Rui volta a atacar Prisco, pede intervenção do MP e MPF e diz que ‘greve só está no zap’

Rui Costa. Foto: Ascom.

Fonte: Bahia Notícias

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disparou novamente contra o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), que deflagrou uma greve de policiais militares do estado nesta terça-feira (8).

“Não há nenhuma ocorrência de adesão em todo o Estado. Nenhum policial deixou de comparecer ao serviço de ontem para hoje. A greve só está no ‘zap’ que ele [Prisco] organiza”, disse, durante inauguração da nova UTI Infantil Cardiológica Cirúrgica do Hospital Ana Nery, na manhã desta quarta (9).

Rui disse que quer “mãos firmes” do Ministério Público estadual e federal para punir o parlamentar. “São atitudes criminosas de quem quer constranger e amedrontar. Não vamos ficar de joelhos para criminosos”, disse.

O governador ressaltou ainda que “policial com ‘P’ maiúsculo não comete homicídio e não atira em vidraça de bancos”. O chefe do Executivo baiano discordou de que Salvador esteja amedrontada com a possível greve e pediu para a imprensa adotar um lado.

“Saí e não vi nenhuma loja fechada. A imprensa tem que escolher de que lado vai ficar: do crime ou do lado da sociedade. Devíamos ter condenação expressiva da sociedade a esse tipo de manipulação politica-partidária, medíocre, [de] colocar refém as pessoas”, completou.

Governador determina promoção de 487 alunos formados da PM

Foto: Secom-BA.

O governador Rui Costa determinou a adoção de todas as medidas e esforços necessários para a implantação imediata das promoções e o pagamento retroativo de 487 soldados da Polícia Militar que concluíram o curso de formação em maio deste ano. A determinação foi encaminhada imediatamente após o governador ser comunicado que, em decorrência do grande volume de procedimentos operacionais, estes servidores ainda estavam recebendo suas remunerações como aluno soldado.

A Secretaria da Administração do Estado (Saeb) fará o pagamento da diferença salarial retroativa ao dia 31 de maio deste ano, data em que estes policiais concluíram o curso de formação da PM. A promoção destes servidores é obrigatória após o término do curso e será efetivada neste mês de agosto.

Guarda Civil de Ilhéus participa de seminário nacional em Brasília

Leonardo Bandeira, comandante da Guarda Civil de Ilhéus, no centro da imagem. Foto: Secom/Ilhéus.

O I Seminário Nacional de Guardas Municipais, ocorrido na última semana, em Brasília (DF), reuniu cerca de 140 gestores das principais guardas municipais do País, para discutir, durante os dias, o fortalecimento do segmento. Promovido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o evento elaborou um diagnóstico sobre a situação da segurança nos municípios. O comandante da Guarda Civil de Ilhéus, Leonardo Bandeira representou o município, acompanhado do secretário administrativo da corporação, Andressohn Almeida.

O seminário nacional contou com a participação do secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo. Também na pauta dos assuntos discutidos, a capacitação de profissionais em parceria com os Institutos Federais de Tecnologia, além da reformulação da matriz curricular nacional de formação, captação de recursos, papel dos municípios no Sistema Único de Segurança Pública (Susp), apresentação do programa BNDES Pro-Segurança e propostas de alterações legislativas pertinentes.

O comandante da GCM de Ilhéus, Leonardo Bandeira, acompanhou as discussões e estratégias na capital federal, e destacou a relevância da proposta de realizar um diagnóstico na aplicação das políticas de segurança pública nacional.  Na sua opinião, “pela primeira vez na história do nosso País, o governo federal convoca os comandantes da Guarda Civil Municipal dos municípios brasileiros para debater e propor uma nova modalidade de segurança pública para a nação”, comemorou.

(mais…)

Autoridades de Uruçuca discutem segurança pública com major da PM

Prefeito de Uruçuca, vereadores e o major Hosannah. Foto: Ascom.

O prefeito Moacyr Leite, acompanhado de vereadores, recebeu em seu gabinete, na quarta-feira, 8, o Comandante da 72ª Companhia Independente de Polícia Militar de Itacaré, o major Hosannah Santos Rocha.

Diante dos últimos acontecimentos ocorridos na região, o major Hosannah foi convidado pelo prefeito e pela presidente da Câmara de Vereadores, Magnólia Barreto, e demais vereadores, para participar de uma reunião com o prefeito e tratar sobre a segurança pública no município.

O major Hosannah ouviu as reivindicações de todos sobre a repressão a roubos e furtos. Todos concordaram quanto a importância de trabalhar junto com as forças de segurança para vencer a violência crescente em todo pais.

O major garantiu que vai organizar uma operação com um número considerável de efetivos para atuar em Uruçuca nos próximos dias. Ele ressaltou a importância da população registrar Boletim de Ocorrência (o que não tem acontecido), pois garante que os órgãos envolvidos na prevenção do crime possam atuar e aperfeiçoar suas ações e a importância de que os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário devem estar de mãos dadas com a comunidade trabalhando junto com as forças de segurança para vencer o quadro de criminalidade no município.

O prefeito Moacyr mais uma vez solicitou um aumento do efetivo nas escalas direcionadas para a Sede do município e do Distrito de Serra Grande, visando aumentar a segurança, assim inibindo possíveis eventualidades, e enfatizou que no que depender e estiver ao alcance do Poder Executivo estará pronto a atender.

Governo do Estado vai pagar R$ 35,5 milhões a policiais por redução de mortes

Fotos: Alberto Maraux.

Policiais militares, civis e técnicos que contribuíram diretamente para a diminuição de 16% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte – na Bahia, receberão uma gratificação de R$ 35,5 milhões do Governo do Estado. O valor faz parte do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), ação de reconhecimento e com caráter motivacional promovido pela Secretaria da Segurança Pública.

O período analisado para pagamento da gratificação foi o segundo semestre de 2018, comparado ao mesmo período do ano anterior. A Bahia ficou com diminuição de 16%, representando em números absolutos 2.542 ocorrências no ano passado, contra 3.025 em 2017. Salvador, Região Metropolitana e Interior fecharam com quedas de 22,9%, 20,6% e 12,5%, respectivamente.

Na total serão contemplados 24.222 servidores, sendo 19.459 da PM, 3.668 da PC, 753 do DPT e 342 de unidades diretamente ligadas a SSP. O valor mínimo pago será de R$ 371 e o máximo de R$ 2.476.

“Mais uma etapa desta ferramenta que reconhece os esforços de cada servidor policial e também motiva para que o trabalho continue de forma incessante. Conquistamos uma grande redução em 2018 e, este ano, precisaremos redobrar as ações para garantirmos novo decréscimo”, comentou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Da Secom/BA.

Minitrio do Dilazenze foi barrado na Soares Lopes; PM diz que bloco desrespeitou horário

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

No último domingo, 3, por volta das 21h45min., a Polícia Militar impediu que o minitrio do Grupo Cultural Dilazenze prosseguisse com o bloco pela Avenida Soares Lopes.

A ação da PM rendeu reclamações e vaias, pois o Dilazenze agradava o público com um desfile de carnaval organizado e digno das tradições da cultura afro-brasileira. Mãe Ilza Mukalê, 85 anos, sacerdotisa e referência principal do grupo, estava no minitrio. Leitores do BG disseram que “a polícia calou a voz do bloco”.

Contudo, segundo informações do major Robson e do capitão Lima Junior, comandantes da 68º CIPM, o bloco não cumpriu acordo estabelecido entre a Prefeitura de Ilhéus, Ministério Público da Bahia e as entidades carnavalescas. Ficou previsto que os desfiles aconteceriam das 15 às 22 horas com total apoio da PM na segurança.

Segundo os oficiais, o comando da corporação não autorizou o pagamento de horas extras para os soldados que trabalharam em Ilhéus, por isso, o horário limite foi avisado com antecedência. O efetivo pequeno, situação comum no interior da Bahia durante o carnaval, também limitou o trabalho.

De acordo com o capitão Lima Júnior, em respeito ao desfile cultural do Dilazenze foi permitido que o grupo concluísse o roteiro com os instrumentos de percussão e todas as alas, mas sem o equipamento de som. Diretores do bloco admitiram que atrasaram o cortejo devido a problemas internos de organização.

No vídeo abaixo, um integrante do Dilazenze reconhece a compreensão da PM ao deixar o bloco concluir o desfile.

Folião poderá registrar ocorrências na Delegacia Digital

Foto: Ascom/Polícia Civil.

Um site autoexplicativo e que pode ser acessado de qualquer computador para registrar furtos, perdas ou extravios de documentos e objetos, durante o Carnaval, é o serviço oferecido pela Delegacia Digital aos foliões.

Acessando o site Delegacia Digital o cidadão pode garantir de maneira simples e prática o registro da sua ocorrência e, em até 24 horas, receber a confirmação que chega ao e-mail do usuário.

Para a coordenadora da unidade, delegada Célia Miranda, a praticidade de não precisar se deslocar até uma delegacia física é a maior vantagem da ferramenta. “As ocorrências da Delegacia Digital seguem automaticamente para a unidade policial localizada na área do fato”, explicou a delegada.

É permitido filmar uma ação policial?

Por Felipe Rocha de Medeiros, publicado no site Jusbrasil.

As mudanças que a tecnologia acarreta continuamente na sociedade são tão abruptas que, em alguns casos, geram conflitos e dúvidas nos diferentes estratos sociais. Vivemos em uma época na qual cada pessoa é o seu próprio veículo de comunicação. Um vídeo despretensioso pode se tornar viral e se espalhar pelo mundo em questão de segundos. Na mesma velocidade, a reputação de uma pessoa pode ser destruída para sempre. Por esse motivo, é uma época perigosa para quem filma e para quem é filmado.

Somado a isso, a população tem um acesso cada vez maior a informações e, consequentemente, se torna mais consciente de seus direitos. Se torna consciente ainda sobre o poder que detêm na palma de sua mão. Atualmente, a primeira resposta à uma violação de direitos, é filmar ou gravar para obtenção de provas. Esse é um comportamento cada vez mais comum e que apresenta uma eficácia probatória enorme. Se antes a confissão era considerada a rainha das provas, hoje com certeza é o vídeo.

As filmagens se tornam ainda mais instintivas quando estamos nos defrontando com uma violação de direitos perpetrada pelo Estado. Se os funcionários públicos possuem presunção de legitimidade e veracidade em seus relatos, quem vai acreditar em nossos relatos?

Por esse motivo, se espalharam pela internet inúmeros vídeos que demonstram policiais cometendo abusos de autoridade das mais diversas ordens. Em alguns desses vídeos, é possível observar que alguns impedem as filmagens sob o pretexto de que seu direito à imagem estaria sendo violado.

Outros simplesmente alegam que é necessária autorização. Para entender melhor ou apenas para ver um exemplo concreto, peço que o leitor interrompa um pouco a leitura e veja o vídeo que está no final do artigo (o vídeo é um exemplo prático muito rico e que tem potencial para várias discussões que não podem ser limitadas à um único artigo).

Mas afinal, o que é esse direito tão alegado pelos policiais do vídeo? O direito à imagem é previsto principalmente no art. 5º, X da Constituição Federal e art. 20 do Código Civil. Veja-se:

X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

(..)

Art. 20. Salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais.

(mais…)

TRIO QUE FURTOU EM CONDOMÍNIO É PRESO EM ARRAIAL D’AJUDA

Dois integrantes do trio. Foto: Polícia Civil.

Três homens que participaram de um furto no dia 5 de setembro num condomínio na Estrada da Balsa, em Arraial D’Ajuda, foram presos por investigadores da Polícia Civil.

Cássio Soares Souza e Sávio Souza Portugal, presos na quarta-feira, 3, romperam a cerca elétrica do muro que rodeava o conjunto habitacional e subtraíram aparelhos eletrônicos de três imóveis.

A dupla estava junto com Altieres Alves de Souza preso na segunda-feira, 01, em Itabela.

Três aparelhos de TV e um som portátil foram recuperados pela polícia.

“ATUAL GOVERNO ESTÁ REFÉM DOS BANDIDOS”, AFIRMA ZÉ RONALDO

Foto: Ascom/Zé Ronaldo.

A maioria dos estudiosos do setor de segurança pública no Brasil considera que a questão da violência é conjuntural e que não será resolvida num toque de mágica no curto prazo. O candidato ao governo do estado Zé Ronaldo (DEM) discorda dessa tese, afirmando que essa é a justificativa para não se fazer nada, principalmente na Bahia. “O atual governo está refém dos bandidos e não esboça nenhuma reação”, diz Zé Ronaldo.

O ex-prefeito de Feira de Santana propõe ações, em curto prazo, que vão diminuir os números da violência já nos primeiros seis meses de seu eventual governo. Zé Ronaldo diz que vai criar uma força-tarefa especial para retomar territórios ocupados por facções criminosas em todo o estado.

“Hoje há municípios que não têm sequer uma agência bancária por absoluta falta de segurança. Em meu governo uma ação imediata será a criação de unidades policiais de resposta rápida, equipadas com motocicletas nas maiores cidades da Bahia”, diz Zé Ronaldo, acrescentando que vai fortalecer as delegacias territoriais em todo o estado e modernizar a polícia rodoviária estadual para reprimir o tráfico de armas nas fronteiras do estado.

Zé Ronaldo diz também que há várias experiências bem-sucedidas de combate ao crime que foram realizadas no Brasil e no mundo e que essas melhores práticas serão trazidas para a Bahia. “Claro que há especificidades de cada município e que tudo precisa ser bem avaliado e adaptado à nossa realidade.

Em São Paulo o uso de sistemas digitais como o infocrim e o detecta ajudaram a reduzir o número de homicídios de 15 mil para três mil. Vamos avaliar se esses sistemas poderão ser adotados na Bahia com a mesma eficácia”, informa Zé Ronaldo, garantindo que soluções existem e que não vai deixar como está para ver como é que fica, como faz o atual governador da Bahia.

MAIS DE 22 MIL POLICIAIS RECEBEM PRÊMIO PELA REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

Foto: Alberto Maraux.

Da SSP/BA.

Mais de R$ 22 milhões serão pagos a 22,5 mil policiais baianos que alcançaram redução de 6% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), no primeiro semestre de 2018. O Prêmio por Desempenho Policial (PDP) é uma ação que valoriza e incentiva o trabalho das forças de segurança. 

Homicídio doloso, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte tiveram quedas de 6,8% na Bahia, na comparação entre o primeiro semestre de 2018 e o do ano anterior. Analisando as macrorregiões, Salvador fechou com menos 12,4%; região metropolitana com decréscimo de 12,9%; e o interior do estado com redução de 3,8%.

Os números do semestre, divulgados anteriormente em coletiva, serão publicados na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (29). Em cerca de 15 dias, será divulgada, no mesmo veículo de comunicação, a lista com as unidades das polícias Militar, Civil e Técnica que receberão o PDP.

ÂNGELA SOUSA BUSCA MELHORIAS NA SEGURANÇA PÚBLICA

Ângela Sousa, Coronel Antonio Reis e o vereador Diga Diga, de Itapetinga.

Em audiência com o subcomandante geral da Polícia Militar baiana, coronel Antônio Reis, na última quarta-feira (6), a deputada estadual Ângela Sousa reforçou o pedido de viaturas policiais para combater a criminalidade nos municípios de Barro Preto, Canavieiras, Floresta Azul, Ibicaraí, Iguaí, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itapetinga, Itapitanga, Itapé, Una, Uruçuca e Wenceslau Guimarães.

Na oportunidade, a parlamentar ressaltou o empenho do governador Rui Costa no reforço expressivo para melhoria da qualidade dos serviços de segurança prestados à população baiana. Ângela Sousa frisou que, somente no último mês de maio, o governador realizou a entrega de 461 viaturas à corporação, representando um investimento de mais de R$ 31 milhões.

Fico feliz em ver o nosso governador Rui tão preocupado e atento à segurança pública de nosso Estado, garantindo melhores condições de trabalho para os profissionais da área e mais estrutura para as instituições”, afirmou a deputada.

RONDA MARIA DA PENHA

Ainda durante o encontro, na sede do Comando Geral da PM, a deputada Ângela e o vereador de Itapetinga, Diego Rodrigues, conhecido popularmente como Diga Diga, solicitaram a implantação de uma sede da Ronda Maria da Penha no município, para atuar no enfrentamento à violência doméstica e familiar.

Ângela Sousa considera a ronda uma ferramenta importante para interromper o ciclo de violência que assola a população. “O Governo do Estado tem sido bastante atuante, buscando fortalecer a rede de atendimento às mulheres em estado de violência, e acredito que a instalação de uma sede do Ronda Maria da Penha em Itapetinga irá colaborar com esse enfrentamento”, afirmou.

ACUSADO DE MATAR ENFERMEIRA EM ITABUNA É PRESO EM SÃO PAULO

Jefferson Costa Nascimento. Imagem: PFR.

Na madrugada dessa quinta-feira (11), na cidade de São José do Rio Preto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu Jefferson Costa Nascimento, que estava com um mandado de prisão em aberto por suspeita de latrocínio.

Jefferson era procurado pela morte de um enfermeira da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O mandado de prisão foi solicitado à Justiça pela 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna).

 A PRF já estava monitorando Jefferson desde terça-feira (10), quando ele fugiu para Vitória da Conquista e de lá embarcou com destino a São Paulo.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, André Aragão, o acusado foi reconhecido por testemunhas como o responsável pelo morte da enfermeira Maria Ferreira.

Ele será levado para o município de Itabuna.

Uma câmera de segurança registrou a agressão contra a enfermeira, que seguia numa motocicleta e caiu. Ao cair, Maria bateu a cabeça na calçada. A lesão causou a sua morte. Assista o vídeo.

ILHÉUS TEM DOIS TIROTEIOS EM MENOS DE DOZE HORAS

Ontem, a ponte Lomanto Junior e a Avenida Itabuna viraram palco da violência.

No fim da manhã de ontem (10), um internauta registrou em vídeo o momento em que policiais perseguiram bandidos na ponte Ilhéus-Pontal. Um homem que testemunhou o episódio conta que o motorista do carro em fuga fez uma manobra arrojada, em marcha à ré, para seguir na direção da zona sul da cidade – veja aqui.

Ainda nessa terça-feira, por volta das 20 horas, outro ato violento abalou o espaço público de Ilhéus. Dessa vez, na Avenida Itabuna, perto do posto de combustíveis Dom Eduardo, onde bandidos atiraram contra um homem, mas, segundo testemunhas, não o atingiram. Os autores dos disparos estavam num carro e fugiram pela Avenida Ubaitaba.

A Polícia Militar reforçou o policiamento na área. Ontem, às 22h30min, o Blog do Gusmão passou pela Avenida Itabuna. Uma viatura da PM estava parada em frente à Faculdade Madre Thaís.

OPOSIÇÃO DIZ QUE RUI COSTA NÃO COMBATE A VIOLÊNCIA

Governador Rui Costa. Foto: Mateus Pereira/ GOVBA
Governador Rui Costa. Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

Após a Bahia aparece como um dos estados com mais municípios violentos do Brasil, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), os parlamentares da oposição afirmaram que Rui Costa (PT) negligencia a segurança pública e deixa os baianos nas mãos dos bandidos.

Em discurso no plenário, o deputado Adolfo Viana (PSDB) afirmou que “é absurda a posição da Bahia no mapa da violência. Há muito tempo que temos mostrado que o governo prioriza apenas a propaganda, omitindo a triste realidade do nosso estado”.

Na pesquisa do IPEA, Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, aparece como o segundo município mais violento do país.