Treinamento apresenta soluções para tecnologia e informática no Hospital Regional Costa do Cacau

Foto: Ascom/ HRCC

Na última terça-feira (10), coordenadores de áreas do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, participaram de um treinamento para abertura de chamados ao setor de Tecnologia e Informática (TI), com o objetivo de agilizar as demandas geradas através do Vision, sistema digital de gestão hospitalar e prontuário eletrônico.

De acordo com Julierme Chaves, analista de TI do HRCC, e instrutor da capacitação, o encontro serviu para buscar a melhoria no fluxo de informações entre a TI e os setores do hospital. “Com essa prática alinhada, os setores trabalharam de forma mais assertiva, resultando em um atendimento mais eficaz e mais ágil para os pacientes, melhorando a assistência na unidade”, explicou.

Para o analista, a orientação do chamado ao setor de TI, através do GLPI, software de gerenciamento de tecnologia e informática pode agilizar a resolução de problemas encontrados por usuários do sistema digital.  “Essas informações foram repassadas para coordenadores, que repassarão as instruções para outros colaboradores, apresentando todo o fluxo de entrada, de abertura, atribuições e finalizações do chamado, dando o feedback a TI, melhorando a resolutividade de nossos serviços”, disse.

Ruan Lima, encarregado administrativo, responsável pelo setor de portaria, maqueiros e recepção do HRCC, relatou que o treinamento foi muito importante, principalmente para as suas atividades, ligadas diretamente aos pacientes. “Um melhor conhecimento do sistema  serve para que a gente  dinamize mais ainda as retomadas de sistemas, ou intercorrências que venham acontecer, fazendo com que não atrapalhe o fluxo da entrada do nosso cliente, desde o cadastro até o atendimento dele, melhorando ainda mais os resultados, com esse feedback, que a gente passa para a TI”, avaliou.

Para Isadora Fernandes, analista de RH do HRCC, o sistema Vision auxilia nas atividades laborais, uma vez que o suporte da TI se faz relevante no dia a dia do seu setor. “O treinamento esclareceu dúvidas, quanto ao manuseio do sistema e trouxe uma informação nova, que foi o feedback, que pretende ajustar a qualidade dos serviços prestados pela informática”, comentou.

Profissionais do Hospital Regional Costa do Cacau orientam famílias e ampliam  a comunicação sobre os pacientes

HRCC promove interação entre paciente e família.

Geralmente, quando uma família tem um ente querido internado, muitas incertezas são enfrentadas, alterando as emoções e os ânimos dos mais próximos. Preocupação, impaciência, insegurança e medo da perda, todo esse conjunto de sensações configura esse momento difícil.

Diante dessa situação, os setores de Psicologia e Serviço Social do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, orientam familiares para melhorar o fluxo de informações entre família e paciente, resultando em uma comunicação mais objetiva.

Na admissão do paciente são colhidas informações sobre contato da família e é destacada a necessidade de um familiar de referência, responsável por receber o contato da equipe de Psicologia, diariamente, com informações gerais sobre o quadro de saúde mental e física do assistido. A equipe de psicólogos entra em contato, todos os dias, até às 18h.

O familiar de referência deve ter a responsabilidade de compartilhar as informações do quadro da pessoa internada com os demais parentes e amigos. Devido à grande demanda do hospital, fica inviável a comunicação com vários familiares do mesmo paciente.

As informações repassadas aos familiares são sobre a rotina e a situação dos pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Unidade Covid. O Serviço Social do HRCC também atende às famílias dos pacientes, com orientações e apoio para que seja realizado um atendimento humanizado.  Um dos pontos fundamentais, por exemplo, é que o número fornecido para contato atenda as ligações e não seja apenas para aplicativo WhatsApp. (mais…)

Campanha de Multivacinação é prorrogada até 30 de novembro

Foi prorrogada até o próximo dia 30 de novembro a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das crianças e adolescentes até 15 anos de idade. A ação tem como principal meta reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem no país, além de oportunizar o acesso às demais vacinas, atualizar a situação vacinal da população alvo, reduzindo a incidência de doenças que podem ser prevenidas através de vacinação.

Para a multivacinação, o público alvo são as crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, que terão a oferta de todas as vacinas do calendário básico de vacinação, com o objetivo de reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal. Diante do cenário do novo coronavírus, o Ministério da Saúde e a Sesab destacam a necessidade de vacinar o maior número possível de crianças e adolescentes, adotando-se todas as medidas de proteção amplamente divulgadas, para diminuir o risco de contágio da doença, tanto entre os trabalhadores da saúde, como entre a população.

“Contamos com o apoio de todos os profissionais de saúde e gestores, para que seja alcançado o êxito das estratégias de vacinação. Precisamos aumentar as coberturas vacinais e ampliar a proteção da saúde de nossa população”, enfatiza Vânia Rebouças, coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Sesab. Ela acrescenta que no caso da vacina contra a poliomielite, o público alvo é toda criança de um ano a menos de cinco anos de idade, totalizando 11.282.424 crianças em todo o país, que deverão ser vacinadas indiscriminadamente com a vacina oral poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de vacina inativada poliomielite (VIP) do esquema básico. “A meta vacinar 95% do grupo alvo de um ano a menor de cinco anos de idade, de forma indiscriminada”, concluiu. (mais…)

Hospital Regional Costa do Cacau celebra Outubro Rosa 2020 com programação especial para as mulheres

Foto: Ascom/HRCC.

O Outubro Rosa surgiu para conscientizar mulheres, com o objetivo de alertar sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. Recentemente, a campanha ganhou reforço e ampliou sua missão, incluindo a sensibilização para a detecção antecipada do câncer de colo do útero, também estimula outras atividades mais abrangente nos cuidados com a saúde da mulher.

Em sintonia com as ações do Outubro Rosa, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, organizou, neste ano, uma programação especial para colaboradoras e pacientes. Na última segunda-feira (26), a unidade hospitalar iniciou a I Semana de Saúde da Mulher, com atividades como ginástica laboral, palestra, entrega de brindes e “dia de beleza”.

A agenda segue até sexta-feira (30), com mais orientações importes, cuidados com a beleza, brindes, terapias e encerramento com um almoço especial para as participantes. A organização do evento envolveu as diretorias geral e assistencial, gerência de enfermagem, Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) e núcleo de humanização.

Nas atividades para corte de cabelo e maquiagem, a organização conta com o apoio do salão de beleza Biboca, também da consultora Geisa da Mary Kay. Os palestrantes parceiros do evento são: Welber Lacerda, fisioterapeuta; Juliana Campos e Gildo Rorato, psicólogos; Claudia Simões, nutricionista; e Luciano Peixoto, médico.

A paciente Nivalnete Souza, que veio ao ambulatório acompanhada do marido para uma consulta gostou a ação do hospital. Para a paciente Maria de Lourdes Sandes, a atividade foi importante para lembrar dos cuidados com a saúde. “Ação muito boa, um alerta para os que esquecem disso, temos que ficar atentas”, disse.

Familiares pedem orações para o sindicalista Antônio Menezes do Sintsef

Antônio precisa das orações de todos.

Familiares de Antônio Nunes Menezes Filho, 76 anos, funcionário aposentado da Ceplac e sindicalista do Sintsef, pedem orações aos amigos e leitores do BG pela sua pronta recuperação.

Antônio Menezes está internado na UTI do Hospital São José, em Ilhéus, e tenta sobreviver diante de um problema de saúde grave.

Menezes, como é conhecido pela equipe do blog, é um dos maiores incentivadores do site e sempre foi leitor fiel do nosso conteúdo.

Nessa ocasião, pedimos a todos que se juntem em orações para que ele possa vencer este desafio.

Enfermeiros recebem treinamento de suporte avançado de vida em cardiologia no Hospital Regional Costa do Cacau

Treinamento de suporte avançado. Foto: Ascom/HRCC.

Cinquenta enfermeiros do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, participaram nos últimos dias 16 e 17 de outubro, sexta-feira e sábado, de um treinamento teórico-prático de suporte avançado de vida em cardiologia. Essa capacitação é considerada fundamental para profissionais de saúde que atuam na assistência direta ao paciente, com quadro crítico.

O enfermeiro Miller Brandão, especialista em urgência e emergência, da G.A.S – Grupo de Atualizações em Saúde, que ministrou o curso para os enfermeiros do HRCC, explica que a abordagem da capacitação é específica para o tratamento, a identificação precoce e a continuidade assistência de problemas como: o que é o acidente vascular cefálico; o infarto agudo do miocárdio; as arritmias cardíacas; e a parada cardiorrespiratória, no seu suporte avançado de vida.

Ainda conforme o especialista a abordagem é direcionada às situações nas circunstâncias mais críticas desse paciente, aquele que entra na unidade de emergência ou que está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Ele (paciente) tende a ficar crítico e sofrer uma parada cardiorrespiratória por determinados problemas. Então, o treinamento é realizado para quando chegar o momento crítico, você não precisar parar e tudo para buscar na literatura. Isso vai estar solidificado, consolidado para sua prática crítica, a sua prática aguda, com o profissional cada vez mais qualificado”, disse.

Miller Brandão sinalizou que a capacitação colabora na aplicação prática dos atendimentos aos pacientes. “O treinamento traz uma ampla abordagem da identificação precoce, do reconhecimento diagnóstico e tratamento. Você mantém a assistência dentro de uma lógica de atendimento, que se tornar medular, é uma coisa que você vai ter que agir já intuitivamente”, enfatizou.

Para o enfermeiro Carlos Vitório de Oliveira, coordenador no Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS), o treinamento tem extrema relevância devido ao enfoque em identificar os fatores de risco, tratar e reavaliar o procedimento realizado. “Esta foi a oportunidade de praticar as habilidades ensinadas e tomar decisões a respeito dos cuidados e garantir uma melhor sobrevida para os pacientes. Esse curso faz parte dos objetivos do hospital em qualificar, cada vez mais, o nosso colaborador e integrado, também, às atividades do NEPS”, destacou.

Treinamentos e consultoria reforçam orientações para Acreditação do Hospital Regional Costa do Cacau

Foto: Ascom/HRCC.

Durante a primeira quinzena de outubro, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, teve uma agenda intensa de treinamentos que reforçam as orientações para alcançar a Acreditação Hospitalar. Essas atividades compõem o cronograma mensal de ações da unidade, em busca da certificação de qualidade e segurança da assistência no setor de saúde.

Para compor as diretrizes, regras de condutas, processos de gerenciamento de risco, cumprimento de legislações, parte dos profissionais do HRCC fizeram um curso online de Políticas Institucionais – Estruturação, Implantação e Acompanhamento, ministrado pela professora Marília Melo Damasceno, consultora de gestão em saúde. Esse importante treinamento orienta a definição de políticas que são utilizadas em toda instituição, por todos os colaboradores, desde alta direção até as equipes operacionais.

Outros treinamentos como de: Mapa de Processos; Cadeia – Cliente / Fornecedor; Procedimento Operacional Padrão (POP) e Procedimento Sistêmico (PS), foram conduzidos presencialmente, pela consultora Isabela Annicchino, da CGQ – Consultoria e Gestão da Qualidade. A consultora ressaltou a importância dos registros padronizados de toda documentação que o hospital deve ter, com controle de versões, para que as rotinas sejam estabelecidas e seguidas e possam identificar fragilidades que possam ser melhoradas, atendendo um ciclo de melhoria contínua.

Isabela Annicchino durante sua consultoria no HRCC visitou vários setores, a maioria deles assistenciais para a implementação do manual da Organização Nacional de Acreditação (ONA), nível 1, relacionado a estrutura do hospital. “Quando se fala em estrutura, não é só predial, mas também em relação às pessoas, às capacitações, a qualificação desses profissionais e o desenho dos processos. O que existe no hospital, o que atende ao manual da ONA, o que a unidade tem, que garante a segurança do paciente, no quesito qualidade assistencial”, destacou.

A consultora ainda relatou o empenho dos profissionais do HRCC em busca da Acreditação Hospitalar. “Vejo muita participação e engajamento das pessoas, não é possível acreditar um hospital, sem acreditar nas pessoas, desde a alta direção, muito empenhada, até a parte operacional. Todos estão sensibilizados que a meta é realmente o selo de qualidade. Inclusive, esses funcionários sentem que isso é um ganho, um crescimento profissional, um desenvolvimento de cada área. Estamos dando andamento ao processo de preparo de toda equipe para conquistar esse objetivo”, concluiu.

Equipe do Hospital Regional Costa do Cacau realiza primeiras cirurgias do “Projeto Artroscopia para Todos”

Umberto Castro Alves é o ortopedista responsável pelas cirurgias.

O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, iniciou o mês de outubro com a oferta de mais um serviço de referência no interior da Bahia, as cirurgias minimamente invasivas em lesões no joelho. Esses procedimentos estão inseridos no “Projeto Artroscopia para Todos”, idealizado pelo médico ortopedista Umberto Castro Alves, com o objetivo interiorizar essa prática para diversas regiões do Estado.

As artroscopias realizadas no HRCC, aconteceram nos dias 1º e 2 de outubro, contaram com o apoio das equipes multidisciplinares do centro cirúrgico e demais setores do hospital, totalizando a marcde nove pacientes atendidos. Essas intervenções cirúrgicas têm indicativo para ocorrer quinzenalmente na unidade hospitalar.

De acordo com o médico Umberto Castro Alves, ortopedista responsável pelas artroscopias no HRCC, esses pacientes, geralmente, são jovens atletas praticantes de atividades físicas que apresentam lesões crônicas no joelho. “Essas lesões precisam de tratamento cirúrgico, porém, alguns desses pacientes estavam aguardando essa cirurgia há dez anos, outros aguardavam a mais tempo e não conseguia o procedimento.  A fila em Salvador é grande, com a descentralização dessas cirurgias, isso facilitará a vida desses pacientes, sobretudo os da região cacaueira”, destacou.

O ortopedista disse que a artroscopia permite que o paciente restabeleça a condição física anterior a lesão, permitindo o retorno ao esporte, a prática esportiva, mas sobretudo, preservando a articulação e evitando desgastes no futuro. “Assim, você previne uma artrose futura no joelho, cuja limitação seria ainda pior. Então, ela tem duas funções: primeiro, retorno ao esporte e segundo a prevenção do desgaste articular”, explicou.

Profissionais de saúde participam de reunião científica sobre Sepse no Hospital Regional Costa do Cacau

Infectologista Gustavo Cunha em palestra no HRCC.

Na última quinta-feira (30), o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, promoveu uma reunião científica sobre Sepse – conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção. Na ocasião, o encontro reuniu profissionais de saúde, das equipes, pertencentes ao corpo clínico da unidade hospitalar.

A primeira palestra ministrada na reunião foi do médico Gustavo Cunha, infectologista do HRCC, que abordou os temas: “Antibiótico empírico na sepse em Unidade de Terapia Intensiva (UTI)” e “Quando pensar em microrganismos emergentes em UTI”. Em seguida o médico intensivista José Américo, diretor técnico do HRCC, palestrou sobre “Sepse em UTI”.

De acordo com o infectologista Gustavo Cunha, o foco de sua apresentação foi o paciente com infecção grave, também bactérias resistentes a múltiplos antibióticos. “Nós fizemos isso hoje, com a presença de médicos, enfermeiros, bioquímicos e farmacêuticos. A ideia da aula foi orientar os colegas, no que diz respeito ao uso adequado dos antibióticos, de acordo com os focos de infecção de gravidade dos pacientes”, destacou o médico.

Os setores e coordenações do HRCC sempre estão alinhados para oferecer, sistematicamente, treinamentos para qualificação das suas equipes de profissionais. Todas a orientações e aplicações de capacitação seguem os estudos científicos mais atualizados na comunidade médica e demais áreas de saúde, com enfoque em melhorar a assistência aos pacientes.

Projeto Artroscopia Para Todos: mais um avanço para os baianos é disponibilizado no Hospital Regional Costa do Cacau

Dr. Umberto Castro Alves.

O Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, unidade 100% SUS do Governo da Bahia, gestão do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar – IBDAH – dará início nesta quinta-feira, 1°, a mais um projeto inovador que beneficiará a região de Ilhéus, uma população estimada em um milhão de habitantes, com a perspectiva de expansão para as demais regiões do estado.

Trata-se do projeto Artroscopia Para Todos – cirurgia que permite uma abordagem das estruturas articulares sem a necessidade de corte, minimizando os riscos e permitindo uma reabilitação precoce. O procedimento é feito com o auxílio de uma câmera e uma lente que permite ampliar as estruturas do joelhos, e assim, facilita a identificação das lesões com apenas dois pequenos furos na articulação.

As vantagens da artroscopia para os pacientes são enormes: causa menos danos aos tecidos, mínimo sangramento, tem um tempo de cicatrização rápido em relação a outras cirurgias mais invasivas, cicatrizes que de tão pequenas costumam desaparecer com o tempo e praticamente indolor.

O idealizador do Artroscopia Para Todos, Umberto Castro Alves, destaca a importância do projeto e sinaliza que foi elaborado com a finalidade de interiorizar a cirurgia artroscópica em diversas regiões do estado da Bahia.

“O Artroscopia Para Todos é um projeto pioneiro e inovador que facilitará o acesso da população aos procedimentos sofisticados da medicina esportiva, invertendo o fluxo de pacientes que outrora precisavam se deslocar até a capital baiana para a realização de procedimentos. Com a realização da artroscopia no Hospital Regional Costa do Cacau, além de reduzirmos o impacto no tempo de espera pelo procedimento, o paciente terá total assistência em uma unidade próxima a sua residência e de seus familiares”, informou Umberto Castro Alves. (mais…)

Encontro reúne secretários municipais de saúde no Hospital Regional Costa do Cacau

Foto: Ascom/HRCC.

A diretoria do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, recebeu nos dias 24 e 25 de setembro, secretários municipais de saúde para um café da manhã. Durante o encontro, ocorreu um diálogo de aproximação com esses gestores, onde foi sinalizado o alinhamento das ações para proporcionar o melhor atendimento com maior resolutividade para pacientes usuários do Sistema Único de Saúde – SUS.

Na quinta-feira (24), a unidade hospitalar recebeu os gestores das secretarias de saúde dos municípios de Teixeira de Freitas, Itabuna, Camacan, Jussari e Pau Brasil. Na sexta-feira (25), foi a vez dos secretários das cidades de Taperoá, Camamu, Ilhéus, Una, Cairu, Uruçuca, Santa Luzia e Ituberá.

As representantes do Núcleo Regional de Apoio a Gestão da Regulação, Luciana Pinheiro e Luciana Fontes participaram dos dois dias de encontro. Domilene Borges Costa, do Núcleo Regional de Saúde Sul Ilhéus Sede, participou da reunião na quinta-feira (24). Na sexta-feira (25), a atividade contou com a presença do coordenador da Promotoria Regional de Justiça de Ilhéus, promotor Pedro Coelho.

Na avaliação da diretoria do HRCC, o café da manhã teve o saldo extremamente positivo, valorizando o diálogo direto com esses secretários municipais e demais autoridades presentes. Na oportunidade, os convidados receberam informações sobre as ações realizadas na unidade hospitalar, a exemplo da ampliação das cirurgias cardíacas. Também algumas novidades, como a previsão do procedimento de artroscopia do joelho e a futura implantação da residência médica em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Os gestores ainda conheceram os processos de trabalho do HRCC e compartilharam um pouco das realidades enfrentadas em seus municípios. (mais…)

Núcleo do Hospital Regional Costa do Cacau sistematiza treinamentos para melhorar assistência e buscar a Acreditação Hospitalar

Foto: Ascom/HRCC.

O Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, intensificou neste mês, os treinamentos para funcionários de todas as equipes da unidade hospitalar. Em uma primeira etapa, as capacitações foram direcionadas para coordenadores de setores do hospital, agora, com os desdobramentos das ações, demais colaboradores participam das orientações técnicas de forma sistematizada.

Os objetivos principais desses encontros são: conscientizar para melhoria da assistência ao paciente e possibilitar a contribuição, de forma efetiva, para o processo de Acreditação Hospitalar no HRCC. Durante os treinamentos são repassadas orientações como o funcionamento do núcleo, metas que serão implantadas, cuidados com os assistidos pelas equipes, entre outras abordagens.

A enfermeira Adriana Santos, coordenadora do NSP do HRCC, ratificou que os treinamentos foram iniciados com os coordenadores e prosseguem para todos os colaboradores. “Começamos com a I Semana de Segurança do Paciente, onde treinamos os responsáveis pelas equipes que repassaram orientações recebidas para outros colegas. Com a continuidade das ações, vamos fortalecer a atuação profissional desses funcionários. Estamos treinando, principalmente, sobre a importância da identificação do paciente e notificação de ocorrências”, relatou.

Adriana Santos indicou que esses treinamentos ocorrerão de forma contínua. “Todos os colaboradores da instituição receberão essas capacitações. Estou marcando com os coordenadores, pegando as escalas para treinar todas as equipes. Nossas ações buscam a qualificação dos nossos profissionais e a Acreditação Hospitalar. Tudo isso vai refletir em uma melhor assistência para os nossos pacientes”, destacou.

Faculdade de Ilhéus promove hoje (22) debate sobre prevenção ao suicídio

A campanha nacional Setembro Amarelo, que incentiva ações de prevenção ao suicídio, ganha reforço com o debate em torno do tema que será realizado pela Faculdade de Ilhéus, no próximo dia 22, terça-feira, com transmissão ao vivo e aberta pelo canal da instituição no Youtube. A iniciativa é do colegiado do curso de Psicologia, que convidou três especialistas de renome para participarem do evento, com início às 19 horas.

Os palestrantes serão o professor Allan Martins Mohr, Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR); o  professor Pedro Andrade das Virgens, Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutorando em Psicologia pela UFBA; e a professora Simony de Souza Faria, Mestra em Gestão de Programas e Serviços de Saúde e doutoranda em Psicologia na Universidade Federal do Maranhão.

Conforme o coordenador do curso de Psicologia, Lahiri Argollo, o “Setembro Amarelo” é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015 e o debate promovido pela Faculdade pretende discutir essa questão a partir de diferentes abordagens psicológicas. Dirigido aos estudantes de Psicologia, o evento é aberto à população que poderá acompanhá-lo no canal do Youtube/faculdadedeilheusoficial e fazer perguntas pelo chat.

Plantão Psicológico – O professor Lahiri Argollo destaca que a instituição já oferece um atendimento gratuito de plantão psicológico à população, através da Clínica Escola de Psicologia. Devido às medidas de isolamento social decorrentes da pandemia da covid-19, o serviço está sendo prestado de modo on-line, através de plataforma digital.

O serviço Plantão Psicológico é dirigido a adolescentes e adultos em situações psicológicas pontuais ou emergenciais, de segunda a sexta-feira. O agendamento pode ser feito na segunda e quarta-feira, das 10 às 16 horas, pelo telefone (73)2101-1747.

Hospital Regional Costa do Cacau segue com auditoria diagnóstica em busca da Acreditação Hospitalar

Foto: Ascom/HRCC.

O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, iniciou no último mês de agosto o processo para conseguir a Acreditação Hospitalar, método de avaliação e certificação, que busca promover e garantir a qualidade e a segurança da assistência no setor de saúde. Este mês, o trabalho continua na unidade hospitalar, com o objetivo almejado, que é a certificação chancelada pela ONA – Organização Nacional de Acreditação.

A etapa desenvolvida agora em setembro, segue com treinamentos de gestores para apresentação do manual da ONA, também com o mapeamento de processos, in loco, nos setores do hospital para auditoria diagnóstica dos procedimentos e das rotinas utilizadas. Essas atividades são fundamentais para a implantação de todos os requisitos preconizados pelas normas de certificação.

De acordo com a consultora Adriana de Carvalho Dias, da CGQ – Consultoria e Gestão da Qualidade, a equipe do HRCC está bastante motivada para que esse processo de Acreditação aconteça. “Quando eu chego nas áreas para fazer essas auditorias diagnósticas, no primeiro momento de conversa, de conhecer as áreas, sou recebida assim com muito carinho. Os profissionais estão empenhados nesse objetivo e são colaborativos. A gente sabe que tem um trabalho muito grande pela frente e só estamos iniciando, mas percebo que as pessoas querem, de verdade, que esse hospital seja acreditado”, disse.

Adriana Dias destacou pontos positivos da unidade hospitalar. “O Hospital Costa do Cacau, tem uma infraestrutura adequada, atende a RDC 50 (Regulamento Técnico referente a projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde) isso já é algo que nos tranquiliza bastante num processo. Observamos boas práticas, como as comissões, que são obrigatórias, elas já iniciaram, já são formadas. Claro que a gente precisa trabalhar alguns requisitos. Também conseguimos perceber a questão da identificação paciente, a identificação a beira leito que também é uma outra prática importante”, destacou. (mais…)