Imagem do dia: Magela recebe a “visita” da Polícia Federal

 

Foto que circula no Whatsaap.

Na manhã desta terça-feira (22), o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, recebeu a “visita” inesperada da Polícia Federal.

Segundo a Controladoria Geral da União (CGU), há indícios de superfaturamento no contrato firmado entre a empresa HSC Soluções Empresariais e a Prefeitura de Ilhéus para a contratação de profissionais de saúde que trabalharam no enfrentamento à Covid-19. Só no mês de julho de 2020 podem ter sumido R$ 110 mil.

Segundo fontes do BG, a PF fará outras visitas no futuro nada distante.

É bom a turma do governo ir se acostumando.

Valderico Junior precisa se preparar caso queira ser prefeito de Ilhéus

Notinhas.

Valderico Junior.

Não pegou bem o fraco desempenho do então candidato a prefeito de Ilhéus, Valderico Junior (DEM), no debate promovido pela Faculdade de Ilhéus no dia 28 de outubro.

Quando o tema indagado necessitou de conhecimento básico, VJ não conseguiu tirar os olhos das fichas preparadas pelos assessores, ou seja, leu diante das câmeras.

Ler em apresentações não é recomendável sequer em trabalhos das aulas do 2º grau. Nos cursos de nível superior os professores costumam reduzir a pontuação. No mundo da política passa insegurança e despreparo.

Nos vídeos da campanha, o candidato a vice-prefeito (Professor Dorival) foi escalado para gravá-los quando o tema necessitou de maior elaboração. VJ  apresentou dificuldades com a dicção e, por isso, é interessante que busque o auxílio de um fonoaudiólogo (a).

Valderico pai foi eleito em 2004 apelando para a própria caricatura (Ilheuzu!) e o poder do dinheiro.

O filho não poderá se ancorar apenas nisso. Como ele é novo (33 anos), há tempo suficiente para desenvolver paixão pela leitura e estudar.

Prefeitura de Ilhéus lança “testagem em massa” só para quem for de carro

Notinhas.

Imagem ilustrativa.

Na manhã desta sexta-feira (27), o BG recebeu uma notícia bem curiosa sobre a política de enfrentamento à Covid-19 realizada pela Prefeitura de Ilhéus.

“A Secretaria de Saúde realiza hoje das 9h às 16h, na Avenida Canavieiras, em frente ao CAE III, testagem em massa para detecção do novo coronavírus (Covid-19). O serviço funciona no modelo drive-thru, sem a necessidade de saltar dos veículos. Não é preciso agendamento prévio e no local será ofertado o exame RT-PCR, por meio do swab, realizado a partir de amostras de material viral do nariz.

A testagem é voltada à população em geral, especialmente às pessoas que apresentam sintomas ou que não podem sair de casa pelo risco da exposição”.

E quem não tiver carro à disposição? Desde quando isso é testagem em massa?

Para realizar testagem abrangente de fato é cabível que a PMI disponibilize também pontos fixos de testagem para transeuntes, pessoas que usam ônibus e/ou bicicletas.

“Nosso Cacá” derrotou Cacá Colchões

Notinhas.

Cacá Colchões.

Valderico Junior perdeu a eleição para Mário Alexandre, mas “Nosso Cacá” foi derrotado por si mesmo.

Na manhã desta terça-feira (24), o comerciante Cacá Colchões (como é amplamente conhecido) concedeu entrevista à Conquista FM como se ainda fosse candidato, pois o tom foi igual.

Diante da primeira pergunta, recusou-se a responder por quais motivos ficou em terceiro lugar, diferente de 2016 quando ficou em segundo.

O BG tem uma explicação.

Quem ouviu Cacá durante a entrevista de hoje e acompanhou o processo eleitoral percebeu a diferença acentuada entre o discurso do candidato e as mensagens da campanha.

No programa de rádio Cacá foi incisivo e crítico ao atual prefeito na medida certa. Na campanha preferiu o tom “paz e amor” e cedeu o protagonismo da oposição a Valderico Junior, que por sinal, não se expressa bem.

Ao sair várias vezes num minitrio pelas ruas da cidade, deu ênfase à campanha mecânica sendo que o período exigia prioridade ao conteúdo digital (internet). Quando a justiça proibiu os atos públicos já era tarde.

Para este modesto blog, a eleição municipal de 2020, em Ilhéus, é um fenômeno.

Será lembrada como o processo em que o candidato de melhor performance no discurso e mais preparado para vencê-lo adotou o tipo de campanha mais equivocado, a despolitização.

Com processos na justiça criminal, Jamil Ocké e Tarcísio Paixão foram derrotados nas urnas

Notinhas.

Tarcísio Paixão e Jamil Ocké. Fotos: internet/reprodução.

O ex-vereador Jamil Ocké e o atual Tarcisio Paixão não conseguiram votos suficientes para o preenchimento de cadeiras na Câmara Municipal de Ilhéus.

Jamil Ocké, condenado à prisão em 1ª instância por compra superfaturada de frangos quando foi secretário de assistência social (2013 a 2016), conquistou apenas 509 votos. Em 2016, foi o mais votado com 2.330. A redução de uma eleição para outra foi de 78%.

Tarcísio Paixão é acusado de montar um esquema de superfaturamentos e desvios de recursos públicos quando presidiu o legislativo municipal no biênio 2015/2016. Chegou a ser preso preventivamente, mas responde em liberdade. Em 2016, teve 1699 votos, quatro anos depois conquistou 749. A redução foi de 56%.

Até o momento, os dois não podem ser considerados definitivamente culpados pelos crimes que respondem. Não há contra ambos sentença transitada em julgado.

Ilhéus elege um índio Tupinambá para a Câmara de Vereadores

Notinhas.

Cláudio Magalhães. Foto: Blog do Chicó/reprodução.

A partir de 1º de janeiro de 2021, Ilhéus terá um índio Tupinambá no legislativo municipal.

Professor e servidor da justiça estadual, Claudio Magalhães há muito tempo tem liderança política destacada em Olivença. É entusiasta e participante da Puxada do Mastro de São Sebastião e um dos porta-vozes do sofrido povo Tupinambá.

Declara abertamente respeito à memoria do Caboclo Marcelino e de outros ancestrais de sua comunidade.

Cláudio foi eleito com 805 votos e será um representante “orgânico” do Partido Comunista do Brasil.

Morador da Barreira ironiza serviço da prefeitura no período eleitoral: “Todo dia deveria ter eleição”

Notinhas.

Viva a eleição! Foto enviada por morador via Watsaap.

Em contato com o BG nesta sexta-feira, 13, um morador da Avenida Nossa Senhora Aparecida (antiga Barreira) se declarou surpreendido com uma equipe da Prefeitura de Ilhéus a cortar o famoso matinho que cresce rente aos meios-fios das calçadas.

Com muito zelo, os servidores da PMI usavam uma rede para não sujar os carros que passavam.

“Eu nunca vi esse cuidado todo aqui na Barreira. Faz muito tempo que não limpam o passeio e eu espero que eles recolham o mato cortado. Todo dia deveria ter eleição”, brincou o morador.

Quando esta notinha estava para ser publicada, fomos informados de que o mato foi “esquecido” no lugar.

A sujeira largada.

Mário é favorito para ganhar a eleição; Valderico e Cacá juntos podem vencê-la

Notinhas.

Marão, Cacá e VJ.

A hipótese quase improvável exposta na segunda frase do título desta “notinha”, caso venha ocorrer, mudaria a expectativa de resultado da eleição municipal de Ilhéus.

O fato de o PP pertencer à base de Rui Costa no plano estadual e o DEM ser o partido do prefeito soteropolitano ACM Neto (principal adversário do governador) representa uma barreira quase intransponível a essa coalizão de última hora. Contudo, a história da política registra que o impossível às vezes acontece.

Se Valderico tivesse colocado de lado a raiva familiar ao ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP), muitos apoiadores de Cacá já estariam ao seu lado, levando em consideração o naufrágio à vista. Antes das convenções, JR tentou uma aproximação, mas “Juninho” preferiu regar a plantinha do ressentimento.

Ao repelir o contato, VJ acreditou que a rejeição a Ribeiro lhe faria mal eleitoralmente. Hoje percebe-se que o legado político do pai lhe foi pior.

O resultado dessa imaturidade política pode ser mais quatro anos de irresponsabilidade.

Campanha de Cacá impulsiona texto desfavorável no Facebook

Notinhas.

O BG publicou ontem (sábado, 7) um texto critico à campanha do prefeiturável “Nosso Cacá” (leia aqui).

A postagem foi compartilhada na fanpage do site e recebeu 66 comentários (na maioria críticos ao texto) até às 11h39min deste domingo.

Identificamos comentários de 15 pessoas ligadas diretamente ao grupo do PP. Esses militantes atuam nas redes sociais a partir do engajamento estimulado pela coordenação da campanha.

Todos os comentários, e principalmente os dos apoiadores de Cacá, serviram para difundir no Facebook o texto crítico aos rumos da campanha.

Curtidas, compartilhamentos e comentários em quantidade tornam a postagem relevante.

O marketing “paz e amor” de “Nosso Cacá” evita críticas ao prefeito rejeitado por 40%, mas atira no próprio pé.

Cacá poderá sair da eleição com derrota vexatória; “paz e amor” fez campanha do PP derreter

Notinhas.

Cacá Colchões (PP).

A campanha de Cacá Colchões à prefeitura de Ilhéus cometeu erros primários que poderão desencadear um trauma eleitoral ao Partido Progressista (PP).

Em 2016, o PP do então prefeito Jabes Ribeiro perdeu a tentativa de reeleição e foi reduzido à condição de segunda força política do município. Em 2020, o resultado poderá ser pior.

Fontes confiáveis do BG preveem que “Nosso Cacá” ficará em terceiro lugar. Esta previsão não se baseia em pesquisas, mas caso seja confirmada, o PP será rebaixado ao posto de terceira força política de Ilhéus.

Diante de um cenário em que há rejeição considerável ao atual prefeito, Cacá e seus coordenadores resolveram adotar a postura “paz e amor” no início da campanha eleitoral. A necessidade de ser protagonista do discurso de oposição foi estupidamente colocada em último plano.

Essa visão amadora e despolitizada não tem conexão com a história do “marketing político” e desconhece a tradição helênica da Ágora, que imprimiu nos debates das questões públicas a crítica e a divergência como elementos fundamentais.

Alguns petistas inconformados com a falta de criticismo cobraram mudanças nos rumos da campanha e esboçaram a criação de um núcleo paralelo. A iniciativa fracassou na intensidade necessária, uma vez que as ferramentas de criação gráfica, sonora e audiovisual estavam controladas pela teimosia típica de quem não tem o hábito de ler história e geografia politica, e mesmo assim, dá a última palavra.

Cacá entregou sua campanha à ignorância de quem acha que o marketing político se reduz à posse de equipamentos de gravação e de edição. Leitura política advinda do conhecimento histórico é pré-requisito menor para a coordenação de marketing de Cacá.

O candidato do PP, na iminência da terceira derrota em candidaturas a prefeito, cometeu um erro crasso. Dificilmente Cacá terá condições de se posicionar como candidato competitivo em eleições futuras.

Vice-governador ironiza: “Rui Costa é o melhor prefeito que Ilhéus já teve”

Notinhas.

Imagem extraída de vídeo.

Num vídeo de apoio à candidatura de Cacá (PP), o vice-governador da Bahia, João Leão, disse que “Rui Costa é, de fato, o melhor prefeito da história de Ilhéus”.

O vice-governador ironiza a constatação de que obras de grande porte como a ponte Jorge Amado, o Hospital Regional da Costa do Cacau e o asfaltamento das principais ruas terem sido feitas pelo governo do estado.

Por falta de gramado profissional, Colo Colo treinou duas semanas no “Valetão do Iguape”

Notinhas.

Orgulho da história Ilheense, O Colo Colo treinou 14 dias no “Valetão”. Foto enviada por uma fonte que pediu para não ser identificada.

A desativação do Estádio Mário Pessoa por 30 meses, cuja responsabilidade é do governo municipal liderado pelo prefeito Mário Alexandre, prejudicou consideravelmente o futebol de Ilhéus.

Em 2019, a tradicional seleção ilheense de futebol disputou o campeonato intermunicipal sediando seus jogos em Itajuípe.

Em 2020, por falta de um campo profissional na cidade, o “Meu Querido Colo Colo” (campeão baiano em 2006 após quebrar uma hegemonia de 36 anos do Bahia e do Vitória), treinou duas semanas no campo de várzea do “Valetão do Iguape”, no Distrito Industrial.

O campo do “Valetão” é completamente inadequado ao futebol profissional por ser desnivelado, não dispor das medidas oficiais, ter vários buracos e não possuir grama em todos os espaços. Os buracos podem gerar lesões graves nos atletas e o Colo Colo, que acumula dívidas na Justiça do Trabalho, depende do apoio voluntário de médicos e proprietários de clínicas para tratar seus atletas.

Desde a última segunda-feira (12), o Tigrão passou a treinar na improvisação montada pela Prefeitura no Estádio Mário Pessoa. Às pressas uma trave foi retirada do campo da ADEBI na Avenida Soares Lopes. Segundo informações de servidores municipais, a trave pertence ao município e estava no estádio antes da desativação. Ninguém soube explicar como foi parar na beira da praia.

Governo Marão lança gramado “FIFA” com areia da praia

Notinhas.

Foto enviada via WhatsApp.

Foto enviada por um leitor ao BG mostra que o gramado do Estádio Mário Pessoa recebeu montes de areia da praia.

Antes de o gramado novo ser inaugurado, após o serviço feito pelo governo estadual, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, disse que seria um gramado “padrão FIFA”.

Especialistas em futebol profissional afirmam que desconhecem a existência de gramado “padrão FIFA” preenchido com  areia da praia.

Em dezembro de 2019, o governo do estado entregou o novo gramado ao município para que realizasse a manutenção, o que não aconteceu.

Segundo informações o gramado está repleto de buracos e a areia vai ser usada para tapá-los.

Veja o vídeo:

Atualizado às 11h53min. de 16 de outubro de 2020.

Direito de resposta da Prefeitura Municipal de Ilhéus.

A Prefeitura de Ilhéus repudia veementemente a notícia publicada na noite de quinta-feira (15) por um blog da cidade que, sem respaldo técnico e utilizando imagens deturpadas enviadas por terceiros, divulgou informações inverídicas sobre as condições do gramado do Estádio Municipal Dr Mário Pessoa.

Antes de tudo, é importante lembrar que o equipamento desportivo possui um material adaptado ao clima da cidade e resistente ao pisoteio, a grama bermuda, implantada nos estádios brasileiros para a Copa do Mundo de 2014, vide matéria publicada pelo G1, no seguinte endereço: https://glo.bo/3j2Ah6z. Sim, a grama segue os padrões preconizados pela Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Ressalta-se ainda que o Mário Pessoa passa por uma série de melhorias na estrutura física, que abrange as dependências internas e o campo. A manutenção realizada no campo inclui a aplicação de camada de areia média lavada, utilizada para corrigir imperfeições, tratar e nivelar a grama. O procedimento é utilizado, inclusive, em estádios que são referência no país, vide matéria publicada na Gazeta Esportiva, no seguinte endereço: https://bit.ly/31ctX6t.

A Prefeitura lamenta o desserviço que alguns veículos de comunicação prestam à sociedade e destaca que os ataques partem da necessidade de prejudicar o trabalho sério e comprometido que a Administração Municipal vem exercendo.

O estádio Mário Pessoa aguarda a inspeção da Federação Baiana de Futebol e, após autorização emitida pela entidade, a casa do futebol ilheense poderá sediar jogos da segunda divisão do Campeonato Baiano 2020.

A “notinha” é uma farsa. A politicagem se camufla de notícia para enganar o cidadão.

 

Manoelito chamou Marão de “malandro” e “sem palavra”, meses depois conseguiu uma boquinha no governo

Notinhas.

Tudo mudou entre Manoelito Puentes e o prefeito Mário Alexandre.

Em novembro de 2019, o BG publicou declaração do presidente do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus, Manoelito Puentes, na qual ele chamou o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, de “malandro” e “sem palavra” (leia aqui).

Na ocasião, Puentes estava indignado com a governo municipal. Em tom de arrependimento, disse ter seguido “esse malandro, subindo morro e ouvindo a conversa ‘cuida de mim, Doutor”. Na época Manoelito disse que o prefeito “cuida apenas da própria família e dos estrangeiros”.

Nove meses depois, em agosto de 2020, Manoelito foi nomeado como Chefe de  Divisão de Pesca e Aquicultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município, em pleno período eleitoral.  A mudança de postura em relação a Marão girou 180º.

Manoelito que antes chamava o prefeito de “malandro”, “sem palavra” e dizia que ele mentia sobre o posto de saúde do Teotônio Vilela (veja aqui), nesta segunda-feira (13), assinou uma nota pública do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus dando a entender que o radialista Luke Rey se afastou da rádio Gabriela FM por livre e espontânea vontade. O texto não levou em consideração que as nove ações judiciais movidas pelo prefeito exercessem opressão econômica sobre o profissional e a emissora que o emprega.

O radialista Luke Rey suspendeu suas atividades profissionais na última sexta-feira (09) por conta das ações judiciais movidas por Marão.

Hoje a Gabriela FM divulgou uma nota pública sobre o afastamento de Luke Rey. Leia a nota.

(mais…)

Campanha de Cacá não consegue “colar” no governador

Notinhas.

Cacá Colchões (PP), Rui Costa (PT) e Everaldo Anunciação (PT).

Enquanto o prefeito Mário Alexandre (PSD) espalha que tem responsabilidade por obras tocadas pelo governo do estado, pensadas e iniciadas antes da gestão dele, a campanha de Cacá Colchões (PP) apresenta dificuldades para se vincular a Rui Costa (PT), mesmo com o vice filiado ao partido do governador.

Num vídeo divulgado nesta semana, sobre o dia do prefeito, o candidato a vice de Cacá, Everaldo Anunciação (PT), fez uma ironia com Mário Alexandre ao afirmar que o governador Rui Costa é o verdadeiro prefeito de Ilhéus.

A sátira foi bem pensada, porém, em nenhum momento do vídeo Everaldo é apresentado com o destaque necessário. Quem assiste não fica sabendo que Everaldo foi presidente estadual do PT (partido do govenador) e é candidato a vice na chapa de Cacá.

Everaldo não é um simples filiado. Ele é um dos fundadores do PT no Sul da Bahia.

Caso a campanha de Cacá não destaque o fundamental, o prefeito vai continuar colhendo frutos de um suposto vínculo com o governador e a aliança PP-PT não será reconhecida.

Por falta de esclarecimento, várias pessoas continuarão acreditando que Mário é o único candidato do governador, apesar da aliança PP/PT.

Imagem extraída de vídeo.