Coronavírus: doença está “altamente ativa” nas Américas, diz OMS

Américas do Norte e do Sul têm quatro dos 10 países mais afetados. (Foto: José Luis Gonzales / Reuters)

Da Reuters:

O continente americano está carregando o fardo da pandemia global de coronavírus neste momento, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS). As Américas do Norte e do Sul atualmente apresentam quatro dos 10 países mais afetados pela doença em todo o mundo.

A doença está “altamente ativa” nas Américas Central e do Sul, afirmou nesta última  sexta-feira (12), em Genebra, o chefe do programa de emergências da OMS, Mike Ryan, destacando problemas no Brasil e no México.

A situação atual do Brasil, agora um dos epicentros mundiais do coronavírus, é uma preocupação crescente, principalmente nas cidades densamente povoadas, disse Ryan.

O sistema de saúde do Brasil “ainda está suportando”, embora algumas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estejam em um estágio crítico e sob forte pressão, com mais de 90% de taxas de ocupação do sistema de cuidado intensivo, disse Ryan.

Números em alta

O México tem quase 130 mil casos confirmados de covid-19, e mais de 15 mil mortos, afirmou a OMS.

O Brasil é o segundo país mais atingido no mundo, com mais de 800 mil casos e 41 mil mortos, de acordo com uma contagem da agência de notícias Reuters.

Ambos os países estão atrás dos Estados Unidos, que têm os piores números, com mais de 2 milhões de casos e perto de 114 mil mortes.

“Estamos na ascensão dessa pandemia, principalmente no sul global”, disse Ryan. “Alguns países estão tendo problemas para sair dos chamados lockdowns enquanto estão vendo aumentos nos números de casos”, frisou.

É possível que a doença esteja se espalhando novamente enquanto as sociedades estão em reabertura e as pessoas estão voltando a se encontrar, especialmente onde não houve um número adequado de testes e o distanciamento social foi insuficiente.

Pressões

Ainda assim, Ryan reconheceu as pressões sobre esses países para se voltar ao normal e principalmente reduzir os danos econômicos que a crise trouxe.

“Há um equilíbrio cuidadoso entre manter as pessoas em casa e o efeito desfavorável sobre a economia e a sociedade. Não é um equilíbrio fácil. Não há respostas corretas”, disse Ryan.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanmo Gheybreyesus afirmou que vigilância é necessária em todo mundo contra “o vírus muito perigoso” mesmo em regiões onde ele parece estar em queda.

“Nosso temor é que, embora ele esteja em declínio na Europa, ele está crescendo em outras partes do mundo. Mesmo a Europa não pode estar em segurança, pois o vírus pode ser reintroduzido no continente”, finalizou.

Japão quer começar a vacinar contra coronavírus no 1º semestre de 2021

Governo pretende incentivar simultaneamente pesquisa e produção. (Foto: Reuters)

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão elaborou um plano para tornar mais rápido o processo até que vacinas contra o novo coronavírus possam ser usadas na prática. A ideia é acelerá-lo ao incentivar, de maneira simultânea, tanto a pesquisa e o desenvolvimento quanto a produção.

O ministério reservou cerca de US$ 455 milhões em subsídios para instituições envolvidas no desenvolvimento de vacinas, como parte de uma segunda proposta de orçamento suplementar para o ano fiscal atual.

A pasta também reservou cerca de US$ 1,3 bilhão em verbas extras para incentivar empresas privadas a investir em unidades de produção de vacinas.

Autoridades de saúde afirmaram a representantes de partidos governistas que esperam poder começar a vacinar a população contra o novo coronavírus na primeira metade do próximo ano. Ao mesmo tempo em que incentivam investimentos na capacidade de produção, eles também querem facilitar o processo de aprovação da vacina.

Ilheense que mora na Suiça conta como o pais enfrenta o novo coronavírus

Parque em Lausanne durante feriado na Suiça, na última segunda-feira (01). (Foto: Robert Gusmão).

Por Robert Gusmão Alves.

Écublens, dia 03 de junho de 2020.

Atualmente, a Suíça contabiliza um número de 3.871 casos confirmados de Covid-19 e 1.657 óbitos pela infecção.

A curva vem sendo descendente, sinalizando que as medidas que foram adotadas pela Confederação e o Ministério da Saúde vem funcionando. Ainda no dia 11 de março, o “Tessin”, região que faz divisa com a Itália, que até então era o país onde o vírus tinha sido mais letal, foi a primeira a fechar escolas e fronteira.

O pequeno país, que está no meio desse “tiroteio europeu”, conta com um sistema de saúde que vem se mostrando sólido e eficaz, e não veio a colapsar, como ocorreu notadamente na França e igualmente na Itália. A “assurance maladie”, o equivalente a um plano de saúde que é obrigatório para cada cidadão domiciliado no país, vem arcando com as despesas hospitalares e custeia parte do transporte de pacientes em ambulâncias.

No dia 02 de junho, o número de óbitos devido à Covid-19 foram três, mas não ocorreram óbitos em todo território suiço nas últimas 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde, um total de 400.793 testes foram efetuados, com somente 9% positivos.

O índice de contaminação se mantém a 360 casos por 100.000 habitantes, com uma idade média de 52 anos de idade nos casos confirmados.

Nesse mesmo dia, o jornal “20 minutes” destaca numa manchete: “Bolsonaro e a pandemia: como Trump, só que pior”. A coluna publicada pelo jornal local vem batendo na tecla, citando a “obsessão econômica e pela Cloroquina” que destaca o Brasil no noticiário internacional.

A seguinte pergunta é: quem terá mais sangue nas mãos e força de bater com os punhos firme em pontas de facas? Essa teimosia vem custando muitas vidas e é um exemplo a não ser seguido, mas sabemos que a realidade é outra de um continente para outro.

No dia 13 de março, foi adotada a estratégia: um “confinamento semi-aberto”, declarado pela Confederação. Fechamento de estabelecimentos, como restaurantes e escolas, mantendo assim só serviços essenciais, como supermercados e farmácias.

A estratégia foi benéfica a todos, evitando subnotificações e ocupações de leitos hospitalares.

Medidas adotadas como empréstimos de bancos com juros muito baixos para ajudar alguns empresários a manterem suas empresas e funcionários não evitaram que várias pessoas fossem parar no “chômage partiel”, que é uma espécie de seguro desemprego.

Poucas pessoas circularam nas ruas bem esvaziadas e diante das aglomerações a fiscalização foi bem rígida, com policiais circulando de bicicleta ao redor de parques para multar reuniões com mais de 5 pessoas. A multa é o equivalente hoje a R$ 600,00.

Em contraponto, uma boa parte, notadamente jovens, minimizam a situação como em algumas partes do mundo, saindo nas ruas e à beira de lagos como se tudo estivesse normal.

Verdade que podemos às vezes não entender muito bem a situação e o que vem sendo recomendado, como por exemplo: o uso de máscara, que só posteriormente foi recomendado. Mas o fato é que, passar em meio de um tiroteio, ainda de olhos fechados, mostra uma conscientização e insensibilidade de boa parte da população mundial. Na Suiça a situação foi diferente e a imensa maioria deu exemplo

Uma volta à quase normalidade no dia 11 de maio

Café em Lausanne. (Foto: Robert Gusmão)

Com reabertura de alguns estabelecimentos, restaurantes e salas no quadro esportivo foram disponibilizadas com restrições e distanciamento.

O Retorno foi bem pensado, de maneira progressiva em diferentes etapas do desconfinamento. As Medidas especiais foram adotadas como esse café localizado no centro de Lausanne, que no primeiro momento fez um serviço de consumo “delivery”. Quando foi possível retomar o atendimento presencial, o estabelecimento adotou um cuidado maior com a higiene, desinfectando mesas e cadeiras pós passagem dos clientes. Divisórias também foram instaladas.

(mais…)

OMS diz que Américas são novo epicentro da pandemia de coronavírus

Moradores de favela de Manaus colocam máscara para evitar contaminação pelo coronavírus. (Foto: Bruno Kelly \ Reuters)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera as Américas o novo epicentro da pandemia de coronavírus, e agora não é hora de os países aliviarem as restrições, disseram autoridades em entrevista nesta terça-feira (26).

Carissa Etienne, diretora da OMS para as Américas e chefe da Organização Pan-Americana da Saúde, disse por videoconferência que os surtos estavam se acelerando em países como o Brasil, onde o número de mortes relatadas na última semana foi o mais alto do mundo em um período de sete dias desde o início da pandemia de coronavírus. Informações de Reuters.

Número total de mortes em decorrência do coronavírus ultrapassa 360

Principais sintomas do coronavírus, por Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

Na China continental, a luta para conter a propagação da epidemia de coronavírus continua. Autoridades de saúde da China afirmam que o vírus já tirou a vida de 361 pessoas, ultrapassando oficialmente o número de mortes causadas pela epidemia de Sars em 2003 no país.

Ainda segundo as autoridades, mais de 17 mil pessoas já foram infectadas apenas na China continental.

Para lidar com o crescente número de infecções, foi construído em um período de poucos dias um novo hospital em Wuhan, cidade que é o epicentro do surto. O hospital foi entregue a uma equipe médica do exército chinês no domingo. No entanto, o país ainda enfrenta uma escassez de médicos e instalações médicas na região.

Ao mesmo tempo, a segurança foi intensificada nas cidades em toda a China, especialmente em locais com aglomerações de pessoas como estações de metrô e entrada de prédios. A temperatura corporal das pessoas está sendo medida como uma forma de proteção.

O número de casos no resto do mundo chegou a 179, com o Japão confirmando 20 casos no país. Infecções já foram confirmadas em 26 países e regiões ao todo. As Filipinas reportaram a primeira morte em decorrência do vírus fora da China continental.

EUA podem ajudar China no combate ao coronavírus (mais…)

Uber testa recurso que deixa motoristas escolherem preço das corridas

Segundo a Uber, os testes iniciais são limitados a três aeroportos da cidade da Califórnio, nos EUA, e não representam uma versão final do recurso.

A Uber informou, nesta terça-feira (21), que começaram a testar um recurso que permite a alguns motoristas da Califórnia definir os preços de suas próprias corridas. O objetivo é que a mudança ajude a mostrar que os motoristas contratados são independentes e não funcionários da empresa.

Segundo a Uber, os motoristas que transportam passageiros dos aeroportos de Santa Bárbara, Palm Springs e Sacramento, agora poderão cobrar até cinco vezes a tarifa estabelecida pela empresa.

Além disso, a empresa afirmou que houveram outras alterações no aplicativo para preservar o trabalho flexível de seus motoristas desde que a nova lei da Califórnia, projetada para melhorar as condições para os trabalhadores por aplicativos, entrou em vigor.

A partir da próxima semana, os motoristas também poderão cobrar menos que as tarifas da Uber se a empresa aumentar seu preço em momentos de alta demanda.

Segundo a Uber, os testes iniciais são limitados aos três aeroportos e não representam uma versão final do recurso, além disso o controle dos motoristas sobre os ganhos poderão evoluir nas próximas semanas e meses com a nova modalidade.

*Com informações do Bahia.ba

Morre o cantor Nozinho

Nozinho ficou conhecido na região por interpretar as músicas do cantor Tim Maia.

 

Faleceu na tarde desta segunda-feira, 20, o cantor Nozinho. Ele sofria de diabetes e estava internado no Hospital Regional da Costa do Cacau desde a última segunda (12). Segundo informações de familiares, Nozinho sofria um quadro de infecção generalizada.

O músico teve atuação destacada no cenário artístico da região e ficou conhecido por ser um respeitado intérprete dos sucessos de Tim Maia.

Abaixo, um vídeo de 2014 em que Nozinho canta a música “Velho Camarada”, num dueto com o cantor Jorge Lago (falecido em 2007).

O velório acontecerá no SAF no bairro da Conquista a partir das 22h e o sepultamento ocorrerá na terça-feira, 21, às 10h.

Embaixada dos EUA pede aos seus cidadãos que abandonem o Iraque

Foto: Reprodução da internet.

Fonte: Agência Brasil

A embaixada norte-americana em Bagdá, atacada na terça-feira por pró-iranianos, apelou hoje (3) aos seus cidadãos que deixem o Iraque “imediatamente”. O pedido foi divulgado poucas horas depois do assassinato do general iraniano Qassem Soleimani numa operação dos Estados Unidos.

A representação diplomática dos EUA pediu aos norte-americanos no Iraque “que partam de avião o mais rápido possível” ou saiam “para outros países por via terrestre”.

As principais passagens de fronteira do Iraque levam ao Irã e à Síria, mas há outros pontos de passagem para a Arábia Saudita e a Turquia.

O assassinato do general iraniano Qassem Soleimani, enviado da República Islâmica ao Iraque, representa “uma escalada perigosa da violência”, disse hoje a presidente da Câmara dos Deputados norte-americana, a democrata Nancy Pelosi.

“Os Estados Unidos – e o mundo – não podem permitir uma escalada de tensões que chegue a um ponto sem retorno”, afirmou Nancy Pelosi em um comunicado.

A Guarda Revolucionária confirmou a morte do general durante ataque aéreo, na manhã de hoje, contra o aeroporto de Bagdá. A ação norte-americana também visou o “número dois” da coligação de grupos paramilitares pró-iranianos no Iraque, Abu Mehdi al-Muhandis.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, general Qassem Soleimani, anunciou o Pentágono em um comunicado.

Na nota, o Pentágono disse que Soleimani estava “ativamente a desenvolver planos para atacar diplomatas e membros de serviço norte-americanos no Iraque e em toda a região”.

O líder supremo do Irã, Ali Khamenei, prometeu hoje vingar a morte do general e declarou três dias de luto nacional.

Talento ilheense é destaque nas plataformas digitais

Eric Ricardo é a nova revelação musical ilheense.

O ilheense Eric Ricardo, 16 anos, desponta no cenário da música como um artista promissor e completo. Filho do publicitário, músico, cantor e compositor Hélio Ricardo e da empresária Nice Bezerra, Eric traz no DNA a influência de uma família artística e musical.

Despertou para as artes muito cedo e aos três anos de idade descobriu a paixão por pintura, desenhos e música. Recentemente, Eric Ricardo ganhou projeção no mercado fonográfico, justificado pela aceitação nas plataformas digitais, como YouTube, Spotify, Deezer e Apple Music.

A música se destaca num país em que a fase do sertanejo vigora, mas que não veda ou extingue qualquer tentativa de novidade, principalmente aquela voltada para o público  entre 14 e 25 anos.

Sob essa perspectiva da trap music e Tio Patinhas parecem indissociáveis a canção serve como símbolo dessa nova vertente musical, que ganha corpo no Brasil. Agradável aos ouvidos – e aos pés – está fazendo geral espalhar na pista e começa a enfileirar pedidos dos ouvintes e internautas em emissoras de rádio, por exemplo. Há duas semanas, o novo single Malvadeza foi lançado e já está alcançando todas as expectativas.

Extremo Sul da Bahia ganha Núcleo Territorial do Neojiba nesta segunda-feira

Os NTN visam promover educação musical coordenada e de excelência em todo o estado. Foto: Reprodução Internet.

O primeiro Núcleo Territorial do Neojiba (NTN) no Extremo Sul da Bahia será inaugurado nesta segunda-feira (7), às 19h, em Teixeira de Freitas, no espaço da Igreja Batista Memorial, localizado na Avenida Nove de Maio, 29, no Jardim Caraipe.

Os NTN visam promover educação musical coordenada e de excelência em todo o estado, oferecendo iniciação musical, prática musical coletiva (canto coral e orquestras) e luteria. Cada NTN tem de 150 a 300 vagas, principalmente para inscritos no programa Jovem Aprendiz, assim como para bolsistas técnicos de luteria (reparo de instrumentos) e de arquivo de partituras ou estagiários de cursos superiores de música.

Em Teixeira de Freitas, o NTN funcionará na Igreja Batista Memorial (IBM), com a parceria do Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento. Além da assistência social, formação e multiplicação, os NTN se propõem a apoiar projetos musicais como bandas filarmônicas, fanfarras escolares e ações estruturantes governamentais, a exemplo do ‘Escolas Culturais’.

O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, o diretor Musical do Neojiba, maestro Eduardo Torres, músicos, instrutores e coordenadores do programa, personalidades e artistas locais estarão presentes na inauguração em Teixeira de Freitas.

Programa do Governo do Estado, o Neojiba existe há 12 anos e já atendeu, direta e indiretamente, mais de 10 mil crianças, adolescentes e jovens em vulnerabilidade social. Hoje, integra as políticas públicas prioritárias por meio da SJDHDS e é gerido pelo Instituto de Ação Social pela Música (IASPM).

Pesquisadores desenvolvem tradutor de choro de bebê

Se existe uma coisa capaz de desestabilizar todos os pais do mundo é o choro desconsolado do seu bebê. Eles fazem de tudo, dão a mamadeira, trocam a fralda, colocam e tiram roupa, faz massagem na barriga, mostram o brinquedo e nada parece funcionar.

Chega a ser muito estressante, principalmente para os pais de primeira viagem, que não sabem qual o real motivo do filho estar chorando. Mas agora há uma luz no fim do túnel. Cientistas da Northern Illinois University, nos Estados Unidos, desenvolveram um tradutor de choro com a ajuda da inteligência artificial.

Os pesquisadores acreditam que há uma pista na forma como os bebês choram para dizer o que estão sentindo. Utilizando dessa forma de comunicação, os pais e profissionais saberiam dizer qual o grau de urgência para o atendimento das crianças.

No estudo, foram catalogados vários tipos de choro, de dor, fralda suja, fome, calor, sono. O de cólica, por exemplo, é mais agudo do que o normal e os pais podem ajudar fazendo compressas, com remédios naturais e usando mamadeiras anticólicas para dar o leite.

Lichuan Liu, pesquisadora e coautora do estudo, é engenheira de processamento digital de sinais e o que a motivou para desenvolver o projeto foi o nascimento do seu filho. “Meu marido e eu não fazíamos ideia do que o nosso filho queria. Eu imaginei que deveria haver uma maneira de determinar o que seu choro significava”, contou em entrevista.

Para o projeto, os cientistas usaram os depoimentos de profissionais que têm contato direto com bebês no dia a dia – enfermeiros e pediatras -, e que supostamente saberiam indicar a razão do choro, para desenvolver um algoritmo capaz de fazer essa comunicação.

Para produzirem as informações necessárias que seriam usadas pelo tradutor, eles captaram os sons de diferentes crianças – cerca de 30 bebês – de uma unidade neonatal. O sistema de tradução leva em consideração tempo, frequência e o tom dos choros.

Depois disso, um teste foi feito com outros pediatras experientes. Eles deveriam escutar 48 gravações e definirem qual seria o motivo de cada choro apresentado (fome, cansaço, cólica, e outros). Logo após, os sons foram apresentados ao algoritmo, que chegou a um resultado que coincidiu em 70% com os palpites humanos.

Apesar de ser considerado um sucesso, os envolvidos no projeto acreditam que o algoritmo ainda precisa ser aperfeiçoada para entrar no mercado. Eles ainda pretendem incluir outras características para ajudar no diagnóstico, como as expressões faciais, o que permitiria também sofisticar as babás eletrônicas.

O material já foi submetido ao processo de patente e agora os desenvolvedores esperam conseguir parceiros industriais para criar um dispositivo. Porém, ainda não há previsão de quando ele possa ser fabricado.

Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que a média da temperatura do planeta poderá aumentar em até 3,4 º C até o final deste século.

O documento, que reúne estudos científicos da Organização Meteorológica Mundial e outros órgãos especializados, foi publicado nesse domingo (22), um dia antes do início da Cúpula sobre a Ação Climática em Nova York.

Segundo o documento, que defende a adoção de medidas para combater o aquecimento global, a média da temperatura do planeta de 2015 para 2019 será 0,2 º C acima do período anterior de cinco anos. Além disso, ela é 1,1º C mais quente que os níveis pré-industriais de 1850 a 1900.

O relatório ainda aponta que o aumento dos níveis dos mares tem acelerado, e indica que a acidez dos oceanos aumentou 26% desde o início do período industrial por causa da absorção do CO2 liberado na atmosfera pelo uso de combustíveis fósseis.

O documento afirma que as emissões de gases de efeito estufa continuam a subir porque combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo ainda são as principais fontes de energia da humanidade.

Por fim, o relatório alerta que a temperatura média global poderá aumentar 3,4 º C até 2100 mesmo se governos conseguirem cortar suas emissões como prometido. Segundo o documento, países precisam se esforçar ainda mais para limitar o aumento em 1,5 º C acima dos níveis pré-industriais.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu que líderes mundiais levem os fatos a sério e urgentemente façam algo a respeito. Informações da Agência Brasil.

Trio da Huanna assina contrato com a Som Livre

Integrantes do Trio da Huanna na sede da gravadora Som Livre. Foto: Ascom- Trio da Huanna.

Na tarde desta terça-feira, 6, a banda Trio da Huanna, de Ibicaraí, sul da Bahia, deu um grande salto na carreira e desembarcou no Rio de Janeiro para assinar contrato com uma das gravadoras mais renomadas do cenário musical brasileiro, a Som Livre. Para os integrantes da banda, que já tem 16 anos de estrada, esse é um momento de total reconhecimento pelo trabalho desenvolvido.

Dona de grandes sucessos como “Piriri Pom Pom” e “Chuva De 100”, a banda é composta pelos irmãos Luizinho, Neto e Lúcio, além do parceiro Fuscão, e agora está focada na gravação do seu novo álbum que, segundo o empresário Leonardo Alves, já começou a ser produzido e em breve será lançado em parceria com a Som Livre. “Também estamos trabalhando em cima do projeto da gravação do DVD e, dentro de pouco tempo, teremos mais novidades”, explicou Alves.

Papa Francisco recebe cacique Raoni

O abraço de Francisco a Raoni. (Foto: divulgação)

O Papa Francisco recebeu em audiência privada na Casa Santa Marta na manhã desta segunda-feira, 27, o líder indígena brasileiro Raoni Metukire, da comunidade Caiapó

O cacique está na Europa desde 14 de maio, numa viagem de três semanas, para se encontrar com os chefes de Estado e a opinião pública para alertar sobre as crescentes ameaças à Amazônia.

O encontro do Pontífice com o líder do povo Caiapó – ameaçado por madeireiros e pelo agronegócio – havia sido confirmado no último sábado pelo diretor interino da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisotti. Com a audiência – explicou ele – “o Papa reitera a sua atenção pela população e pelo ambiente da área amazônica, e o seu compromisso pela preservação da Casa Comum”.

Gisotti também havia explicado que “a audiência insere-se no contexto da preparação para a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a região Pan-Amazônica, que se realizará de 6 a 27 de outubro, no Vaticano, sobre o tema ‘Amazônia: Novos Caminhos para a Igreja e por uma Ecologia Integral’”.

O líder indígena brasileiro também está recolhendo fundos para a proteção da reserva do Xingu, no Mato Grosso.

Informações do Vatican News.

Inscrições abertas para aulas de dança afro e percussão

Ogan músico Marinho Rodrigues.

Abertas inscrições para novas turmas de dança afro e percussão na Escola Ngomas, em Ilhéus. Os interessados podem realizar sua inscrição preenchendo o formulário clicando neste link.

As aulas de percussão terão início no dia 16 de abril, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto, localizado na Av. Brasil, 485, Alto da Conquista, sempre às terças e quintas, das 19h às 21h.

As aulas de dança afro terão início no dia 18 de abril e serão realizadas no mesmo horário e local, sempre às quintas-feiras.

O curso de percussão será ministrado por Marinho Rodrigues, Tata Kambomdo, ou seja, Ogan – músico – do Terreiro de Matamba Tombenci Neto, cantor e compositor da Orquestra Gongombira.

Neide Rodrigues, ministrante da oficina de dança afro, é Makota do terreiro, dançarina e coreógrafa, atual rainha do Maracatu de Serra Grande e possui no currículo participações em espetáculos como Kianga e Malunda.

A taxa de inscrição é 30 reais, a ser paga no dia da aula inaugural de cada curso. A mensalidade será 60 reais.

Mais informações: telefone: (73) 3633 3008 ou 9 8809 3958 (WhatsApp)

Facebook: /escoladepercussaongomas .

E-mail: [email protected] .