Coronavírus: sobe para dois mil o número de mortes em decorrência do novo vírus

Centro de convenções foi convertido em hospital em Wuhan, concentrando pacientes que apresentam variados graus de sintomas para o coronavírus. Foto: STR / AFP.

Fonte: O Globo

O balanço da epidemia provocada pelo novo coronavírus chegou a dois mil mortos na China continental, depois que as autoridades da província de Hubei (centro), epicentro da crise, anunciaram nesta quarta-feira (noite de terça no Brasil), outros 132 óbitos.

Em sua atualização diária, a comissão provincial de saúde também reportou 1.693 novos casos de contágio. O total chega a mais de 74 mil diagnósticos.

Desde que funcionários de um mercado de animais vivos de Wuhan começaram a apresentar sintomas de febre e problemas respiratórios como falta de ar, a doença tem se espalhado pelo mundo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) há 25 países, além da China, com casos confirmados de coronavírus, nos quais ocorreram três mortes: Japão, França e Filipinas.

No Brasil, o Ministério da Saúde divulgou na terça (18) que monitora cinco casos suspeitos da doença, mas nenhum ainda foi confirmado.

Rússia vai bloquear a entrada de chineses
A Rússia anunciou nesta terça-feira que proibirá a entrada de cidadãos chineses em seu território a partir da próxima quinta-feira, uma nova medida drástica para tentar impedir a propagação da epidemia da doença.

— A entrada de cidadãos chineses nas fronteiras da Rússia está suspensa a partir de 20 de fevereiro para viagens de negócios, viagens privadas, estudos e turismo — disse Tatiana Golikova, vice-primeira-ministra responsável pela Saúde, citada pelas agências russas.

O país teve dois casos de Covid-19 confirmados em seu território, ambos de nacionalidade chinesa, que foram diagnosticados em regiões distintas do país. Além disso, nesta terça-feira, a embaixada da Rússia no Japão confirmou que um russo a bordo do Diamond Princess, cruzeiro mantido em quarentena na cidade japonesa de Yokohama, se contaminou com o vírus.

Coronavírus: Salvador terá estratégia para lidar com casos suspeitos no Carnaval

Imagem ilustrativa.

Equipes da Secretaria Municipal da Saúde de Salvador (SMS) se reuniram ontem (12) para abordar o esquema que será montado pela pasta para notificação de possíveis casos suspeitos de coronavírus no carnaval.

O encontro foi entre coordenadores médicos das unidades de emergência, membros dos núcleos de epidemiologia, coordenadores de enfermagem, profissionais que atuarão na assistência durante o carnaval e representantes dos distritos sanitários da capital.

“Definimos o fluxo assistencial para acolhimento de pacientes sintomáticos respiratórios e suspeitos de infecção pelo n-coV2019 nas UPAs e nos módulos que serão montados durante o carnaval”, disse ao Correio Adielma Nizarala, coordenadora médica da rede de emergência.

Ela ressalta que, apesar de não haver nenhum episódio da doença confirmada até o momento no país, a rede está preparada para identificação oportuna dos casos suspeitos, manejo clínico dos pacientes diagnosticados como positivo, além de todo o protocolo de tratamento de suporte baseado nas orientações do Ministério da Saúde.

A SMS ainda vai ampliar a oferta de leitos de isolamento nas enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em hospitais conveniados com a prefeitura ou estabelecimentos interessados na prestação do serviço. Os hospitais também vão receber um aporte extra, caso os leitos precisam ser usados.

*Com informações do Metro1.

País investiga 8 casos de coronavírus; 33 suspeitas foram descartadas

Imagem: Reprodução.

Fonte: Agência Brasil

O Ministério da Saúde informou ontem (11) que investiga oito casos que se enquadram na definição de infecção por coronavírus no país. Os casos estão distribuídos nos seguintes estados: Minas Gerais (um), Paraná (um), Rio de Janeiro (dois), Rio Grande do Sul (um), São Paulo (três).

Em coletiva de imprensa na sede do Ministério, em Brasília, o diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis, Júlio Croda, informou ainda que deram negativo todos os testes para detectar infecção por coronavírus nos brasileiros e estrangeiros que vieram da China para o Brasil, no domingo (9). Também deram negativo os testes realizados na equipe que acompanhou a operação de repatriação do grupo de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus, para a Base Aérea de Anápolis, em Goiás, onde o grupo passa por um período de quarentena de 18 dias.

De acordo com os dados mais recentes do Centro de Operação de Emergência em Saúde Pública, os casos descartados para investigação de possível infecção humana pelo novo coronavírus aumentou de 32, na segunda-feira (10), para 33, na terça-feira (11). Todas as notificações foram recebidas, avaliadas e discutidas com especialistas do Ministério da Saúde, caso a caso, junto com as autoridades de saúde dos estados e municípios.

Histórico

Os coronavírus são conhecidos desde meados dos anos 1960 e já estiveram associados a outros episódios de alerta internacional nos últimos anos. Em 2002, uma variante gerou a síndrome respiratória aguda grave (Sars) que também teve início na China e atingiu mais de 8 mil pessoas. Em 2012, um novo coronavírus causou uma síndrome respiratória no Oriente Médio que foi chamada de Mers.

A atual transmissão foi identificada em 7 de janeiro. O escritório da Organização Mundial de Saúde (OMS) na China buscava respostas para casos de uma pneumonia de etiologia até então desconhecida que afetava moradores na cidade de Wuhan. No dia 11 de janeiro foi apontado um mercado de frutos do mar como o local de origem da transmissão. O espaço foi fechado pelo governo chinês.

Nesta terça-feira, especialistas do mundo inteiro estão reunidos em Genebra, na Suíça, para tratar do surto da doença que recebeu o nome de Covid-19.

Senado aprova lei com medidas de contenção do coronavírus no Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

Fonte: Agência Brasil

O Senado aprovou, na tarde de ontem (5), o projeto de lei (PL 23/2020) que estabelece regras e medidas para controle, no território brasileiro, da epidemia do coronavírus. A matéria foi aprovada na terça-feira (4) à noite na Câmara dos Deputados e seguiu para a apreciação dos senadores. O texto segue para a sanção presidencial.

O trâmite foi rápido. Assim que chegou no Congresso, na tarde de ontem (5), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, anunciou que designaria como relator um senador da área médica, acrescentando que era uma “matéria vencida”, ou seja, não haveria polêmica ou dificuldades em sua aprovação. A votação ocorreu de forma simbólica, sem registro no painel.

O projeto aprovado prevê, entre outros pontos, o isolamento para portadores do vírus ou quarentena para os que tiverem suspeitas de contaminação. Os cidadãos isolados terão tratamento gratuito e o direito de serem informados permanentemente sobre seu estado de saúde. O projeto prevê ainda o fechamento de fronteiras, portos e aeroportos para entrada e saída do país e a autorização excepcional e temporária da entrada de produtos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), caso sejam necessários.

A celeridade na votação era considerada importante para viabilizar a segurança jurídica do procedimento de quarentena que o governo brasileiro quer impor aos cidadãos que apresentarem sintomas da doença.

Busca (mais…)

Sesab dá início à campanha de vacinação contra sarampo

Foto: Carol Garcia/GOVBA

No próximo dia 10 terá início a 1ª etapa da Campanha de Vacinação contra o Sarampo de 2020. Nesta etapa, o público-alvo será de crianças e jovens de 5 a 19 anos, não vacinados ou com esquema incompleto. A vacina utilizada previne contra o sarampo, rubéola e caxumba (tríplice viral).

As estratégias de intensificação das ações de rotina são de extrema importância para ampliar a proteção da população e possibilitar a interrupção da circulação do vírus do sarampo no país. A Campanha ocorrerá em todos os 417 municípios do estado, de 10 de fevereiro a 13 de março, com o dia D de mobilização nacional acontecendo no dia 15 de fevereiro.

O sarampo é uma doença grave, que pode levar a complicações e óbito. A população-alvo deve procurar uma unidade de saúde, levando a caderneta/cartão de vacina, para que seja avaliada sobre a necessidade de tomar a vacina tríplice viral e/ou atualizar outras vacinas.

Em 2020, na Bahia, já foram notificados 12 casos de sarampo. No ano de 2019 foram 757 notificações. Ao todo, desde o início do surto, em junho de 2019, até janeiro de 2020, foram confirmados 64 casos da doença.

Brasil trará todos os brasileiros que quiserem sair de Wuhan, anuncia governo

Foto : Reprodução/Youtube.

Os ministérios da Defesa e das Relações Exteriores informaram ontem (2), em nota, que o governo vai trazer de volta ao Brasil todos os brasileiros que desejam retornar da cidade de Wuhan, local mais afetado pela epidemia de coronavírus na China. Um grupo chegou a gravar um apelo ao presidente Jair Bolsonaro por ajuda para sair do país.

Quando chegarem ao Brasil, esses cidadãos serão submetidos a quarentena “de acordo com os procedimentos internacionais, sob a orientação do Ministério da Saúde.”

A Força Aérea Brasileira vai elaborar o plano de voo da aeronave que será enviada à China, que será “possivelmente fretada”.

Detalhes como a data e o itinerário ainda não foram divulgados. A Embaixada do Brasil em Pequim ficará responsável por esses trâmites, conforme o governo.

Fonte: Metro1.

Brasil tem 9 casos suspeitos de coronavírus

Imagem: Reprodução.

Fonte: Agência Brasil

O Ministério da Saúde informou ontem (29) que existem nove casos considerados suspeitos de coronavírus no Brasil. Em São Paulo, há três casos; em Santa Catarina, dois; e nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Ceará, um em cada. Até o momento, o ministério foi notificado de 33 suspeitas de casos. Após testes para vírus mais comuns e verificações, 24 pacientes foram descartados para coronavírus.

Um caso é tratado como suspeito se a pessoa esteve na China nos últimos 14 dias e apresentou tosse e febre ao retornar. Neste caso, o paciente é colocado em isolamento e são realizados testes para checar, primeiro, se o que essa pessoa tem é influenza ou outra gripe. Caso os exames não acusem essa possibilidade, é feito o teste para coronavírus.

No momento, apenas o primeiro caso suspeito, da estudante de Minas Gerais, está na etapa de teste para coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, é possível que o resultado do teste seja conhecido na próxima sexta-feira (31).

Atualmente, 6.065 casos de coronavírus foram confirmados em todo mundo, sendo 5.997 somente na China, onde 132 pessoas já morreram. Não houve ainda nenhuma morte em outros países.

Bahia não possui caso suspeito de coronavírus

Crianças com máscara em meio a surto de coronavírus na China Tyrone Siu/Reuters

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) nega a informação sobre a existência de caso suspeito de infecção pelo coronavírus no estado da Bahia.

Em 28 de janeiro, foi notificada a existência de um paciente internado no município de Jacaraci com quadro de infecção respiratória e história de viagem ao Japão, com escala na China. O paciente foi transferido para o Instituto Couto Maia, referência estadual em doenças infecciosas, e a avaliação inicial não preenche critérios para enquadrar como caso suspeito de infecção pelo coronavírus.

Todas as medidas habituais de isolamento para casos suspeitos de infecção por vírus do grupo influenza (H1N1, H3N2, Influenza B) estão sendo tomadas. Ressalta-se que apenas no ano de 2019 foram confirmados na Bahia 1.821 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por vírus respiratórios, com 132 óbitos. Toda a rotina laboratorial para diagnóstico de casos semelhantes está sendo conduzida pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA).

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão: (mais…)

Teve início consulta pública da Anvisa sobre rótulos em alimentos

Arquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) abriu nesta ontem (23) uma consulta pública sobre rótulos de alimentos. O objetivo desta fase, que vai até 6 de novembro, é receber contribuições para ajudar na decisão final da agência sobre qual o modelo será adotado.

Entre outras coisas, a Anvisa propõe que os fabricantes tornem mais legíveis os dados nutricionais de seus produtores, adotando um modelo de rótulo frontal para os alimentos com alto teor de açúcar adicionado, gordura saturada ou sódio – ingredientes associados a algumas das principais doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão.

Os limites a partir dos quais a presença destes ingredientes configurará “alto teor” serão estabelecidos pela Anvisa e, pela proposta inicial, deverão ser adotados em duas etapas – com prazo de 42 meses até a completa implementação da medida. (mais…)

Portaria suspende transferência de recursos para nove cidades baianas

Municípios estão irregulares na alimentação de sistemas. (Foto: Flávio Tavares)

Uma portaria do Ministério da Saúde publicada no Diário Oficial de hoje (23) suspende a transferência de recursos para municípios em situação irregular na alimentação de sistemas de informação da pasta. Nove deles estão na Bahia.

Capim Grosso, Catu, Itaberaba, Jeremoabo, Luís Eduardo Magalhães, Rio Real, São Sebastião do Passé, Serra do Ramalho e Simões Filho integram a lista.

Cidades dos estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Goiânia, Minas Gerais, entre outros, também deixarão de receber os recursos.

Os recursos são oriundos do Piso Fixo de Vigilância em Saúde (PFVS) e do Piso Variável de Vigilância em Saúde (PVVS) do Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde.

De acordo com portaria, os municípios estão irregulares na alimentação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (Sinasc) e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), de acordo com monitoramento no mês de agosto deste ano.

Doença transmitida por pombo mata dois homens em São Paulo

Dois homens morreram em decorrência da criptococose, conhecida como “doença do pombo” em Santos, no litoral paulista.

O empresário José Wilson de Souza, 56, e o cinegrafista Mauro Sérgio Senhorães, 43, tratavam da doença havia cerca de quatro meses e tiveram os mesmos sintomas: dores de cabeça fortes, sinais de febre, tonturas e cansaço. A suspeita inicial era de outras doenças, mas o quadro de saúde de ambos piorou com o tempo.

A prefeitura de Santos confirmou que o diagnóstico de ambos era a “doença do pombo”. Souza foi internado na Santa Casa da cidade no dia 6 de julho após sofrer um AVC (acidente vascular cerebral) e ficar em coma. Ele morreu 12 dias depois. Senhorães morreu no dia 26, na Beneficência Portuguesa.

A Secretaria de Saúde de Santos diz que, até a morte dos dois homens, não tinha conhecimento dos casos pois a doença não está na lista de notificação obrigatória pelos hospitais. Segundo o Ministério da Saúde, a criptococose não é transmissível entre seres humanos nem de animais para homens.

A Prefeitura de Santos afirmou que, para prevenir a doença, promove a limpeza de fezes de pombos em locais públicos e realiza eventos educacionais para instruir a população. Informações do UOL.

Morre mulher que esperou 1 semana por cirurgia de emergência no Hospital Costa do Cacau

Jandalmira faleceu aos 64 anos. Foto: arquivo familiar/Facebook.

Faleceu na manhã desta sexta-feira, 09, a senhora Jandalmira Teixeira Costa do Nascimento, de 64 anos, devido a um aneurisma cerebral.

O caso dela foi noticiado com exclusividade pelo BG no dia 27 de julho. A crise que a levou para a emergência do Hospital Costa do Cacau aconteceu no dia 20 de julho, e segundo familiares, devido à falta de material cirúrgico ela só foi operada após 7 dias (relembre aqui).

Como os parentes demonstraram receio de represálias, optamos por não identificá-la e revelamos apenas as letras iniciais do primeiro nome e do último sobrenome.

Internada na UTI semi-intensiva desde a data da operação (27 de julho), dona Jandalmira não resistiu e faleceu.

Não podemos afirmar que o período de espera, também confirmado por funcionários do hospital, contribuiu para o triste desfecho. Tentamos ouvir um especialista, mas não conseguimos obter considerações.

O corpo está sendo velado no SAF da Conquista.

O BG presta condolências à família neste momento doloroso de grande perda.

Mantivemos contato com a assessoria de comunicação do hospital, mas não conseguimos resposta.