Abstenção eleitoral em Ilhéus tende a ser muito alta

Foto: Google.

Em contato com o BG na tarde deste domingo de eleições (15), candidatos a vereador de Ilhéus disseram que o movimento nas seções eleitorais está muito tranquilo.

O comparecimento reduzido de eleitores na manhã, se for mantido à tarde, vai significar um índice de abstenção muito alto, prevê um dos candidatos.

Segundo o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, a média histórica da abstenção no município fica em torno de 25%. Antes do recadastramento para a realização das biometrias, Ilhéus possuía 135.424 eleitores. Depois caiu para 122.636 pessoas aptas a votar, ou seja, uma diferença de 12.788.

Se ao longo dos últimos 12 anos a justiça eleitoral não identificou que 12.788 eleitores não votavam por terem falecido ou outros motivos, o cálculo da média história da abstenção é impreciso, explicou Nazal.

Observador atento das eleições ilheenses, Nazal preferiu não arriscar qual será o índice deste ano.

Ex-assessor de Ângela Sousa é acusado de ameaçar coordenador da campanha de Valderico Junior 

O coordenador da campanha de Valderico Jr. o jornalista Waldomiro Júnior, prestou queixa contra Lucas.

Na noite dessa sexta-feira, 13, o empresário Lucas Lopes da Silva, ex-assessor da ex-deputada estadual Ângela Sousa (PSD), teria sido acusado de fazer ameaças contra o coordenador da campanha eleitoral de Valderico Junior (DEM) a prefeito de Ilhéus, o jornalista Waldomiro Júnior.

Lucas estaria sendo acusado de ameaçar Waldomiro por meio de duas chamadas telefônicas. O motivo da possível ameaça teria sido a divulgação de denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Ângela, em que Lucas também figura como réu. Nos telefonemas, o empresário disse que encontraria Waldomiro e lhe faria pagar na forma dele (Lucas) e que ninguém poderia evitar.

Em seguida, via WhatsApp, Lucas Lopes da Silva teria enviado mensagem de texto a Waldomiro Júnior. “Vou te ver irmão”, escreveu.

A ex-deputada Ângela e outros réus são acusados de fazer parte de uma organização criminosa que, segundo o MPF e a Polícia Federal, teria fraudado e superfaturado licitações de prefeituras baianas. A acusação é resultado das investigações da Operação Águia de Haia, deflagrada em 2017.

De acordo com os investigadores, os acusados desviaram cerca de 43 milhões de reais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica, o FUNDEB. Os três processos de que a ex-deputada é alvo tramitam na Justiça Federal, que, em maio de 2018, determinou o bloqueio de bens dos réus avaliados em cerca de 12 milhões de reais.

Na Ação de Improbidade Administrativa NF nº1.14.001.000922/2017-12, o Ministério Público Federal cita depoimento de Lucas Lopes da Silva à Polícia Federal, relatando repasses de cheques enviados pelo empresário Kells Belarmino Mendes para Ângela Sousa.

Conforme a denúncia, Lucas disse à Polícia Federal que pegou os cheques em um envelope e foi orientado por Ângela Sousa a usar os recursos para “custear gastos com a pré-campanha a vereadores e eventos da deputada em Ilhéus”.  Esse trecho está nas páginas 23 e 24 da acusação (documento anexo) e foi reproduzido no vídeo que teria irritado o empresário.

Na manhã deste sábado, 14, Waldomiro Júnior registrou boletim de ocorrência na 7ª Coorpin, a delegacia da Polícia Civil em Ilhéus.

O empresário Lucas Lopes, ex-assessor da ex-deputada estadual Ângela Sousa (PSD), é acusado de ameaçar Waldomiro Júnior.

Valderico Júnior é contra novas desapropriações na Nova Brasília

Foto: Ascom/DEM.

O candidato a prefeito de Ilhéus pelo DEM (25), Valderico Junior, avalia que o Governo do Estado não tem mais nenhuma justificativa para desapropriar imóveis da Nova Brasília, comunidade localizada ao lado do Morro de Pernambuco, no bairro Pontal.

Em setembro de 2020, moradores da Nova Brasília foram surpreendidos por prepostos do Governo do Estado segundo os quais seriam necessárias novas desapropriações na comunidade, além daquelas feitas para a construção da Ponte Jorge Amado.

“Não vamos abaixar a cabeça para nenhuma desapropriação arbitrária do Estado na Nova Brasília. A obra da nova ponte está pronta. Não há motivo justo para remover mais ninguém da comunidade, que existe há cinco décadas. Assumo formalmente o compromisso de defender o posicionamento dos moradores”, declarou Valderico Junior.

Por fim, o candidato lembrou que, além das desapropriações já feitas, “o Estado não construiu nenhuma escola estadual na Zona Sul para substituir o Colégio Estadual Padre Luiz Palmeira, que também foi demolido”.

Justiça proíbe Marão de usar imagens e a voz de Rui Costa na campanha eleitoral

Rui Costa e Mário Alexandre.

No entendimento da justiça eleitoral, Marão não é o candidato de Rui Costa.

Em nova decisão, a juíza eleitoral Raquel Ramires François, da 25ª Zona Eleitoral, determinou que o prefeito Mário Alexandre (Marão) retire imagens do governador Rui Costa (PT) de todo o material gráfico distribuído na sua campanha à reeleição, sob pena de pagar multa de R$ 5 mil, por dia, no caso de descumprimento da medida.

No início da semana, a juíza já havia determinado a retirada da foto do governador da placa do comitê de Marão, mas o prefeito ainda não cumpriu a decisão judicial.

A decisão da juíza atendeu a representação do candidato a prefeito Cacá Colchões, da Coligação “O Futuro é Agora”, que acusa o prefeito Marão de cometer crime eleitoral por meio da imagem de Rui Costa na sua propaganda. Rui Costa é do Partido dos Trabalhadores (PT), que apoia Cacá e Everaldo, e não o prefeito.

As provas encaminhadas à juíza eleitoral mostram que a coligação do prefeito usou de forma indevida a imagem e a voz do governador extraída de reportagens antigas. Segundo a magistrada, o recurso utilizado “tem potencial de confundir o eleitorado a até induzi-lo a erro”.

A juíza expediu liminar determinando que a coligação do prefeito recolha os materiais no prazo de 48h. Leia a decisão.

Comentário do BG.

Não por culpa do judiciário, a decisão é tardia e não trará o efeito esperado. Provavelmente o prefeito vai descumprir a liminar, já que recursos não lhe faltam.

Mestre Joelson, um dos líderes do Assentamento Terra Vista, declara apoio ao Cacique Ramon

Mestre Joelson. Foto: Reprodução.

Uma das lideranças do Assentamento Terra Vista, o mestre Joelson utilizou as redes sociais para declarar apoio ao Cacique Ramon, candidato a vereador pelo PSOL. No Vídeo, Joelson, que é agricultor, educador popular e ativista agroecológico, conclamou a população de Ilhéus a apoiar o Cacique Ramon. “Ele precisa se eleger para defender os povos originais, Tupinambás, a sua aldeia e seu povo. Neste sentindo, eu peço todo apoio, todo compromisso com a luta indígena para o cacique Ramon. Esse é o nosso grande guerreiro”, enfatizou Joelson.

Valderico Júnior afirma que é o único candidato com condições de vencer Marão

Valderico Júnior durante evento no Cond. Sol e Mar. Foto:  Ascom/DEM.

O empresário Valderico Junior, candidato a prefeito de Ilhéus pelo DEM (25), pediu que os moradores do município avaliem bem o cenário eleitoral, para que tomem a decisão correta diante da urna. Com a polarização da disputa, “nossa candidatura é a única capaz de vencer o desgoverno atual”, declarou o democrata.

“Isso está muito claro nas ruas. A população de Ilhéus quer mudança e já entendeu que professor Dorival Filho e eu somos os únicos candidatos com chances reais de derrotar o grupo político que está no poder”, explicou Valderico Junior.

De acordo com o democrata, é muito importante que as pessoas não desistam de votar, pois “a esperança de melhorar a política de Ilhéus está mais viva do que nunca. Faltam poucos dias para transformarmos em realidade o sonho de construirmos um novo caminho para o município”.

“Vamos nos unir ainda mais nessa reta final para chegarmos ainda mais fortes no domingo, o Dia D”, convocou Valderico Junior.

Da:Ascom/DEM

Presidente do TRE anuncia proibição de eventos políticos presenciais na Bahia a partir desta 4ª feira

Presidente do TRE-Ba, Jatahy Júnior. Foto: Reprodução.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), o desembargador Jatahy Júnior, anunciou, durante coletiva ocorrida na tarde desta terça-feira, 10, a proibição de eventos políticos presenciais como comícios, carreatas, passeatas, bandeiraços, caminhadas.

A ação faz parte das medidas do TRE-BA para as eleições em momento de pandemia de Covid-19. E a proibição passa a valer a partir de amanhã. De acordo com a resolução administrava, assinada hoje pelo presidente, fica vedada, também, a distribuição de panfletos, folhetos, adesivos e demais materiais físicos de campanha.

“Nas eleições 2020, existe o desafio do novo coronavírus circulando. E a gente recebeu mais de 1.200 denúncias de desrespeito de normas de distanciamento e aglomerações em campanhas, através do nosso Disk-Aglomeração. O objetivo é preservar a saúde pública”, disse Jatahy Júnior.

O Disque-Aglomeração é um canal exclusivo para denúncias ligadas à concentração de pessoas em atos de campanha eleitoral em municípios do estado. O serviço funciona todos os dias, das 9h às 24h, por meio do número (71) 3373-9000.

O desrespeito ao decreto de proibição das campanhas presenciais pode gerar o cancelamento do registro político, multa e a cassação de um futuro mandato. A inibição dos atos por parte do poder policial não afasta a posterior apuração da prática de ato de propaganda eleitoral irregular, acrescentou o presidente. As campanhas eleitorais devem ocorrer apenas por meio online.

 

Justiça proíbe Marão de usar imagem do governador Rui Costa no comitê da campanha

Mário Alexandre e Rui Costa. Foto: Reprodução.

A juíza eleitoral Raquel Ramires François, da 25ª Zona Eleitoral de Ilhéus, determinou em decisão publicada nesta segunda-feira (9) o prazo de 24 horas para a retirada da placa colocada junto ao Comitê Central da campanha do prefeito e candidato à reeleição, Mário Alexandre (PSD), sob pena de multa diária no valor de dez mil reais e retirada forçada.

A decisão diz respeito ao descumprimento do limite legal de 4 m² da placa e por constar a imagem do Governador da Bahia, filiado ao PT, partido que não faz parte da coligação. Para a juíza, a placa “usa a imagem do filiado ao PT, partido que integra coligação adversária, o que tem potencial de confundir o eleitorado e até induzi-lo ao erro.

Ainda de acordo com a decisão da juíza Raquel Ramires, a lei só permite o uso da imagem de militante que integre partido que faça parte da coligação, não sendo permitido o uso da imagem do militante de outro partido.
A decisão atende a uma representação feita pela Coligação Pela Mudança que Ilhéus quer, composta pelos partidos MDB, Cidadania, DEM, Patriota, PTC e PSDB. Após a notificação, os representantes devem cumprir a determinação e apresentarem resposta em prazo legal.

Veja a decisão.

Em menos de dez dias, Disque-Aglomeração do TRE-BA ultrapassa mil denúncias

 

 

O Disque-Aglomeração do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) já ultrapassou mil denúncias, em menos de dez dias de atendimento. Na manhã desta segunda-feira (9/11), a Ouvidoria do órgão já havia contabilizado 1.053 denúncias, sendo 21,4% de eventos que já aconteceram, 49,5% estavam acontecendo no momento do contato e 29,1% estavam agendados.

O presidente do Regional baiano, desembargador Jathay Júnior, considera a ferramenta fundamental para a realização das Eleições municipais 2020. “Normalmente, as eleições são difíceis, principalmente no interior do estado, que quanto menor a cidade, maior a disputa e o grau de paixão. Com a pandemia, o grau de dificuldade aumentou ainda mais. Por isso, nós, da Justiça Eleitoral, estamos firmes e contamos com a colaboração do cidadão para inibir aglomerações, obedecendo às recomendações sanitárias”.

Das 1.053 queixas, o número aproximado de participantes em eventos com a presença de mais de 201 a 400 pessoas receberam maior número de reclamações (22,5%); atividades entre 100 e 200 pessoas representam 21,6% das reclamações.

O município com maior quantidade de denúncias é Mirante (pertencente a 59ª Zona Eleitoral) com 103 registros, seguido de Iguaí (146ª ZE) com 89; Poções (59ª ZE) com 57; Lençóis (89ª ZE) com 41 e Caldeirão Grande (115ª ZE) com 33.

De acordo com a Ouvidoria, 82,2% das denúncias se referem ao não uso de máscara durante eventos; 81,2% sobre desobediência ao distanciamento social; 53,3% passeatas; 51,3% carreatas e 32,2% comícios.

Disque-Aglomeração

Inaugurado no sábado (31), o canal exclusivo para denúncias ligadas à concentração de pessoas em atos de campanha eleitoral no estado conta com um call center – que funciona todos os dias, das 9h às 24h, por meio do número (71) 3373-9000 – e um formulário digital, disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana, lançado no último dia 02 de novembro.

O formulário está disponível no site do Regional www.tre-ba.jus.br. Para acessá-lo, basta clicar no banner do Disque-Aglomeração. Após preencher os dados solicitados, é possível enviar fotos e vídeos que comprovem a denúncia.

TSE exige que eleitor use máscara para votar

Foto: Reprodução.

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, reafirmou ontem (9) que os eleitores só poderão entrar nas seções eleitorais para votar se estiverem usando máscaras. As eleições municipais serão realizadas no próximo domingo (15) em todo país, exceto no Distrito Federal. Serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Em setembro, o TSE elaborou um protocolo sanitário para garantir que os eleitores possam votar com segurança em meio à pandemia da covid-19.

Pelas regras, os eleitores só poderão para entrar nos locais de votação se estiverem usando máscaras faciais e deverão higienizar as mãos com álcool em gel antes e depois de votar. A distância de 1 metro entre eleitores e demais pessoas presentes às seções também deverá ser mantida. O TSE recomenda ainda que o eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.

No entendimento de Barroso, o uso de máscara “não é questão de livre arbítrio”. “Todo eleitor deve levar sua própria máscara, sair de casa com sua máscara. Esta não é uma ordem do TSE, mas é uma orientação de quase todos os municípios brasileiros. Esta é a regra no mundo inteiro. No mundo civilizado inteiro, as pessoas estão usando máscaras quando vão a um local público. Portanto, estamos apenas seguido recomendação médica e o senso comum. Se estiver sem máscara, não vota”, afirmou o ministro.

Segundo o presidente do TSE, as regras do protocolo sanitário serão fiscalizadas pelo mesário que estiver na função de chefe da seção eleitoral. “Em rigor, nem vai entrar ninguém no local de votação sem a máscara e não vai permanecer sem observar o distanciamento social. Se for necessário, ele [mesário] pode chamar a polícia, mas essa haverá de ser uma situação puramente residual. No mundo civilizado, as pessoas cumprem as regras e respeitam as outras”, disse Barroso.

Pesquisa de A Tarde mostra Mário Alexandre com 40% de rejeição; vitória do prefeito não está consolidada

Marão (PSD), Cacá (PP) e Valderico Junior (DEM).

A pesquisa do Jornal A Tarde publicada neste domingo (8) causou excesso de otimismo nos apoiadores do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD). O já ganhou tomou conta das redes sociais.

A interpretação faz um pouco de sentido, mas esconde fragilidades de Marão expostas no levantamento.

De acordo com Zeca Martins (estatístico da empresa Potencial Pesquisa), o prefeito acumula 40% de rejeição e 37% dos entrevistados podem mudar o voto.

Ele considera a vitória de Marão bem encaminhada, mas não consolidada. “[O prefeito] Está abaixo do seu potencial [eleitoral], porém tem rejeição do tamanho do potencial. E a avaliação não é tranquila”, examinou com atenção Martins.

Na estimulada, Marão lidera a corrida eleitoral com 34% das intenções de voto. Em seguida estão Valderico Junior (DEM) e Cacá (PP), ambos com 13%. Depois aparecem Professor Reinaldo do Ibec (PTB) e Cosme Araújo (PDT), com 5% e 3%, respectivamente. Bernadete Souza (PSOL), João Barros (PRTB) e Roberto Barbosa (Solidariedade) têm 1%, cada. Os indecisos são 22% e a soma dos brancos e nulos é 7%. O levantamento foi realizado entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, com 600 entrevistas presenciais, das quais 500 na sede do município e 100 nos distritos. A margem de erro é de 4 pontos percentuais e o nível de confiança, de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o nº BA-09710/ 2020.

Leia mais sobre a pesquisa.

Moradores da Avenida N. Senhora Aparecida reclamam da poluição sonora das campanhas eleitorais

Foto: Enviada por whatsapp.

Em contato com a redação do BG, moradores da Avenida Nossa Senhora Aparecida (antiga Barreira), zona sul de Ilhéus, afirmaram que estão sendo atormentados por uma infinidade de carros de som, paredões, minitrios, etc., de candidatos a prefeito e a vereador.

Foto: enviada por whatsapp.

Pessoas idosas, com deficiência, doentes e até pessoas que se recuperam da Covid-19 dizem estar sofrendo muito com a poluição sonora.

Foto: enviada por whatsapp

“A intensidade sonora é altíssima, ensurdecedora”, afirmou um morador ao BG.

Segue vídeo:

Candidatos de Vitória da Conquista participam de debate na TVE neste sábado

 

Neste sábado (07), a TVE realiza debate com candidatos à prefeitura de Vitória da Conquista a partir de 18h30 com transmissão simultânea também pela TV UESB e UESB FM e pelo Youtube.com/tvebahia, Facebook.com/tvebahia e Twitter.com/tvebahia. Os cinco candidatos convidados confirmaram presença:

 

Ferdinand (PSOL)

Herling Conceição (PSL)

Herzem Gusmão (MDB)

Romilson Filho (PP)

Zé Raimundo (PT)

 

As regras foram referendadas pelas cinco coligações convidadas e o debate será dividido em 3 blocos. Nos dois primeiros blocos cada candidato escolhe quem responde a sua pergunta. Cada candidato só pode ser escolhido uma única vez para responder em cada bloco. O terceiro e último bloco será o momento das considerações finais. Caso ocorra segundo turno em Vitória da Conquista as emissoras anunciaram que realizarão outro debate.

 

Acompanhe a TVE Bahia nas redes sociais:

instagram.com/tvebahia

facebook.com/tvebahia

youtube.com/tvebahia

twitter.com/tvebahia

Presidente do PSOL/BA, Fábio Nogueira declara apoio a candidata Bernadete Souza, em Ilhéus

Bernadete é candidata a prefeita de Ilhéus pelo PSOL Foto: Reprodução.

O presidente estadual do Partido Socialismo e Liberdade  PSOL/BA, Fábio Nogueira divulgou nota nesta quinta-feira (05) declarando apoio a candidata Bernadete Souza, que concorre ao cargo de Prefeita de Ilhéus, pelo partido.

A candidata a vice na chapa é Jack Meira, também do PSOL. Na nota, Fábio fala da representatividade de Bernadete como mulher negra, Ialorixá e assentada da Reforma Agrária e de seu papel para ajudar a construir um novo cenário com alternativas de caráter democrático e popular.

Leia a nota na íntegra.

A alternativa de esquerda em Ilhéus: Bernadete 50.

A cidade de Ilhéus tem uma história de resistência e luta negra e indígena. Desde a invasão de seu território pelos portugueses, a exploração de matéria prima, a violência praticada contra negros e indígenas, a formação dos latifúndios e o ciclo do cacau, a cidade vem sendo governada – salvo raras exceções – por representantes das oligarquias locais que só se fazem se alterar no poder.

Os impactos disso estão na péssima qualidade dos serviços públicos, a ausência transparência por parte do poder municipal e de participação popular, assim como, a dependência de projetos que irão finalmente colocar a cidade na “linha do desenvolvimento” (a exemplo do Porto Sul). Os descendentes da elite cacaueira que enriqueceu à custa do trabalho negro e indígena no passado, hoje, quer recuperar o tempo perdido em alternativas que representam o “velho em forma de novo” e cabe a nós questionar estes projetos de desenvolvimento e modernização que são excludentes e concentram riqueza nas mãos de poucos.

Mas assim como a resistência Tupinambá – que até hoje resiste – e a luta negra pela terra, contra o latifúndio e o racismo – vozes se erguem para apontar alternativas democráticas, modernas e inclusivas de desenvolver a cidade e distribuir riqueza e renda. E nas eleições de 2020, Ilhéus tem uma alternativa genuína da esquerda e popular: Bernadete Souza Ferreira. Mulher negra, pedagoga, Ialorixá, líder comunitária, trabalhadora rural e assentada da Reforma Agrária.

Bernadete é uma voz que se ergue – com outras – para dizer não ao fatalismo político que quer condenar a cidade a escolher entre seis e meia dúzia. Esta cidade, de cultura e resistência tão importantes para a Bahia, nunca foi governada por uma mulher. Nem por uma mulher negra. É preciso aprofundar a democracia, torná-la popular, inclusiva e participativa. Ilhéus precisa de um choque de democracia e participação na gestão municipal. Só Bernadete, por sua história, trajetória, combatividade e coerência tem condições de apresentar isso ao povo ilheense. Desta forma, na cidade de Ilhéus estão colocadas duas alternativas: uma de caráter oligárquico – representada pelas diversas candidaturas do campo da direita e do centro – e outra de caráter popular e democrático, representada por Bernadete e os que apoiam a Frente Popular.

O caminho da direita oligárquica todos já conhecemos. A mesma forma de fazer política, do cálculo pragmático, das conveniências de ocasião e a política do “me ajeita que eu te ajeito” que dão o tom, até hoje, da política na cidade de Ilhéus.

Por isso pergunto a quem é e reivindica a esquerda na cidade de Ilhéus: É possível um projeto de esquerda prosperar quando adere a esta política? Quando se alia as velhas oligarquias que diz combater? Não iremos tirar lições do golpe parlamentar e midiático de 2015, quando chegou ao poder, Michel Temer, vice de Dilma, do MDB, e antigo aliado de primeira hora dos governos do PT? Será possível que quem é de esquerda na cidade de Ilhéus irá votar em uma alternativa que não a representa, que é o mais do mesmo, a mesma oligarquia repaginada e que não apresenta nada de novo na forma de governar e estabelecer prioridades? Acredito que não. Até porque a consciência do eleitor de esquerda é livre, crítica e independente.

Quem é de esquerda, não tem vergonha de sua “história negra”, ao contrário, é orgulhoso desta e não reproduz o preconceito em suas falas. Para construir o novo é necessário fortalecer alternativas de caráter democrático e popular. Por isso, no dia 15 de novembro, quem é de esquerda e defende a democracia na cidade de Ilhéus irá votar Bernadete 50!

*Fábio Nogueira, presidente do PSOL/BA, professor da UNEB e militante do Círculo Palmarino.

Justiça eleitoral indefere registro de candidaturas do Solidariedade em Ilhéus

O Juiz eleitoral da 26ª Zona Eleitoral de Ilhéus, Helvécio Giudice de Argôllo, em decisão registrada no dia 19 de outubro deste ano, indeferiu o pedido de registro de candidaturas (DRAP) do Partido Solidariedade, para concorrer às eleições municipais de 2020, em Ilhéus (BA).

Na decisão, o juiz afirma que o Partido Solidariedade teria deixado passar o prazo de sete dias para contestar a impugnação, ou, regularizar a distribuição das cotas de gênero. Segundo o art. 17 §1º da Resolução TSE 23.609/2019 sobre a matéria em julgamento, a extrapolação do número de candidatos ou a inobservância dos limites máximo e mínimo de candidaturas por gênero é causa suficiente para o indeferimento do pedido de registro do partido político (DRAP), se este, devidamente intimado, não atender às diligências referidas no art. 36.

No corpo da sentença há um provável erro de digitação que cita ainda o Partido Democrático Trabalhista (PDT), porém, ao que tudo indica, a decisão se refere apenas ao Partido Solidariedade.