ARBITRARIEDADE: PREFEITO DO PT DEMITE CONCURSADOS E MANTÉM CONTRATADOS

Lenildo Santana (PT): o carrasco de 155 famílias.

Em Ibicaraí, o prefeito eleito em 2008, pelo PT (partido dos trabalhadores), na última semana se transformou no principal inimigo dos servidores municipais.

Lenildo Santana demitiu de uma só “canetada” 155 funcionários concursados, escolhidos “no dedaço”, porém, manteve na folha de pagamento 240 contratados.

A decisão completamente arbitrária  não tem nenhum amparo legal. Há indícios de perseguição política.

Conversamos com o advogado Roberto Brasil, defensor de vários funcionários exonerados, e com Ricardo Eduardo, uma das vítimas do prefeito.

Ouça agora na Rádio Gusmão.

Duração: 10 minutos.

PT DE VITÓRIA DA CONQUISTA LANÇA CANDIDATURA DE WALDIR PARA O SENADO

Do Blog do Anderson.

Centenas de lideranças urbanas e rurais, de Vitória da Conquista e vários municípios da Região Sudoeste, lotaram o auditório da Câmara de Vereadores na manhã deste domingo (07) para homenagear o ex-governador Waldir Pires, que teve seu nome lançado para a disputa de uma vaga ao Senado Federal pelo prefeito Guilherme Menezes e por várias outras lideranças, a exemplo do deputado federal Emiliano José, que está escrevendo a biografia política do ex-ministro de Defesa.

Visivelmente emocionado, mas sem perder o dom da oratória que marca seus discursos políticos, Waldir Pires, no auge dos seus oitenta anos de idade, afirmou que assume “sem hesitação” a tarefa de candidatar-se ao Senado Federal, afirmando que a Bahia vive um momento de consolidação das mudanças iniciadas com o governo Wagner.

(mais…)

ISRAEL NUNES X ELIAS REIS

O procurador federal e blogueiro Israel Nunes e o presidente do sindicato dos radialistas de Ilhéus, Elias Reis, jamais comerão juntos, na mesma mesa, o tradicional feijão da Central de Abastecimento do Malhado.

No último sábado, Elias no seu excelente programa História Eletrônica, na Conquista FM (105,9), contestou o procurador com os seguintes argumentos:

“Quem é esse tal procurador? Ele trabalha aonde? Em que setor? A prefeitura de Ilhéus não tem que responder a esse tal de procurador. Quem ele pensa que é? A procuradoria jurídica do município não tem que ficar perdendo tempo respondendo a blogs”.

Em represália a atitude do radialista, Nunes se negou em lhe conceder uma entrevista, pois segundo ele, Elias Reis é muito amigo do secretário municipal de finanças, Jorge Bahia, “não vale a pena”.

Vixe! O beré inchou!

INSATISFAÇÃO, VANDALISMO OU AÇÃO DO VENTO?

Ângela: imagem do seu rosto arrancada.

O outdoor da deputada estadual Ângela Sousa (PSC), afixado próximo à Ponte Ilhéus-Pontal, foi rasgado na madrugada de quinta-feira, justamente na parte em que propiciava a visualização do rosto da parlamentar.

Vale lembrar que a reforma da referida ponte foi a única conquista valiosa de Dona Ângela em três anos de mandato, porém, os dizeres da peça publicitária fazem menção ao dia da mulher.

Mesmo assim, quem retirou a “face” da deputada não quis saber de conversa.

Seus assessores, aliás, seus filhos mandaram recompor a imagem.

Será que vair durar o tempo do contrato?

PV DE ILHÉUS: FRACO, FRAQUÍSSIMO

Reservado.

No encontro regional promovido pelo partido verde, no dia 27 de novembro, do ano passado (2009), em Itabuna, apenas cinco filiados de Ilhéus participaram.

Foram eles: Marcos Lessa, Ruy Carvalho, Robson Melo, Gildo Pinto e outra pessoa que a nossa fonte não conseguiu identificar.

Agora veja você, amigo visitante!

Um partido que não consegue lotar uma Kombi para um evento partidário realizado à 30 Km de sua sede, fica “tirando onda” com uma liderança de 27 mil votos (Dr. Ruy), que maltratado, pode deixar a sigla.

O PV de Ilhéus não quer crescer, deseja o suicídio político.

PAULO SOUTO CRITICA COMPORTAMENTO DE WAGNER

O ex-governador e presidente estadual do Democratas, Paulo Souto criticou Wagner por sua postura ofensiva aos seus adversários durante a campanha, já que em fevereiro deste ano foi selado um acordo de respeito e civilidade entre os candidatos a governador da Bahia.

Souto ainda afirmou que se surpreendeu com a proposta de Wagner e desconfiou desde o primeiro momento das intenções do atual governador quando o acordo foi firmado.

“Pelos antecedentes de sempre reagir a qualquer crítica feita ao governo, tentando desqualificar os adversários com adjetivos impróprios, eu permaneci cético à proposta do governador de que prevalecesse o respeito nas relações entre os adversários políticos, apesar de acreditar que esse relacionamento respeitoso seja imprescindível ao fortalecimento da democracia”, explicou o ex-governador.

MACIEL, O DEMISSIONÁRIO

Maciel e a secretaria de educação: se não tem quem aceite, eu vou ficando.

A situação do professor Sebastião Maciel, na secretaria de educação de Ilhéus, é vexatória, não condiz com sua  fama (merecida) de grande educador, mestre.

Maciel assiste passivo, membros do governo pleiteando outras pessoas para que assumam a função, que por hora, ele ainda exerce.

A sorte está do seu lado, pois as recusas correspondem ao mesmo número de convites.

Enquanto isso, Maciel vai dividindo o seu tempo: pela manhã dando aulas maravilhosas de português e redação no Colégio São Jorge, à tarde cumprindo pequenas atribuições na pasta dos educadores.

Será assim até quando, alguém, enfim, acate as súplicas dos homens do palácio.

AZEVEDO, RENATO E A CINQUENTENÁRIO

Na manhã de quarta-feira (03), durante o culto ecumênico que celebrou o início das obras de revitalização da Avenida do Cinquentenário, em Itabuna, o prefeito Capitão Azevedo usou a sua memória simpática e prodigiosa, para fazer um elogio a Renato Costa, também presente no evento.

O Capitão lembrou que na “Avenida”, o médico Renato por muitos anos trabalhou, atendendo e salvando a vida de inúmeros pacientes, no famoso Instituto de Urologia de Itabuna, próximo ao Jardim do Ó.

A deferência repercutiu bem, deixando o homem e discípulo de Hipócrates muitíssimo satisfeito, porém, o político e pré-candidato a deputado estadual deve ter pensando:

Cadê o apoio Azevedo? Cadê?

CÂMARA APROVA A PEC 300

A proposta de Emenda Constitucional foi aprovado na terça-feira (02) pela Câmara dos deputados em Brasília. A PEC 300 teve unanimidade na aprovação já no 1° turno, mas a mesma precisará passar por mais uma votação na câmara e duas no senado.

O objetivo do projeto é o estabelecimento de um piso salarial nacional fixo de R$ 3,5 mil para bombeiros, policiais civis e militares. Isso acontecerá até que uma lei crie um fundo que complemente os salários pagos pelos estados.

O debate foi acompanhado por representantes dessas categorias, que além de debaterem fizeram uma mobilização durante todo o dia na cidade.