Maraú sediou primeiro evento nordestino da modalidade multiesportiva Swim Run

Participantes do Bahia Swim Run.

Muita emoção marcou o sábado de quem reside ou estava nas Vilas de Barra Grande e Campinho, no Município de Maraú, na Bahia. Com largada em Três Coqueiros e chegada na Ponta do Mutá em Barra Grande, o Bahia Swim Run, que marcou a estreia de uma modalidade sueca no Nordeste, teve percursos de 10 e 19 km alternados em segmentos de corrida em trilhas e natação em mar aberto e no Rio Carapitangui. A competição, organizada pela KMC Sports, contou com quase 150 atletas em um evento que vem sendo comemorado por atletas e público presente como um grande sucesso.

Já na véspera a estrutura do evento demonstrava que havia algo diferente na forma de recepcionar o atleta e de se relacionar com o ambiente. Quem passava pelo local da chegada notava a estrutura de Pórtico e Backdrop construídos em bambu para recepcionar os atletas. A entrega de kits e o Congresso Técnico foram realizados no Garden Restaurante, estabelecimento que fica no centro da Vila de Barra Grande.

Pela manhã ficou ainda mais claro o cuidado com a estrutura. As estações de hidratação foram montadas com área de descarte obrigatória de copinhos, item previsto em regulamento. Os oficiais da prova, apoio de um Projeto da Universidade Estadual de Santa Cruz-Uesc, experientes em eventos multiesportivos, controlavam a parte técnica da competição.

A empresa TRR-Tratamento de Resíduos disponibilizou recipientes na véspera do Bahia Swim Run, recolhendo de cada ponto de hidratação do percurso após a prova. Todo o material foi levado para fora da Península. O cuidado conquistou atletas e todos que acompanharam o evento. Na água, um grupo de salva vidas e mergulhadores treinados em operações de salvamento, com equipamento de segurança especializado, trabalhou em cada um dos segmentos de natação. (mais…)

Projeto Social leva esporte para crianças e adolescentes da zona norte de Ilhéus

Projeto leva esporte para crianças e adolescentes. Foto enviada voa WhatsApp.

A prática de esporte, além de ser disciplinadora e saudável, pode transformar a vida das crianças, construindo sonhos e formando cidadãos. Foi com esse ideal, que um projeto social desenvolvido por quatro voluntários na zona norte de Ilhéus, teve início e alcançou o sucesso.

O projeto Recreativo Semente do Amanhã, começou em 2017, quando foi inaugurada a quadra poliesportiva do bairro Jardim Savóia, sob a coordenação do professor de educação física William Pires, Pedro Ribeiro, Vilson Meneses e Odilardo José.

Hoje são oferecidos gratuitamente para crianças e adolescentes de idades entre 9 e 15 anos, a prática de futebol, vôlei, futsal, canoa havaiana, seguindo um cronograma semanal.

O projeto tem cinco categorias, com média de 35 alunos , que participam de campeonatos em vários esportes. Já foram campeões na liga ilheense de futsal masculina nas categorias Sub 9, campeão invicto no Sub13, e alcançaram o terceiro lugar no Sub 11.

Dindo, um dos coordenadores do projeto lembra que os principais incentivadores são os pais das crianças, que estão presentes em todos os eventos. Mas salienta, para que possa avançar e manter o trabalho social é preciso ajuda de empresas e colaboradores.

Para contato com a coordenação do projeto foi disponibilizado o Whatsapp (73) 98802-1473.

Novo gramado do Estádio Mário Pessoa vai ser entregue no dia 31 de janeiro

Foto: Secom/BA.

Com investimento de 202 mil reais, o gramado do Estádio Mário Pessoa, em Ilhéus, está pronto para sediar jogos da série B do Campeonato Baiano. A entrega da obra será no dia 31 de janeiro, em cerimônia agendada para as 14h, no próprio estádio.

A implantação do novo gramado foi realizado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb).

O serviço consistiu na implantação do sistema de irrigação, plantio da grama e tratamento pós-plantio.

Rameses Cáridas comemora 10 anos como atleta

Rameses Cáridas comemora 10 anos como atleta.

Em janeiro de 2020, Rameses Cáridas completa 10 anos como atleta competidor. A história do atleta começa com o primeiro campeonato de Judô realizado na cidade de Itabuna. Em seguida, Rameses passou a competir em  outras cidades do interior da Bahia e também na capital, de onde trouxe a medalha de campeão de Jiu-Jitsu.

O atleta também competiu nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Sergipe, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. Ao longo dos anos o atleta aprendeu várias lições como competir, trazer medalhas, troféus e a conversar amizades. Rameses tem 14 anos de idade, é estudante do 9º ano e atleta. O jovem já participou de 85 competições conquistando 80 Medalhas sendo elas 62 de ouro, 12 de prata e 6 de bronze.

Dentre os títulos, Rameses acumula alguns como tricampeão do ranking baiano de jiu-jitsu, tricampeão mundial de jiu-jitsu, bicampeão brasileiro de jiu-jitsu, bicampeão pan-americano de jiu-jitsu, bicampeão brasileiro Nordeste, campeão sul-americano, campeão da Copa do Brasil, campeão do ranking nacional de jiu-jitsu, campeão de copinhas de jiu-jitsu, campeão brasileiro de judô e campeão de copinhas de judô.

“Querem ele morto”, diz advogada de Bruno após Operário desistir de negócio

Bruno Fernandes.

Horas depois de o Operário-MT desistir da contratação do goleiro Bruno, a advogada do atleta, Mariana Migliorini, se mostrou indignada com a situação.

Em entrevista ao site O Tempo, ela lamentou o recuo da diretoria do clube do Centro-Oeste e defendeu o cliente de 35 anos: “Os empresários de Várzea Grande [cidade que é sede do Operário] não querem ter o nome do Bruno vinculado a eles por conta da repercussão social. Querem ele morto. Isso não é pena, não é algo civilizatório. O Bruno já cumpriu a pena, Deus perdoa. A sociedade não”, disse a advogada.

Migliorini ainda afirmou ao site que o goleiro, após saber que não conseguiria ter a chance de voltar a jogar, ficou “extremamente triste, sem dormir e sem comer”.

Acerto e recuo

Comunicado do Operário-MT sobre o recuo na contratação do goleiro Bruno.

Depois de fazer uma proposta oficial ao jogador, que aceitou os termos e foi autorizado pela Justiça a atuar, o clube mato-grossense desistiu da contratação por conta de protestos da torcida e da perda de alguns patrocínios para a temporada.

“Pelo presente, viemos informar que a diretoria do Clube Esportivo Operário Várzea Grandense não contratará o atleta Bruno Fernandes das Dores de Souza”, diz o comunicado divulgado ontem pelo clube.

Ex-Flamengo e Atlético-MG, Bruno foi condenado na Justiça mineira a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-namorada e modelo Eliza Samúdio. O crime aconteceu em 2010.

Fonte: UOL

Contratação de Bruno revolta mulheres, e Operário-MT perde até patrocínio

Bruno Fernandes.

A Cooperativa Sicredi anunciou na manhã de hoje a suspensão de seu patrocínio ao Operário de Várzea Grande, após o clube confirmar a contratação do goleiro Bruno Fernandes. A chegada do reforço também causou revolta em torcedoras do clube e no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso.

Bruno foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, homicídio e ocultação de cadáver da ex-namorada Eliza Samúdio, em 2010, e obteve autorização da Justiça de Minas Gerais viver em Mato Grosso e defender o Operário.

A suspensão do contrato de patrocínio foi confirmada pela assessoria de imprensa do Sicredi, que ressaltou que o valor é pago à Federação Mato-Grossense de Futebol e repassado aos times. A cooperativa também determinou que a logomarca não seja mais estampada nos uniformes do Operário.

O supervisor do clube, André Xela, confirmou que o nome do Sicredi será retirado dos uniformes na próxima temporada. No entanto, destacou que a diretoria do time não tem pretensão de voltar atrás na contratação de Bruno. Xela afirmou que uma coletiva de imprensa será marcada para apresentar o novo goleiro do time, no entanto, a data de chegada de Bruno à cidade não será divulgada.

Após pressão em comentários nas redes sociais, outra empresa, responsável pela produção e fornecimento dos uniformes do Operário de Várzea Grande, também se pronunciou. Em nota, a Invicttus explicou que não possui “poder para contratar jogador A ou B”, e que foram contratos exclusivamente para produzir as peças para a temporada de 2020, portanto, o acordo deveria ser mantido.

Manifestação (mais…)

Faculdade de Ilhéus patrocina Rameses Cáridas em 2020

Rameses Cárdias e uma dos representantes da Faculdade de Ilhéus.

O atleta de artes marciais e estudante de colégio público do nono ano Rameses Cáridas renovou o patrocínio com  a Faculdade de Ilhéus. A parceria completa quatro anos consecutivos e faz com que o esportista continue participando de projetos sociais em várias cidades da Bahia, ajudando e motivando outros jovens na prática de esporte como ferramenta de socialização.

Após reunião dos seus diretores a Faculdade de Ilhéus analisou que o atleta tem todas as qualidades necessária para que a parceria continue sendo mantida. Rameses é o único e primeiro tricampeão baiano do ranking com menos de 15 anos de idade, certificado por confederação e federação, entre outros, melhor kids e melhor atleta de um ranking nacional. Os vídeos do atleta podem ser vistos no Youtube por meio do canal Rameses Cáridas.

Prova de ciclismo de 200 km é realizada na região cacaueira

Foto: Ascom/Audax.

Uma prova de ciclismo aconteceu no domingo, 12, nas estradas de região. Trata-se do Audax, um tipo de competição onde o que importa é concluir o percurso dentro do tempo estabelecido, independente da ordem de chegada dos competidores.

Com 200 km de extensão e largada às 5:00 horas da manhã em Itabuna, cabia aos atletas vir para Ilhéus, depois para Uruçuca, dirigir-se até o trevo desta cidade com a BR 101, retornar até o entroncamento de Itajuípe e seguir até o posto Nego Véio, em Itabuna. A partir daí, o ciclista retornaria no sentido inverso, refazendo todo o percurso para terminar em Itabuna, onde deveriam chegar até 18:30h, completando a prova dentro do tempo máximo de 13 horas e meia.

Estiveram presentes na competição ciclistas dos municípios de Vitória da Conquista, Itapé, Eunápolis, Poções, Ubaitaba, Ilhéus, Pau Brasil, Uruçuca e de Itabuna. A competição contou com a presença de duas ciclistas.

Ao todo, dezoito ciclistas completaram validamente a prova, incluindo as duas mulheres que estavam inscritas, habilitando-os a competir na etapa seguinte do Audax, de 300 km de extensão.

Cinco ciclistas de Ilhéus concluíram a prova: Davi Stanley, Julio Gomes, Leandro Sprotte, Rui Xavier e Simone Barreto.

Representaram Itabuna os atletas Carlos de Jesus, Dinarte Cruz, Fábio Lopes e Francisco Alves.

O Audax 200 foi realizado pelo clube Audax Sul Baiano, sediado em Itabuna, que promete realizar novas provas de ciclismo com percurso de 200, 300 e 400 km, todas no ano de 2021, com largada e chegada em Itabuna.

Projeto esportivo percorre litoral baiano durante o verão

Praias de Ilhéus estão na programação.

O Projeto Verão Costa a Costa vai movimentar a estação mais quente do ano na Bahia, com uma programação esportiva em oito municípios do litoral do estado, entre os meses de janeiro e março de 2020. O lançamento acontece nesta quinta-feira (19), às 16h, no auditório da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), no CAB, em Salvador.

Com um investimento de aproximadamente R$ 1,6 milhão do Governo do Estado, o objetivo da iniciativa é estimular a prática esportiva e proporcionar à comunidade diversão e entretenimento ao ar livre. A programação conta com shows, feira de artesanato e economia solidária, futebol de praia, canoagem, futevôlei, vôlei de praia, surfe, esportes radicais e de aventura (tirolesa, parede de escalada, fullpapper, giromaster e arvorismo). A expectativa é que 50 mil pessoas participem das atividades.

A primeira cidade a receber o projeto será Alcobaça, nos dias 18 e 19 de janeiro. O Verão Costa a Costa passa também por Porto Seguro (1º e 2 e fevereiro); Ilhéus (15 e 16 de fevereiro); Itacaré (7 e 8 de março); Maraú (21 e 22 de março); Valença (4 e 5 de abril); Lauro de Freitas (18 e 19 de abril) e Salvador (25 e 26 de abril).

A Bahia se prepara para o Dubai Fight neste sábado, 21

Evento acontece neste sábado,21, em Ubaitaba.

A terra do canoísta Isaquias Queiroz vai sediar pela primeira vez um evento de MMA, fazendo a Bahia volta ser palco de um grande evento desta modalidade.

A quadra do Colégio CEU, em Ubaitaba, vai ficar pequena para tanta fera solta. “O bicho vai pegar” a partir das 16h, no próximo 21 de dezembro. O idealizador do evento, Roni Abreu, e a Academia Selva de Pedra, espera um público de 2 mil pessoas. Os ingressos estão à venda no Stand na Praça Cultural de Ubaitaba.

O evento de MMA (Artes Marciais Mistas) terá a presença de atletas profissionais e amadores, inclusive, está confirmado a presença das maiores equipes de artes marciais do Sul da Bahia e do Brasil.

A disputa do Cinturão Dubai Fight fica por conta de Kleber Orgulho e Jailton Malhadinho, que esquentar o evento, em uma grande luta. Eles disputam na categoria pesado, até 93 kg.

No co-main evento acontece uma das revanches mais esperadas do estado da Bahia. De um lado o atleta ubaitabense Roni Abreu, responsável pelo Centro de Treinamento Selva de Pedra e fundador do Projeto Social Boa Luta em Ubaitaba e do outro o soteropolitano Lucas Iron Man atleta da equipe Virtude Muaythai, campeão baiano de muaythai, pupilo do próprio pai e mestre Genilton Vandamme.

O card do evento ainda contará com a presenças das mulheres com os confrontos entre Viviane Senna vs Maikelle Markes na categoria K1 até 61 kg, Milena Iuri vs Thaise Soledade, outro duelo entre Ubaitaba x ITABUNA fica por conta de Quezia Barreto vs Michelle Santana na categoria K1 até 52 kg.

Ingressos: Além do valor do ingresso de R$ 20 (arquibancada) e R$ 30 (cadeira), será cobrado 1kg de alimento não perecível, que será doado para famílias carentes dos bairros periféricos da cidade de Ubaitaba. Já o valor arrecadado com a venda dos ingressos será investido na reforma e manutenção do Centro de Treinamento Selva de Pedra.

Governo do Estado lança projeto de incentivo ao esporte educacional

Reprodução internet.

O Circuito Esporte e Educação vai levar aulas de basquete, badminton e boxe para 35 municípios baianos. O projeto da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em parceria com a Federação Universitária Baiana de Esportes (Fube), foi apresentado ontem, 16 para gestores públicos das localidades que serão contempladas e representantes de federações esportivas.

Com um investimento de R$ 3,1 milhões, a iniciativa tem o intuito de estimular a prática esportiva no meio estudantil, especialmente entre universitários e alunos do ensino médio, por meio de clínicas de iniciação esportiva e uma arena multiesportiva transitória. No total, serão realizados 35 mil atendimentos em 85 instituições de ensino superior e 250 da educação básica.

“O Circuito Esporte e Educação é um dos primeiros legados dos Jogos Universitários Brasileiros, que aconteceram em nosso estado em outubro de 2019. Vamos continuar investindo no esporte educacional na Bahia, como fator de integração social e formação de cidadania”, destacou o titular da Setre, Davidson Magalhães, durante o lançamento.

As atividades serão realizadas nos municípios de Vitória da Conquista, Anagé, Caetanos, Brumado, Licínio de Almeida, Caetité, Tanque Novo, Bom Jesus da Lapa, Correntina, Barreiras, Várzea do Poço, Serrolândia, Jacobina, Capela do Alto Alegre, Itiúba, Andorinha, Uauá, Campo Alegre de Lourdes, Lauro de Freitas, Camaçari, Simões Filho, Candeias, Alagoinhas, Feira de Santana, Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus, Itacaré, Jequié, Itagibá, Coaraci, Itabuna, Itapetinga, Eunápolis, Itamaraju e Teixeira de Freitas.

Também participaram do lançamento o diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto; o presidente da Fube, Simon Vasconcelos; o secretário-geral da Confederação Brasileira de Basquete, Carlos Fontenele; e o coordenador de Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes.

Rameses Cáridas é tricampeão baiano do ranking de Jiu-jitsu

Rameses Cáridas é uma promessa do esporte ilheense.

No último final de semana, o atleta Rameses Cáridas foi  certificado  campeão baiano do ranking de Jiu-Jitsu pela Federação Baiana de Jiu-Jitsu Esportivo (FBJJE) em 2019, garantindo assim, consecutivamente, o tricampeonato do ranking desde 2017.

2019 foi um ano muito competitivo para o esportista, bastante disputado com grandes atletas, dificuldades para treinar, lesões, mas nada disso fez com que Rameses perdesse o foco. Em 2020 o atleta vai cursar o 9º ano e continuará participando de projetos sociais em sua cidade e fora dela.

Rameses é patrocinado pela Faculdade de Ilhéus, AABB de Ilhéus, e tem o apoio de Adiles Físico Center, Dominante Calçados (Itabela), Click Cosméticos, Disbom Sorvetes, Life Saúde, Inforlaser, Laser Tech, Ideal Fotos, Mundo das duas rodas, Urolaser, Lr Auto Peças, Sport Lazer, Papelaria Universal, A Parceria Contabilidade, Litoral Pneus, ER tour, Skala Modas, Net Service e Lave Leve Lavanderia.

O atleta agradece a Deus pela conquista e aos amigos que o ajudaram a conseguir alcançar essa posição, como o Sr. Vitório Assunção, Sr.Luis Mecânico, Sr. Edvaldo Carvalho, Dona Maria, Sr. Pittel; e também aos meios de comunicação que ajudam a sua carreira por meio das publicações.

Rameses Cáridas traz mais uma medalha para o Judô de Ilhéus

Rameses foi vice-campeão em evento na cidade de Canavieiras.

No domingo, 20, foi realizada a Copa Nissei de Judô, no Ginásio de Esportes Municipal de Canavieiras, organizada pela Federação Baiana de Judô (FEBAJU).
O atleta Rameses Cáridas  voltou a participar do evento após um ano longe das grandes competições de Judô e saiu com a medalha de prata. O talentoso atleta foi derrotado pela primeira vez, após a sétima participação neste evento. Rameses atualmente treina na Academia Renascer de Judô, localizada na
Terceira Travessa da Rua do Cano no bairro do Malhado e tem como treinador os Senseis Alberto Sales e Caio.

Rameses é o atual bicampeão baiano do ranking 2017/2018 e continua na busca do tricampeonato consecutivo. O  jovem é  estudante do Colégio Estadual Estado do Ceará e cursa o 8º ano vespertino. Rameses Cáridas  é patrocinado pela Faculdade de Ilhéus,  AABB  de Ilhéus,  e conta com o apoio  de  parceiros  como Sudesb, Academia Físico Center,  Dominante Calçados  (Itabela), Click Cosméticos, Disbom Sorvetes, Inforlaser, Laser Tech, MP Marcus Puentes, Ideal Fotos, Papelaria Universal ,Ley Bike, Clínica UroLaser, LR Auto Peças e Sport Lazer. Todos os vídeos do atleta estão disponíveis no Youtube.

Rameses Cáridas é bronze em Feira de Santana

Rameses foi medalha de bronze em Feira de Santana. foto enviada via WhatsApp.

O atleta ilheense Rameses Cáridas foi medalha de bronze de  Jiu-Jitsu, no domingo, 13, no  ginásio  do SESI no Jardim Cruzeiro em  Feira de Santana. O evento fez parte da sexta etapa do campeonato baiano de Jiu-Jitsu, realizado pela Federação de Baiana de Jiu-Jitsu Esportivo (FBJJE).

Rameses é o atual bicampeão baiano do ranking 2017/2018 e continua na busca do tricampeonato consecutivo.
O  jovem é  estudante do Colégio Estadual Estado do Ceará e cursa o 8º ano vespertino. Rameses Cáridas  é patrocinado pela Faculdade de Ilhéus,  AABB  de Ilhéus,  e conta com o apoio  de  parceiros  como Sudesb, Academia Físico Center,  Dominante Calçados  (Itabela), Click Cosméticos, Disbom Sorvetes, Inforlaser, Laser Tech, MP Marcus Puentes, Ideal Fotos, Papelaria Universal ,Ley Bike, Clínica UroLaser, LR Auto Peças e Sport Lazer.

Ilhéus realiza a terceira etapa do baiano de Triathlon 02 de Julho/Centro histórico

Prova foi considerada uma das mais bonitas do ano. Foto: Coordenação do evento.

Natação na Baía do Pontal (750 metros), ciclismo contornando o Outeiro de São Sebastião, passando pela Catedral, Eustáquio Bastos, dois de julho (20 km) e corrida pela 2 de julho e quarteirão Jorge Amado (5 km). Quem esteve lá acompanhando, competindo, ou vê as fotos do evento, entende porque todos estão exaltando a beleza e organização dessa Etapa do Campeonato Baiano em Ilhéus.

A III Etapa do Baiano de Triathlon, uma iniciativa da Astrisul com chancela da Federação Baiana (Febatri), com apoios da Prefeitura, Universidade Estadual de Santa Cruz – Uesc, Samu e parceiros privados (OAS, Unime, Faculdade de Ilhéus, VO3 Asessoria e Preamar, dentre outros) , foi uma festa de belas imagens e exemplo de organização. A presença de 60 staffs, parte do Projeto de Extensão que capacita estudantes para eventos nacionais e internacionais na Uesc, parte de outras instituições e colaboradores de outras áreas, possibilitou o uso de um circuito técnico, com curvas fechadas, de forma segura. A ideia dos organizadores foi plantar a semente para que a cidade volte a sediar outras provas regionais, nacionais e internacionais, porque, segundo eles, ainda sonham com uma Ilhéus que sediou quatro Copas do Mundo da ITU (União Internacional de Triathlon) nos anos 90.

Triatletas de várias categorias participaram da Etapa, que soma pontos para o ranking baiano. Mas a Astrisul, organizadora do evento, junto com os Organizadores do Circuito Cacau Running, quer mais. Entregaram recentemente a secretaria do Governo do Estado que cuida do Esporte proposta para um Triathlon no sábado e uma meia Maratona no domingo como provas d o evento de inauguração da nova Ponte Ilhéus Pontal, um equipamento para a mobilidade urbana ansiosamente esperado pelos moradores. “Desde a concepção do Projeto olhamos para a Ponte vendo ciclistas e corredores indo do centro histórico para o sul da cidade. Vamos avançar!”, dizem eles.