PARTIDOS PROJETAM UNIFICAÇÃO E REJEITAM RETORNO DE JABES

A plenária contou com várias lideranças e pretende percorrer a cidade em encontros itinerantes.

As expressões mais ouvidas na Plenária das Militâncias, que ocorreu na noite de ontem (sexta-feira, 18), foram “não ao retrocesso” e “unidade”.

Como foi um encontro de abertura e apresentação do projeto “Militância Unificada para uma Cidade Sustentável”, somente os componentes da mesa puderam falar.

As intervenções mais contundentes vieram dos pré-candidatos a prefeito Israel Nunes (PCdoB), Joaquim Bastos (PDT), Cacá Colchões (PMDB) e Ruy Carvalho (PRB), que foram enfáticos ao combater o retorno de Jabes Ribeiro ao Palácio Paranaguá, visto por eles como um mal sem precedentes para a cidade.

Chamou atenção também o espírito de união dos pré-candidatos. As falas de Joaquim, Ruy e Israel deixaram clara a tendência de unificação de projetos para 2012. “Eu não sou candidato, a menos que tenha o apoio de todos vocês”, afirmou Ruy Carvalho. O discurso foi prontamente incorporado por todos os postulantes.

O projeto deve proporcionar outras plenárias itinerantes, para discutir temas diversos.

O CINISMO DA CÂMARA DE VEREADORES

Vamos sujar as mãos?

O prefeito de Ilhéus, Newton Lima, acumula três contas rejeitadas pelo TCM (2007, 2008 e 2009). Os vereadores – alguns sem ler os relatórios – foram de encontro ao tribunal e aprovaram tudo, como manda o figurino.

Newton Lima e alguns nomes de sua equipe foram indiciados pela Polícia Federal, na operação vassoura-de-bruxa (clique aqui). Os vereadores fizeram vistas grossas, aliás, estão cegos, surdos e mudos.

O Blog do Israel Nunes denunciou o vereador Tarcisio Paixão (PMN), que segundo o depoimento de uma ex-assessora, costuma reter salários de assessores, e teria o hábito de receber mesada do prefeito (mensalinho? Clique aqui e aqui). Os vereadores acharam mais prudente não investigar o colega.

As contas da câmara de 2009, de responsabilidade do ex-presidente, Jailson “Sarney” Nascimento, foram rejeitadas com indícios de falsificação de documentos (clique aqui). Nossos “queridos” parlamentares perguntaram: e daí?

Diante de tantos fatos desabonadores, eis que surge uma campanha publicitária cara-de-pau, piegas e distante da realidade, onde os vereadores sugerem: “chegou a hora de darmos as mãos por Ilhéus”.

Antes de estender as mãos ao povo, seria mais honesto e digno que os vereadores limpassem as mãos com “água de lisura”.

HUMOR: MAGAL, O COMUNISTA

Nos livros Terras do Sem Fim e São Jorge dos Ilhéus, obras-primas de Jorge Amado marcadas na memória deste editor, as prostitutas francesas são as preferidas de muitos coronéis do cacau. Guardadas as inúmeras diferenças, os candidatos a vereador com mais de mil votos nas últimas eleições municipais, atualmente, são bastante assediados pelos dirigentes partidários. Nesta foto, nosso repórter-fotográfico Maradona Ferreira flagrou o Procurador Federal e blogueiro, Israel Nunes, e o senhor Fábio Magal (1197 votos em 2008), conversando numa sala de espera de uma pousada da zona sul de Ilhéus. Na ocasião, Israel convidou Magal para assinar uma ficha de filiação do Partido Comunista do Brasil (PC do B). Magal pode se transformar numa mula gorda, e facilitar a vida dos cururus. Aliás, será que o possível pretenso comunista já arriscou ler uma obra de Marx?

ISRAEL NUNES DESMENTE PROPRIETÁRIA DE AREAL

Procurador explica que por conta própria entregou as imagens à Polícia Federal.

A Polícia Federal vai investigar acusação feita por Linda Souza Sirqueira, sócia-proprietária do Areal Aliança, situado no litoral Sul de Ilhéus, que disse ter sido vítima de coação, feita por agentes da FUNAI. A investigação, iniciada ontem (quinta, 28) é um desdobramento do confronto entre índios da tribo Tupinambá e agentes da PF, ocorrido no dia 05 deste mês (clique aqui).

Durante a manhã dessa sexta-feira (29), mantivemos contato com o Procurador Federal Israel Nunes (AGU), que desmentiu categoricamente a denúncia. Segundo ele, no dia 20, Linda Sirqueira, acompanhada por seu advogado, participou de uma reunião com os agentes da FUNAI, onde, de maneira espontânea, admitiu que os índios jamais praticaram extorsão contra o areal. O encontro, que durou cerca de três horas e trinta minutos, foi gravado com o conhecimento de todos participantes.

Israel explica que após o confronto com a Polícia Federal (no dia 05), a tensão entre índios e os responsáveis pelo areal aumentou, e que o objetivo da reunião era promover a pacificação de uma vez por todas.  “A minha atuação foi como mediador, no sentido de ouvir as duas partes e firmar um acordo”.

No final, Linda Sirqueira, na presença do seu advogado, aceitou assinar um “Termo de Depoimento e Retratação”, onde inocentou os índios Estanislau e Robson da prática de extorsão, inclusive explicando que eles prestavam serviços de “vigilância e guarda” da entrada do areal.

No outro dia (21), ela voltou atrás. Na tentativa de invalidar a sua retratação, se disse vítima de coação e encaminhou denúncia à Polícia Federal. Na verdade, ela pode ter percebido que a “mea culpa” dará origem a um novo processo. Linda Sirqueira denunciou os índios por extorsão, ao voltar atrás, pode ser processada por falsa comunicação de crime.

“Consciente de que em nenhum momento ela foi coagida, através de um ofício, eu mesmo encaminhei as imagens, na íntegra, para auxiliar as investigações”, ressalta o procurador.

Segundo Israel, o fato rendeu interpretações equivocadas. A Advocacia Geral da União (AGU) está colaborando com as investigações, e com o passar do tempo, tudo ficará devidamente esclarecido.

ISRAEL NUNES VICE DE RUY

Um membro importante do PCdoB de Ilhéus contou a este blogueiro que o partido estuda a possibilidade de lançar o procurador federal Israel Nunes, candidato a vice-prefeito, numa chapa encabeçada por Ruy Carvalho, que vai se filiar ao PRB.

O PCdoB deseja alçar vôos mais altos na política ilheense. A tradicional coligação com o PT, que rendeu ao partido o apelido de apêndice, está fora de cogitação.

MPF ACIONA JORGE BAHIA POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

O escândalo das “Lojas Bahia” foi denunciado pelo Blog do Israel Nunes. (clique aqui e aqui).

Leia o texto do MPF. 

Segundo o MPF, Bahia violou os deveres de honestidade, lealdade, moralidade e legalidade.

O Ministério Público Federal (MPF) propôs ação contra o secretário de Fazenda de Ilhéus (BA), Jorge Augusto Bahia, por ato de improbidade administrativa em procedimento de licitação em 2009, época em que atuava como chefe de gabinete da Prefeitura de Ilhéus (BA).De acordo com o MPF em Ilhéus, o então chefe de gabinete violou os deveres de honestidade, lealdade, moralidade e legalidade na contratação de uma sociedade empresária fornecedora de computadores, periféricos e cartuchos de tinta de impressoras para a Secretaria Municipal de Assistência Social, com verbas do Governo Federal.

A empresa Inforsupri Comércio de Materiais de Informática e Representações venceu o pregão presencial nº 51/2009, obtendo um contrato no valor de R$ 38.937,96 para fornecimento dos materiais.

No entanto, descobriu-se que a empresa vencedora da licitação possuía em seu quadro societário a empregada doméstica do próprio Secretário Jorge Augusto Bahia, Helenice Nascimento dos Santos.

(mais…)

A DEPUTADA QUE NÃO EXPLICA

Ângela Sousa. Foto O Sarrafo.

A deputada estadual Ângela Sousa (PSC), uma mulher honrada e “serva de Deus”, até hoje não deu explicações sobre uma denúncia publicada no blog do procurador federal Israel Nunes.

Ao analisar as contas da campanha de Ângela em 2010, enviadas ao TRE, Nunes descobriu entre os doadores de recursos, empresas que venderam para a secretaria de assistência social, na época em que a pasta era comandada pelo “lugar tenente” da deputada, Augusto Macedo.

Exonerado da função depois de um escândalo (clique aqui), Macedo também está entre os doadores. Outros funcionários da parlamentar também deram uma “forcinha” (clique aqui).

Por que a deputada Ângela evita o assunto?

Será que “um apelo ao esquecimento” é suficiente para dirimir as explicações que ela poderia dar?

Clique aqui para ler o que foi publicado por Israel Nunes.

“O REINO DOS KARAMÁZOV” II

Fiódor Dostoiévski
Fiódor Dostoiévski.

A importância da fé na imortalidade, segundo o ateu Ivan Fiódorovitch, um dos personagens de Os Irmãos Karamazov, romance de Fiodor Dostoiévski.

Não faz muito tempo que eu e Israel Nunes (meu amigo e irmão) dialogamos sobre o tema.

“Em toda a face da Terra não existe terminantemente nada que obrigue os homens a amarem seus semelhantes, que essa lei da natureza, que reza que o homem ame a humanidade, não existe em absoluto e que, se até hoje existiu o amor na Terra, este não se deveu à lei natural mas tão-só ao fato de que os homens acreditavam na própria imortalidade. Ivan Fiódorovicth acrescentou, entre parênteses, que é isso que consiste toda a lei natural, de sorte que, destruindo-se nos homens a fé em sua imortalidade, neles se exaure de imediato não só o amor como também toda e qualquer força para que continue a vida no mundo. E mais: então não haverá mais nada amoral, tudo será permitido, até a antropofagia. Mas isso ainda é pouco: ele concluiu afirmando que, para cada indivíduo particular, por exemplo, como nós aqui, que não acredita em Deus nem na própria imortalidade, a lei moral da natureza deve ser imediatamente convertida no oposto total da lei religiosa anterior, e que o egoísmo, chegando até ao crime, não só deve permitido ao homem mas até mesmo reconhecido como a saída indispensável, a mais racional e quase a mais nobre para sua situação. Com base nesse paradoxo podem concluir, senhores, também sobre tudo mais que o nosso amável, excêntrico e paradoxista Ivan Fiódorovicth haverá por bem ou talvez ainda esteja propenso a proclamar”.

PRIMEIRO A EUROPA, DEPOIS CARLOS FREITAS

Primeiro o jardim Hortus Botanicus, em Amsterdam, e a Champs-Élysées, em Paris. Al Capone, em Chicago, fica pra depois.

Ligamos para o procurador federal e blogueiro, Israel Nunes, para saber quando serão publicados os documentos desabonadores contra o secretário de serviços urbanos, de Ilhéus, Carlos Freitas.

“Passarei alguns dias de minhas férias na Europa. É uma viagem programada há anos. Neste momento estou concentrado nela. Quando eu retornar, em meados de janeiro, o Ministério Público Federal já terá retornado do recesso”.

Perguntamos se ele poderia adiantar o conteúdo da denúncia.

“Tenha paciência. Minha cabeça está na Champs-Élysées (avenida famosa de Paris)”, finalizou Nunes.

Atenção Carlos Freitas! Vai arrumando as malas. Vem chumbo grosso por aí!

CERVEJA QUENTE, COMIDA RUIM E MUITAS BRIGAS. SAIBA COMO AGIR QUANDO A FESTA DE RÉVEILLON VIRA UM PESADELO

O Blog do Gusmão não esquece: Réveillon Axé Ilhéus 2009/2010. Insatisfação generalizada no camorote "vip". Todo cuidado é necessário para não "pagar mico".

O procurador federal Israel Nunes, em entrevista a este blog, recomenda aos consumidores medidas necessárias contra promotores de eventos desonestos, que organizam festas de réveillon, e acabam frustrando diversas pessoas.

Normalmente, propagandas enganosas garantem muita cerveja gelada, boa comida, banheiros químicos, acomodações confortáveis e grandes atrações musicais. Depois que o ingresso é pago, quando entram na festa, os consumidores percebem que a comida é ruim e escassa, a cerveja está quente, banheiros insuficientes e algumas atrações não dão “o ar da graça”. Resumindo: uma porcaria só.

No réveillon 2009/2010, a festa Axé Ilhéus, ocorrida no Centro de Convenções,  foi um fiasco. Os organizadores deram início aos anúncios quatro meses antes, mesmo assim, incrementos básicos faltaram (clique aqui). Já no Batuba Beach, a única queixa foi o número pequeno de seguranças. Muitas brigas ocorreram (clique aqui).

Israel Nunes recomenda que sejam guardadas propagandas do evento (folders e etc), bem como, uma cópia do ingresso ou passaporte. Se o serviço prestado for de qualidade duvidosa, na justiça, os promotores serão obrigados a provar o contrário. Vídeos e fotografias podem servir como provas.

Ouça a entrevista e aja com prudência.


ATENÇÃO PICARETAS! O CAÇADOR DE GATUNOS VOLTOU

O implacável Israel Nunes, procurador federal e  professor doutorando em ciências jurídicas está de volta.

Durante o período que esteve ausente, tentou lidar com eletrônica, leu alguns clássicos da literatura, e por fim, comprou um video game.

Felizmente, nada disso satisfez seu espírito libertário, que insistentemente lhe pedia para lutar contra a iniquidade e a corrupção através da blogosfera.

Atenção picaretas, gatunos do erário público, o blogueiro especializado em documentos desabonadores está de volta.

Na hora de dormir esqueçam a touca.

Clique aqui para acessá-lo.