Exclusivo. 94% dos ilheenses querem a permanência dos ambulantes no Centro da cidade

Ambulantes ao lado do Banco Santander, no Calçadão de Ilhéus. O grande capital divide espaço com os trabalhadores informais. Foto: Emilio Gusmão.Pesquisa realizada em Ilhéus nos dias 24, 25, 29 e 30 de janeiro deste ano, consultou a população sobre a permanência dos vendedores ambulantes no Centro da cidade.

O levantamento foi realizado por uma empresa respeitada que acertou o resultado das eleições para prefeito de Ilhéus em 2016. Devido a uma questão contratual não podemos identificar os responsáveis.

Diante da pergunta “na sua opinião os vendedores ambulantes do centro da cidade devem ser retirados? “, 94.47% dos entrevistados disseram não, 2.36% sim e 3.17% não sabe.

O total de pessoas entrevistadas foi de 1104 e a margem de erro é de 3%.

Fontes da prefeitura de Ilhéus afirmam que o prefeito Mário Alexandre recebeu o resultado da pesquisa. O apoio da população aos ambulantes é do conhecimento do atual governo desde o final de 2017, quando outro levantamento indicou resultado parecido.

Ambulantes na rua em que está o Fisco Estadual. Se não há empregos, qualquer espaço bem movimentado serve. Foto: Emilio Gusmão.

O comércio informal no Centro, principalmente no Calçadão da Rua Marquês de Paranaguá é um assunto polêmico. Empresários estabelecidos em lojas alegam que ambulantes e camelôs impõem uma disputa desigual, uma vez que não pagam impostos e taxas de funcionamento.

Os trabalhadores informais dizem que não há empregos. A ocupação de espaços públicos com tabuleiros e mercadorias variadas é a única forma digna de sobrevivência, justificam.

Porém, estudo realizado pela Secretaria Municipal de Indústria e Comércio em 2017, constatou que alguns comerciantes formais também ocupam as calçadas, sobretudo com frutas. A maior parte dos ambulantes que ofertam os vegetais é formada por prestadores de serviço terceirizados.

MP-BA abre inquérito civil para apurar estacionamentos de locadoras nas ruas do Pontal

Carros de locadoras na Rua do Bonfim. Foto: Google Earth.

O Ministério Público da Bahia instaurou inquérito civil para apurar o uso de algumas ruas do bairro Pontal, em Ilhéus, por carros de locadoras. Os veículos ficam permanentemente estacionados nas imediações do aeroporto Jorge Amado, dificultando o trânsito e a circulação de pedestres e deficientes físicos.

Na portaria assinada na última sexta-feira, 19, o promotor Paulo Sampaio (11ª Promotoria) informa que o MP recebeu representação de um grupo de moradores sobre o uso indevido das ruas.

Segundo os reclamantes, a empresa Localiza é a mais abusiva, pois usa a Rua Davi Maia (antiga Bonfim) como garagem para os seus carros.

Leia a portaria.

Nazal apresenta sugestão de projeto de lei para organizar CEPs de Ilhéus

Vereadores Luis Carlos Escuta, Juarez Barbosa e o vice-prefeito José Nazal durante sessão. Foto: Ascom/CMI.

A necessidade de organizar os códigos de endereçamento postal (CEPs) do município de Ilhéus levou diversos representantes de associações de moradores, membros da sociedade civil organizada ao plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus, na tarde da última quarta-feira, 17.

Em Ilhéus, diversos bairros e sedes distritais possuem ruas sem nome, ruas identificadas por letras, números ou com nomes de pessoas vivas e outras sem qualquer identificação.

O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, apresentou uma sugestão de projeto de lei para servir de base no trabalho do Poder Legislativo, permitindo que todas as ruas dos bairros, sedes distritais e áreas urbanas isoladas sejam devidamente denominadas. “A proposta é definir novos nomes para as ruas que possuem leis que não estão aplicadas; substituir as letras e números por nomes e colocar nomes nas ruas nas áreas urbanas, inclusive as da zona rural, buscando a posterior inclusão no cadastro do CEP”.

Além da organização da cidade, o vice-prefeito de Ilhéus, que participou da sessão, pontuou que a regularização do código postal do município vai permitir a inclusão de cidadãos nos sistemas digitais; possibilitar a abertura de empresas conforme exigência da JUCEB e o atendimento por parte dos Correios.

“Desta forma, Poderes Executivo e Legislativo iniciaram um minucioso levantamento sobre toda a legislação que envolve a denominação de ruas em Ilhéus, desde 1969 até os dias atuais. Foram levantadas 306 leis, nos últimos 50 anos, que definem os logradouros de cerca de 450 localidades. A cidade de ilhéus tem hoje 1.182 logradouros com CEP, e, após aprovação desse projeto o número de ruas cadastradas vai aumentar”, explicou o vice-prefeito.

Ainda segundo o vice-prefeito, “a má aplicação das leis vigentes no município e leis mal executadas atrapalham na condução desse processo de regularização do endereçamento postal. Locais como Inema e Banco Central, por exemplo, possuem leis denominando as ruas, porém, não estavam identificadas. É necessário que seja feito um esforço por parte de ambos os poderes para permitir a organização dos topônimos denominando as ruas e a devida atualização cadastral por parte dos Correios tornando obrigatórios que as concessionárias de serviços públicos unifiquem seus cadastros, beneficiando a população”, afirmou.

De acordo com o vereador Ivo Evangelista (PRB), autor do requerimento que promoveu a sessão espacial, a partir do projeto lei “a população poderá participar desse processo de regularização, indicando nomes e garantindo que a nomenclatura de ruas de bairros e distritos possam estar de acordo com o desejo de seus moradores, eliminando possíveis erros e permitindo o acesso a serviços básicos.

O vereador espera que a organização do código de endereçamento postal ocorra dentro de um prazo de até 120 dias, para que a lei seja sancionada pelo Prefeito Mário Alexandre e encaminhada para os Correios.

Polícia Civil identifica autores do atentado na Gráfica Docarmo

Imagem do momento do atentado. Fonte: Blog Agravo/reprodução.

De acordo com o delegado Helder Carvalhal, do núcleo de homicídios da 7ª Coorpin/Ilhéus, a Polícia Civil identificou os autores do atentado na Gráfica do Carmo, no dia 02 de abril (relembre aqui), nas proximidades do Terminal Urbano João Mangabeira. Os nomes não foram divulgados, pois a investigação não foi concluída.

Disparos de arma de fogo quase tiraram a vida de um homem conhecido como Deusdete, que prestou queixa e esclarecimentos numa delegacia de outra cidade, devido aos riscos que ainda corre.

Segundo Carvalhal, os advogados dos autores se comprometeram em apresentá-los nos próximos dias e o atentado tem relação com o submundo das drogas.

Num passe de mágica, governo Marão transforma servente em agente social

Fato curioso aconteceu na secretaria de administração de Ilhéus. Uma candidata aprovada no concurso público de 2016, para a função de auxiliar de serviços gerais, ao tomar posse foi transformada em agente social.

Na lista de candidatos convocados em janeiro deste ano, Jéssica Silva dos Santos, RG 1480656100, aparece apta a promover a limpeza do prédio público do município em que estiver lotada. No site da transparência da prefeitura, a mesma aparece também como agente social. A acumulação de funções, neste caso, é proibida por lei.

Jéssica Silva dos Santos (nome destacado) foi convocada como auxiliar de serviços gerais).
No site da transparência da Prefeitura de Ilhéus, Jéssica acumula duas funções.

Na apuração, trabalhamos com a hipótese de haver duas Jéssicas com nomes idênticos, porém, constatamos no site do TCM que em 2018, antes da posse de Jéssica Silva dos Santos, não havia na relação de servidores outra mulher com nome e sobrenomes iguais aos dela.

Jéssica está lotada na Secretaria de Desenvolvimento Social. Como auxiliar de serviços gerais ganha um salário mínimo (R$ 998,00) e na função de agente social recebe pouco mais de mil e setecentos reais.

O BG tentou obter explicações do secretário Rubenilton Silva por meio do número de celular final 1231, mas não conseguimos contato.

 

PM busca a identificação dos arruaceiros da Passarela do Álcool

Para evitar as cadeiradas, PM também vai intensificar as rondas. Imagem extraída de vídeo.

Em contato com o BG na manhã desta segunda-feira, 08, o major Pinheiro disse que a PM busca a identificação dos “arruaceiros” responsáveis pelas brigas na Passarela do Álcool, no bairro Pontal.

As confusões gravadas em vídeos foram divulgadas por este blog no último sábado, 06 (veja aqui).

Responsável pela 69ª CIPM, cuja atribuição é o policiamento na zona sul de Ilhéus, o major explicou que os causadores das confusões provavelmente são de outras cidades. Na visão dele, local é frequentado por muitas famílias, devido à diversidade de estabelecimentos com bebidas e comidas variadas, mas infelizmente, de uns tempos para cá o clima de tranquilidade diminuiu.

Segundo o comandante, o policiamento no Pontal será reforçado com rondas mais frequentes das viaturas. O major contou ao blog que nem sempre a PM toma conhecimento dos problemas, por não ser acionada.

Marão pode ser preso, admite procurador-geral

Mario Alexandre, Jefferson Domingues e o muro do presídio do Ariston Cardoso.O procurador geral de Ilhéus, Jefferson Domingues, admitiu a possibilidade de o prefeito Mário Alexandre ser preso, por descumprir a decisão da desembargadora Silvia Zarif, que determinou a reintegração dos servidores municipais afastados em janeiro deste ano.

A declaração, no mínimo curiosa, foi dita em entrevista à Ilhéus FM, na manhã desta quarta-feira, 02.

“Nós vivemos num cenário político judicial, de um ativismo judicial tão forte, que não posso descartar [a possibilidade]”, disse Jefferson Domingues.

De acordo com o procurador, a reintegração não pode prejudicar os custos permanentes do município com a coleta de lixo, serviços de saúde e educação.

Disposto a peitar juridicamente a decisão do TJ-BA, Domingues afirmou que decisão da desembargadora é brotada apenas do sentimento e não da razão jurídica. Na visão do procurador, a magistrada veio e disse: “Olha, município, até que eu mude de idéia reinclua aí na sua fatura a despesa que gira em torno de dois milhões. Depois, se eu mudar de ideia, posso pensar na sua situação”, disse com ironia.

Infelizmente, Jefferson Domingues não foi perguntado sobre a mudança de postura, uma vez que a procuradoria, quando saiu a decisão de 1ª instância, ingressou com recursos em defesa dos servidores.

Ouça a entrevista do procurador à Ilhéus FM.

Marão fez pegadinha de 1º de abril com os servidores afastados, afirma Enilda Mendonça

 

Marão mais uma vez é acusado de ter dificuldade com a palavra dada.

Em entrevista à Ilhéus FM nesta terça-feira, 02, a professora Enilda Mendonça disse que o prefeito Mário Alexandre aplicou uma pegadinha de 1º de abril (dia da mentira) nos servidores.

A sindicalista relatou que no dia 26 de março, durante um encontro no Centro Administrativo da Conquista, Marão prometeu reintegrar os servidores afastados em janeiro. O prefeito afirmou que a medida seria publicada por meio de um decreto no dia 1º de abril.

Marão determinou que o advogado Gabriel Bitencourt, conhecido como “Gaban”, comunicasse aos servidores que a reintegração estava garantida. O “porta-voz” fez o comunicado no pátio do Centro Administrativo, local em que alguns trabalhadores afastados aguardavam o desfecho da reunião.

Infelizmente, mais uma vez o prefeito faltou com a palavra, pois o decreto publicado no dia 1º de abril apenas criou uma comissão para debater a folha de pagamento, a partir da possível reintegração dos afastados e as posses (já ocorridas) dos servidores concursados.

Segundo Enilda, o procurador-geral Jefferson Domingues quer o aval dos sindicatos para fazer a reintegração, condicionada ao afastamento dos funcionários empossados recentemente.

“Ontem o prefeito nos pregou um primeiro de abril. Ele nos disse que seria [feita] a reintegração. Nós ainda brincamos na mesa, prefeito segunda-feira é 1º de abril, dia da mentira”. Apesar da menção ao dia da lorota, Marão garantiu o retorno dos servidores, afirmou Enilda Mendonça.

Sindicatos vão pedir a prisão de Mário Alexandre, se a liminar do TJ-BA não for respeitada

Advogado Davi Pedreira e o prefeito Mário Alexandre.

Em primeira mão.

Advogados e sindicalistas que representam os servidores municipais de Ilhéus afastados pelo prefeito Mário Alexandre, em janeiro deste ano, relataram ao BG que a decisão da desembargadora Silvia Zarif, do TJ-BA, ainda não foi cumprida devido à resistência do procurador-geral Jefferson Domingues.

Na última semana, Silvia Zarif manteve a decisão ao negar um pedido de efeito suspensivo feito pela procuradoria-geral do município, mesmo assim, em reuniões Jefferson Domingues demonstra disposição para “peitar juridicamente” a corte de justiça baiana .

De acordo com o advogado Arnon Filho, o secretário de administração, Bento Lima, tem posição diferente. “Ele tem dito que a decisão terá que ser cumprida”.

O advogado Davi Pedreira disse que o prazo para cumprimento encerra nesta segunda-feira, 01. Explicou que a partir de amanhã, se o governo mantiver o desrespeito à decisão, o município será multado em mil reais por dia. Segundo Pedreira, os sindicatos vão pedir a prisão do prefeito Mário Alexandre e aplicação de multa no próprio.

“Se o descumprimento persistir, nós teremos todos os argumentos éticos para pedir a prisão do prefeito. Ele tem a obrigação civil de fazer cumprir decisões do judiciário”, enfatizou o advogado.

 

Acredite. Governo Marão aplicou asfalto na Lomanto Junior duas horas antes da chuva

Marão grava vídeo na Lomanto Junior, horas antes da chuva.

Na madrugada dessa quinta-feira, 21, o prefeito de Ilhéus protagonizou mais uma cena do seu governo desorganizado.

Marão esteve na Avenida Lomanto Junior, no Pontal, para gravar um vídeo em que mostra o asfalto sendo aplicado na via mais movimentada da zona sul. A peça de propaganda, por sinal bem malfeita, foi gravada às 2 horas da madrugada.

Cerca de duas horas depois, uma chuva fortíssima alagou a Lomanto Junior e colocou boa parte do serviço a perder. Parte do cimento asfáltico foi parar na Baía do Pontal.

Técnico da prefeitura ouvido pelo blog afirmou que aplicar asfalto com iminência de chuva é tecnicamente desaconselhável. Com certeza houve perda significativa do material aplicado.

O BG apurou que desde as 16 horas de quarta-feira, 20, a Defesa Civil já estava avisada que choveria forte. Ao receber o comunicado, a equipe entrou em prontidão para começar a atuar. Por volta das 23 horas, o Governo Federal por meio de um sistema próprio avisou novamente que a precipitação ocorreria em poucas horas.

Além desses avisos internos, nos telejornais noturnos a chuva foi claramente prevista. O site Clima Tempo também passou a mesma informação.

Segundo nossas fontes, a secretaria municipal de infraestrutura não perguntou à Defesa Civil sobre a possibilidade de chuva. Como se diz popularmente, o serviço foi feito “a migué”.

O fato prova mais uma vez que o governo Marão é desarticulado, sem planejamento e não zela pelo uso correto (e sem desperdícios) do dinheiro público.

No vídeo abaixo, Marão paga mais um mico. Só faltou o guarda-chuva.

MP-BA desmente embargo no Pontal Park Residence, mas abre inquérito civil para investigá-lo

Por meio de uma nota pública, o promotor Paulo Sampaio, da 11ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, desmente suposto embargo no empreendimento Pontal Park Residence, da empresa SSN, previsto para a zonal sul da cidade.

O negócio imobiliário ganhou ampla repercussão na imprensa ilheense, após denúncias relacionadas ao processo de licenciamento ambiental, feitas por um membro do Conselho Municipal do Meio ambiente ao Ministério Público da Bahia.

A nota divulgada nesta quinta-feira, 21, esclarece que até o presente momento não há irregularidades comprovadas contra o empreendimento habitacional, mas foi aberto um inquérito civil para iniciar a investigação.

Leia a nota pública e a portaria que instaurou o inquérito civil.

Polícia prende homem acusado de matar amigo com 39 facadas na Fazenda Renascer

Evinho foi preso em Uruçuca. Foto: Ascom/Policia Civil.

Weverton Moraes Santos, conhecido como Evinho, de 21 anos, que estava com um mandado de prisão preventiva em aberto por homicídio, foi preso na terça-feira, 19, em Uruçuca, por investigadores da Polícia Civil lotados na 7ª Coorpin/Ilhéus.

O crime ocorreu no dia 2 de janeiro deste ano, na Fazenda Renascer, no distrito de Castelo Novo, em Ilhéus, e teve como vítima Rilan Alves Cândido, de 21 anos.

A vítima, que era amigo do autor, foi morta com 39 facadas depois de uma discussão com Weverton, que estava com ciúmes da amizade de Rilan com sua namorada.

De acordo com o delegado Helder Carvalhal de Almeida, Weverton é natural de Porto Seguro e estava morando em Uruçuca há cerca de um ano.

 

Ilhéus vai sediar torneio de fisiculturismo nesse sábado

O atleta baiano de fisiculturismo e bicampeão brasileiro Victor “Mutante” Farias vai realizar no próximo sábado, 23, a 1ª Copa UKAZAL de Fisiculturismo no Teatro Municipal de Ilhéus, com início previsto para as 13 horas. Será a primeira vez que uma competição de fisiculturismo vai ser realizada em Ilhéus.

Com diversas categorias dividias entre masculino e feminino, tais como Bikini, Wellness, Mens Physique, Muscular Physique, Culturismo Clássico, Classic Physique, Senior, Sub Junior, Junior e Master, no fisiculturismo os atletas buscam demonstrar seu desenvolvimento e harmonia corporal, entre outros requisitos, na busca de um físico bem desenvolvido e belo, dentro dos padrões adotados neste esporte.

Já estão confirmadas as presenças de atletas de diversas cidades da Bahia e também de outros estados brasileiros, que serão avaliados por árbitros selecionados, de grande experiência, de forma a garantir o sucesso do evento.

A pesagem dos atletas participantes acontecerá na sexta-feira, 22, na academia Ukazal, no Pontal, e o torneio ocorrerá no Teatro Municipal, devendo contar com dezenas de expectadores amantes do esporte.

Além da premiação em troféus e medalhas, o evento, que é patrocinado pela empresa New Millen de suplementos esportivos, promete garantir por um ano o fornecimento do suplemento alimentar Whey Protein para atletas que consigam o título de campeões overall (campeão dos campeões), um importante incentivo para quem treina e se dedica ao esporte.

Repasses à Câmara de Ilhéus vão diminuir em 2019; Câmara de Itabuna vai receber mais

César Porto deve estar triste, Ricardo Xavier alegre. Fotos: internet/reprodução.

O Tribunal de Contas dos Municípios definiu os valores que devem ser repassados pelas prefeituras baianas às câmaras municipais, ao longo do exercício financeiro de 2019 – a título de “duodécimos” –, para fazer frente às despesas para o funcionamento do Poder Legislativo municipal.

A tabela com os valores correspondentes a cada um dos municípios está disponível a partir desta terça-feira, 19, no site do tribunal.

O duodécimo da Câmara de Ilhéus, com 19 vereadores e presidida por César Porto, será de R$ 1.152.872,30 (um milhão, cento e cinquenta e dois mil, oitocentos e setenta e dois reais e trinta centavos) por mês. Em relação a 2018, houve uma queda de R$ 23 mil, pois o legislativo ilheense recebia por mês R$1.176.689,09.

O duodécimo dos vereadores de Itabuna, com 21 parlamentares e comandada por Ricardo Xavier, subiu de R$ 1.148.319,49 em 2018 para R$ 1.239.412,15 em 2019. O acréscimo representa mais R$ 91 mil por mês.

Os valores foram calculados com base nas receitas tributárias e transferências constitucionais recebidas por cada um dos municípios no exercício de 2018 – e observam os índices definidos no artigo 29-A da Constituição Federal, que variam de acordo com o número de habitantes de cada município.

Morre o empresário Kenichi Fukino do Restaurante Tokyo

Kenichi Fukino. Foto: divulgação.

O empresário Kenichi Fukino, 68 anos, faleceu na manhã desta terça-feira, 19. Ele comandou o famoso restaurante Tokyo, um dos mais respeitados pontos de gastronomia, em Ilhéus, a partir dos anos 90.

Kenichi lutava contra o câncer, mas não resistiu. O velório acontece a partir das 17 horas no SAF do bairro Conquista.