‘Ela assumiu o risco’, diz coronel da PM sobre turista piauiense estuprada em Itapuã

Foto: Maiana Belo/G1.

Fonte: Correio 24 horas

A declaração do coronel da Polícia Militar, Eurico Costa, foi um dos assuntos mais comentados em vários sites de Salvador e de toda Bahia. Ao comentar o caso da turista que foi estuprada na praia de Itapuã, o militar afirmou que “Foi um comportamento de risco. O que uma pessoa vai fazer numa praia deserta das 19h às 23h? Vai fazer o quê? Ela assumiu o risco”, declarou ele na manhã da sexta-feira (10). Ele disse também que a Polícia Militar não pode ser responsabilizada pelo que aconteceu com o casal. “Trabalhamos constante na região, mas não temos efetivo para garantir a segurança somente daquelas pessoas que estavam naquele horário, num local onde não havia ninguém”, informou.

A piauiense de 19 anos foi estuprada e seu namorado, de 27 anos, assaltado na noite da terça-feira (7), na praia de Itapuã, em Salvador. A turista e o namorado foram surpreendidos por dois criminosos quando caminhavam na praia. Os dois, que são de Teresina (PI), estavam curtindo alguns dias de folga na capital baiana.  O autor do estupro se apresentou na 12ª Delegacia (Itapuã) nesta manhã e foi levado para a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur), onde está preso. Já o comparsa dele está internado no Hospital Geral do Estado (HGE), após ter sido espancado por populares durante um assalto no bairro de Sussuarana. Leia mais sobre o crime clicando aqui.

O tenente-coronel Eurico Filho Silva Costa. Imagem: Reprodução/TV Bahia.

 

Ainda segundo o militar, o comportamento do casal foi de risco e, portanto, eles devem assumir as consequências. “O casal teve um tipo de comportamento que não podemos nos responsabilizar. Se um carro trafega a 200 km/h, o motorista assume as consequências, o risco de bater, capotar. Foi a mesma coisa que aconteceu”. Após a repercussão negativa do comentário, o coronel pediu desculpas afirmando que nunca defendeu a culpabilização da mulher e que se solidariza com  a vítima.

Ontem, o BG recebeu mensagens de muitas mulheres indignadas com a insensibilidade do coronel diante do sofrimento da jovem.

Veja abaixo a nota enviada pela Polícia Militar sobre o caso: (mais…)

Itabuna: mulher morre após ser vítima de bala perdida

Evanice foi alvo de bala perdida em Itabuna.

Uma mulher, identificada como Evanice Pereira Cruz, morreu na quarta-feira, 08, vítima de bala perdida na Rua Epitácio Pessoa, no bairro Sarinha em Itabuna.

O disparo atingiu a barriga da vítima, que foi socorrida e levada com vida ao Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães. Dona Vanda, como era conhecida, não resistiu aos ferimentos e morreu. Amigos e familiares da vítima estão indignados com o acontecido.

Itabuna registrou 05 homicídios em apenas oito dias do ano. A Polícia Civil investiga o caso.

 

* Com informações do iPolítica

PM acusado de matar fotógrafo se entrega no Complexo Policial de Itabuna

Felipe se entregou no final da tarde desta segunda, 06.

O policial militar Felipe Prado de Araújo acaba de se entregar no Complexo Policial de Itabuna momentos depois de a Justiça decretar a sua prisão preventiva. A apresentação ocorreu há pouco, com o militar acompanhado de defesa e policiais. Felipe matou, com 11 tiros, no dia 1º, o fotógrafo Sandro Silva Santos, de 36 anos.

Sandro namorava a ex-companheira do policial. Felipe estava fardado e usou arma da Polícia Militar para atirar 11 vezes na vítima. O crime foi cometido na frente dos próprios filhos do policial.

No momento do crime, segundo testemunhas, Sandro assentava uma porta na casa da sogra. Felipe teria chegado já atirando. A vítima não teve chances de defesa.

*Com informações do Pimenta Blog 

Justiça decreta prisão de PM acusado de matar fotógrafo em Itabuna

O policial militar Felipe Prado de Araújo teve a prisão decretada pela Justiça.

Nesta segunda-feira, 06, a justiça decretou a prisão preventiva do policial militar Felipe Prado de Araújo. Ele é suspeito de ter assassinado um fotógrafo no município de Itabuna, no dia 01/01.

Segundo familiares do fotógrafo Sandro Silva Santos de 36 anos, o soldado Felipe Prado de Araújo o matou por ciúmes. A vítima era o atual namorado da ex-mulher do policial.

Ele se apresentou neste domingo ao batalhão e liberado em seguida.

*Com informações do Políticos do Sul da Bahia

PM acusado de matar fotógrafo presta depoimento e é liberado

O policial militar Felipe Prado de Araújo.

No último domingo, 05, o policial militar Felipe Prado de Araújo esteve no 15º Batalhão em Itabuna para se apresentar. O PM foi ouvido, liberado e retornou hoje, 06, para realizar serviço interno.

Felipe é suspeito de assassinar o fotógrafo de 36 anos, Sandro Silva Santos, no primeiro dia de 2020, em Itabuna. A motivação para o homicídio teria sido ciúme, pois Sandro era atual namorado da ex-companheira de Felipe.

A apresentação foi negociada por Rodrigo Eduardo Rocha Cardoso, que é advogado na ASPRA/ITABUNA. Segundo informações, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva de Felipe Prado e a decisão da justiça deverá ser anunciada nesta semana.

*Com informações do Políticos do Sul da Bahia

Canavieiras: dupla armada é presa ao assaltar farmácia; um dos suspeitos caiu de telhado durante tentativa de fuga

Dupla armada é presa ao tentar assaltar farmácia no sul da BA — Foto: Divulgação/Polícia Militar.

Dois jovens foram presos enquanto tentavam assaltar uma farmácia na cidade de Canavieiras, na tarde da quinta-feira (2). Durante o crime, eles fizeram funcionários e clientes do estabelecimento de reféns.

A dupla foi localizada depois que o dono da farmácia conseguiu ligar para a Polícia Militar, para relatar que estava sendo assaltado. Equipes da PM estiveram no local e encontraram os dois suspeitos ainda na farmácia.

Um dos suspeitos foi preso na hora e levado para a delegacia de Canavieiras. O segundo tentou fugir pelo telhado da farmácia, de onde caiu. Ele precisou ser hospitalizado e está preso em unidade médica sob custódia da polícia. O estado de saúde dele não foi revelado.

Com a dupla, a polícia apreendeu o revólver, dinheiro, celulares, relógios e uma motocicleta roubada, que estava sendo utilizada pelos suspeitos. O caso será investigado pela delegacia da cidade.

Fonte: G1 Bahia

Itabuna: policial acusado de matar fotógrafo segue foragido

O policial militar Felipe Prado de Araújo segue foragido.

O assassinato do fotógrafo, Sandro Silva, de 36 anos, que segundo familiares foi motivado por ciúmes, chocou Itabuna e região no primeiro dia de 2020. A vítima foi atingida por vários tiros de uma pistola ponto 40.

O acusado do crime, o policial militar Felipe Prado de Araújo, que se auto-intitula, Cabo Laurindo, ex-marido da namorada de Sandro, fugiu após o atentado e está foragido. Várias diligências estão sendo feitas na tentativa de encontrá-lo. Amigos e familiares também estão à procura do suspeito.

A família da vítima está em estado de choque e clama por justiça. “Esse PM enciumado matou meu irmão como se ele fosse um bicho.”, desabafou Loana Santos. Ela publicou em suas redes sociais, várias fotos do acusado. “Você foi arrancado de nós por esse monstro, meu coração está dilacerado.”, disse.

Com informações do iPolítica

Polícia identifica suspeito de ataque a produtora do Porta dos Fundos

Foto : Reprodução / TV Globo.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriu na manhã de hoje (31) um mandado de prisão e mandados de busca e apreensão referentes ao ataque à produtora do Porta dos Fundos, ocorrido na madrugada do último dia 24. De acordo com informações do jornal O Globo, o suspeito de envolvimento no ataque já foi identificado, está sendo procurado e é considerado foragido.

Segundo a polícia, o suspeito foi identificado após escutas telefônicas autorizadas pela Justiça no último dia 26. No começo da manhã, policiais apreenderam dinheiro, simulacro de arma, munição, camisa de entidade filosófico-política e computadores.

O ataque ocorreu após o Porta dos Fundos retratar Jesus Cristo como gay no filme ‘Especial de Natal Porta dos Fundos: a primeira tentação de Cristo’, que estreou no dia 3 de dezembro na plataforma de streaming Netflix.

*Com informações do Metro1

Exclusivo: Jhonatas tomou cinco tiros, foi enterrado vivo e conseguiu sobreviver

Jhonatas “Pastorzinho”, também conhecido como “Lázaro” trilhou o caminho da morte “matada”, mas surpreendentemente conseguiu desviar. Fotos:  Polícia Civil.

Essa é daquelas histórias praticamente inacreditáveis. Em outubro, o traficante Jhonatas Vilas Boas, vulgo Pastorzinho saiu da cidade de Santa Luzia com Leandro Barros Soares, vulgo Léo Doido, para levar drogas até Canavieiras. Ao chegar à cidade, Jhonatas caiu numa emboscada e foi alvejado por três tiros na nuca e dois no rosto, desferidos por Léo Doido. Os tiros atravessaram o crânio de Jhonatas e saíram pela orelha. Mesmo ferido, Jhonatas conseguiu prender a respiração, sair da cova rasa em que foi enterrado, andar por sete quilômetros, ser socorrido e viver sem qualquer sequela do atentado.

A Polícia Civil passou a investigar a tentativa de homicídio e ocultação de “cadáver” de Jhonatas e verificou que o crime estava ligado ao tráfico de drogas no bairro Rabo do Jacaré e adjacências, área controlada pelos traficantes Léo Doido e Murilo, que ao lado de Marcelinho, trabalham para o traficante Marcelino, atualmente preso no presídio de Itabuna e membro da organização criminosa Raio A Tudo 2.

Policiais civis e militares se uniram para dar cumprimento a mandados de prisão, prisões preventivas, buscas e apreensões relacionadas ao tráfico de drogas e homicídios na cidade de Canavieiras. A Operação Lázaro aconteceu na quinta-feira, 12, e tem esse nome por conta da “ressurreição” do traficante Jhonatas. Segundo a polícia, Léo Doido acabou morrendo depois de atirar contra os policiais.

Delegado Evy Paternostro explica prisão do servente de Una e confirma inocência

Evy Paternostro.

O delegado Evy Paternostro, coordenador da 7ª Coorpin de Ilhéus, confirmou a inocência do servente Ivanildo Coelho da Cruz, que no último domingo, 08, foi preso em flagrante acusado de ter matado a esposa por meio de asfixia mecânica (esganada).

Leia mais sobre o caso.

Evy também confirmou ao BG que Eronildes (esposa de Ivanildo) teve o esôfago perfurado após a primeira tentativa de intubamento realizada no Hospital Regional Costa do Cacau.

Leia as explicações enviadas pelo delegado.

O plantão Regional foi informado pelo DPT sobre uma situação extraordinária de uma vítima encaminhada pelo HRCC, que veio de Una, a princípio segundo informado pelo marido, a esposa tinha passado mal com crise epilética nervosa.

Na autópsia foi constatado: intenso sangramento dentro do pescoço, anormal em situações de morte natural e característico de morte especificamente por asfixia mecânica por constricção (provável esganadura). Diante da situação os policias civis do plantão regional deram voz de prisão e apresentaram [o acuado] ao plantão policial.

Ivanildo negou o crime. O auto de prisão em flagrante foi lavrado tendo por base o princípio de indícios citados na necropsia.

Seguindo a investigação, foi verificado o álibi e testemunhas foram ouvidas, sendo descoberto que no atendimento do pronto socorro duas intubações foram tentadas, e que uma dessas furou o esôfago.

A polícia enviou novas informações ao juízo criminal que diante dos fatos emitiu alvará de soltura.

A investigação está sendo concluída ficando claro que não houve homicídio.

De maneira injusta e sem provas, Policia Civil prende servente acusado de matar a esposa

Ivanildo e Leonildes: morte repentina e prisão injusta após sete anos de casamento. Fotos enviadas pelo Whatsaap.

 

Reportagem: Emilio Gusmão.

A luta do Estado brasileiro para diminuir a violência contra as mulheres levou a Policia Civil de Ilhéus a cometer um erro.

No último sábado, 07, o servente Ivanildo Coelho da Cruz (35 anos), ajudado por alguns amigos, colocava alguns móveis num caminhão. Ele, o único filho de 8 anos e a esposa Leonildes dos Santos Silva (29 anos), moradores de Una, mudavam de residência.

Por volta das 21 horas, Leonildes passou mal subitamente e caiu no chão. Como ela estava fora da casa, a queda foi presenciada pelas pessoas que faziam a mudança.

Auxiliado pelos amigos, Ivanildo levou a esposa para o Hospital de Una, que ao perceber a gravidade do estado de saúde da paciente, fez o encaminhamento para o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus.

Após ser socorrida no Costa do Cacau, Leonildes faleceu por volta das 3 horas da madrugada de domingo, dia 08. A médica Candice Messias, por meio de uma “receita médica” que consta no inquérito policial, não conseguiu definir a causa da morte e encaminhou o corpo para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus.

O levantamento cadavérico realizado pelo DPT apontou evidências de morte violenta, com lesão interna na traquéia de Leonildes em vários pontos, com intenso sangramento dentro do pescoço e com uma lesão no couro cabeludo. Conforme o resultado, há indícios de que Leonildes foi esganada e morta por asfixia mecânica.

Segundo o advogado Mesaque Soares, Ivanildo acompanhou o sofrimento da esposa do início ao fim. Quando saiu o resultado do levantamento cadavérico, ele estava no DPT.

Diante dos indícios de morte violenta revelados pelo laudo, policiais civis prenderam Ivanildo em flagrante nas dependências do DPT de Ilhéus. Ele foi levado para a delegacia (7ª Coorpin), onde ficou preso na carceragem.

A prisão de Ivanildo acusado de ter matado a esposa surpreendeu vários moradores de Una, onde o servente é tido como homem tranquilo, educado e introspectivo.

Relatos das testemunhas afirmam que o casal vivia em paz e harmonia. Os dois eram adeptos da Igreja Pentecostal “Uma Palavra de Vida”. O pastor da agremiação religiosa, Eronildo Silva de Jesus, disse em depoimento nunca ter percebido sinais de violência doméstica no relacionamento do casal.

Os três rapazes que ajudaram Ivanildo na mudança, e que presenciaram a queda de Leonildes, prestaram depoimentos na delegacia de Una com afirmações sobre a inocência do acusado.

Uma das testemunhas, um adolescente de 15 anos, afirmou ter presenciado o tombo de Leonildes. Disse que após ser avisado, o marido imediatamente tentou destravar a boca da esposa em convulsão.

Conforme o inquérito, mais duas mulheres que também acompanharam a mudança testemunharam a favor da inocência de Ivanildo.

Ivanildo trabalha na empresa Prest Service, prestadora de serviços do Hotel Transamérica, em Comandatuba (Una).  Sua patroa, Wilma Souza, disse ao delegado Renato Ribeiro que o comportamento do funcionário sempre foi exemplar.

No inquérito não há nenhum depoimento que tenha desmentido a versão das testemunhas que presenciaram a queda de Leonildes.

Funcionários do Hotel Transamérica e blogueiros de Una ouvidos pelo BG disseram não acreditar que Ivanildo tenha sido violento com a esposa. Segundo familiares, Leonildes teve convulsões na infância e na adolescência.

Mesaque Soares.

Segundo o advogado Mesaque Soares, a defesa de Ivanildo trabalha com a hipótese de ter ocorrido erro nos procedimentos de primeiros socorros realizados pelo Hospital Regional Costa do Cacau.

A médica Candice Messias afirma em receita médica que foram realizadas duas tentativas de intubação da paciente. Mesaque Soares acredita que a primeira tentativa, sem sucesso, pode ter gerado as lesões internas na traquéia e o sangramento dentro do pescoço.

Sobre a lesão no couro cabeludo, o advogado afirma que provavelmente foi gerada pela queda, pois Leonildes era obesa. Segundo uma das testemunhas, foram necessárias três pessoas para colocá-la no carro que a levou para o Hospital de Una.

Mesaque Soares disse ao BG que a Polícia Civil adotou a “lei do menor esforço”. A atuação da polícia, neste caso, destoou totalmente da normalidade. Com o resultado do laudo cadavérico, a polícia deveria ter investigado o caso em Una, ouvido vizinhos e parentes para detectar provas de violência doméstica.

Segundo o advogado, o resultado do exame apontou a causa da morte, mas não revelou o autor do suposto feminicídio, por isso, a prisão em flagrante foi ilegal. “Na dúvida, a polícia decidiu prender, quando o correto é investigar para apontar possíveis culpados”.

Mesaque Soares explicou que provavelmente o corpo de Leonildes será exumado para que ocorra um exame mais detalhado sobre a causa da morte.

O BG tentou ouvir um representante da Polícia Civil e a assessoria do Hospital Regional Costa do Cacau. Não conseguimos contato, mas estamos disponíveis para esclarecimentos.

Na última quarta-feira, 11, o juiz Eduardo Gil Guerreiro, da Vara Criminal de Una, mandou soltar Ivanildo.

O servente ficou três dias encarcerado na 7ª Coorpin e não acompanhou o velório e o sepultamento da esposa. Os dois foram casados durante sete anos.

Atualizado às 16h11min.

O delegado Evy Paternostro explicou a prisão de Ivanildo e confirmou a inocência. Clique aqui.

Homens são presos ao tentar embarcar da Bahia para São Paulo com malas de dinheiro

Mala com dinheiro encontrada com homens suspeitos de furtarem banco em Teixeira de Freitas, no sul da Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Federal.

Seis homens foram presos na manhã do domingo, 1º, no aeroporto Internacional de Porto Seguro, no sul da Bahia, ao tentarem embarcar com malas que tinham dinheiro em espécie. As informações são das Polícias Federal e Militar da Bahia.

De acordo com a PF, os homens tinham o objetivo de deixar a Bahia com destino a São Paulo. O valor achado nas malas não foi detalhado.

A Polícia Militar informou que os presos são suspeitos de participarem do furto à uma agência do Banco do Brasil de Teixeira de Freitas, ocorrido na última sexta-feira (29).

Conforme apontam as investigações, os homens são integrantes de uma quadrilha de roubo a banco e passaram a ser monitorados pelas forças estadual e federal após o furto em Teixeira de Freitas.

Segundo o comandante da Cipe Mata Atlântica, major Ronivaldo Pontes da Silva, no dia do furto à agência em Teixeira de Freitas, o grupo conseguiu desarmar o sistema de alarme da agência e levar o dinheiro. Nenhuma vítima foi abordada ou ferida na ação.

No dia do furto, os assaltantes chegaram à agência durante a madrugada. Segundo a polícia, foram encontradas diversas ferramentas espalhadas pela agência, além de cofres abertos e vazios.

A quadrilha e o dinheiro recuperado foram encaminhados para unidade policial de Teixeira de Freitas. Participaram do trabalho integrado equipes da Cipe Mata Atlântica, do 8° BPM (Porto Seguro) e da PF.

Polícias Civil e Militar prendem membros da facção Terceiro acusados de tráfico de drogas

Eron e Humerto foram presos nesta sexta-feira, 29.

Na madrugada desta sexta-feira, 29, equipes da Polícia Civil e Polícia Militar cumpriram mandados de Busca e Apreensão determinados pela 2ª Vara Crime de Ilhéus contra  integrantes da facção Terceiro.

Foi preso em flagrante por tráfico, Eron Rodrigues Santos, com quem foram encontradas 600 porções de cocaína prontas para venda. A prisão foi efetuada por policiais civis na Rua Genésio Santos, bairro Teotônio Vilela

Por sua vez, policiais militares prenderam em flagrante Humberto Santana dos Santos, encontrado Av. Esperança n°95, em posse de 164 papelotes de cocaína  também prontos para a venda.

Em outra ação, Marcos Adriano Nascimento Castro, no bairro São Miguel, resistiu e ofendeu policiais militares, contra quem foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

A ação é fruto do trabalho investigativo realizado pela Polícia Civil sobre as movimentações da facção “Tudo 3”.

Ilhéus: Bandidos roubam funcionários do Fórum após tentativa de roubar armas

Fórum de Ilhéus.

Fonte: Políticos do Sul da Bahia

No início da manhã desta terça-feira homens armados invadiram o fórum com o objetivo de roubar armas. Como não encontraram as armas que ficam apreendidas, roubaram os funcionários que estavam no local.

Os bandidos roubaram celulares e carteiras com valores e documentos dos funcionários que estavam no local no momento. Felizmente ninguém ficou ferido. Vale lembrar que os bandidos estão sempre invadindo fórum pelo país com o objetivo de roubar as armas.

Exclusivo. Polícia acusa fiscal da Prefeitura de Ilhéus de praticar crime cibernético

Segundo a Polícia Civil, fiscal de postura da Prefeitura de Ilhéus era responsável pelo perfil “Ilhéus da Depressão” no Facebook e acusou promotor sem provas. Acusado foi conduzido à delegacia para depor.

Shi Mário chegando na 7ª Coorpin para depor. Foto: Polícia Civil.

Na manhã desta quinta-feira, 31, policiais civis cumpriram mandado de busca e apreensão expedido pela 2ª Vara Crime de Ilhéus, na residência de Mário Bittencourt Schneider, no bairro Hernani Sá.

Na casa do servidor municipal foram apreendidos dois smartphones e um notebook que segundo a polícia, serviam para difundir ofensas e acusações sem provas na internet.

Os investigadores afirmam que por meio da página “IlheusDaDepressao”, hospedada no Facebook, Shi Mário, como é conhecido, disseminou acusações sem provas contra o promotor do MPE-BA, Paulo Sampaio, da 11ª Promotoria de Ilhéus.

O crime, segundo as investigações, ocorreu nos dias 17 e 19 de setembro deste ano.

Shi Mário, se valendo do anonimato, acusou o promotor dos crimes de corrupção e prevaricação enquanto autoridade que fiscaliza o transporte público no município.

Além das provas técnicas produzidas anteriormente, a análise inicial em um dos smartphones demonstrou, por meio do histórico do aparelho, a autoria das postagens utilizadas para cometer o crime contra a honra do promotor.

As investigações foram desenvolvidas pela 7ª Coorpin/Ilhéus, com apoio técnico do Depin e SI/SSP(BA).

O promotor elogiou a eficiência dos serviços de investigação digital prestados pela Polícia Civil da Bahia, por meio do Delegado Dr. Evy Paternostro Nery e o Ministerio Público, por meio do NUCCIBER, e ressaltou que aqueles que se acham intocáveis por estarem atrás de um computador, e costumam agir de forma covarde contra as honras alheias, deverão prestar contas de seus atos criminosos na justiça.

“Que esse triste episódio sirva de lição a outros ‘militantes digitais’ que se acreditam impunes, erroneamente fiados no suposto anonimato do mundo virtual”, disse o promotor.

Shi Mário é militante do PSOL e foi candidato a vereador em 2016, quando obteve 260 votos.

Não conseguimos falar com o acusado. O espaço está aberto para esclarecimentos.