO PÊNALTI

Por Joaquim Falcão.

No final, quem decide o que o Supremo julga é o seu presidente, ministro Cezar Peluso, o controlador da pauta. Se colocou na pauta a Lei da Ficha Limpa, está com esperanças.
O empate que paralisou o caso de Joaquim Roriz não vai impedir o Supremo de decidir. O mistério é como desfazer essa paralisia. Eleitores, partidos e candidatos aguardam. O Brasil.
Toda grande decisão resulta de várias pequenas decisões que num momento se juntam. Como no caleidoscópio. Assim será hoje. Pode acontecer tudo, inclusive nada. Mas são várias as saídas.
A mais simples é um ministro voltar atrás na sua posição. O que é rotina. Outra é surgir uma terceira posição que consiga maioria. Em vez de tudo ou nada, se a Lei da Ficha Limpa vale ou não para esta eleição, o Supremo toma decisão mais específica. Isso significa que houve acordo prévio. O que é possível.
(mais…)

“LÁ VEM A TRAÍRA”

"Lá vem a traíra".

O deputado federal Geraldo Simões (PT) continua muito chateado com a irmã Ângela Sousa.

O petista bancou a campanha da “crente” em Ilhéus, e não recebeu o retorno esperado, pois a deputada “temente a Deus” fechou com outros candidatos por “baixo do pano”.

No último sábado (23), durante a visita de Wagner, ao ver Ângela no saguão do Centro de Convenções, Geraldo colocou a mão no canto da boca e disse no pé de ouvido de um assessor: “lá vem a traíra”. Depois, os dois trocaram cordialidades, mas não aprofundaram a conversa.

A trairagem anda dizendo que os problemas de Geraldo com a justiça eleitoral atrapalharam seu desempenho em Ilhéus. Afirmam depois de terem usufruído da “parceria”.

VISITANTE CONTESTA VOTO CRÍTICO

Enviado por e-mail.

Analisando as posições de alguns companheiros nossos, do PSOL, quero fazer uma observação aos defensores do “VOTO CRÍTICO” na Dilma: Esse voto “crítico” vale também para o Vice da Dilma? É, eu pergunto porque ela não usa a imagem do Michel Temer em momento nenhum, o que tem a esconder do povo? Eu perguntei a várias pessoas, que se declararam votar na Dilma, se sabiam quem era o Vice dela: apenas uma respondeu que sabia. Considerando que o Brasil tem um histórico de governo comandado por VICES…quero ver os defensores desse voto, dizerem depois que votaram “critico” no Michel Temer. Ou melhor, que assumam também o “voto crítico” no Michel Temer, o que há de mais rancoroso na política brasileira, e no PMDB transfigurado na ARENA dos tempos modernos. Se com FHC o Brasil foi uma merda, imaginem a volta do PMDB de SARNEY. voto NULO e pronto!

Antonio Cottas.

QUE PAPEL É ESSE, COMPANHEIRO?

Por Marcos Pennha.

Os dias passam e a campanha para presidente da República do Brasil caminha por trilhas tortuosas. Os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) partiram com força, no 2º turno, à base do vale tudo eleitoral- conforme classifica a ex-candidata à presidência senadora Marina Silva/PV. A Globo, por sua vez, cumprindo o seu papel de meio de comunicação de massa, tem mostrado um dos lados pérfidos da administração pública federal, a quebra de sigilo nas instituições. O repórter Cesar Tralli, como é de se esperar, tá fazendo bonito no jornalismo investigativo. As nuances da declaração do sujeito que fez o trabalho sujo de quebra de sigilo de gente do PSDB, a mando do jornalista Amaury Ribeiro Jr., não interessam aqui expor, pelo simples motivo disso já ser batido e rebatido, exaustivamente, pelos diversos meios de comunicação.

Depois do debate sobre o aborto, de cunho religioso, vem agora o lance da bolinha de papel atirada na careca do Serra. O canal de TV SBT focalizou apenas o tucano atingido pela inofensiva bolinha. A equipe do jornal Folha de São Paulo, por outro lado, flagrou o momento em que atiraram um objeto mais consistente, que, de acordo com a avaliação do perito Ricardo Molina, se tratava de rolo de fita crepe. Sendo um ou outro dos citados objetos, não era motivo para gastar tanto tempo de exposição na mídia. O que dói é ter que aturar tudo isso.

(mais…)

ÂNGELA BARRADA NO CARRO DO GOVERNADOR

Na manhã deste sábado (23), o cerimonial do governador Jaques Wagner barrou a deputada estadual Ângela Sousa (PSC), na saída da carreata pró-Dilma, que partiu do bairro Hernani Sá, em Ilhéus. A irmã desejava subir no carro oficial a qualquer custo.

O Ilheense Nelson Simões, responsável pelo cerimonial, foi enfático quando afirmou que nenhum deputado subiria, apenas o prefeito Newton Lima, o vice-governador (eleito), Otto Alencar, e os senadores recém eleitos, Pinheiro e Lídice.

Pessimamente orientada pelos seus assessores (que deveriam fazer uma consulta prévia, antes de submetê-la ao vexame) Ângela insistiu demonstrando aborrecimento. Foi quando o próprio Wagner disse: “me desculpe, se eu deixar a senhora subir, os outros também vão querer”.

Que papelão!!!

DILMA PROPÕE MUDANÇAS NO SETOR DE MINERAÇÃO

Ontem (sexta-feira/22) durante um evento em Belo Horizonte, a candidata à presidência Dilma Rousseff (PT) propôs mudanças no setor de mineração, combate ao desmatamento, mais repasses de recursos para os municípios e crédito para agricultores.

Para a petista, não é certo o Brasil exportar minério de ferro e importar produtos siderúrgicos, portanto, ela defende que os recursos naturais do país, permaneçam aqui. Dessa forma, como fica o projeto do porto da BAMIN, que deseja exportar minério de ferro para a China?

A candidata comentou também sobre a agressão ao seu adversário José Serra (PSDB), comparando com o episódio em que foi jogado um balão de festa cheio de água contra sua comitiva, em Curitiba.

Abaixo, confira trechos do discurso de Dilma.

DISCURSO DE DILMA INVIABILIZA O PORTO SUL

“Nós assumimos, com palavra empenhada, é a redução em 80% do desmatamento da Amazônia, e tolerância zero com o desmatamento em qualquer bioma”.

Dilma Rousseff, em 19/10/2010.

Na última quarta-feira (19), Dilma Rousseff, candidata do PT à presidência da república, assumiu diversos compromissos com a luta dos ambientalistas.

Durante um ato, ocorrido no Hotel Nacional (Brasília/DF), em que militantes do PV e defensores do desenvolvimento sustentável aderiram à sua campanha, Dilma prometeu reduzir em 80% o desmatamento da Amazônia, e tolerância zero (termo forte e contundente) com o desmatamento de qualquer outro bioma.

O Blog do Gusmão pergunta: como fica o projeto de implantação do complexo intermodal, que prevê a derrubada de aproximadamente 3.000 hectares de Mata Atlântica, vegetação protegida pela legislação ambiental?

Dilma não honrará esse compromisso? Trata-se de uma vaga promessa de campanha? Ela disse um trololó eleitoral? Como fica o discurso dos petistas de Ilhéus? “O Porto-Sul não virá para Ilhéus, se Serra vencer as eleições”. E agora governador Jaques Wagner? E agora Rildo Mota? E Agora Guy Valério? E agora?

Veja e confira o que disse a candidata Dilma Rousseff.

MINISTRO CONTESTA, MAS NÃO EXPLICA ORÇAMENTO BAIXO PARA A CULTURA

Com informações de O Globo.

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, negou ontem (20) que a receita de sua pasta não tenha atingido a meta de 1% do orçamento do governo. Ele afirmou também, que o orçamento de seu ministério saiu de uma média de 287 milhões de reais no governo FHC e cresceu nos oito anos do governo de Lula, atingindo 2,5 bilhões este ano.

Juca Ferreira declarou que a reportagem do jornal O Globo – relatando que Lula terminará seu mandato sem cumprir a meta de 1%, promessa que fez em 2003 – foi uma forma de prejudicar a candidata à presidência, Dilma Roussef, e, afirmou que na atual gestão, a cultura saiu do “miserê de insignificância”.

GERALDO SIMÕES VISITA CEPLAC E DEFENDE ELEIÇÃO DE DILMA

O deputado federal reeleito, Geraldo Simões (PT) assumiu o compromisso de continuar apoiando a luta de parte dos funcionários da Ceplac pela implantação de plano de cargos e carreiras que corrige distorções salariais, durante um encontro no centro de pesquisas do cacau (Cepec), ontem (quarta-feira/20).

O encontro contou com a presença do superintendente Antonio Zózimo de Matos Costa e os chefes do Cepec, Adonias Castro Virgens Filho, e do centro de extensão (Cenex), Sérgio Murilo Correia Menezes.

Na oportunidade, o parlamentar reforçou também, seu apoio às políticas públicas desenvolvidas pela Ceplac em favor de agricultores familiares e segmentos do agronegócio cacau e, destacou a necessidade da eleição de Dilma Roussef (PT) para presidente. “Lula recuperou a Ceplac que estava sucateada, retomou a pesquisa e a extensão rural e valorizou o funcionalismo. Dilma vai avançar ainda mais no fortalecimento da Ceplac, na melhoria salarial e nas condições de trabalho dos funcionários. Não podemos permitir o retrocesso”, afirmou Simões.

O VOTO DO NORDESTE

Por Tânia Bacelar Araújo para a Carta Capital.

A ampla vantagem da candidata Dilma Rousseff no primeiro turno no Nordeste reacende o preconceito de parte de nossas elites e da grande mídia face às camadas mais pobres da sociedade brasileira e em especial face ao voto dos nordestinos. Como se a população mais pobre não fosse capaz de compreender a vida política e nela atuar em favor de seus interesses e em defesa de seus direitos. Não “soubesse” votar.

Desta vez, a correlação com os programas de proteção social, em especial o “Bolsa Família” serviu de lastro para essas análises parciais e eivadas de preconceito. E como a maior parte da população pobre do país está no Nordeste, no Norte e nas periferias das grandes cidades (vale lembrar que o Sudeste abriga 25% das famílias atendidas pelo “Bolsa Família”), os “grotões”- como nos tratam tais analistas – teriam avermelhado. Mas os beneficiários destes Programas no Nordeste não são suficientemente numerosos para responder pelos percentuais elevados obtidos por Dilma no primeiro turno : mais de 2/3 dos votos no MA, PI e CE, mais de 50% nos demais estados, e cerca de 60% no total ( contra 20% dados a Serra).

(mais…)

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE …

Por Marcos Pennha.

A coisa tá pegando fogo na peleja pela vitória no 2º turno da eleição para presidente da República do Brasil. O festival de bate-boca, bem ao gosto do povo, entre os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) esquentou. Sinal de que o melhor nível da campanha no 1º turno deveu-se a presença de Marina Silva (PV), que manteve uma campanha propositiva. Pode-se constatar nos debates. Se as energias são concentradas na discussão dos programas de governo, o debate é considerado morno, modorrento, para a maioria da população.

A turma gosta de ver o mar pegando fogo, pra comer peixe assado. Vejam que, no debate da Band, domingo (10), Dilma encrespou para cima do seu oponente Serra. Ao que parece, sua equipe de marketing autorizou-lhe a ser ela própria. O jeito turrão dela, talvez, explica o fato de, nas constatações dos institutos de pesquisa, o presidente Lula ter 81 % de aprovação e sua candidata só ter tido pouco mais de 47 % no 1º turno. O povo entende que esturrar, bater na mesa, não condiz competência administrativa.

(mais…)

“JESUS É A VERDADE E A JUSTIÇA” DIZ SANTINHO DE SERRA

Com informações do Estadão.

Em busca dos votos dos evangélicos e católicos, os tucanos distribuíram, na casa de espetáculos onde José Serra (PSDB) se encontrou com 1.500 professores ontem (sexta-feira/15), em São Paulo, santinhos com a foto e a assinatura do presidenciável, com a frase “Jesus é a verdade e a justiça”. Do outro lado do cartão, a inscrição é “Serra é do bem. Vote 45”. A tiragem da propaganda é de 2 milhões. O apelo religioso é cada vez maior na campanha do tucano.