Sábado será “Dia D” de vacinação contra o sarampo

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo tem como meta vacinar 2,6 milhões de crianças. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

Neste sábado (19), será realizado em todo o país o “Dia D de Vacinação contra o Sarampo”. A data é uma mobilização para estimular pessoas a se imunizarem contra a doença, cujos casos vêm crescendo no país nos últimos meses. Postos de saúde estarão abertos para receber os interessados em se proteger contra o sarampo ou que não tenham tomado todas as doses.

O “Dia D” faz parte da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, lançada no dia 7 de outubro pelo Ministério da Saúde, em parceria com secretarias estaduais e municipais.

A mobilização nacional de amanhã integra a primeira fase da campanha, até 25 de outubro, voltada a crianças com idade entre seis meses e 4 anos. Os bebês de até um ano apresentam coeficiente de incidência da doença de 92,3 a cada 100 mil habitantes, 12 vezes maior do que as demais faixas.

Na segunda etapa, programada para o período entre 18 e 30 de novembro, o foco será em pessoas de 20 a 29 anos. Essa faixa inclui a maioria do número de casos confirmados da doença, com 1.694, embora com coeficiente menor (13,2 casos a cada 100 mil habitantes) devido ao número de brasileiros nessa faixa de idade. (mais…)

Hospital Regional Costa do Cacau realiza técnica avançada de angioplastia coronária

Hospital Regional da Costa do Cacau.

O Serviço de Hemodinâmica do Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, realiza as técnicas mais complexas, sendo referência em angioplastia primária (cirurgia para vítimas de infarto), atendendo aos padrões de excelência, preconizados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Mais uma vez, a equipe do HRCC inovou em procedimentos oferecidos na rede de saúde do interior da Bahia. Na última segunda-feira (14), Orlando Souza dos Santos, de 55 anos, morador de Itajuípe, paciente pós-infarto agudo do miocárdio foi submetido a uma angioplastia coronária minimamente invasiva.
De acordo com Paulo Vasconcelos, hemodinamicista do HRCC, o paciente chegou com uma suboclusão na origem da coronária descendente anterior, que é uma das principais artérias do coração. “Uma lesão dessa coronária com essa magnitude pode causar uma série de danos para o paciente, inclusive a morte”, explicou.

Ainda segundo Paulo Vasconcelos, a indicação para esse tipo de procedimento é cirurgia de revascularização do miocárdio, cirurgia aberta, com cirurgião cardíaco. “Neste caso, colocamos um dispositivo chamado stent que possibilitou o paciente voltar seu coração ao normal com alta hospitalar em 1 dia. Fizemos um procedimento sem corte, com uma recuperação ótima, ele já se levanta vai ao banheiro, só precisa de 6 horas de repouso para evitar sangramento na área puncionada”.

(mais…)

Governo do Estado construirá nova UPA em Ilhéus

Foto: Arquivo

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) construirá uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) tipo II em Ilhéus, a partir de um investimento de R$ 4,5 milhões, sendo R$ 3,1 milhões financiados pelo Ministério da Saúde e R$ 1,4 milhão pelo tesouro estadual. A confirmação do recurso ministerial foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) da sexta-feira (11).

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, destaca a contribuição do Governo do Estado para a ampliação e o fortalecimento da rede de saúde de Ilhéus. “Esta é uma janela de oportunidade única para reverter a deficiência crônica do seu sistema de saúde do município”, afirma. A licitação ocorrerá em até 60 dias.

Nos últimos dois anos, o Governo do Estado construiu o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), cedeu equipamentos e mais de 200 servidores para fortalecer a rede municipal de saúde, além de iniciar a reforma e ampliação do Hospital Geral Luiz Viana Filho, que o transformará em uma unidade materno-infantil referência para alta complexidade.

Estrutura

Com capacidade para atender 250 pacientes diariamente, as unidades de pronto atendimento tipo 2 possuem equipe formada por mais de 100 profissionais, sendo, no mínimo, seis médicos por dia. São disponibilizados raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação.

Além disso, a unidade presta o primeiro atendimento aos casos de natureza cirúrgica e de trauma, estabilizando os pacientes e realizando a investigação diagnóstica inicial, de modo a definir, em todos os casos, a necessidade ou não de encaminhamento aos serviços hospitalares de maior complexidade. Nas localidades que contam com uma UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade.

Brasileiro com câncer terminal terá alta após terapia genética pioneira obter sucesso pela 1ª vez na América Latina

Vamberto, 62, é funcionário público aposentado de BH e sofria de um linfoma terminal — Foto: Hugo Caldato/Hemocentro RP/Divulgação

Fonte: G1

Um paciente de 62 anos que tinha linfoma em fase terminal e tomava morfina todo dia deve receber alta no sábado (12) após ser submetido a um tratamento inédito na América Latina. Ele deixará o hospital livre dos sintomas do câncer graças a um método 100% brasileiro baseado em uma técnica de terapia genética descoberta no exterior e conhecida como CART-Cell.

Os médicos e pesquisadores do Centro de Terapia Celular (CTC-Fapesp-USP) do Hemocentro, ligado ao Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, apontam que o paciente está “virtualmente” livre da doença. Os especialistas, no entanto, não falam em cura ainda porque o diagnóstico final só pode ser dado após cinco anos de acompanhamento. Tecnicamente, os exames indicam a “remissão do câncer”.

Os pesquisadores da USP – apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pelo Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) – desenvolveram um procedimento próprio de aplicação da técnica CART-Cell.

Essa técnica, ainda recente, foi criada nos EUA, está em fase de pesquisas e é pouco acessível. No EUA, os tratamentos comerciais já receberam aprovação e podem custar mais de U$ 475 mil. (mais…)

Dia mundial chama atenção para o estigma da obesidade

Sedentarismo e obesidade. Foto: Reprodução.

Fonte: Agência Brasil

O dia 11 de outubro é a data em que se celebra o Dia Mundial da Obesidade, e na campanha deste ano, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica trazem a mensagem sobre a importância do combate à discriminação por causa do peso e de tratar o assunto com respeito.”Obesidade Eu Trato com Respeito”, é o tema da campanha.

“É fundamental aumentar a conscientização sobre prevalência, gravidade e diversidade do estigma do peso. Os retratos da obesidade na mídia frequentemente reforçam estereótipos imprecisos e negativos sobre as pessoas obesas, o que pode levar ao estigma do peso. As campanhas pedem uma movimentação para acabar com o uso de linguagem e imagens estigmatizantes e retratar a obesidade de maneira justa, precisa e informativa”, dizem as entidades.

Além de reduzir a qualidade de vida, a obesidade é fator de risco e agravante de doenças como diabetes, doenças cardiovasculares, asma, gordura no fígado e até alguns tipos de câncer. O tratamento deve ser contínuo e acompanhado por profissionais capacitados para que o quadro não piore com o passar dos anos.

A data foi proclamada em 2015 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para apoiar soluções que ajudem as pessoas a alcançar e manter um peso saudável e estimular políticas de combate a esse problema de saúde pública. Cerca de 13% da população adulta do mundo é obesa. No Brasil, mais da metade dos brasileiros, 55,7%, estão com excesso de peso e a prevalência da obesidade é de 19,8%.

Hospital Regional Costa do Cacau intensifica cirurgias cardíacas no interior da Bahia

Hospital Regional da Costa do Cacau.

Pioneiro em procedimentos cirúrgicos cardíacos de alta complexidade, como implantação de marcapasso CDIR e revascularização do miocárdio (ponte de safena) no interior da Bahia, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC) intensifica seus atendimentos aos pacientes.

Décio Cardoso, cirurgião cardíaco do HRCC, explica que o hospital está aprimorando os fluxos de intervenções. “Há cerca de dois meses fizemos a primeira cirurgia e já estamos completando a décima no final desta quinzena de outubro, todas com sucesso absoluto”.

Cardoso informou ainda que existe uma demanda grande na região e com o funcionamento do Hospital Regional Costa do Cacau está sendo possível fazer mais diagnósticos. “Estamos aumentando de maneira bastante progressiva todos os procedimentos, porque o Estado nos dá condições de trabalhar com uma equipe comprometida e a nossa administração está muito determinada em restabelecer a saúde dos pacientes”.

O Hospital Regional Costa do Cacau, além de realizar cirurgias de alta complexidade, atua no diagnóstico de patologias do coração, melhorando o tratamento das doenças. Para Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC, o Governo da Bahia, a Secretaria de Saúde do Estado e a atual administração do hospital (IBDAH) vêm aprimorando os serviços das diversas especialidades clínicas e cirúrgicas e trabalhando para que os usuários do SUS tenham atendimento com total qualidade. (mais…)

Sesau informa sobre campanha de vacinação em Ilhéus

Vacinação segue até o dia 25.

O Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) esclarece que a campanha seletiva de vacinação contra o sarampo se estende até o dia 25 de outubro, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Sarah Kubitschek; CSU; Conquista; Hernani Sá; Nelson Costa; Olivença; Euller Ázaro (Teotônio Vilela); Banco da Vitória; no CAE III (SESP) e na Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro Nossa Senhora da Vitória. A imunização é feita no período diurno.

Nessa etapa da campanha serão imunizadas crianças de seis meses até menores de cinco anos. É importante a apresentação da cópia e original da carteira de vacinação e do documento da criança para registrar a dose no sistema. Na UBS da Hernani Sá o atendimento será realizado nos três turnos. O ponto de apoio no Condomínio Morada do Porto disponibilizará o serviço de vacinação na próxima quinta-feira (10). Em Ilhéus, o “Dia D” está programado para 19 de outubro.

Campanha nacional contra o sarampo começa nesta segunda-feira

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo tem como meta vacinar 2,6 milhões de crianças. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa hoje (7) em todos os postos de saúde do país. Dois grupos de pessoas estão no alvo da nova campanha. O primeiro grupo é formado por crianças de seis meses até menores de 5 anos, cuja a vacinação vai desta segunda-feira até 25 de outubro, com o Dia D no dia 19.

O segundo grupo, com faixa etária de 20 a 29 anos e que não estão com a caderneta de imunização em dia, a vacinação está prevista para iniciar no dia 18 de novembro. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Para isso, a pasta garantiu a maior compra de vacinas contra o sarampo dos últimos 10 anos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios.

“Vacina é um direito da criança. Ela não consegue ir sozinha a uma unidade de saúde para se vacinar. Pais, responsáveis, avós chequem a carteira de vacinação como ato de respeito e de amor”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Se estiver incompleta, leve a criança para tomar a segunda dose. Se a criança não tiver tomado nenhuma, ela deve tomar a primeira dose e, na sequência, a segunda”, explicou o ministro. (mais…)

5º GBM realizará I Simpósio sobre “Valorização da Vida”

Evento acontece na próxima sexta-feira (27), às 08:00 na sede do 5º GBM

O 5º Grupamento de Bombeiros Militar de Ilhéus, realizará na próxima sexta-feira (27), às 08:00, o I Simpósio sobre “valorização da vida”. O evento, que faz referência ao setembro amarelo, acontecerá na própria unidade, onde ocorrerão palestras com o psiquiatra Dr. Gentil A. Neto e a psicóloga Alice Menezes. O evento é aberto ao público.

Há quatro anos, setembro é considerado o mês de prevenção ao suicídio. De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), nove em cada dez pessoas que tiram a própria vida podem ser salvas. Os militares são expostos diariamente a situações estressantes e de alto impacto emocional, e a cada ano, o número de tentativas de suicídio nessa classe só tem aumentado. Por isso, é necessário, sim, falar sobre o tema.

Exclusivo. Marão faz atendimentos médicos irregulares e será denunciado por Nazal no TCM-BA

O prefeito e a medicina de ocasião em Inema. Saúde está ruim e Marão antecipa campanha. Foto: Secom-Ilhéus.

O vice-prefeito de Ilhéus decidiu abrir fogo contra o prefeito Mário Alexandre.

Nazal pretende denunciar o gestor titular pela prática de autopromoção, ao fazer atendimentos médicos em Inema durante um mutirão de saúde nos dia 5 e 6 de setembro deste ano.

Um parecer do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM-BA), emitido em julho de 2017, que analisou caso parecido em Baixa Grande (cidade da Chapada Diamantina) será utilizado na fundamentação.

No documento, o TCM manifestou posição contrária ao prefeito de Baixa Grande que exerceu as funções  de médico e gestor municipal ao mesmo tempo.

José Nazal, vice-prefeito de Ilhéus.

Segundo o Tribunal, prefeitos que também são médicos não podem exercer outra atividade laborativa, mesmo de forma gratuita, pois o mandato delegado pelo povo exige dedicação exclusiva.

Além do mais, não há como separar a figura do médico da pessoa que ocupa o cargo de chefe do executivo municipal, que, ao atender pacientes gratuitamente, “estaria se autopromovendo”.

Os atendimentos autopromocionais feitos por Marão em Inema foram divulgados pela secretaria municipal de comunicação social com direito a fotos do prefeito ao lado de pacientes, prática também questionável do ponto de vista da ética médica, pois o profissional não pode expor pessoas em busca de tratamento.

Segundo Nazal, o prefeito Mário Alexandre nunca levou a saúde de Ilhéus a sério. Vários postos de saúde do interior estão fechados, faltam insumos e remédios básicos nas unidades de atendimento e crianças morreram por falta de cuidados adequados.

Conforme o vice, pesquisas indicam que a saúde continua sendo motivo de grande preocupação. “As pessoas não conseguem marcar exames de laboratório simples, e agora, de uma hora para outra, surge o prefeito fazendo exercício e propaganda ilegais da medicina, sendo que teve 33 meses para melhorar a saúde e não melhorou”, enfatizou Nazal.

Comentário do blog.

O prefeito de Ilhéus lotou a secretaria de saúde de forasteiros e incompetentes. Algumas pessoas foram nomeadas por meio de critérios muito íntimos, alheios ao espírito público.

Licitações de medicamentos e insumos foram realizadas com sobrepreço e estão sob investigação do Ministério Público Federal após auditoria do Ministério da Saúde.

A tentativa desesperada do prefeito de enganar as pessoas é uma resposta mal elaborada à sua forte rejeição, pois quase 79% do eleitorado não está disposto a reelegê-lo.

Não adianta Marão! O “cuida de mim doutor” não cola mais.

Em um ano, incidência da dengue no país aumenta 600%

O Ministério da Saúde informou ontem (11) que, de 30 de dezembro a 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país. A média é 6.074 casos por dia e representa um aumento de 599,5%, na comparação com 2018. No ano passado, o período somou 205.791 notificações.

Minas Gerais é, até o momento, o estado com o maior número de ocorrências, com um total de 471.165. Um ano antes, os municípios mineiros registravam 23.290 casos.

São Paulo (437.047) aparece em segundo lugar, sendo, ainda, a unidade federativa em que a incidência da doença mais cresceu (3.712%), no intervalo de análise. Em 2018, foram reportados 11.465 casos.

Também são destaque negativo no balanço Goiás (108.079 casos), Espírito Santo (59.318) e Bahia (58.956). Quando o critério é a variação por região do país, o quadro mais crítico se encontra no Sul (3.224,9%), que contrasta com o do Centro-Oeste (131,8%). Além disso, nota-se que apenas dois estados apresentaram queda na prevalência da dengue: Amazonas, que diminuiu o total de 1.962 para 1.384 (-29,5%), e Amapá, onde houve redução de 608 para 141 (-76,8%).

Atualmente, a taxa de incidência da dengue no país é 690,4 casos a cada 100 mil habitantes. No total, 591 pacientes com a doença morreram, neste ano, em decorrência de complicações do quadro de saúde.
Chikungunya e zika

O levantamento do ministério também reúne informações sobre a febre chikungunya. Ao todo, os estados já contabilizavam, até o final de agosto deste ano, 110.627 casos, contra 76.742 do mesmo período em 2018.

Segundo a pasta, o índice de prevalência da infecção, que também tem como transmissor o mosquito Aedes aegypti, é bastante inferior ao da dengue: 53,1 casos a cada 100 mil habitantes. Como estados com alta concentração da doença destacam-se o Rio de Janeiro (76.776) e o Rio Grande do Norte (8.899).

Até o encerramento do balanço, haviam sido confirmadas laboratorialmente 57 mortes provocadas pela chikungunya. Em âmbito nacional, a variação de um ano para o outro foi 44,2%, sendo que na região Norte do país o recuo foi 32% e no Centro-Oeste, de 92,7%.

O boletim epidemiológico acompanha também a situação do zika. Nesse caso, somente o Centro-Oeste apresentou queda nas transmissões (-35,4%).

De 2018 para 2019, o total de casos de zika saltou de 6.669 para 9.813, gerando uma diferença de 47,1% e alterando a taxa de incidência de 3,2 para 4,7 ocorrências a cada 100 mil habitantes. Neste ano, o zika vírus foi a causa da morte de duas pessoas.

Recomendações

O ministério aconselha que, durante o período de seca, a população mantenha ações de prevenção, como verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Outra recomendação é lavar semanalmente, com água e sabão, recipientes como vasilhas de água do animal de estimação e vasos de plantas.

Não deixar que se formem pilhas de lixo ou entulho em locais abertos, como quintais, praças e terrenos baldios é outro ponto importante. Outro hábito que pode fazer diferença é a limpeza regular das calhas, com a devida remoção de folhas que podem se acumular durante o inverno. Informações da Agência Brasil.

Desde rompimento de barragem, Brumadinho tem alta em suicídios e prescrição de remédios

Desde o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, a cidade mineira registrou crescimento de suicídios e tentativas, principalmente entre mulheres. Segundo reportagem do Estadão, a situação reflete a deterioração na saúde mental da população, comprovada pelo também crescimento no número de prescrições de antidepressivos e ansiolíticos (medicamentos para controlar ansiedade e tensão).

A cidade mineira contabilizou durante os primeiros seis meses deste ano 39 tentativas de suicídio, sendo 11 entre homens e 28 entre mulheres, 9 casos a mais do que no mesmo período de 2018. Em relação aos suicídios, o número passou de um, em 2018, para 3 este ano, conforme apurado pelo Estadão.

“São mulheres que perderam filhos e marido. A sensação de perda para elas é maior para ressignificar a vida”, disse o secretário municipal de Saúde de Brumadinho, Junio Araújo Alves. “Essa é uma face do adoecimento mental da população. Estamos trabalhando para evitar um quadro ainda pior.”

Quanto a prescrição e utilização de remédios antidepressivos os dados da prefeitura obtidos pelo Estadão revelaram que o uso de antidepressivos por pacientes da rede pública de saúde foi, em agosto de 2019, 60% maior que no mesmo período do ano passado. Em relação aos ansiolíticos, o crescimento foi ainda maior: de 80%. Informações do Bahia Notícias.

Por não pagar aluguel, secretaria de saúde de Ilhéus pode ser despejada

Notinhas.

Secretaria de saúde dá calote na Claro. Foto: Site PMI/reprodução.

No final de janeiro deste ano, o governo Marão mudou a secretaria de saúde de um sobrado tamanho médio do Pontal para o prédio da antiga Embratel no centro da cidade.

A mudança foi classificada como medida de redução de custos. O valor mensal do aluguel é de R$ 42 mil.

Oito meses depois de ocupar o prédio, a secretaria pode ser despejada. A empresa Claro, proprietária do imóvel, não recebeu sequer um mês de locação e pretende acionar o judiciário.

A situação vexatória mostra como o “doutor” Mário Alexandre cuida da saúde de Ilhéus.

Baianos com viagem marcada para São Paulo devem ser vacinados contra o sarampo

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) fez, nesta terça-feira (3), um alerta para que todos os baianos com viagem marcada para o estado de São Paulo sejam vacinados contra o sarampo.

A medida tem como foco aqueles viajantes que nunca foram imunizados ou que tenham esquema vacinal incompleto, principalmente crianças. O alerta é necessário em razão de o estado paulista concentrar 99% dos casos confirmados de sarampo no Brasil.

Os passageiros que retornaram, nos últimos 30 dias, do estado de São Paulo ou destinos internacionais com risco aumentado para o sarampo, caso apresentem febre e manchas vermelhas pelo corpo, acompanhado de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, devem procurar uma unidade de saúde para atendimento imediato.

Esquema vacinal por idade:

De 6 a 11 meses
A criança deve receber a dose zero da vacina Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

12 meses
1ª dose da vacina Tríplice Viral.

15 meses
2ª dose da vacina Tríplice Viral.

12 a 29 anos
Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber duas doses da vacina Tríplice Viral, com intervalo de 30 dias.

30 a 49 anos
Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber uma dose da vacina Tríplice Viral.

“Estão manipulando a dor alheia”, afirma Magela após protesto que pediu sua exoneração

Secretário questionado fala em manipulação.

“Que Deus tome conta da alma das pessoas que estão manipulando a dor alheia”, escreveu o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, em resposta à postagem que noticiou um protesto de familiares das crianças que morreram no Hospital Vida Memorial (veja aqui).

O movimento aconteceu na última quarta-feira, 28, questionou os atendimentos pediátricos oferecidos pelo governo Marão e pediu a saída do secretário, cujas passagens pelas secretarias da mesma área em Teixeira de Freitas e Itabuna não deixaram saudade.

Segundo Magela, “as famílias estão fragilizadas, mas não estão a par de todas as informações, especialmente as verdadeiras. Em outubro deve ter a licitação para a construção da maternidade no antigo [Hospital] Regional com UTI neonatal e pediátrica”. Ele afirma que o município não é responsável por UTI.

O secretário não informou o resultado da investigação que prometeu instaurar sobre as mortes das crianças. Ainda não sabemos se ele iniciou a sindicância. O Diário Oficial até hoje não publicou nada a respeito.