Mais de 500 mil estudantes da rede estadual devem renovar a matrícula pelo SAC Digital

Mais de 500 mil estudantes devem renovar a matrícula na rede estadual de ensino a partir desta quinta-feira (21) para o ano letivo de 2020. O processo de pré-matrícula, que segue até o dia 10 de dezembro, deverá ser feito por todos os estudantes com matrícula e frequência regular nas escolas estaduais, em 2019. A grande novidade deste ano é que a matrícula agora é 100% on-line, podendo ser feita por dispositivos móveis como tablets e celulares. Basta que os pais ou responsáveis baixem o aplicativo do SAC Digital nas lojas APP Store ou Google Play, ou façam o cadastro através do site.

O SAC Digital é uma moderna plataforma, que unifica todos os serviços do Estado em um único portal. A matrícula on-line foi incluída nesta ferramenta graças à parceria entre a Secretaria da Educação do Estado (SEC), a Secretaria da Administração do Estado (Saeb), e a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb), com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Passo a passo

Para realizar o cadastro, o estudante precisa acessar o SAC Digital (portal ou aplicativo) e clicar em “Cadastre-se” no menu principal. Em seguida, é só preencher um formulário. No campo “E-mail”, é necessário informar um e-mail que o usuário costuma acessar e que lembra a senha. No final do cadastro, será necessário acessar este e-mail para ativar a conta no SAC Digital. A matrícula só poderá ser realizada mediante este cadastro. Quem não quiser fazer a pré-matrícula on-line também tem a opção de efetuar na própria escola.

Novos alunos

Os estudantes oriundos das redes municipais e privada, também poderão utilizar o SAC Digital, mas para este público, a matrícula será realizada de 21 a 28 de janeiro de 2020, de acordo com o calendário a ser divulgado pela Secretaria da Educação do Estado e que estará disponível no Portal da Educação. Os mesmos também precisarão fazer o cadastro e, após a matrícula online, terão 24 horas para apresentar a documentação necessária na escola para a qual efetuou a matrícula.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar do Estado, Manoel Vicente Calazans, falou sobre a importância deste avanço tecnológico. “A tecnologia hoje é uma ferramenta que permite mais acesso à informação e a matrícula pelo SAC Digital facilita ainda mais a vida dos estudantes e dos responsáveis, podendo ser feita de qualquer lugar”, afirmou Calazans, ao acrescentar que o processo da pré-matrícula, pelo SAC Digital, foi iniciado na segunda-feira (18) e seguiu até ontem (20), para estudantes da Educação Inclusiva.

5º GBM faz campanha para o Outubro Rosa

Doações podem ser feitas na sede do 5º GBM

O 5º Grupamento de Bombeiros Militar de Ilhéus participa campanha “Ligadas por Fios”, referente ao Outubro Rosa e que visa a arrecadação de mechas de cabelo, turbantes ou lenços para apoiar as mulheres no combate ao câncer. A campanha acontece até o próximo dia 22. As doações podem ser entregues no próprio quartel dos Bombeiros Militares, localizado na Avenida Vereador Amilton Ignácio de Castro, nº 1011 – Barra de Taípe / Ilhéus.

Escola Bahiana de Medicina é investigada por aumento irregular da anuidade

Foto : Reprodução / Google Street View

Fonte: Metro1

Aumento possivelmente irregular da anuidade escolar feito pela Fundação Bahiana para Desenvolvimento das Ciências, mantenedora da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, em Salvador, é investigado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). O inquérito civil foi instaurado na 3ª Promotoria de Justiça do Consumidor da capital.

De acordo com denúncia recebida pelo órgão, o reajuste estaria em desconformidade com a Lei 9.870/99 e o Decreto 3.274/99, os quais dispõem sobre o valor das anuidades escolares. A faculdade é referência na formação de alunos na área de saúde, principalmente, em Medicina e Odontologia. As mensalidades variam entre R$ 960 e R$ 4.822,00.

A unidade de ensino superior também está na mira do Ministério Público Federal (MPF). O órgão instaurou um inquérito civil para investigar cursos de pós-graduação supostamente irregulares oferecidos pela Bahiana de Medicina por meio de convênio com Instituto Gestalt-Terapia da Bahia (IGTBA). O procedimento foi instaurado pelo procurador da República, Leandro Bastos Nunes.

Antes, o procurador Edgard de Almeida Castanheira recomendou que fossem rescindidos convênios celebrados entre a instituição e IGTBA para expedição de diplomas dos cursos sem autorização do Ministério da Educação (MEC). No procedimento, o procurador considerou que o IGTBA não é instituição de ensino superior e não está credenciado no Sistema Federal de Ensino.

O representante do órgão federal indicou também que os alunos fossem informados acerca da irregularidade do contrato e da impossibilidade de emissão de certificados de pós-graduação, e que tivessem a opção para rescindir o contrato sem multa ou penalidade, além da devolução com juros e correção monetária dos valores já pagos.

Outro lado
Na semana passada, em diversas oportunidades, o Metro1 procurou a assessoria da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mas até a publicação nenhum posicionamento foi enviado.

Sinebahia Itabuna oferece 24 vagas de trabalho na próxima segunda-feira

Há uma vaga para açougueiro.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis na próxima segunda-feira, 29 de julho.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS

SERVENTE DE OBRAS (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Não exige escolaridade

Não exige experiência

01 VAGA

AUXILIAR DE COZINHA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA

(mais…)

Sinebahia Ilhéus tem 8 vagas de trabalho hoje, sexta-feira (26)

Há uma vaga para operador de empilhadeira.

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa sexta-feira, 26 de julho, na agência do Sinebahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9. Para que não ocorram dúvidas sobre a existência das vagas, confira neste link a lista enviada por Érico Fontes, coordenador do Sinebahia Ilhéus.

VIGILANTE (PCD)

Vaga exclusiva para pessoas com deficiência

Ensino Médio Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na função

Apresentar Laudo e Carta de Referencia

01 VAGA 

ATENDENTE DE LANCHONETE

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 06 meses na Função

Apresentar Carta de Referencia

Residir nas proximidades da Rodoviária

01 VAGA 

OPERADOR DE EMPILHADEIRA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 06 meses comprovada em carteira de trabalho

Apresentar Curso Atualizado NR 35

Possuir CNH categoria B

01 VAGA 

(mais…)

Acidente com motoboy na Ponte Lomanto Júnior

 

Foto: Emilio Gusmão.

Na manhã deste sábado, 20, na Ponte Lomanto Júnior, em Ilhéus, um motoboy conhecido como Claudio tentou ultrapassar um caminhão carregado de botijões da empresa Supergasbras.

Após derrapar e perder o controle da moto, ele bateu na lateral de um ônibus da empresa São Miguel e atingiu o fundo de um carro de passeio.

O acidente ocorreu por volta das 10h40min. O motoboy, que antes do acidente seguia em direção ao Pontal, foi socorrido pelo Samu. No momento em que recebeu os primeiros socorros, ele apresentava sinais de vida.

 

Mais uma tartaruga marinha morta

Imagem: Emilio Gusmão.

Outra tartaruga marinha morta no sul da Bahia por uma rede de pesca. Quase todos os dias indivíduos desta espécie carismática aparecem boiando ou estatelados na beira da praia. Os órgãos de fiscalização ambiental, inteiramente sucateados, não podem arcar com o alto custo das operações capazes de coibir o uso de redes numa distância da costa inferior ao que determina a lei. Não há solução visível no horizonte.

Uma tese a ser debatida: a morte dos seres humanos historicamente foi banalizada pela violência. Imagens macabras, fictícias ou reais, demonstram que o ser humano tem fixação pela morte “de si mesmo”. O estarrecimento diante de uma imagem macabra não atinge todos, e quando sensibiliza dura pouco tempo, pois novas imagens se sucedem e tudo parece normal. Diante deste quadro imposto pela “cultura da morte”, me parece complicado exigir sensibilização duradoura diante da mortandade em série, e muitas vezes criminosa, de outros seres vivos. Em discussão.

Exclusivo. Quase dois anos depois, assassinato do Soldado Tyrone continua sem solução

Soldado PM Tyrone Thomaz Aquino, assassinado em abril de 2017.

Reportagem: Emílio Gusmão.

“Em sociedades como as nossas, onde tudo é efêmero, a informação voa e desaparece. A vulgaridade como os fatos são contados resulta em abandono e esquecimento, sem contexto e explicações. Vivemos com mais ruído midiático do que informação. Com certeza há certos fatos e certos momentos que constroem uma ferida, e essa ferida continua aberta e não fecha”.

O pensamento acima é do escritor espanhol, naturalizado mexicano, Paco Ignacio Taibo II. Com essa reflexão, ele inicia uma reportagem sobre o desaparecimento de 43 jovens mexicanos, moradores do vilarejo de Ayotzinapa, em setembro de 2014.

O caso que trataremos nesta reportagem, infelizmente, já está cicatrizado na opinião pública de Ilhéus. A lembrança sofrida e a saudade persistem apenas nos familiares do soldado PM Tyrone Thomaz de Aquino.

Tyrone foi assassinado no dia 23 de abril de 2017, de madrugada, numa lanchonete da Rua Bela Vista, do bairro Nelson Costa. O comportamento pacífico do soldado de 44 anos, que sequer andava armado quando estava sem a farda da PM, não correspondeu à violência do crime que lhe tirou a vida.  Quinze tiros foram disparados contra Tyrone e quatro balas atingiram suas costas.

A tragédia deixou um legado de imagens fortes e sangrentas, uma vez que a falta de escrúpulos, inclusive de profissionais da imprensa, disseminou na internet vídeos em que Tyrone agoniza ferido e desesperado em seus momentos finais.

Passados quase dois anos da execução, o crime continua insolúvel. Os dois assassinos chegaram na lanchonete vestidos com casacos pretos e cabeças envolvidas por capuzes.

Nas proximidades não havia câmeras de segurança que pudessem fornecer imagens à investigação.

A principal testemunha do caso, Danilo José Silva Santos, presa menos de 48 horas após o crime, disse em depoimento à delegada Andréa Oliveira que a morte foi encomendada por Adailton Soares dos Santos (Dai), líder da facção Raio A, na época encarcerado no complexo penal de Itabuna.

Conforme relato de Danilo, Fabrício Santana Caetano (Beiço) e um homem conhecido como Everton mataram Tyrone. Eles receberiam dois mil reais e um quilo de maconha pelo crime. Um terceiro envolvido, Fabrício Magno de Santana (Testinha), teria dirigido o carro que propiciou a fuga dos executores.

Como não houve prisão em flagrante, a delegada Andréa Oliveira foi obrigada a liberá-lo. Depois que saiu da delegacia, Danilo foi assassinado misteriosamente na Avenida Princesa Isabel. O taxi que o transportava foi emparedado e homens não identificados atiraram nele.

Após o depoimento de Danilo, os suspeitos foram mortos ou desapareceram.

Dai, o suposto mandante, foi morto em Vitória da Conquista no dia 29 de outubro de 2017. Ao tentar matar o filho de um cigano, recebeu tiros da reação implacável de um segurança e não sobreviveu.

“Beiço” morreu no dia 11 de outubro de 2017 após confronto com a Polícia Militar. Exame realizado numa pistola 380 encontrada com ele, não indicou relação com o crime.

Testinha desapareceu de Ilhéus. Informações desencontradas afirmam que ele pode estar em Brasilia (DF).

Outro suspeito, Pippou Cleber Machado dos Santos, foi assassinado em Uruçuça.

Cristiane Soares, mãe de Dai (líder do raio A), também sumiu de Ilhéus. Ela acompanhava o marido Danilo, no dia em que ele foi emboscado na Avenida Princesa Isabel. Segundo a delegada Andréa Oliveira, ela tinha várias passagens na delegacia e abandonou o apartamento que morava no Condomínio Moradas do Porto.

O suspeito de primeiro nome “Everton” jamais foi identificado.

Com as sucessivas mortes e desaparecimentos, a investigação não teve tempo e condições para apurar se o depoimento de Danilo era verdadeiro.

Delegada Andréa Oliveira, do núcleo de homicídios da 7ª Coorpin/Ilhéus. Foto: Emilio Gusmão.

A delegada Andréa Oliveira disse à reportagem do BG que a esperança de solucionar o caso está no resultado do exame feito numa arma encontrada com um homem chamado Felipe Ariel. Trata-se de outro suspeito que não pode ser incriminado, pois o Departamento de Polícia Técnica (DPT) ainda não disponibilizou o resultado.

A delegada também revelou que dias antes de ser assassinado, Tyrone fez carga de uma arma de fogo da PM, para uso fora do serviço, procedimento poucas vezes registrado no histórico dele.

Uma névoa de mistério ronda o caso. Um policial militar, servidor da segurança pública, foi brutalmente assinado e o Estado não oferece condições mínimas para que o crime seja resolvido.

O apelo ao esquecimento está feito. A impunidade tende a prevalecer e só restará a memória das pessoas que gostavam de Tyrone devido ao seu jeito tranquilo e gentil.

Soldado PM Tyrone.

No peito aberto dos seus amigos e familiares ecoa o canto e a letra de Milton Nascimento, na música Sentinela.

“Longe, longe, ouço essa voz

Que o tempo não vai levar”.

A tragédia de Brumadinho e dois trechos do livro “O Mito do Desenvolvimento Econômico”, de Celso Furtado

Desafios ao senso comum.

Vista aérea da região afetada pelo rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Foto: Andre Penner/AP.

“A evidência à qual não podemos escapar é que em nossa civilização a criação de valor econômico provoca, na grande maioria dos casos, processos irreversíveis de degradação do mundo físico. O economista limita o seu campo de observação a processos parciais, pretendendo ignorar que esses processos provocam crescentes modificações no mundo físico” (página 17).

Imagem: G1.

“A atitude ingênua consiste em imaginar que problemas dessa ordem serão solucionados necessariamente pelo processo tecnológico, como se a atual aceleração do processo tecnológico não estivesse contribuindo para agravá-los. Não se trata de especular se teoricamente a ciência e a técnica capacitam o homem para solucionar este ou aquele problema criado por nossa civilização. Trata-se apenas de reconhecer que o que chamamos de criação de valor econômico tem como contrapartida processos irreversíveis no mundo físico, cujas as consequências tratamos de ignorar”(página 18).

Zé Dirceu e o circo

Por Julio Gomes.

Ilhéus teve a presença, no dia 18 de janeiro do ano que se inicia, na tenda de circo do Teatro Popular de Ilhéus, do polêmico Zé Dirceu, militante histórico da esquerda e do PT, Zé Dirceu, ex-Ministro da Casa Civil e homem forte do Governo Lula. O evento, sem dúvida tão marcante quanto a própria personalidade de seu protagonista, merece algumas considerações.

A primeira delas diz respeito à enorme e indispensável contribuição que os reacionários de Ilhéus deram para o sucesso do evento. Explico: Após terem pressionado a Academia de Letras de Ilhéus a desmarcar o evento, que inicialmente seria realizado naquele espaço, a pretexto de “reformas”; e depois de alguns legítimos herdeiros do coronelismo terem afirmado que Ilhéus “não é casa de puta” para receber Zé Dirceu, estes legítimos representantes do que há de mais medíocre no coronelismo acabaram por promover enormemente ao evento, mediante a polêmica que suscitaram em torno do mesmo.

Além disso, como foram vendidos mais de 300 livros com a presença de cerca de 300 pessoas, livraram os organizadores de um grave problema de espaço físico, pois apesar da louvável boa vontade inicial da Academia de Letras, seu espaço físico simplesmente não comportaria tal número de pessoas, que ficariam, pelo menos a metade, do lado de fora, sem ouvir Dirceu.

Sem perder mais tempo com os arautos do atraso, vamos às considerações em torno do evento, que passam, inicialmente, pelo reconhecimento acerca da admirável contribuição dos artistas ilheenses Romualdo Lisboa, Isidoro Cabeça e Sérgio Nogueira.

Quanto a Zé Dirceu, chamou a atenção a lucidez e conhecimento com que discorreu sobre os últimos 100 anos da história de nosso país. Transitando não só pela política, mas com referências valiosas à economia e à cultura brasileira.

De forma especial, em nossa ótica, ficou gravada a ênfase que colocou na dignificação das pessoas e do processo educativo como saída privilegiada para o desenvolvimento das pessoas, sem o qual o do país fica prejudicado em seu sentido maior. Dirceu defendeu investimento nos excluídos, sobretudo junto aos jovens, para quem é indispensável oferecer, em tempo integral, Educação de qualidade, arte, cultura e esporte, como única forma eficaz de retirá-los das graves influências negativas que agridem nossa juventude na atualidade.

Dirceu também fez uma autocrítica sintética, porém contundente, ao lembrar aos membros de seu Partido acerca da necessidade de voltar às raízes populares e acercar-se do povo. Para bons entendedores, é mais do que substancial.

Para muitos dos que comparecera à tenda de circo do Teatro Popular de Ilhéus naquela memorável noite, ficou a magia e a gratíssima satisfação de, em um espaço popular, encontrar erudição, conteúdo, crítica e autocrítica e, sobretudo, encontrar uma pessoa humana que, com erros e acertos, tenta de todas as formas fazer o que considera ser o melhor para seu país e para o povo brasileiro.

Parafraseando Fernando Pessoa, a expressar-se por seu pseudônimo Álvaro de Campos, na obra Poema em Linha Recta, afirmo: “estou farto de semideuses!” Quero pessoas de carne e ossos, que erram, acertam, erram e tentam de novo, porém sempre querendo, de fato, acertar um dia. Viva a Democracia!

Julio Cezar de Oliveira Gomes é graduado em História e em Direito pela UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz.