Cadastro que bloqueia ligações das operadoras de telefonia começa a funcionar

Site está disponível na internet. Imagem extraída da página.

Já está disponível o site naomeperturbe.com.br que permite o consumidor bloquear ligações incômodas das empresas de telecomunicações . Com o número do CPF do titular da linha em mãos é possível cadastrar o telefone para não mais receber chamadas indesejadas das empresas: Algar, Claro, Oi, Nextel, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo .

O sistema permite bloquear as ligações tanto por operadora como por tipo de serviço — telefonia fixa, celular, internet e TV por assinatura. A Anatel vai monitorar o cumprimento dos bloqueios. Em caso de desrespeito poderão ser aplicadas as multas previstas nas regras da reguladora que podem chegar a R$ 50 milhões, de acordo com a gravidade.

Segundo a Anatel, estudos de mercado estimam que ao menos um terço das ligações indesejadas no Brasil tem por objetivo a venda de serviços de telecomunicações.

Saiba como funciona o cadastro

Onde cadastrar

O site naomepertube.com.br entra no ar na terça-feira, dia 16, ainda sem hora marcada. Informando o número do CPF do titular da linha, o usuário vai poder cadastrar quantas linhas tiver em seu nome para não receber chamadas de telemarketing.

Quem pode ser bloqueado

A proposta é que se possa bloquear as ligações de uma operadora, várias ou todas. Também deve ser oferecida a possibilidade de bloqueio por tipo de serviço (telefonia fixa, celular, internet e TV por assinatura). Não se sabe se todas as funcionalidades estarão disponíveis já na terça-feira. Vale lembrar que o cadastro só é válido para chamadas feitas por empresas de telecomunicações.

Prazo para bloqueio

Após o cadastro do número, haverá um prazo para início do bloqueio efetivo, estimado em 30 dias.

Dias e horários

As empresas do setor se comprometeram a realizar ligações em dias úteis entre 9h e 21h, e nos sábados das 10h às 16h. Estão proibidas as chamadas para oferta de serviços em feriados nacionais e aos domingos.

Limites

Na carta-compromisso assinada pelas empresas, cada operadora pode fazer até três ligações por dia para o consumidor, salvo aquelas por solicitação ou com autorização do usuário.

Ligações que caem

A Anatel estuda como combater as ligações mudas, feitas por robôs, que caem quando o consumidor atende, mesmo que originadas por outros setores.

Com informações de O Globo.

SOMOS QUASE OS MESMOS E VIVEMOS COMO OS ANCESTRAIS

Por Malu Fontes

As notícias que chegam diariamente via televisão, jornais e internet sobre o admirável mundo novo da ciência e da tecnologia embalam o sonho de que a civilização, sobretudo a que habita os países mais ricos do mundo, estão prestes a habitar uma civilização que controlará a natureza graças aos mecanismos sofisticados de uma revolução científica sem precedentes que são anunciados todos os dias. No entanto, o poder da ciência é tão real quanto mítico e basta um dar de ombros da natureza, através de uma placa tectônica que sustenta uma das nações mais ricas e tecnológicas do mundo, o Japão, para ver o mundo civilizado comportando-se com o mesmo terror que deve ter sido experimentado pelos ancestrais diante dos dilúvios bíblicos creditados à ira divina.

O Japão, a nação que até um par de dias atrás era a segunda mais rica do mundo e acabou de descer um degrau, empurrada pela China, assombra o mundo há uma semana com uma catástrofe de consequências jamais vistas e cuja fórmula tem como ingredientes básicos os quatro elementos essenciais da natureza: água, terra, fogo e ar. O país amanheceu rico, orgulhoso de ser não apenas a terceira economia do mundo, mas o de ser o grande exportador de tecnologia de ponta, super bem sucedido no uso da energia nuclear, com quase 60 usinas nucleares em funcionamento, além de ser o mais bem preparado do mundo para lidar com terremotos. O Japão que anoiteceu foi um outro país, com parte de seu território destroçado, com vastas regiões devastadas, cidades transformadas  em ondas gigantescas de lama e entulho formadas por casas destruídas flutuantes, carros, barcos, pontes, árvores.

(mais…)

PRÉDIO DA OI PEGA FOGO E AFETA SERVIÇOS

A fumaça no prédio ainda podia ser vista por volta das 16h. Foto: Izabel Silva

Um incêndio de grandes proporções atingiu o almoxarifado e a sala de baterias da Central Telefônica da Empresa de Telecomunicações OI, no bairro do Itaigara, em Salvador, provocando uma pane nos serviços de telefonia fixa e celular, além de queda na conexão com a internet oferecida pela telefonia.

Até mesmo empresas de grande porte foram afetadas pela pane no sistema da Oi. O serviço de comunicação com o público da Coelba ficou inacessível durante boa parte do dia. Números de emergência como o do Samu 192 e da polícia  também ficaram fora do ar por conta do incêndio.

O comércio também foi afetado, pois as máquinas de cartão de crédito não puderam ser utilizadas, já que utilizam linha telefônica para operar.

Com informações do Tribuna da Bahia.

REVISÃO DO REGULAMENTO DA TELEFONIA FOI APROVADA

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou ontem (16) a revisão do regulamento do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC). A  proposta teve o objetivo de simplificar o regulamento atual e dar maior convergência ao serviço.

Dentre as mudanças, a inserção da regra expressa de que o usuário tem o direito de pedir o detalhamento da conta da sua fatura de telefone. Ao ligar para a empresa, o consumidor passará a receber a fatura detalhada todo mês. A operadora terá ainda a obrigação de disponibilizar pela internet o detalhamento da fatura. A simplificação das regras de cobrança e aperfeiçoamento das regras de atendimento do usuário foram alteradas. Nesse quesito, o prazo para suspensão do serviço passa de 90 para 60 dias.

(mais…)