Ubaitaba recebe elogios devido ao combate à esquistossomose

Equipe da SESAU/Ubaitaba. Foto: Ascom.

O trabalho de combate à esquistossomose desenvolvido pela Secretaria de Saúde de Ubaitaba (SESAU) foi apresentado no Encontro da Macrorregião Sul sobre Doenças de Transmissão Vertical realizado na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), nesta semana. O exemplo de Ubaitaba foi apontado como modelo para outros municípios. No evento, promovido pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o técnico de Controle de Endemias de Ubaitaba, Patrick Gomes, foi um dos palestrantes.

As ações de campo executadas pelos agentes de controle de endemias foram relatadas na palestra “Experiência do Município de Ubaitaba no Controle da Esquistossomose”. Ao destacar o trabalho da equipe, o secretário de Saúde, José Carlos Lona Almeida, disse que nos últimos dois anos e três meses a administração da prefeita Suka Carneiro deu o suporte necessário. “Atualmente temos oito funcionários e os materiais para o efetivo controle. O resultado é que no ano passado nenhum óbito foi registrado”, afirmou.

A diretora do Núcleo Regional Sul da Sesab, Mariza Eduane, destacou as ações da Sesau de Ubaitaba. Para ela, foi importante compartilhar o trabalho com outros municípios regionais por ser um modelo eficiente. “O que foi mostrado aqui servirá de modelo, contando com o nosso apoio e elogio, por diminuir o índice e a prevalência do Schistosoma na região do Rio de Contas, que tem elevado índice de infestação do verme responsável pela esquistossomose, uma parasitose grave que causa milhares de mortes por ano”, declarou.

“Nós vamos aí comer vocês”, diz desembargador a juízas em vídeo com Leonardo

Após repercussão do vídeo, desembargador pediu desculpas e reforçou machismo com sua “brincadeira”.

Do Congresso em Foco.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina anunciou nesta terça-feira (26) que vai pedir explicações a um desembargador que enviou um vídeo com declarações de conotação sexual e machista a um grupo de juízas. Na gravação que circula pelas redes sociais, o desembargador Jaime Machado Junior aparece ao lado do cantor Leonardo. Depois de citar o nome de cinco magistradas às quais dirigiu o vídeo, ele mostra a elas que está acompanhado do cantor, que manda beijos para elas. Em seguida, o desembargador diz: “Nós vamos aí comer vocês. Ele segura e eu como”. Os dois gargalham na sequência. O Congresso em Foco suprimiu o som no momento em que ele diz o nome das juízas.

Depois que o vídeo vazou, o desembargador divulgou uma gravação na qual afirma que tudo não passou de uma “brincadeira” com amigas juízas do município de Lages (SC). Ele pede desculpas se, “eventualmente”, ofendeu alguém ou “se tiver outra interpretação”. Jaime diz ainda que é uma pessoa “irreverente”.

Veja o vídeo.

“Esse vídeo foi para outra conotação. Primeiro, não publiquei o vídeo em lugar nenhum. Remeti para elas e alguém menos avisado lançou isso e caiu nas redes. Se eventualmente ofendi alguém ou se tiver outra interpretação, peço perdão. Quem me conhece sabe que sou irreverente, expansivo e que eu jamais faria uma coisa dessas de verdade. Na verdade, fiz de brincadeira com minhas amigas que pediram mensagem com o cantor”, afirmou.

No início da noite, o desembargador divulgou uma nota (íntegra abaixo) por meio da assessoria do Tribunal de Justiça em que admite que errou, foi “infeliz” com uma declaração que “reforça uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade”. Jaime afirma que espera que o caso sirva de lição para ele e “todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira”.

Veja a íntegra da nota:

“Nota de esclarecimento

Na tarde de hoje fui surpreendido com a veiculação de um vídeo em que apareço ao lado do cantor Leonardo, em um encontro entre amigos, no qual faço comentários dirigidos a algumas colegas magistradas, com as quais possuo laços de amizade já de muitos anos. Inicialmente, quero esclarecer que em nenhum momento tive a intenção de ofender, menosprezar e mesmo agredir as minhas colegas, nem as mulheres em geral.

Reconheço que as colocações foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade. Assumo os meus erros e com eles procuro aprender. Espero que este episódio sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira.

Cordialmente,

Jaime Machado Júnior, desembargador do TJSC”

Deputada defende uso de componente da maconha no tratamento da epilepsia

Fabíola Mansur. Foto: Ascom.

Na última terça-feira, 26, foi comemorado o Dia Mundial da Conscientização da Epilepsia. É o “PurpleDay”, Dia Roxo. Em homenagem à data a deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa para ressaltar as inúmeras ações que são realizadas ao longo de todo mês em todo país para conscientizar, informar e buscar melhores condições de tratamento para os pacientes com a doença, que atinge em média 3 milhões de brasileiros, segundo a OMS.

Representante da Bahia na Frente Parlamentar Interestadual pelos Direitos da Pessoa com Epilepsia, a deputada e médica Fabíola Mansur destacou o eixo central da campanha este ano, que é o uso medicinal do canabidiol como opção de tratamento para a epilepsia. O canabidiol é um dos componentes da planta cannabis sativa que não produz nenhum psicotativo. A parlamentar defende que seja implementada na Bahia uma política pública para normatizar e disponibilizar no âmbito do SUS medicamentos à base de canabidiol para pacientes refratários, ou seja, aqueles que não apresentam evolução com tratamentos convencionais. Esse tipo de paciente já consegue usar o medicamento através da importação, no entanto, o custo é elevado, podendo chegar com oscilação do dólar a R$ 3 mil.

“É urgente que haja uma discussão mais ampla sobre o tema, de forma mais transparente, sem preconceito, para garantir uma melhor qualidade de vida para os pacientes. O canabidiol não produz nenhum efeito psicoativo. Ou seja, não se pode confundir o uso medicinal de canabinóides com o uso in natura da maconha. Inúmeras pesquisas no mundo inteiro mostram que o medicamento reduz significativamente a frequência das convulsões epilépticas graves, proporcionando melhor qualidade de vida aos pacientes”, argumenta a deputada. O medicamento é autorizado para importação pela ANVISA e reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina. Fabíola propôs uma audiência pública na Assembleia Legislativa da Bahia para discutir o tema no dia 09 de abril.

Bahia lidera geração de empregos no Nordeste

A Bahia é o estado que mais gerou empregos no Nordeste em fevereiro de 2019, com 5.706 novos postos de trabalho com carteira assinada. Entre os estados brasileiros, ocupou a 8ª posição. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

A contribuição positiva foi conferida mais pelo interior do estado (municípios não metropolitanos), com um saldo de 3.668 empregos. Os destaques foram as cidades de Barreiras (503), Santo Antônio de Jesus (390) e Luís Eduardo Magalhães (389). A RMS, por sua vez, gerou 2.038 empregos no período.

Em fevereiro, os setores responsáveis pelo saldo positivo da Bahia foram Serviços (+2.564 postos), Construção Civil (+1.666 postos), Indústria de Transformação (+662 postos), Administração Pública (+435 postos), Comércio (+147 postos), Agropecuária (+130 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+110 postos).

Informações: Ascom/Setre.

Hospital Costa do Cacau não paga médicos e atendimentos são realizados sem remédios e insumos básicos

HRCC “é só fachada”, dizem os médicos.

Informações de médicos que atendem no Hospital Regional Costa do Cacau relatam dificuldades vividas pelos profissionais.

O hospital inaugurado em dezembro de 2017, com show de Vanessa da Mata e outras pompas, “é só fachada”. As administrações se sucedem e os problemas continuam. Além de “não pagar salários, faltam insumos e medicamentos básicos”, afirmam os médicos.

Segundo uma das fontes, o desabastecimento gera improvisos. “Ficamos tateando medicação que tem na farmácia para substituir a padrão, fio de sutura e etc..”.

O Governo do Estado, que tem a responsabilidade política e administrativa, deve 22% dos salários de setembro e a totalidade dos vencimentos de outubro, janeiro e fevereiro.

Não conseguimos contato com a assessoria de imprensa do HRCC.

Bahia possui 34 obras paralisadas

Recuperação do Museu de Arte Moderna da Bahia se arrasta desde 2013. Foto: Marina Silva/Correio.

No Estado da Bahia existem 34 obras, executadas com recursos da administração estadual ou com verbas da União, que estão com seu andamento suspenso ou paralisado, informa o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA).

Tais obras representam contratos que, somados, atingem a um total de R$ 307,5 milhões e os principais motivos de paralisação ou suspensão da execução dos serviços foram questões técnicas que vieram a ser conhecidas somente após a licitação, descumprimento de especificações técnicas ou prazos e problemas relacionados à contratada, a exemplo de recuperação judicial ou dissolução societária.

Clique aqui para conferir a relação das obras paralisadas ou suspensas.

O presidente do TCE/BA, conselheiro Gildásio Penedo Filho, ressaltou que o propósito do levantamento é buscar soluções para a retomada dessas obras “de forma a contribuir para o desenvolvimento do país e para o melhor uso dos recursos públicos e o aprimoramento da oferta de bens e serviços para a população”. Na Bahia, o levantamento abrangeu obras iniciadas a partir de 2009, paralisadas há mais de 90 dias e cujo montante seja superior a R$ 1,5 milhão.

Por meio de ofícios dirigidos aos secretários e dirigentes máximos dos órgãos e entidades do Estado, o TCE/BA solicitou o preenchimento de um formulário padrão com informações específicas sobre as obras paralisadas, com o objetivo inicial de traçar um perfil das situações existentes.

(mais…)

Lava Jato prende ex-presidente Temer e o ex-ministro Moreira Franco

Ex-presidente Michel Temer. Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress.

Fundamentada na delação do operador do PMDB Lúcio Funaro , homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a força-tarefa da Lava-Jato prendeu na manhã desta quinta-feira, 21, o ex-presidente Michel Temer.

Há mandado de prisão contra o ex-ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e o ex-ministro Moreira Franco (Minas e Energia) já está preso. As prisões foram determinadas pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. A delação de Funaro foi homologada no dia 5 de setembro de 2017.

A colaboração de Funaro, homologada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF, tem 29 anexos que narram em detalhes como teria funcionado o esquema de corrupção no Congresso, chefiada por caciques do antigo PMDB como os ex-presidentes da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, preso em Curitiba, e Henrique Eduardo Alves, além dos ex-ministros Geddel Vieira Lima, Moreira Franco e do ex-vice governador do Distrito Federal Tadeu Filippeli, que foi assessor especial do gabinete de Temer.

Investigadores cruzaram informações e documentos fornecidos por Funaro com planilhas entregues à Justiça pelos doleiros Vinícius Claret, o Juca Bala, e Claudio Barbosa, o Toni, apontados pela força-tarefa como responsáveis por mandar valores para o exterior para políticos e empresários. Nessas planilhas aparecem transferências para Altair Alves Pinto, apontado como operador de Cunha. Altair foi apontado pelos doleiros como “o homem da mala” que repassava dinheiro para Eduardo Cunha e para o presidente Michel Temer.

Entre os anexos estão informações do doleiro sobre como funcionava o monitoramento para evitar que outros alvos da Lava-Jato fizessem delação premiada, as relações do Congresso com o Grupo JBS, além do Grupo Bertin, de operações de fundos de investimento da Caixa Econômica Federal (CEF), da campanha do ex-deputado Gabriel Chalita, da LLX de Eike Batista, da CPI dos Fundos de Pensão e de medidas provisórias irregulares.

A delação de Funaro também atinge o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) Jorge Picciani e o empresário de ônibus Jacob Barata.

Funaro conta ainda que após romper com o governo Dilma, Cunha “pautou e liderou” a votação do impeachment da ex-presidente Dilma e que teria enviado uma mensagem a Funaro perguntando se ele teria disponibilidade de recursos para poder comprar os votos necessários dos deputados para aceitarem o impeachment. Funaro não cita valores, mas diz que disponibilizou recursos para Cunha. E acusa Cunha de tramar diariamente a aprovação do impedimento da petista.

Com informações de O Globo.

Morador de Salvador ganha R$ 1 milhão da Nota Premiada Bahia

Um morador do bairro de São Cristovão, em Salvador, é o ganhador do segundo prêmio especial de R$ 1 milhão da campanha Nota Premiada Bahia. O sorteio foi realizado na noite desta quarta-feira , 20, no auditório da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), com base na Loteria Federal.

Concorreram ao prêmio os cidadãos cadastrados no site da campanha e que solicitaram a inclusão do número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) nas Notas Fiscais de Consumidor Eletrônicas (NFC-e), em compras feitas no período entre junho de 2018 e fevereiro deste ano.

Promovida pelo Governo do Estado, por meio da Sefaz, a campanha Nota Premiada Bahia já tem a adesão de mais de 440 mil pessoas. Além dos sorteios especiais de R$ 1 milhão, como o que foi realizado nesta noite, a ação sorteia, mensalmente, dez prêmios individuais de R$ 100 mil cada. O sorteio regular de março está marcado para o próximo dia 27.

O titular da Sefaz-BA, Manoel Vitório, lembra que “qualquer pessoa pode participar, concorrendo a prêmios e exercendo a solidariedade. Basta realizar o cadastro no site. A campanha é de educação fiscal, incentivando o cidadão a solicitar a nota nas compras que realizar no mercado varejista”.

Nos sorteios mensais, concorrem apenas os bilhetes gerados pelas compras efetuadas no mês anterior. Os resultados podem ser conferidos no site da campanha, além do Instagram (@notapremiadabahia), Facebook (/sefaz.govba) e Twitter (@sefazba).

Para participar, o consumidor deve acessar o site da Nota Premiada Bahia e informar o número do CPF, selecionando, em seguida, as instituições que deseja ajudar — uma social e outra de saúde. A partir daí, no momento da compra, é necessário apenas inserir o CPF na nota fiscal para concorrer aos prêmios em dinheiro.

“Todos ganham com a campanha. A partir de um cadastro simples, o cidadão tem a chance de ganhar prêmios milionários e ainda escolhe duas instituições para ajudar. O governo, por sua vez, também ganha, pois há o combate da sonegação fiscal”, destaca o superintendente de Desenvolvimento Fazendário, Antônio Félix Macedo.

Desde que foi lançada, em dezembro de 2017, a Nota Premiada Bahia já premiou 132 pessoas em 13 sorteios mensais e dois sorteios especiais (o primeiro ocorreu em junho do ano passado), além de dar apoio a 708 instituições filantrópicas.

Polícia prende homem acusado de matar amigo com 39 facadas na Fazenda Renascer

Evinho foi preso em Uruçuca. Foto: Ascom/Policia Civil.

Weverton Moraes Santos, conhecido como Evinho, de 21 anos, que estava com um mandado de prisão preventiva em aberto por homicídio, foi preso na terça-feira, 19, em Uruçuca, por investigadores da Polícia Civil lotados na 7ª Coorpin/Ilhéus.

O crime ocorreu no dia 2 de janeiro deste ano, na Fazenda Renascer, no distrito de Castelo Novo, em Ilhéus, e teve como vítima Rilan Alves Cândido, de 21 anos.

A vítima, que era amigo do autor, foi morta com 39 facadas depois de uma discussão com Weverton, que estava com ciúmes da amizade de Rilan com sua namorada.

De acordo com o delegado Helder Carvalhal de Almeida, Weverton é natural de Porto Seguro e estava morando em Uruçuca há cerca de um ano.

 

Governo do Estado vai pagar R$ 35,5 milhões a policiais por redução de mortes

Fotos: Alberto Maraux.

Policiais militares, civis e técnicos que contribuíram diretamente para a diminuição de 16% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte – na Bahia, receberão uma gratificação de R$ 35,5 milhões do Governo do Estado. O valor faz parte do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), ação de reconhecimento e com caráter motivacional promovido pela Secretaria da Segurança Pública.

O período analisado para pagamento da gratificação foi o segundo semestre de 2018, comparado ao mesmo período do ano anterior. A Bahia ficou com diminuição de 16%, representando em números absolutos 2.542 ocorrências no ano passado, contra 3.025 em 2017. Salvador, Região Metropolitana e Interior fecharam com quedas de 22,9%, 20,6% e 12,5%, respectivamente.

Na total serão contemplados 24.222 servidores, sendo 19.459 da PM, 3.668 da PC, 753 do DPT e 342 de unidades diretamente ligadas a SSP. O valor mínimo pago será de R$ 371 e o máximo de R$ 2.476.

“Mais uma etapa desta ferramenta que reconhece os esforços de cada servidor policial e também motiva para que o trabalho continue de forma incessante. Conquistamos uma grande redução em 2018 e, este ano, precisaremos redobrar as ações para garantirmos novo decréscimo”, comentou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Da Secom/BA.

No Chile, “capitalização transformou adultos de classe média em idosos pobres”

Andras Uthoff . Foto: Carta Capital/reprodução.

Da Carta Capital.

Economista chileno Andras Uthoff diz que modelo pinochetista, que produziu massa de pobres no Chile, também não dará certo no Brasil

O economista chileno Andras Uthoff conhece bem o projeto de Previdência que o governo Bolsonaro quer para o Brasil. Professor da Faculdade de Economia e Negócios da Universidade do Chile e conselheiro regional da Organização Social do Trabalho (OIT), ele ajudou a tirar do papel a contrarreforma que, em 2008, tentou corrigir o encolhimento das aposentadorias causado pelos problemas de privatização da previdência chilena.

A reforma imposta em 1981 pelo ditador Augusto Pinochet – com a ajuda de uma patota de economistas formados na Escola de Chicago – acabou com a contribuição do estado e dos patrões, tanto na Previdência quanto na saúde. Cada trabalhador passou a poupar individualmente para a própria velhice, depositando cerca de 10% dos salário em contas administradas por bancos privados.

Trinta e oito anos depois, o fracasso é provado em números. Quando foi apresentada, a capitalização pinochetista prometia um retorno de 70% do salário médio das contribuições. Mas hoje, a primeira leva de aposentados recebe em torno de 35% de sua renda média.

Mesmo após as mudanças da era Bachelet, quase 80% das aposentadorias pagas hoje no Chile estão abaixo do salário mínimo. E 45% dos pensionistas vive abaixo da linha da pobreza (com cerca de 600 reais). A classe média foi a mais afetada, porque passou receber na velhice muito menos do que recebera durante a vida laboral, mas não foi beneficiada pela contrarreforma.

Outra promessa furada, diz Ulthoff, é que os investimentos da Previdência privada impulsionariam a economia chilena. Do fundo de 200 bilhões de dólares em recursos poupados pelos trabalhadores, quase 3/4 do PIB do país, cerca de 40% estão investidos no exterior.

Embora tenha sido apresentada como “alternativa” aos novos ingressantes no mercado de trabalho, a proposta de Guedes levanta campo para a privatização da Previdência. Se for aprovada como está, prevê o economista, vai repetir os dramas chilenos. “O sistema privado caminhou todos esses anos apenas com o aporte dos trabalhadores. Não deu certo lá e não vai dar no Brasil”, diz.

Uthoff esteve em Brasília para participar de um ciclo de debates sobre a Reforma brasileira e falou com exclusividade a CartaCapital sobre as diferenças entre Brasil e Chile.

Leia a entrevista no site da Carta Capital.

Magela em processo de fritura

Notinhas.

Magela quase ao ponto.

O secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, foi jogado num tacho com azeite de dendê bem quente.

O gerente de planejamento da secretaria e cunhado do poderoso Bento Lima, Alberto Júnior, já percebeu que Magela não é resolutivo. A secretaria de saúde sentiu bastante a exoneração de Uildson Nascimento, e isso pode ser percebido nas licitações atrasadas que não saem da abstração.

A cúpula do governo também desconfia que Magela deseja fazer “carreira solo” em determinados projetos.

A diretora de alta e média complexidade, Érica Silva, disse que as reuniões convocadas por Magela “servem para nada”. A frase cortante e verdadeira foi dita num encontro com os principais membros da equipe e o secretário ficou visivelmente constrangido.

Com as fragilidades percebidas, a substituição acontecerá em questão de dias. Ex-assessores da ex-deputada Ângela Sousa, já confortavelmente nomeados na prefeitura, querem a nomeação da enfermeira Sonilda Melo como secretária.

O secretário de governo e irmão de Sonilda, Mauro Alves, defende a ideia com entusiasmo “consanguíneo”.

Laboratório Lidi/Exato abre instalações à sociedade nesse sábado

Desde 2017 o Laboratório Exato está presente na vida dos ilheenses. Agora com o Lidi Laboratório, juntos, vão apresentar à sociedade regional a sua capacidade de realização de exames clínicos com alto padrão tecnológico.

Com este objetivo, neste sábado, 23, às 9 horas, a sua equipe e diretores vão receber convidados em suas modernas instalações situada na Avenida Itabuna, 1681, ao lado da Faculdade Madre Thais. A unidade está equipada com estrutura completa, utilizado a mais alta tecnologia e equipe especializada em atendimento de excelência.

O evento será coordenado pela biomédica, professora e mestra, Ana Paula Adry. Ela lembra  que “o Exato foi criado com a intenção de atender as necessidades dos cursos da Faculdade Madre Thaís.

O objetivo é o de prestar os melhores serviços à população, por isso, trouxe assessoria cientifica, tecnologia e a capacidade para atender de forma humaniza e especializada”.

Atualmente o Lidi/Exato atende aos principais convênios, incluindo o SUS.

Marcos Maurício se filia ao MDB

Marcos Mauricio e Alexsandro Freitas. Foto: Ascom/PMDB.

Candidato ao Senado pela chapa majoritária do Partido da Democracia Cristã nas eleições de 2018, Marcos Maurício se filiou ao MDB da Bahia na última sexta-feira, 15. Ele foi recebido por Alexsandro Freiras, presidente da legenda.

Procurado por outros partidos após sua saída do DC, Marcos decidiu se filiar ao MDB para somar e contribuir ao projeto da sigla, com foco nas eleições de 2020. “Ingresso hoje em um dos maiores partidos do país com a certeza que encontrarei as ferramentas necessárias para trabalhar em defesa da qualidade e da valorização do serviço público para a sociedade baiana”, afirmou.

Maurício atua hoje como vice-presidente da FEIPOL-NE (Federação Nordestina dos Policiais civis), secretário geral do SINDPOC (Sindicato dos policiais civis do Estado da Bahia) e Coordenador politico da Confederação Brasileira dos Trabalhadores policiais civis (COBRAPOL), e se disse muito feliz em participar de um partido que é presidido por um ex-dirigente sindical. “Conheço o trabalho de Alex enquanto dirigente sindical e sei que posso colaborar com o partido para trabalhar em prol da sociedade, em especial do servidor público”, finalizou.

Marcos Oliveira Maurício é baiano, casado, e é funcionário público. Bacharel em Direito pela Faculdade Social da Bahia (FSBA), Bacharel em  Administração com Análise de Sistemas e Pós-graduando em Auditoria Fisco Contábil, ambas pela Faculdade Visconde de Cairu, Marcos também é 3° sargento da Polícia do Exercito da reserva NÃO remunerada. Também já foi presidente da FEIPOL-NE (Federação Nordestina dos Policiais civis) e do SINDPOC (Sindicato dos policiais civis do Estado da Bahia), além de diretor de grêmio estudantil e DCE.

Bahia atraiu seis milhões de turistas neste Verão

Morro de São Paulo. Foto: Rennan Calixto.

O verão termina na próxima quarta-feira, 20, mas a Bahia já pode comemorar alguns resultados da estação. Seis milhões de turistas visitaram o estado neste período, o que representa expansão da atividade em aproximadamente 7,5%, segundo a Secretaria de Turismo do Estado (Setur). “Ocupação hoteleira em alta é sinônimo de movimentação econômica e geração de empregos”, ressaltou Fausto Franco, titular da pasta. Segundo o secretário, foram mais de R$ 6 bilhões movimentados na Bahia neste período. 

Na alta temporada, os destinos mais procurados foram Porto Seguro, Itacaré, Morro de São Paulo, Salvador e Praia do Forte. “A ampliação da infraestrutura, como a melhoria nos aeroportos, das estradas e o pleno funcionamento do metrô na capital, contribuíram muito para atrair visitantes”, acrescentou Fausto. São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal destacaram-se entre os principais emissores de turistas nacionais. Entre os estrangeiros, as nacionalidades mais presentes foram a argentina, espanhola, italiana, francesa, alemã e norte-americana. Este fluxo turístico colocou a Bahia entre os cinco estados mais visitados durante as férias escolares, de acordo com o Ministério do Turismo. 

Até novembro, a Bahia estará presente em 32 feiras internacionais de turismo e 21 eventos nacionais, a fim de divulgar atrativos turísticos e trazer um número ainda maior de visitantes. Novos investimentos em comunicação digital também serão feitos ao longo do ano para aproximar ainda mais a Bahia dos mercados emissores.

Texto: Secom/BA.

Partido de Jabes Ribeiro e Cacá Colchões está suspenso por falta de prestação de contas

Notinhas.

Cacá e Jabes. Imagem de arquivo: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

De acordo com a justiça eleitoral, a comissão provisória do Partido Progressista, de Ilhéus, está suspensa por falta de prestação de contas equivalente ao ano de 2018.

A legenda do ex-prefeito Jabes Ribeiro e do prefeiturável Cacá Colchões pode não lançar candidatos nas eleições municipais de 2020, caso a situação não seja devidamente explicada.

Em Ilhéus, o PP é presidido por John Ribeiro, irmão de Jabes. Os ex-vereadores Raimundo Borges e Jamil Ocké, condenados no caso da compra mal explicada de frangos, quando estiveram na secretaria de desenvolvimento social do município, são respectivamente 1º e 2º secretários.

PSDB, PRTB, PC do B, Avante, PRP e o PSC estão na mesma situação.

Veja a certidão do PP.