José Nazal disponibiliza o relatório final das eleições 2020 de Ilhéus

Por José Nazal.

Desde a eleição de 1976 venho acompanhando e estudando o resultado dos pleitos eleitorais. Nesses quarenta e quatro anos, fiz relatórios dos 22 pleitos eleitorais, sendo 11 eleições municipais e 11 eleições gerais, algumas dessas com segundo turno.

A cada edição tento aprimorar a exposição dos dados. Desde a eleição de 2016, passei a incluir mapas ilustrativos com informações espaciais que facilitam o estudo e a compreensão da decisão soberana do povo de Ilhéus.

Convém esclarecer que as informações referentes às zonas eleitorais foram coletadas diretamente nos cartórios eleitorais da Comarca de Ilhéus e os dados finais do pleito foram extraídos do sítio oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disponíveis no Repositório Eleitoral, podendo ser aferidos a qualquer tempo.

Veja o relatório.

Herzem Gusmão é reeleito em Vitória da Conquista; Rui Costa participou ativamente da campanha, mas saiu derrotado

Herzem Gusmão e Rui Costa. Fotos: divulgação / reprodução / TV.

O atual prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), foi reeleito neste domingo (29) com 54% dos votos válidos (97.364 votos). O candidato do PT, o ex-prefeito Zé Raimundo, saiu das urnas com 46% (82.942 votos).

Na Bahia, Herzem Gusmão é uma liderança política caracterizada pelo antipetismo. Durante a campanha ele enfatizou a recuperação da Empresa Municipal de Urbanização (Emurc) e as metas alcançadas por Vitória da Conquista que bateu o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em 69 escolas municipais.

A coligação de Herzem reuniu MDB, DEM, Republicanos, PTB, Podemos e o PSDB. Juntos esses partidos elegeram 9 dos 21 vereadores da Câmara Municipal, indicando que o prefeito terá minoria nos quatro anos que virão, caso não negocie com outras legendas.

A vitória de Herzem Gusmão é também uma derrota do governador Rui Costa que se envolveu diretamente na eleição de Conquista, onde participou ativamente de atos públicos da campanha.

Nos programas que apresenta nas redes sociais, Rui Costa por diversas vezes fez críticas ao adversário conquistense.

Colbert Martins é reeleito em Feira de Santana; baixarias nas redes sociais podem ter gerado uma virada

Colbert Martins. Foto: Ney Silva/Acorda Cidade.

Colbert Martins(MDB) foi reeleito prefeito de Feira de Santana, neste domingo (29). Até a publicação desse texto, ele tinha 54,33% dos votos válidos no segundo turno das eleições 2020.

Colbert venceu Zé Neto que ficou em segundo lugar com 45,67%. É a primeira vez após 24 anos que a disputa pela prefeitura de Feira de Santana é decidida no segundo turno.

No primeiro turno Zé Neto ficou em primeiro com 41,55% (119.862 votos) e Colbert em segundo com 38,18% (110.146 votos).

A campanha em Feira de Santana foi muito acirrada nos últimos dias. O candidato do PT enfrentou críticas de natureza pessoal e isso pode ter alterado o quadro. Zé Neto, que é deputado federal, foi acusado de abandonar o pai idoso e de assediar assessoras. A baixaria tomou conta das redes sociais e pode ter influenciado os eleitores.

(mais…)

Apenas 4 vereadores foram reeleitos em Itabuna; veja os resultados de cada vereador nas duas últimas eleições

 

Câmara de Vereadores de Itabuna.

Oito não tentaram a permanência. Renovação será de 81%,

A renovação na câmara de vereadores de Itabuna será muito expressiva. Apenas quatro conseguiram se reeleger.

Os reeleitos são os seguintes: Pastor Francisco (Republicanos) 1.305 votos; Ricardo Xavier (Cidadania) 1.290 votos; Ronaldão (PL) 1.175 votos; Alex da Oficina (PTC) 1.159 votos.

Veja os vereadores atuais que não permanecerão a partir de 1º de janeiro de 2021.

Não disputaram.

Aldenes Meira, Manoel Junior, Junior Brandão, Antonio Cavalcante e Zico.

Disputaram e não foram reeleitos.

Nel do Bar (PPS) 1.098 votos em 2016. Mudou-se para o PTC e obteve 425 votos em 2020.

Milton Gramacho (PRTB) 1.086 votos obtidos em 2016. Foi para o Republicanos e teve 914 votos em 2020. Será 1º suplente.

Beto Dourado (PSDB) 1.055 votos em 2016. Foi para o Solidariedade e teve 858. Será 3º suplente.

Babá Cearense (PHS) 830 votos em 2016. Foi para o PSL e teve 843. Será 1º suplente.

(mais…)

Com processos na justiça criminal, Jamil Ocké e Tarcísio Paixão foram derrotados nas urnas

Notinhas.

Tarcísio Paixão e Jamil Ocké. Fotos: internet/reprodução.

O ex-vereador Jamil Ocké e o atual Tarcisio Paixão não conseguiram votos suficientes para o preenchimento de cadeiras na Câmara Municipal de Ilhéus.

Jamil Ocké, condenado à prisão em 1ª instância por compra superfaturada de frangos quando foi secretário de assistência social (2013 a 2016), conquistou apenas 509 votos. Em 2016, foi o mais votado com 2.330. A redução de uma eleição para outra foi de 78%.

Tarcísio Paixão é acusado de montar um esquema de superfaturamentos e desvios de recursos públicos quando presidiu o legislativo municipal no biênio 2015/2016. Chegou a ser preso preventivamente, mas responde em liberdade. Em 2016, teve 1699 votos, quatro anos depois conquistou 749. A redução foi de 56%.

Até o momento, os dois não podem ser considerados definitivamente culpados pelos crimes que respondem. Não há contra ambos sentença transitada em julgado.

Confira os resultados de Mário, Valderico e Cacá por local de votação

Marão, Cacá e Valderico Junior.

O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, levantou os resultados dos três principais candidatos a prefeito de Ilhéus por local de votação.

Marão (PSD), Valderico Junior (DEM) e Cacá (PP) concorreram no último domingo (15) e o primeiro saiu vitorioso com 37.290 votos.

Valderico teve 20.265 e “Nosso Cacá” 13.845.

Clique aqui.

Após 8 anos sem representação feminina, Ilhéus terá duas vereadoras

Ivete e Professora Enilda ocuparão duas vagas na Câmara Municipal. Fotos: internet/reprodução.

A partir de 1º primeiro de janeiro de 2021, Ilhéus terá duas vereadoras na Câmara Municipal. As eleitas são de partidos antagônicos: Ivete (DEM) e Professora Enilda (PT).

A última vereadora da cidade foi a Professora Carmelita durante o mandato 2009 a 2012. De lá para cá foram 8 anos de Poder Legislativo Municipal composto apenas por homens.

Ivete Maria De Souza é servidora pública federal (INSS) aposentada, tem 68 anos, nasceu em Itajuípe e é divorciada. Tem nível superior completo e declarou possuir como bem um carro no valor de quase R$ 40 mil. Foi candidata outras vezes, mas não venceu. Com o resultado exitoso em 2020, faz parte da tradição que às vezes elege funcionários do INSS, como o ex-vereador Edson Caranha (2005 a 2008).

Enilda Mendonça Oliveira é professora do ensino fundamental, tem 53 anos, nasceu em Ilhéus e é casada. Tem nível superior completo e declarou possuir bens que valem R$ 324 mil. É sindicalista e destacou-se na defesa dos servidores municipais afastados pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, em janeiro de 2020. Tentou ser vereadora em 2016, mas faltaram 3 votos para conquistar a vaga, por isso ficou na 1ª suplência.

Tanto Ivete (625 votos) como Enilda (1480 votos) foram eleitas em partidos que fazem oposição ao atual prefeito. Terão 19 colegas homens no parlamento e muito trabalho pela frente para combater o machismo.

Como qualquer município brasileiro, Ilhéus tem tradição patriarcal, poucas ruas com nomes de mulheres e nunca teve uma prefeita. Recentemente, a cidade foi notícia em todo Brasil, quando uma pessoa não identificada gravou um homem agredindo uma mulher com vários socos no rosto.

Video. Jabes Ribeiro afirma que o governador Rui Costa foi “tendencioso” nas eleições de Ilhéus

Rui Costa e Jabes Ribeiro.

Em entrevista ao BG no último domingo (15), quando a apuração dos votos sinalizava que “Nosso Cacá” seria derrotado de maneira vexatória, o ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP) disse que o governador Rui Costa não agiu com a isenção necessária e foi tendencioso na eleição municipal de Ilhéus.

A presença do secretário estadual de saúde, Fabio Vilas-Boas, em Ilhéus gerou insatisfação no PP local.

Jabes disse que vai questionar a falta de imparcialidade do governador no conselho político que reúne os partidos da base.

Assista a entrevista.

Veja quem vai sair e quem vai ficar na Câmara de Ilhéus; comparamos as votações de cada vereador nas eleições de 2016 e 2020

Os reeleitos.

Jerbson Moraes.

Jerbson Moraes (PSD)  conquistou 1070 votos em 2016. Em 2020, ampliou a aceitação e conquistou 1512, sendo o mais votado.

 

César Porto.

César Porto (PSB) conquistou 1176 votos em 2016. Em 2020, como atual presidente da Câmara Municipal, subiu para 1415.

Ivo Evangelista.

Ivo Evangelista (Republicanos) teve 1544 votos em 2016. Em 2020 caiu para 1250, mesmo assim foi reeleito.

Nerival.

Nerival (PSL) teve 1008 votos em 2016. Após deixar o PC do B e migrar para o PSL que abrigou Bolsonaro, conseguiu crescer a votação para 1237.

Paulo Carqueija.

Paulo Carqueija (PSD) teve 1524 em 2016. Em 2020 caiu para 1236 e, mesmo assim, foi reeleito.

Augustão.

Augustão (PT) conquistou 900 votos em 2016 e ficou como 1º suplente. Com o afastamento do vereador Lukas Paiva em junho de 2020, ele assumiu a vaga. Cresceu a votação para 1218 e será titular da vaga.

Aldemir Almeida (PP).

Dr Aldemir (PP) conquistou 1799 votos em 2016. Na eleição posterior diminuiu para 1178 e, mesmo assim, foi reeleito.

(mais…)

Ilhéus elege um índio Tupinambá para a Câmara de Vereadores

Notinhas.

Cláudio Magalhães. Foto: Blog do Chicó/reprodução.

A partir de 1º de janeiro de 2021, Ilhéus terá um índio Tupinambá no legislativo municipal.

Professor e servidor da justiça estadual, Claudio Magalhães há muito tempo tem liderança política destacada em Olivença. É entusiasta e participante da Puxada do Mastro de São Sebastião e um dos porta-vozes do sofrido povo Tupinambá.

Declara abertamente respeito à memoria do Caboclo Marcelino e de outros ancestrais de sua comunidade.

Cláudio foi eleito com 805 votos e será um representante “orgânico” do Partido Comunista do Brasil.

Augusto Castro é eleito prefeito de Itabuna com mais de 40 mil votos

 

Augusto Castro.

Reportagem do site O Trombone.

Após seis horas de contagem, foram totalizadas 100% das 331 urnas das duas zonas eleitorais de Itabuna. E elas trouxeram como eleito o ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD), com 40.868 votos, sendo 39,5% dos votos válidos.

Ele derrotou o atual prefeito, Fernando Gomes, e pelo menos outros três nomes que se apresentavam viáveis no início da campanha, sendo dois ex-prefeitos – Capitão Azevedo, Geraldo Simões, Dr Mangabeira. Há poucos meses, Augusto estava agonizando no leito do CTI da Santa Casa de Itabuna, lutando pela vida, após contrair Covid-19 (leia aqui).

O prefeito eleito já deu entrevista à Rádio Difusora, e reafirmou promessas de campanha, especialmente na área da saúde. “Vamos reabrir os hospitais São Lucas e o Cemepi. Vamos trabalhar para a população que mais precisa”, afirmou.

Augusto Castro afirmou ainda que vai procurar o atual prefeito Fernando Gomes, para tratar da transição. “Vamos procurar o atual prefeito Fernando Gomes para definir a equipe de transição, conforme determina a lei. Vamos apurar a real situação do município, e definir as ações para iniciar, já no dia primeiro de janeiro, com as ações necessárias, principalmente no transporte público”.

O novo prefeito, que iniciará o mandato a partir de janeiro 2021 disse ainda que vai procurar o governador Rui Costa, para organizar as forças políticas e também buscar recursos para o município. “Também vamos procurar o presidente da República, o governo federal, para trazer as ações necessárias para o desenvolvimento do município”.

RESULTADO FINAL

lItabuna, 100% das urnas apuradas

Augusto Castro PSD – 40.868 votos
Capitão Azevedo PL – 17.817 votos
Fernando Gomes PTC – 15.876 votos (sub-judice)
Dr. Mangabeira PDT – 10.508 votos
Dr. Isaac Nery AVANTE – 7.498 votos
Geraldo Simões PT – 5.653 votos
Charliane Sousa MDB – 3.267 votos
Edmilton Carneiro PSDB – 869 votos
Professor Max PSOL – 736 votos
Pedro Eliodório UP – 193 votos
Alfredo Melo PV – 164 votos.

Lista de prefeitos eleitos no Sul da Bahia

Mário Alexandre PSD (Ilhéus).

Augusto Castro PSD (Itabuna).

Tiago de Dejair PP (Una).

Dr Almeida PROS (Canavieiras).

Fernando Brito PSD (Santa Luzia).

Paulo do Gás PODEMOS (Camacan).

Ferlú PSD (Arataca).

Jeová Nunes PSB (São José da Vitória).

Vinícius Ibrann DEM (Buerarema).

Moacyr DEM (Uruçuca).

Tinho PSB (Ubatã).

Bêda MDB (Ubaitaba).

Antônio de Anizio PT (Itacaré).

Manassés PP (Maraú).

(mais…)