JABES COLOCOU O TURISMO EM ÚLTIMO PLANO

Jabes não acredita no turismo e Alcides não sabe o que é planejamento.
Jabes não acredita no turismo e Alcides não sabe o que é planejamento.

Por Emílio Gusmão

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, acredita em modelos de crescimento econômico exógenos.

Isso acontece quando uma pequena cidade do interior atrai, por meio de incentivos fiscais, fábricas desconectadas das atividades econômicas típicas da região.

Seria um bom exemplo, se de repente, Ilhéus atraísse fábricas de calçados e siderúrgicas. Foi assim quando o ex-governador Paulo Souto (DEM) atraiu dezenas de montadoras de equipamentos de informática para a cidade do cacau. Hoje, o polo de informática é um centro de falências, já que os incentivos foram embora.

Jabes acredita nisso. Em seus discursos fundamentados em conceitos antigos, percebe-se que ele gostaria de tornar Ilhéus um polo siderúrgico, fomentado pelo Porto Sul.

Enquanto isso, sua quarta gestão despreza o que temos de melhor e mais original: nossas belezas naturais e nosso legado cultural.

O prefeito não acredita no turismo. Prova disso foi a nomeação de Alcides Kruschewsky para comandar a secretaria.

Kruschewsky é um ilustre ignorante na área. Quando se expressa sobre o tema, fala bonito e nada diz.

Passados 10 meses, a secretaria de turismo sequer desenvolveu um planejamento para o setor.

No livro Planejamento Econômico do Turismo, Venancio Bote Gomez afirma que “o planejamento como previsão ou antecipação do que vai acontecer, consiste em um amplo estudo do mercado sobre todos os aspectos da atividade turística e suas relações com o resto da economia mundial. Por este caráter de previsão, o plano foi definido como um antiazar”.

Amigo visitante, guarde o termo “antiazar”.

Recentemente, foi divulgada a notícia de que alguns transatlânticos não poderão atracar no Porto do Malhado devido à altura insuficiente do calado. Uma dragagem que resolveria o problema foi paralisada pelo Ibama.

No rádio, durante entrevistas, o secretário de turismo Alcides Kruschewsky demonstrou ter sido pego de surpresa.

Tornou evidente a ausência de planejamento, de estudos que propiciassem medidas “antiazar”.

Afilhado político do secretário estadual de turismo, Domingos Leonelli, Alcides transformou a secretaria em um núcleo de produção de eventos “duvidosos”.

Provisoriamente instalado no prédio da secretaria de cultura, o responsável pelo “não-planejamento” do turismo permanece distante, a centenas de léguas da cultura local. O mirante de Olivença, local privilegiado e de sua rotina, lhe enche os olhos, mas, não lhe dá inspiração.

Este é o resultado de mais uma nomeação política feita por Jabes Ribeiro.

TURISMO: PAI CIDÃO NA CORDA BAMBA

alcides_em_claro

Em janeiro desse ano, a nomeação de Alcides Kruschewsky (Pai Cidão) para a secretaria de turismo de Ilhéus pegou muitos de surpresa.

O próprio dizia que não tinha “a cara do turismo”, demonstração clara de que era um “ilustre ignorante” na gestão da atividade econômica.

O prefeito Jabes Ribeiro justificou o “encaixe” alegando a conjuntura estadual. O secretario de turismo da Bahia, Domingos Leonelli, pertence ao PSB, mesmo partido de Alcides.

Passados 10 meses, a organização do turismo na cidade continua estagnada. Até agora, o secretário não apresentou sequer um planejamento para o setor.

A pasta foi transformada em um núcleo de produção de eventos de qualidade questionável, em parceria com prestadores de serviços preferenciais (alguns podem somar muito).

Para Alcides, turismo pode ser traduzido em shows. Passa longe de sua mente, a valorização da cultura local como atributo indispensável ao fomento.

Mas a vida segue.

O ex-presidente Lula exige o isolamento do PSB nos estados. O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), cresceu bastante após a aliança com Marina Silva.

O longo casamento entre o PT e o PSB chegou ao fim.  A senadora Lídice da Mata dá a entender que a aliança se manterá na Bahia, desde que ela seja a candidata oficial do governador.

A hipótese é completamente improvável. O candidato de Jaques Wagner, para perder ou ganhar, será Rui Costa.

Aos poucos, a dinâmica da política desmonta o cenário que sustenta Pai Cidão na secretaria de turismo.

O prefeito Jabes Ribeiro, com o pragmatismo que lhe é peculiar, terá motivos de sobra para fazer uma mudança na pasta.

O PMDB do vice-prefeito Cacá Colchões está de olho, já que o Ministro do Turismo, Gastão Dias Vieira, pertence ao seu partido.

TEMPORADA DE CRUZEIROS COMEÇA DIA 12 DE OUTUBRO EM ILHÉUS

Arquivo InternetA temporada 2013/2014 de paradas de transatlânticos no Porto Internacional de Ilhéus começa no próximo dia 12. Assim como nos anos anteriores, o início da temporada é aguardada com expectativa pelos ilheenses, pois a chegada dos turistas dinamiza o comércio e aquece o setor de prestação de serviços.

Até o dia 8 de abril de 2014, serão 27 paradas de navios, que deverão trazer ao município cerca de 75 mil turistas. O resultado esperado é o aquecimento da economia local e o incremento da geração de renda para a cidade.

“Só para termos uma ideia aproximada do impacto dessas visitas, cada cruzeirista gasta, em média, a cada parada, em torno de 75 dólares, garantindo mais renda para a nossa gente”, afirma o secretário de Turismo de Ilhéus, Alcides Kruschewsky.

FLUXO DE TURISMO AUMENTA 80% NA BAHIA

1-elevador-lacerdaNos últimos seis anos, os aeroportos de Ilhéus e Porto Seguro registraram 3 milhões de desembarques. Outros 19 milhões de pessoas chegaram ao estado através do aeroporto de Salvador.

Esses números representam aumento de mais de 80% no número de operações na capital, que havia registrado cerca de 11 milhões de desembarques entre 2001 e 2006.

Os dados foram divulgados pelo governador Jaques Wagner, na abertura da 41ª Feira de Turismo das Américas. Durante o evento, o governador destacou que a Bahia é o terceiro principal destino de lazer do Brasil, atrás apenas do Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo o governador, o aumento é um reflexo dos investimentos, pois nos últimos seis anos a Bahia investiu cerca de R$ 263 milhões em turismo.

OPABA E ILHÉUS PRAIA HOTEL PODEM SER LEILOADOS

opaba e praia

Dois hotéis de Ilhéus serão leiloados no dia 19 desse mês pela justiça federal, devido a pendências com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Tratam-se dos famosos Opaba Praia Hotel (do empresário Ednei Espírito Santo, próximo do Aeroporto Jorge Amado) e o Ilhéus Praia Hotel (do suíço Hans Schaeppi).

Do Opaba, 20% do empreendimento (equivalente a R$ 2 milhões) irá para o pregão. Do Ilhéus Praia, todo o prédio poderá ser arrematado. O tradicional hotel em frente à Catedral de São Sebastião foi avaliado em R$ 4 milhões.

Segundo o edital divulgado pela justiça e assinado pelo juiz federal Pedro Holliday, os dois hotéis já foram penhorados em outros processos.

Os proprietários ainda podem impedir o leilão. Para isso, eles deverão quitar as dívidas antes do evento.

Clique nesse link para ler o edital.

Atualizado às 10h26min.

Segundo informações do site Leilões Judiciais, o leilão do Ilhéus Praia Hotel foi cancelado.

A razão não foi explicada.

ILHÉUS ENTRE TURISTAS E MENDIGOS

Imagem ilustrativa da esmola dada ao pedinte.
Imagem ilustrativa da esmola dada ao pedinte.

Hoje, segundo o jornalista Aderino França, em seu Facebook, Ilhéus recebeu um grande grupo de turistas agenciados pela CVC. Evento importante para o movimento do comércio local. Contudo, o que chamou sua atenção foi a falta de guardas municipais e policiais militares no centro da cidade. O que incentivou a aproximação de pedintes.

De acordo com o jornalista, durante todo trajeto, os visitantes foram incomodados por mendigos. Principalmente, na Rua Antônio Lavigne de Lemos e na praça da Catedral de São Sebastião. Áreas importantes do turismo ilheense.

Comentário do blog.

É importante notar que, pedintes nas ruas refletem os graves problemas socioeconômicos enfrentados por muitas cidades. Ilhéus não é diferente. Mendigos são cidadãos sem acesso à cidadania. Diante dos turistas, a mão estendida é principalmente um problema da concentração de renda.

APLICATIVO COM SERVIÇOS E ATRATIVOS DA BAHIA

A partir do dia 6 de junho, quem desembarcar em Salvador e em outras cidades do estado vai contar, nos sistemas Android e IOS, com o aplicativo Guia Turismo Bahia (inglês e português), com informações sobre serviços, atrativos culturais e naturais.

Além de Salvador, inicialmente, o aplicativo também contempla as cidades de  Camamu, Cairu (Morro de São Paulo e Boipeba), Porto Seguro (sede, Arraial d’Ajuda e Trancoso), Camaçari, Itacaré, Mata de São João (Praia do Forte e Imbassaí), Santa Cruz Cabrália, Valença e Vera Cruz.

A ferramenta, desenvolvida pela Secretaria Estadual do Turismo (Setur), ajudará o turista a escolher meios de hospedagem, restaurantes, locais de compra, roteiros, espaços de lazer, serviços de transporte, dentre outras informações que foram obtidas através de um georreferenciamento feito pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) nas cidades.

De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), 10% dos turistas domésticos e 26% dos turistas estrangeiros usam a rede mundial de computadores para obter informações sobre os destinos baianos”.

Com o aplicativo, o turista poderá ver ainda as distâncias, montar um guia personalizado e fazer buscas diretas.

ALCIDES DÁ EXPLICAÇÕES SOBRE O “ALELUIA ILHÉUS FESTIVAL”

Por Alcides Kruschewsky, secretário municipal de turismo.

A respeito do “Aleluia Ilhéus Festival”

ALCIDES KRUSCHEWSKYA situação de inadimplência do município de Ilhéus perante outras instancias administrativas como a federal e estadual, o impede de realizar convênios ou de receber patrocínios diretos. Por outro lado, a realidade das finanças municipais não permite aporte de recursos do tesouro para a realização de eventos festivos, enquanto perdurar a crise, haja vista as prioridades elencadas pelo próprio governo.

Diante da decisão do governo municipal da não realização do Carnaval 2013, e atendendo às revindicações da comunidade, especialmente, do setor turístico, procuramos articular uma alternativa em evento que viesse a compensar o município no incessante esforço para desenvolver o turismo, satisfazendo principalmente os ilheenses. Foi assim, que junto a diversos outros parceiros como A Secretaria de Turismo do Governo do Estado, a Bahiatursa, Sebrae, Ceplac, Atil, Instituto Cabrunca, Instituto Nossa Ilhéus, Biofábrica, EBDA, Associação dos Ambulantes de Ilhéus, entre outros, idealizamos o Aleluia Ilhéus Festival, a ser realizado entre os próximos dias 28 a 31 de março, envolvendo uma feira de artes integradas e negócios, que será instalada na Praça da Catedral e trecho da Avenida Soares Lopes.

A concretização do evento só seria possível através de uma organização apta a realizar o evento, captando patrocínios e expositores. Assim, a Associação do Turismo de Ilhéus (Atil), instituição idônea que reconhecidamente representa o setor turístico na nossa cidade, com relevantes serviços prestados à sociedade, disponibilizou-se e requereu ao município autorização para realizar o evento idealizado, em praça pública, em parceria com a Prefeitura de Ilhéus e outras instituições.

À proposição, consultou-se o jurídico da prefeitura que opinou favoravelmente ao pleito por havê-lo como legal, sobretudo quando não envolve recursos públicos municipais. Contudo, o evento está sendo supervisionado pela Secretaria Municipal do Turismo.

O Aleluia Ilhéus Festival terá o seu custeio bancado via patrocínios diretos à entidade realizadora, de órgãos estaduais e organizações privadas, além de vendas de estandes para expositores diversos, entre outras colaborações. Desta forma, não cabe a exigência legal de certame licitatório.

Ilhéus, 20 de março de 2013.

Comentário do blog.

Alcides informa que a ATIL, presidida pelo publicitário Marcos Lessa, organiza o evento. Mas não informa que a M21, agência de publicidade de Marcos Lessa, também está na organização do “Aleluia Ilhéus”. 

O blog deixa mais perguntas.  Nesse duplo vínculo do publicitário há falta de ética? Isso é normal? Caso não seja, a secretaria de turismo não deve se envolver por se tratar de uma questão relacionada à ATIL?

SOBRE O ALELUIA ILHÉUS FESTIVAL

Por Alcides Kruschewsky Neto

ALCIDES KRUSCHEWSKYO evento que pretendemos realizar na Semana Santa, de 28 a 31 de março, está em consonância com a determinação do governo municipal quanto a gastos com recursos do município, enquanto perdurar a situação de déficit das finanças.

A pasta, no entanto, não pode ficar à mercê das dificuldades, conformando-se com a inércia e buscou meios de tocar iniciativas, à despeito da crise, desde que não seja em contradição com a austeridade estabelecida pela administração Jabes Ribeiro. Até porque o setor turístico continua vivo, “apesar dos pesares”. Assim, garantimos com a Secretaria do Turismo do Estado um patrocínio importante para a realização de um evento, haja vista não termos realizado um outro EVENTO, o carnaval. Uma espécie de compensação ao turismo de Ilhéus. Desde então estamos articulando apoios e prospectando outros patrocínios.

No valor orçado para o referido evento, registramos que, além dos patrocínios, alguns parceiros custearão suas estruturas para participação. Contamos com parcerias importantíssimas como realizadores de ATIL, SEBRAE, EBDA, Instituto Cabruca, o nosso Chocolate, CEPLAC, BAHIAGÁS, entre outros. Portanto, há sustentabilidade, garantindo parte dos recursos previstos no orçamento. Um evento deste porte desperta interesse de diversos negócios. Os envolvidos, diga-se, não são poucos, estão acompanhando desde o princípio este projeto construído a muitas mãos. Algumas atrações como, Lordão, Luiz Caldas e Zelito Miranda, são resultados de patrocínio.

(mais…)

TRABALHADORES DO TURISMO SERÃO QUALIFICADOS

A Secretaria do Turismo do Estado e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Bahia (IF Baiano) assinaram um termo de cooperação para execução dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

A parceria vai resultar na oferta de cursos de idiomas (inglês, espanhol e Língua Brasileira de Sinais), e de hospitalidade e lazer nos municípios de Ilhéus, Itacaré e Uruçuca.

De acordo com Domingos Leonelli, secretário estadual de turismo, “a cidade de Ilhéus é objeto de desejo de muita gente”, ao representar anualmente a visita de 481 mil turistas, segundo pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Deste montante, 31,8 mil são turistas estrangeiros, que buscam conhecer os atrativos naturais e culturais de Ilhéus.

VEREADOR ELEITO PROPÕE AÇÕES PARA O TURISMO

Dero já iniciou conversas com o secretário estadual de turismo.
Dero já iniciou conversas com o secretário estadual de turismo.

Buscar fundos em instituições internacionais para, em conjunto com a secretaria estadual de turismo, viabilizar os projetos Caminhos do Engenho e Caminhos da Lagoa Encantada, como forma de incentivo ao turismo rural em Ilhéus.

A iniciativa é do vereador eleito Dero (PT), que há anos trabalha com agricultura familiar e, antes de tomar posse, já articula a criação dos “caminhos” com o secretário Domingos Leonelli.

Segundo o futuro parlamentar, o projeto inicial visa a construção de duas estradas-parques para melhorar o aceso aos distritos, que guardam a história de Ilhéus, além de belezas naturais, como a lagoa e a vasta mata atlântica ao redor.

Se for concretizado, o projeto dará o pontapé num novo potencial turístico de Ilhéus, diversificando o setor, além de gerar empregos e receitas ao município.

ILHÉUS ENTRE AS MAIS PROCURADAS PARA O SÃO JOÃO

Mesmo sem grandes festas de São João, nem abertas nem particulares, Ilhéus está na lista das cidades mais procuradas pelos turistas para passar o feriadão junino, talvez pela tranquilidade.

Segundo a Agerba, cerca de 210 mil pessoas devem embarcar para o interior da Bahia a partir do terminal rodoviário de Salvador, entre os dias 18 e 24 deste mês.

Além de Ilhéus, as cidades mais procuradas são Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Piritiba, Itabuna e Porto Seguro.

ATIL PEDE A CABEÇA DE PAULO MOREIRA

Paulo Moreira.

Se depender da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), o secretário municipal do setor, Paulo Moreira, não vai demorar no cargo.

A entidade, segundo o Jornal Bahia Online, entregou uma carta ao prefeito Newton Lima pedindo a cabeça de Moreira. No documento, são externadas as insatisfações da Atil com a fraca atuação do secretário.

Uma briga particular entre o presidente da entidade, Ricardo Myiziato, e Paulo Moreira, deu mais impulso à atitude.

Newton Lima recebeu o documento, mas ninguém sabe se atenderá ao pedido.

DUPLA ASSALTAVA TURISTAS EM ILHÉUS

Dupla que roubou os turistas.

Dois homens, identificados pela polícia como Gildevan Pereira Santos e Iran Cerqueira, foram presos na manhã de ontem (quarta-feira, 22), após assaltarem um grupo de turistas que passeava pela Avenida Soares Lopes, em Ilhéus.

A dupla se aproveitou da distração dos turistas e levaram celulares, câmera e dinheiro.

Após o furto na Soares Lopes, os dois se esconderam no Alto Teresópolis, no centro da cidade, mas foram encontrados pelos policiais. 

TURISTAS PROCURAM CIDADES DO INTERIOR, ILHÉUS ESTÁ NA LISTA

Apesar de não ter uma programação que empolgue, Ilhéus é um dos destinos turísticos mais procurados durante o carnaval desse ano.

De acordo com a Agerba, cerca de 150 mil pessoas devem sair da rodoviária de Salvador com destino ao interior. Além de Ilhéus, Itacaré, Porto Seguro e Vitória da Conquista também são bastante procuradas pelos turistas.

A Agerba informou que colocará 900 horários extras para atender aos passageiros que procuram cidades do interior para passar o carnaval.

O LIXO NO ROTEIRO TURÍSTICO

Reproduzimos notas da coluna Malha Fina, do jornal A Região.

Ilhéus inova mais uma vez no turismo, criando a Rota do Lixo, atração que passa pelos montes de lixo expostos na porta de Águas de Olivença, Batuba Beach, Tororomba, Canabrava. O turista contou: “nunca vi tanto lixo junto”. 

Deixar o lixo se acumular ao longo da BA-001, entre Ilhéus e Olivença, é como juntar sujeira no meio da sala e depois convidar as pessoas para jantar. Falta uma dona de casa que tenha vergonha na cara.