EDUCAÇÃO: JABES NÃO PRESTA CONTAS E CONSELHO PEDE INTERVENÇÃO

Jabes: má vontade ou desleixo com a transparência?
Jabes: má vontade ou desleixo com a transparência?

O Conselho Municipal do Fundeb solicitou a intervenção do Estado na educação de Ilhéus tendo em vista que a Prefeitura não apresentou esse ano qualquer prestação de contas dos recursos repassados pelo Governo Federal. A decisão dos conselheiros ocorreu durante uma reunião extraordinária, na última sexta-feira, 27.

No ofício encaminhado à promotora Karina Cherubini (MPE-BA), e ao Ministério Público Federal, o Conselho do Fundeb informou que durante o ano de 2013 foram protocolados diversos ofícios na Prefeitura de Ilhéus solicitando a prestação de contas, mas o Executivo Municipal não respondeu a nenhuma correspondência e nem enviou as informações solicitadas. Diante disso, o Conselho ficou impedido pelo Executivo Municipal de exercer o seu papel de fiscalizador dos recursos do Fundeb e não pode emitir nenhum parecer por falta da entrega das prestações de contas.

Ainda no documento encaminhado ao Ministério Público Estadual, o Conselho Municipal informou que o colegiado é o responsável para instruir, com parecer, a prestação de contas do Fundeb do município de Ilhéus, a ser encaminhada ao tribunal de contas, de acordo com o Art. 27 da Lei 11.494/2007. Informou ainda que o município de Ilhéus assinou o procedimento administrativo nº 18/13, conjuntamente com o Ministério Público Estadual e o Conselho do Fundeb, datado de 01 de julho desse ano, se comprometendo a encaminhar as prestações de contas do ano de 2013, o que não aconteceu.

CEI DOS TRANSPORTES VOLTA A SER DISCUTIDA NA CÂMARA

Lukas Paiva.
Lukas Paiva.

Os sete vereadores de oposição ao governo municipal de Ilhéus devem assinar um documento que propõe a criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI), proposta pelo Reúne Ilhéus, para apurar denúncias de irregularidades envolvendo o sistema dos transportes coletivos na cidade.

A expectativa é que na próxima terça-feira (03), o documento seja apresentado no plenário.

Segundo o vereador Lukas Paiva (PMN), a criação da CEI não significa a condenação de ninguém, mas sim a apuração de denúncias de irregularidades, que é uma das funções do vereador. Ele acredita que a Câmara precisa dar uma resposta à população, e não ao prefeito Jabes. 

SERVIÇOS MUNICIPAIS SERÃO PARALISADOS NOS DIAS 17 E 18 DE JULHO

SINSEPI LOGLíderes sindicais anunciam a paralisação dos serviços municipais de Ilhéus, nós próximos dias 17 e 18 de julho. A decisão foi tomada em assembleia realizada na última sexta-feira (12). O ato envolve diversos setores estratégicos, como agentes de saúde, educação, trânsito e guarda municipal.

 As categorias criticam a demora do prefeito Jabes para assinar o acordo da campanha salarial 2013. Condenam também a falta de transparência com que o governo trata os números da folha de pagamento do município. Diante do impasse, os sindicatos não voltarão a se reunir com o governo apenas para discutir índices orçamentários. Os servidores exigem a apresentação de uma proposta de reajuste salarial.

Os trabalhadores acusam a administração municipal de atrasar, propositadamente, a condução dos debates, com o intuito de jogar a sociedade contra as categorias sindicais. Caso a paralisação prevista não surta efeito, as chances de uma greve geral (por tempo indeterminado) aumentam. 

JUSTIÇA OBRIGA JABES A REINTEGRAR CONCURSADO

Juiz rebateu alegação de Jabes.
Juiz rebateu alegação de Jabes.

O juiz substituto da 2ª  Vara  Cível e Comercial de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, determinou que a prefeitura de Ilhéus reintegre em seu quadro de funcionários efetivos um servidor exonerado há duas semanas.

Segundo o Blog Agravo, além de determinar o retorno, o juiz ordenou, em decisão tomada ontem (terça, 29), o pagamento dos dias em que o funcionário ficou afastado.

A decisão pode gerar brecha para que os outros 78 servidores exonerados retornem aos seus postos. Se descumprir o determinado, o município pagará multa diária de R$ 500.

Na liminar, Guerreiro rebate o argumento usado por Jabes Ribeiro para exonerar os concursados, de que não havia dotação orçamentária para honrar com os salários.

CONVENÇÃO DE JABES E CACÁ REÚNE 16 PARTIDOS

Imagem: Emílio Gusmão.

Na tarde desta quinta-feira, 28, o ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP) iniciou, de fato, a sua campanha eleitoral que objetiva o retorno à prefeitura de Ilhéus.

Dezesseis partidos decidiram apoiar o principal opositor ao atual prefeito, Newton Lima. São eles: PP, PMDB, PSB, PDT, PC do B, PTB, PRB, PR, DEM, PHS, PSL, PRTB, PTC, PRP, PTN e PSDB.

O candidato a vice-prefeito, Cacá Colchões (PMDB), chorou no início do discurso, ao lembrar da mãe.

O evento lotou o salão de festas do Clube Social de Ilhéus. Antes dos pronunciamentos, o público escolheu a música da campanha, por meio de uma votação.

A senadora Lídice da Mata (PSB) esteve presente, assim como o deputado federal Mario Negromonte (PP), e os deputados estaduais Mario Negromonte Jr (PP), José de Arimatéia (PRB), Pedro Tavares (PMDB), Aderbal Caldas (PP) e Ronaldo Carletto (PP).

Jabes e Cacá fizeram votos de lealdade.

No seu discurso, Jabes ao lado do companheiro de chapa Cacá Colchões (PMDB), lembrou a situação caótica do município e a rejeição do atual prefeito junto à população (quase 90%). “Ilhéus não pode perder tempo. Em 1º de janeiro temos que trabalhar pesado para reorganizar a cidade, pois são oito anos de abandono”, afirmou JR.

O candidato afirmou que a sua principal adversária, Professora Carmelita (PT), não conseguirá reunir um grupo significativo de deputados. “Os deputados do PSD, com exceção da deputada de Ilhéus (Ângela Sousa), não subirão no outro palanque. Os deputados do PT não virão aqui, pois em Salvador ninguém concordou com a loucura que fizeram, quando decidiram abraçar esse governo péssimo que está aí”.

Pedro Tavares, Israel Nunes e Bebeto Galvão dançaram e bateram palmas com a música da campanha: “A emoção bate forte no peito. Volta Jabes. Volta meu prefeito”.

Jabes não deixou de criticar a deputada estadual Ângela Sousa (PSD): “ela só olha pro próprio umbigo. Não leva em conta os interesses da cidade. Faz política pequena e rasteira”.

No final, o ex-prefeito pediu que a militância o defenda na internet, sobretudo nas redes sociais, onde costumeiramente lhe são dirigidas muitas críticas.

Salão de festas do Clube Social com muitas pessoas.

GURITA FICA NO PP

Gurita: Diga a Jabes que eu fico.

Em contato com este blog, o vereador Gurita (PP/Ilhéus) garantiu que não sairá do partido.

“Jamais disse isso. Não é verdade. O PP está forte, principalmente agora com a nomeação do deputado federal Mário Negromonte para o ministério das cidades. O meu objetivo é ajudar Jabes Ribeiro para que ele volte a governar a cidade”.

JABES, JOSIAS E JONAS PAULO

O ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, confirmou ao Blog do Gusmão a conversa mantida com o deputado federal eleito, Josias Gomes (PT).

O encontro aconteceu na última sexta-feira(11), durou quatro horas (das 20 à meia-noite) e teve a participação do presidente estadual do PT, Jonas Paulo.

“Realmente conversamos, mas não tratamos da arrumação de cargos específicos. Tratamos da  macropolítica. Discutimos assuntos pertinentes ao governo do estado e o novo secretariado, e lançamos o nosso olhar para o futuro”. Explicou Jabes, deixando nas entrelinhas que o cenário para as eleições de 2012 já faz parte das conversas.

Presidência da câmara de vereadores.

Antes, Jabes afirmava que o PP não deveria apoiar o candidato apresentado pelo atual presidente, Jailson “Sarney” Nascimento, devido a compromissos não honrados, agora, o cenário mudou. “Política é a arte do possível, não é a arte do ideal. O PP não se afastará do grupo dos 7 vereadores da oposição, seja qual for o nome”.

Sonilda Melo.

Jabes afirmou que a enfermeira Sonilda Melo, atual diretora da 6ª DIRES, não é sua correligionária. “Não trabalho para que permaneça no cargo. Ela caminhou comigo durante muito tempo, mas deixou o grupo. Nas últimas eleições (2010) ela não apoiou os candidatos que apresentei. Tenho um relacionamento pessoal e amistoso com a família dela, mas politicamente estamos afastados. Ela está com Ângela”.

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA: JABES E JOSIAS PODEM FECHAR ACORDO

Mestres do diálogo.

Um acordo de bastidores, em discussão, entre o ex-prefeito Jabes Ribeiro e o deputado federal eleito Josias Gomes (PT), pode tornar o vereador Valmir de Inema, presidente da câmara de vereadores de Ilhéus.

A ala petista ligada a Josias, representada pelos vereadores Paulo Carqueija e Professora Carmelita, almeja manter os cargos que possui no Hospital Regional e Direc 6. O esforço corre no sentindo de levar adiante Gil Leal na diretoria administrativa do Regional, e, sobretudo, dar continuidade à permanência de Ednei Mendonça (marido de Carmelita) na direção da Direc.

Um acordo entre Jabes e Josias pode garantir os cargos petistas, bem como, eleger o vereador de Inema para o comando da câmara. As conversas podem evoluir para 2012, e emplacar Carmelita ou Carqueija na vice de Jabes, que já expôs seu projeto de retornar ao Palácio Paranaguá.

Em conversa com este blogueiro, Jabes disse que só conversaria com os petistas, caso eles estivessem na oposição ao prefeito Newton Lima. Porém, como ele mesmo afirma: “na política nada é impossível”.

SEGUNDO O GLOBO, MÁRIO NEGROMONTE SERÁ MINISTRO DAS CIDADES

Mário Negromonte com um pé no ministério.

A presidente eleita Dilma Rousseff já teria batido o martelo e confirmado o nome do deputado federal baiano, Mario Negromonte (PP), para o Ministério das Cidades, é o que consta na edição desta terça-feira (07), do jornal O Globo.

Reeleito com a 6ª maior votação da Bahia nas últimas eleições (169.209 votos), em Ilhéus, Negromonte teve o apoio do ex-prefeito Jabes Ribeiro, e saiu das urnas com 5898.

Sua indicação através de PP foi consensual.

CANOA FURADA

Os dois vereadores do PP de Ilhéus (Gurita e Valmir de Inema) não estão dispostos a continuar na “canoa furada” do presidente da câmara, Jailson “Sarney” Nascimento, no que diz respeito à eleição da nova mesa diretora.

“Sarney” apoiou a deputada estadual Ângela Sousa nas últimas eleições. A parlamentar é adversária ferrenha do secretário estadual do PP, Jabes Ribeiro. Além do mais, os “pepistas” afirmam que “Sarney” é guloso, só pensa em si. Muitos compromissos assumidos com os dois vereadores “progressistas” foram esquecidos.

Valmir de Inema (PP) já anunciou a sua candidatura, sinal de que a canoa de “Sarney” está à deriva.

A ESTÓRIA DO PÃO COM MARGARINA

Nas eleições de 2008, a campanha do então candidato a prefeito de Ilhéus pelo PT, Ruy Carvalho, fez uma caminhada no distrito do Banco do Pedro, com a presença de correligionários e do candidato a vice, Joabs Ribeiro.

Um proprietário de uma humilde padaria, ao ver a movimentação, entrou na caminhada com o objetivo de convidar seu ídolo, Jabes Ribeiro, para comer pães, recém saídos do forno. Como não o encontrou, fez o convite a Ruy e Joabs.

Colocou os pães “quentinhos” em cima de um prato e pediu à sua esposa que providenciasse um pote de margarina.

Foi aí que Ruy Carvalho avisou: “só como pão com manteiga”.

Descabriado, ao perceber que faltava o complemento solicitado, o comerciante disse: “então fica pra outra vez, pois estou sem manteiga”.

Ruy saiu sem comer do pão. Um observador que assistiu a cena, lembrou: “se Jabes estivesse aqui, comeria o pão seco ou com margarina. Melhor ainda, se não tivesse o pão, ele comeria a margarina pura”.

Coisas da vida, normais na política.

SABRINA CALÇADÃO E JEAN MARQUES, DE CHUTEIRA, ESCREVEM:

Newton e Jabes.

Não existe nenhuma identificação, cumplicidade entre Newton Lima e Jabes Ribeiro. O primeiro, é prefeito, PSB. O segundo, não tem mandato, PP. Nos bons tempos Jabes era Rei da política da burguesia e do povo, enquanto Newton em termos administrativos tem um botijão de gás amarrado no pé.

Segundo o irreverente, filosofante, filósofo Cabeça de Bode, do Banco da Vitória, é completamente impossível comparar Newton Lima com Jabes Ribeiro já que são protagonistas, artistas de encenações, de peças diferentes. Uma indesculpável tragicidade entre eles jamais acontecerá.

MEDO NA 13ª CIRETRAN

Os indicados da deputada estadual Ângela Sousa que prestam serviços na 13ª CIRETRAN temem perder suas funções.

Cientes de que a madrinha não terá as mesmas facilidades do primeiro mandato, já que o governador aumentou sua base na Assembleia Legislativa, todos estão sob suspense, pois uma pessoa ligada ao deputado estadual Ronaldo Carletto (PP) já anunciou interesse nos cargos do órgão.

O ex-prefeito Jabes Ribeiro – que trabalhou pelos 5312 votos obtidos por Carletto em Ilhéus – está no páreo.