PV DE ILHÉUS LANÇA BLOG, MAS, QUASE NÃO CITA RUY CARVALHO

O partido verde de Ilhéus, presidido pelo policial militar Robson Melo, lançou um blog na internet, com o objetivo de divulgar as ações da sigla (clique aqui).

O canal dos verdes ilheenses entrou na rede no dia 14 de dezembro, portanto, há quase um mês. A característica mais notável é a forma como o médico Ruy Carvalho é tratado, aparentando ser uma presença indesejada.

Ruy é uma personalidade política muito respeitada no estado. Ruy tem votos, e muitos. Antes dele, o PT (seu antigo partido), nunca havia passado dos 9 mil votos, nas vezes em que apresentou candidatos a prefeito. Agora, no PV, o médico está sendo tratado com desdém, quase ridicularizado.

Vale a pena lembrar, mais uma vez, que nas eleições de 2010, os verdes sequer obtiveram votos para eleger um só vereador, enquanto Ruy, em um quadro completamente adverso, onde a população estava iludida com o “feijão com arroz” de Newton Lima, obteve 27 mil votos para prefeito, facilitando as coisas para o PT, que elegeu três vereadores.

Não há dúvidas, e sim uma unanimidade, apesar do respeito que muitos filiados do PV merecem, em Ilhéus, o partido é eleitoralmente medíocre.

A saída é aceitar Ruy como a salvação, como o meio único e necessário para consolidar o partido como força política. Para isso, basta compreensão, inteligência e trabalho.

“GILVAN TAVARES VAI RODAR”

Gilvan nas finanças: o ordenamento financeiro de Ilhéus pendurado em ganchos.

Foi o que disse ao Blog do Gusmão, uma fonte “visceral” do governo Newton Lima, de Ilhéus.

O velho discurso utilizado por Gilvan, de que a Constituição de 1988 prejudicou os municípios, com a perda acentuada de arrecadação, não está agradando ninguém, caiu no desgaste absoluto.

O modo “Gilvan” de comandar a secretaria de finanças é arcaico, segundo o informante, ele costuma usar ganchos para afixar lembretes do tipo “amanhã pagar fulano, depois pagar beltrano”.

Para assumir o lugar de Tavares, o mais cotado é o atual chefe de gabinete, o influente e todo poderoso Jorge Bahia, conselheiro número 1 de Newton Lima.

SOBRE A SECRETARIA DE TURISMO

O prefeito Newton Lima cometerá uma injustiça, caso não confirme o retorno de Ana Matilde da Hora, à secretaria de turismo.

Respeitada pelo segmento turístico, devido ao trabalho sério que desempenhou, mesmo em condições adversas, Ana se destacou pela maneira sincera que enfrentou questões polêmicas, como por exemplo, a proibição da entrada de táxis e vans no Porto do Malhado.

Além de ter formação específica para a área (turismóloga), Ana representa uma quebra de paradigma no cenário da política ilheense, acostumada com secretários de turismo formados na base do “achismo”, bandoleiros de outras cidades ou empresários do setor, mais preocupados em viabilizar o sucesso de seus empreendimentos.

Trocar Ana por pessoas que já passaram por outras administrações, e nada fizeram pelo turismo em Ilhéus, é um contra-senso, um grande equívoco.

Vale ressaltar que não basta mantê-la, é necessário também garantir condições para que ela possa tocar os projetos.

ENQUANTO NEWTON APRENDE A FAZER POLÍTICA, SERVIDORES AINDA NÃO RECEBERAM O SALÁRIO DE DEZEMBRO

Muitos servidores municipais de Ilhéus ainda não receberam todo o décimo terceiro de 2009, que deveria ser pago integralmente até o dia 20 de dezembro.

Para piorar ainda mais a situação, os vencimentos de dezembro não entraram nas contas.

Enquanto isso, o prefeito aprende a fazer política, procurando um forma de acomodar os petistas.

E o salario ó…

PT JÁ ESCOLHEU AS FATIAS DO BOLO

O PT de Ilhéus, que está arriando as malas nas portas do Palácio Paranaguá, já escolheu as secretarias que deseja assumir: saúde, planejamento e governo.

Para a saúde, um nome é consenso, o do médico Antônio Carlos Rabat, petista recente, mas, com prestígio suficiente para ser indicado.

O nome do vereador Alisson Mendonça foi cogitado para assumir a secretaria de governo, porém, segundo informações colhidas através de um membro da executiva municipal do partido, o parlamentar prefere continuar na câmara, e tentar retornar à presidência em 2011.

Tudo depende da aprovação do prefeito Newton Lima, que, pelo que tudo indica, está disposto a nomear Alcides Kruschewsky para o lugar de Nazal, ainda sem rumo definido.

JOSÉ NAZAL E JORGE BAHIA

José Nazal.

Os dois nomes, nos últimos doze meses, travaram uma forte luta nos bastidores, disputando a condução política do governo Newton Lima, em Ilhéus.

Os dois têm estilos diferentes. Nazal é o “palaciano” de primeiro escalão mais respeitado pela imprensa. Privilegia como fonte alguns, mas, se relaciona bem com todos. Além do mais, é direto, objetivo e sincero até no erro, que explicarei depois.

Jorge Bahia.

Jorge Bahia é um fidalgo, educadíssimo, sempre agindo como o mais politicamente correto. Guarda as suas verdades para si, abraça adversários como irmãos de sangue, controla seus impulsos com maestria, aos mais íntimos, adjetiva oponentes sem piedade, esquecendo os bons modos. Dizem que nestes momentos ele espuma de tanta raiva.

(mais…)

“SARNEY” O DISSIMULADO

“Todo homem tem três personalidades: a que exibe, a que possui e a que julga possuir.” Alphonse Karr

O vereador quero-quero, Jailson “Sarney” Nascimento, está jogando para a torcida, é um dissimulado, um contador de estórias e lorotas, no ambiente político.

Ao afirmar que é governo e que não tem nenhuma secretaria, demonstra que faz política na base da farsa.

Quem acompanha o cenário político sabe que “Sarney” manda na secretaria de saúde. Segundo um vereador ilheense: “ele nomeia médicos, motoboys, auxiliares de serviços gerais e etc. Marleide jamais terá a coragem de se opor a uma ordem de Jailson e de Paulo Medauar” (mentor intelectual do quero-quero).

Sub-reptício, ele faz “juras de amor” ao prefeito, mas, através do microfone da rádio Bahiana (onde é o maior investidor), manda os seus “jagunços da comunicação” criticarem o governo, detonando os secretários que não rezam a sua cartilha clientelista.

A história do vereador quero-quero está atolada na “lama do poder”. No último dia 01 de janeiro, ele completou 13 anos consecutivos de vereança. Neste longo tempo, esteve na oposição apenas durante 31 meses (duração do governo Valderico).

Agora, finge que está tudo bem, afirma não temer as mudanças iminentes na administração. Na verdade, ele carrega uma certeza: Newton não terá coragem de mexer na secretaria de saúde.

Jailson aposta nisso, Jailson está jogando certo de que vai ganhar.

Coitado! Como disse François Jacob: “nada é tão perigoso quanto a certeza de ter razão.

SOBRE NAZAL NO TURISMO

Meses atrás, este blogueiro perguntou ao então secretário de governo José Nazal, se ele aceitaria assumir a secretaria de turismo, facilitando a vida de seus opositores Alcides Kruschewsky e Jorge Bahia, que há muito tempo “tramavam” a mudança.

Um pouco tímido, “Naza” afirmou: “a secretaria de turismo não tem o meu perfil”.

Ontem (quinta/07), voltamos a perguntar ao agora ex-secretário, sobre a proposta, e ouvimos uma resposta intrigante: “Gusmão! Para me fazer esta pergunta, primeiro você deve candidatar-se a prefeito, vencer as eleições, aí sim me fazer o convite. A resposta que você quer, eu só darei a Newton”.

DEPUTADO VELOSO VISITA OBRAS DO ANTIGO CEFET E FÓRUM ELEITORAL

Na manhã da quarta-feira (06) ocorreu a visita do deputado Raymundo Veloso a obra do IFET (Instituto Federal de Educação Tecnológica), em construção na estrada Ilhéus-Itabuna e a do Fórum Eleitoral de Ilhéus.

O fórum encontra-se em fase de acabamento. Segundo o engenheiro, Antônio Carlos Magnavita, seu término está previsto para o início do mês de fevereiro.

Já no canteiro do futuro IFET, o deputado encontrou-se com o engenheiro responsável, Frederico Guedes, que lhe mostrou todo o projeto.

O Instituto possibilita o aprendizado com cursos tecnológicos e superiores que atendam à demanda local. Ocupando uma área de aproximadamente 26.000m² a obra já garantiu 70 empregos diretos e prevê até o final da construção a contratação de mais de 100 funcionários.

FALTAM 89

Sem dúvida o assunto mais comentado no município de Ilhéus nesse começo de ano é a exoneração coletiva que o prefeito Newton Lima promoveu.

O motivo da demissão em massa dos servidores é a tentativa de “equilibrar” a folha de pagamento ao orçamento municipal.

Uma questão bastante interessante sobre esse assunto, e que ninguém se propôs questionar, é se o número de cargos divulgados pela prefeitura corresponde a quantidade de servidores do município.

(mais…)

PT E NEWTON: UM “FLERTE” ANTIGO

Não é de hoje que o PT de Ilhéus e o prefeito Newton Lima estão flertando politicamente.

O primeiro passo para a formação da aliança, que pode ser concretizada hoje (sexta/08), veio do partido em Ilhéus, diferente do que foi publicado, onde a união teria surgido em Salvador, através da direção estadual do partido.

A entrada do governador no processo, dá mais força, pois Wagner, além de padrinho da coalizão, por outro lado, facilita seus caminhos, no momento em que está buscando condições para vencer as eleições deste ano, já no primeiro turno.

(mais…)

LIXO

Mensagem recebida de um leitor do Blog do Gusmão:

Amigo Gusmão nos moradores aqui da Ceplus não estamos mais aguentando o mau cheiro do lixo, pois o mesmo não vem sendo recolhido há 10 dias.
Uma falta de vergonha do administrador do município, pois todos nos somos contribuintes de impostos municipais/ estaduais/ e federal. Impostos esses que não são nada baratos.

Pois bem, nós vamos alugar um caminhão para pegar o lixo daqui do Ceplus e jogar a metade na porta da prefeitura e a outra metade na porta da casa do prefeito. Só assim quem sabe ele toma uma atitude de homem. Pare de brincar de ser prefeito.
Pois quem não tem competência não se estabelece.

Agora fica esse lixão na porta da casa do contribuinte criando ratos.  Eu acho que lugar de criar ratos e na prefeitura, pois lá está cheio deles e cada um com os dentes mais afiados que os outros.

NEWTON JOGOU DURO COM “SARNEY”

Pessoas muitos próximas ao prefeito de Ilhéus, Newton Lima, contaram ao Blog do Gusmão, que na última terça-feira, o gestor e o presidente da câmara – o vereador quero-quero, Jailson “Sarney” Nascimento – tiveram uma discussão pelo telefone, sobre a formação do novo secretariado.

Em certo momento, Sarney, muito choroso e beirando o desespero, devido à queda do seu prestígio dentro do governo, teria dito: “Prefeito! Você vai deixar de confiar em mim, pra confiar naquela mulher?”, se referindo à deputada estadual Ângela Sousa, que no momento cresce politicamente dentro da administração.

Direto, objetivo e até  mesmo imprudente, Newton usou da sua sinceridade intempestiva e habitual: “Jailson! Eu confio mais nela do que em você”. A conversa logo foi encerrada.

(mais…)

HOMICÍDIO EM OLIVENÇA

A Av. Lomanto Júnior em Olivença foi palco de um assassinato a um homem de nome Benilson Felipe Rozeira Messias, na noite de ontem (06).

O rapaz de 21 anos foi atingido por nove balas. O suspeito do homicídio é um homem chamado vulgarmente de Ribas, que teve a ajuda de outro chamado de “Nego Diva”.

A vítima do crime, segundo moradores, manteve um relacionamento com a irmã do suspeito.

A polícia ainda investiga o caso. O corpo foi levado ao DPT.

O CARNAVAL, LEONELLI, NEWTON E MÁRIO ALEXANDRE

O prefeito de Ilhéus, Newton Lima, se reuniu ontem com o secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli, imbuído de uma missão que visa amenizar o grande desgaste de seu governo, à beira de um colapso administrativo: salvar a realização do carnaval ilheense em 2010.

Fontes palacianas informaram ao Blog do Gusmão que Leonelli solicitou um projeto simples, para a viabilização de uma festa tímida, sem muitas atrações, mas, em condições de garantir a folia momesca.

O secretário, integrante do “esvaziado” PSB baiano, quer garantir o apoio do prefeito nas eleições deste ano, quando tentará voltar à câmara dos deputados, caso sua esposa Lídice da Mata consiga emplacar candidatura ao senado.

A proximidade entre Leonelli e Newton pode atrapalhar os planos do vice-prefeito Mário Alexandre, “assanhadíssimo” em concorrer a uma vaga para deputado federal pelo PSDB, com o apoio do prefeito.

Contra Marão pesam a fidelidade partidária (obrigação de Newton) e um carnaval salvador.