RESENHA LITERÁRIA: “TUDO QUE NÃO É LITERATURA ME ABORRECE”

Por Evorah Landi.

Acordei hoje pela manhã com essa frase em minha cabeça; estava atordoado, nem imaginava de onde isto viera, só tinha a certeza de que não era uma autoria minha, mas bem que poderia adotá-la, pensei; pois, em contato com livros fico muitas horas dentro de casa e não sinto mais vontade de ir lá fora, onde sei que brilha a luz do sol e que tem gente caminhando pelas ruas, porém prefiro viver os meus dias de folga acomodado, inerte, lendo na penumbra da minha sala.

Ufa! Isso me faz lembrar Franz Kafka, o dono da frase e a sombria atmosfera de uma de suas melhores obras: “A Metamorfose”; faz tempo que a li, mas ela é extremamente atual, mesmo sendo escrita em 1912, época do momento histórico que ocorreu a crise da “Bélle Époque” que antecede a Primeira Guerra Mundial e o autor está em meio a uma crise existencial.

E talvez seja por isso que neste livro fica caracterizada a desesperança do ser, a falta de resposta para as questões mais simples e o pessimismo em relação ao futuro; neste clima “A metamorfose” é agressiva, mordaz, verídica e de resgate a valores perdidos. Existem muitos estudos psicológicos desta controversa obra apontando para os estados antagônicos que vivem o ser humano onde depois da fase coletiva vem à solidão, o isolamento, até chegar à neutralidade e finalmente a morte.

(mais…)

LANÇADA 2ª EDIÇÃO DO LIVRO “ANÁLISES COTIDIANAS”

O livro Análises Cotidianas (Direitos editora) do professor e jornalista-fundador do grupo Direitos (jornal, revista, site e editora) Vercil Rodrigues, atingiu 100% de vendas na sua 1ª edição, no período de 20 dias. Devido o sucesso, foi lançado a 2ª edição da obra.

Seu segundo livro tem o prefácio do escritor, sociólogo e professor-doutor , Selem Rachid Asmar, apresentações do escritor e jornalista Daniel Thame e do advogado e professor-mestre, Paulo Bomfim. “Nesse novo livro, Vercil Rodrigues passeia por mais de três dezenas de artigos de áreas do conhecimento de sua formação acadêmica (história e direito), pelas ciências afins (sociologia e política) e por lembranças de suas vivências (religião e professor)”, declarou Selem Asmar.

RESENHA LITERÁRIA: EM TEMPOS DE BIG BROTHER

Por Evorah Landi.

Um local onde convivem confinados, vigiados por câmeras e microfones, um grupo de pessoas que nunca se viram antes, gente de costumes e pensamentos contraditórios disputando a glória efêmera e um grande prêmio para o vencedor, aquele que permanecer na casa; desta forma está armado o grande teatro televisivo BBB, ou Big Brother Brasil.

Todas as semanas três dos participantes são empurradas ao “paredão” pelos colegas, enquanto que, fora da casa, milhões de expectadores se encarregam em votar a saída de um deles. O programa televisivo é na verdade um jogo inventado na Holanda e é propriedade da Endemol, uma empresa de produção de programas de TV que já o exportou para mais de 40 países.

Como quase tudo que exibe a nossa TV nada tem de educativo, ele é tão somente feito para divertir; isso realmente fica patente nos apelos do programa que escala sempre pessoas jovens, malhados e mulheres bonitas que se exibem diante das câmeras, sempre com muito pouca roupa.

Mas, afinal o que é Big Brother?

É o nome do ditador bigodudo, o Grande Irmão do livro de George Orwell intitulado 1984 (em inglês, Nineteen Eighty-Four) O romance se tornou famoso por ser o retrato da fiscalização e controle de um determinado governo na vida dos cidadãos, além da crescente invasão sobre os direitos do indivíduo.

(mais…)

PROFESSOR LANÇA LIVRO SOBRE OBRA DE CAYMMI

Com informações do Correio.

Após dez anos de pesquisa, Marielson Carvalho, professor de letras da UNEB (universidade do estado da Bahia) apresenta o livro sobre a obra do cantor e compositor baiano Dorival Caymmi.

O lançamento será amanhã (10), às 18 horas, em Salvador, na galeria do espaço Unibanco Glauber Rocha.

O livro “Acontece que eu sou baiano: Identidade e memória cultural no cancioneiro de Dorival Caymmi” reúne desenhos, ilustrações e fotos do compositor e conta também com uma análise crítica de dez obras do músico que representam a baianidade.

ENCONTRO LOCAL DO PROLER

Começou hoje (08) na UESC, o VIII encontro local do PROLER (programa nacional de incentivo à leitura). O evento vai até sexta-feira (10),com início às 08:00 horas.

O objetivo do encontro é promover a produção e divulgação de estudos e experiências com a leitura e práticas leitoras desenvolvidas em nossa região. Esse ano será abordado o tema: Leitura: letramentos, políticas e práticas cidadãs.

A programação do evento conta com debates, estudos e propostas de ações de incentivo à leitura, além de atividades culturais e oficinas para alunos, professores da educação básica e grupos da terceira idade.

Hoje às 18:00 horas, terá a apresentação dramatizada do poema “Iararana” de Sosígenes Costa, com a participação do ator José Delmo e a conferência “Escritor/leitor: produção/recepção” realizada por Jorge Araujo, um dos mais conceituados escritores e estudiosos da literatura brasileira.

(mais…)

“TEODORICO MAJESTADE” AGRADA CRÍTICO DO RIO DE JANEIRO

O espetáculo ilheense “Teodorico Majestade – As últimas horas de um prefeito” está em cartaz no Teatro de Arena, no Rio de Janeiro, até 12 de setembro.

A peça foi agraciada com boas críticas. O enredo, inspirado na literatura de cordel, é leve, próximo da realidade e voltado para as “massas”. Por isso, fez com que os alunos de uma escola estadual se divertissem muito. Essa característica é apontada  pelo crítico  Norton Tavares como positiva, pois desperta o interesse pelo cordel.

No site (Teatrando) ele enfatiza que o texto é utilizado como ferramenta de educação e mobilização popular. O roteiro aborda a corrupção política e foi criado em 2007, momento em que a população de Ilhéus saiu às ruas para pedir a renúncia do prefeito Valderico Reis. “O relacionamento do Teatro Popular de Ilhéus e a comunidade é o que faz de Teodorico Majestade um espetáculo que vale a pena ser assistido”, declara Norton.

“ANÁLISES COTIDIANAS”: NOVO LIVRO DE VERCIL RODRIGUES

Vercil Rodrigues, professor e jornalista-fundador do grupo Direitos, lançou seu novo livro “Análises Cotidianas”, pela Direitos editora.

Essa obra tem o prefácio do escritor, sociólogo e professor-doutor da UESC Selem Rachid Asmar, apresentações do escritor e jornalista Daniel Thame e Paulo Sérgio dos Santos Bomfim, advogado e professor-mestre do curso de Direito da FTC. “Com seu texto leve e, ao mesmo tempo denso, Vercil Rodrigues brinda-nos com um daqueles livros para se saborear artigo a artigo e guardar, fonte de consulta que também é para estudantes e profissionais de diversas áreas”, declara Daniel Thame.

O lançamento para a academia de letras de Ilhéus (ALI) está previsto para o mês de setembro.

RESENHA LITERÁRIA: PAULO COELHO; GÊNIO OU EMBUSTE?

Por Evorah Landi.

Ora, estava eu a andar, – digo navegar pela internet – quando avistei um blog com uma lista de discussão imensa; falando sobre que? Agora é que vocês não adivinham mesmo! Bem, vamos lá, que se diga logo; falando sobre o nosso maior vendedor de livros: o mágico Paulo Coelho.

E explico este titulo que estou dando a ele, pela proeza que tem realizado em sua caminhada literária, que, não é pequena, digna de um grande bruxo mesmo; como diz esta informação que peguei lá no tal blog: Em 2003, Paulo Coelho entrou para o Guinness Book of Record como o autor que mais assinou livros em edições diferentes. Cinco anos depois, apareceu pela segunda vez no Guinness, por conta de “O Alquimista”, como o livro mais traduzido do mundo – 67 idiomas! Ele tem 20 livros publicados e já vendeu mais de 100 milhões de exemplares.

(mais…)

RESENHA LITERÁRIA: MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS

Por Evorah Landi.

Cada dia que passa fico mais propenso a crer que a vida realmente imita a ficção, e esta também à vida; relembro um parente meu, que apesar de nascido de família ilustre, jamais fez algo de importante; uma pessoa sem projetos que passou pela existência sem construir qualquer realização efetiva; não se casou, nem teve filhos, tampouco trabalhou, vivendo sempre do sustento da sua família. E, até o momento que escrevo, permanece com setenta anos neste mesmo labor; bebendo, comendo e dormindo! Uma vida inteiramente desperdiçada, vazia, sem conhecer vitórias nem derrotas!

Este é a vida e cópia fiel de Brás Cubas, personagem da ficção classificado pelos críticos como o grande hipócrita da literatura brasileira, criação de Machado de Assis (1839-1908) em seu livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”,

Se José de Alencar foi o grande expoente do romance, Machado colocou a prosa brasileira no mais alto nível mundial do seu tempo. Sua obra não apenas divertia, moralizava os costumes ou os valores nacionais, mas a sua pena esmiuçava o espírito humano, a realidade psicológica dos personagens, desviando o foco de espaços externos e investindo no interior das pessoas, expondo-as em suas contradições e problemáticas existenciais.

(mais…)

SITE SOBRE LITERATURA FAZ HOMENAGEM A JORGE MEDAUAR

A obra do escritor baiano Jorge Medauar pode ser contemplada agora na web. O site Cronópios – um dos mais importantes sobre literatura brasileira – está promovendo a revalorização do acervo literário do autor.

Jorge Medauar ganhou destaque na literatura nacional devido aos seus contos, embora tenha inciado sua trajetória através da poesia.

Uma página especial foi criada com diversos textos sobre a vida e obra do escritor nascido em Água Preta do Mocambo, atual Uruçuca. O Cronópios também está elaborando um documentário.

Saiba mais sobre o projeto acessando aqui.

GENETON MORAES NETO ENTREVISTA NÉLSON RODRIGUES

Entrevista importante e fundamental publicada no Observatório da Imprensa.

Reproduzida do blog do autor, publicada originalmente em 9/3/2004; realizada em 1/5/1978.

As incríveis cenas dos bastidores de um encontro com Nélson Rodrigues, maior dramaturgo brasileiro, pernambucano exilado no Rio, estilista número um da crônica esportiva

Meu primeiro, único e último encontro com o gênio Nélson Rodrigues (1912-1980) começou com uma dúvida devastadora: por que diabos ele teria marcado nossa entrevista justamente para a hora de um jogo da seleção brasileira? Não é possível, deve ter havido algum engano – eu pensava com meus botões, enquanto caminhava pelas calçadas do Leme, na beira-mar, no Rio de Janeiro, em direção ao apartamento do homem.

Se Nélson Rodrigues escrevia aquelas crônicas geniais sobre futebol no jornal O Globo, é óbvio que ele não iria dar uma entrevista a um forasteiro pernambucano no exato momento em que a seleção brasileira entrava em campo, no Maracanã, com transmissão ao vivo pela TV. Se desse, como é que ele iria escrever sobre o jogo no jornal do dia seguinte? Não, deve ter havido um grande equívoco. É melhor que eu desista. Nélson não iria dar entrevista alguma num momento tão inoportuno. Ou iria?

Mergulhado num poço de constrangimento, aperto a campainha. A entrevista tinha sido marcada por telefone. Uma mulher abre a porta. Ao fundo, vejo a imagem de Nélson Rodrigues esparramado numa poltrona. Os pés estão fora dos sapatos. Não faz frio, mas ele veste um suéter sobre a camisa de mangas curtas. Pende na parede da sala uma foto emoldurada de Nélson Rodrigues em companhia de Sônia Braga e de Neville de Almeida – atriz e diretor da versão cinematográfica de A Dama do Lotação.

(mais…)

“A MULHER DO PRÓXIMO”, DE GAY TALESE

“Numa noite de domingo, quando voltavam ao campus num ônibus da Greyhound, na sequência de uma troca de beijos e carícias cada vez mais apaixonados no veículo escuro, ele instou-a a fazer uma felação nele ali mesmo, sob um cobertor. Ela ficou surpresa com o pedido e mais ainda com a própria disposição de ceder ao desejo dele sem relutância ou constragimento, tão ansiosa estava no momento para agradar-lhe, bem como excitada pela idéia de executar aquele ato nas costas dos outros passageiros. Quando abaixou a cabeça e pôs o pênis de Hugh na boca, sentiu não somente amor por ele, mas também o despertar intenso de sua própria libertação”.

Trecho do livro A Mulher do Próximo. Uma crônica da permissividade americana antes da era da Aids, do escritor norte-americano Gay Talese.

NOVOS LIVROS SÃO ENTREGUES A BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ITABUNA

Pela segunda vez em menos de um ano, a Biblioteca Nacional forneceu mil novos títulos para a Biblioteca Municipal Plínio de Almeida, em Itabuna. A iniciativa ocorreu após a aprovação de um projeto enviado pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

Além dos livros, a instituição recebeu também CDs e DVDs educativos, estantes, mesas com cadeiras, mural, ventiladores e estofados para a sala de leitura infantil.

“VASSOURA” DE DANIEL THAME: DIVERSÃO E INSPIRAÇÃO

Batemos um papo com o jornalista e escritor Daniel Thame, que lançou na noite desta terça-feira (18), o livro “Vassoura”, da editora Via Litterarum, sua primeira incursão pela literatura. O evento aconteceu no Centro de Cultura Adonias Filho (Itabuna).

Em pauta jornalismo, literatura, diversão e inspiração.

Ouça na Rádio Gusmão.