ASSASSINATO DE RAYLUCIENE PEREIRA: 10 MESES DE IMPUNIDADE

A professora estava feliz com a gravidez.
A professora estava feliz com a gravidez.

A morte trágica da professora Rayluciene Pereira de Castro Nery, assassinada em Itabuna no dia 25 de janeiro deste ano, dentro de sua residência, está completando 10 meses.

As investigações comandadas pela delegada Sione Porto estão paralizadas.

Rayluciene, na última quinta- feira, dia 19 de novembro, completaria 38 anos de idade. Evangélica e diretora do colégio em Inema (distrito de Ilhéus), onde trabalhava de segunda a sexta, estava casada há 03 anos, e vinha todos os finais de semana para Itabuna, descansar na companhia do marido.

A professora sonhava com a maternidade, e fazia tratamento para engravidar. Conseguiu uma vez, mas perdeu. Depois de um tempo, conseguiu novamente. Na data fatídica estava com 04 meses de gestação. Amigos enfatizam que ela estava radiante com a gravidez.

No dia 25 de janeiro de 2009, fim de tarde, na rua Santa Cruz, centro de Itabuna, Rayluciene foi assassinada dentro do seu quarto, com um tiro na boca, fazendo com que dois dos seus dentes perfurassem seu cérebro. Ela caiu agonizando.

Parentes e amigos da professora exigem justiça e a conclusão imediata das investigações.

SIP QUER PF INVESTIGANDO A MORTE DE MANOEL LEAL

Do site de A Região.

manoel+leal+máquina– assassinato no dia 14 de janeiro de 1998, no bairro Jardim Primavera, em Itabuna. Durante o encerramento de sua 66ª Assembleia Geral, em Buenos Aires, Argentina, a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) voltou a pedir que a Polícia Federal apure os assassinatos de jornalistas na Bahia.

Os crimes ocorreram na década de 90 e para SIP houve descaso do estado nas investigações. O entendimento é de que houve uma ação estatal para acobertar os assassinatos de 10 profissionais de comunicação na Bahia.

A entidade também quer que a Polícia Federal investigue mortes de jornalistas em outros estados brasileiros. Os crimes dos profissionais na Bahia ocorreram entre 1990 e 1998.

Leia mais.

IRMÃO DE HILDEBRANDO PASCOAL É CONDENADO PELO ASSASSINATO DE UM JOVEM DE 13 ANOS

Do Blog da Amazônia.

irmão de hildebrando pascoalApós quase 12 horas de julgamento, o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco condenou o dentista e tenente da Polícia Militar do Acre, Pedro Pascoal Duarte Pinheiro Neto, a 20 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do garoto Wilder de Oliveira Firmino, de 13 anos.

O irmão do ex-deputado Hildebrando Pascoal, que já passou sete anos preso (1/3 da pena), vai recorrer em liberdade.

O crime foi cometido em julho de 1996, após a vítima ser retirada de sua residência e levada para um trecho da BR-364.

Pedro Pascoal e outros dois policiais militares queriam que Wilder revelasse o paradeiro de seu pai, Agilson dos Santos Firmino, o Baiano, que foi torturado, mutilado a golpes de motosserra e assassinado com tiros.

(mais…)

WAGNER DESCONHECE AUMENTO DO NÚMERO DE ASSASSINATOS NA REGIÃO

PICT6398Durante a cerimônia de inauguração da ponte sobre o Rio de Contas, hoje (terça/03), em Itacaré, o Blog do Gusmão perguntou ao governador Jaques Wagner, sobre quando  a sua administração pretende apresentar uma política de segurança pública, que possa diminuir o crescente índice de assassinatos na região Sul da Bahia.

Ouça a resposta de Wagner na Rádio Gusmão.

TELEANÁLISE: NOTÍCIAS DO INFERNO

malu fontesPor Malu Fontes.

No rastro deixado pela onda de violência extrema que varre a zona norte do Rio de Janeiro, nunca a televisão abordou tanto um tema que hoje é dos mais assustadores da realidade brasileira: o tráfico de drogas. Incluiu-se no agendamento os tentáculos e os fenômenos satélites do tráfico, como o comércio internacional de armas, a contribuição militar nas fronteiras, a corrupção policial em torno do fenômeno e, como não poderia deixar de ser, o ponto nevrálgico do assunto: o consumidor.

Como a imprensa brasileira não é muito dada a abordar sem pudor o consumo social e esporádico de drogas pesadas, como a cocaína, até porque esse universo, muitas vezes, está literalmente embaixo do seu próprio nariz, nada mais apropriado e chocante que trazer à tona o que todo mundo já sabia mas nunca se tinha dito com tamanha clareza: a virulência com que o crack já se alastrou pelas mais diversas classes sociais no país, escapulindo das fronteiras da dependência e tornando-se um dos mais inabordáveis desafios para as famílias, as políticas de assistência à saúde e a segurança pública.

CELA – Para ilustrar à perfeição o tumor intratável em que o consumo do crack se tornou nos últimos 10 anos, um rapaz de 26 anos, sob o efeito da droga, assassinou no final de semana a namorada na zona sul do Rio, pelo simples fato de esta tentar demovê-lo do vício. E haja notícias produzidas diretamente do inferno das cracolândias domésticas país afora. Viu-se nos telejornais uma mãe em Aracaju que entregou os filhos de 10 e 14 anos ao Ministério Público por não mais saber o que fazer com ambos, dependentes. Em Pelotas (RS), uma família construiu dentro de casa uma cela para o filho descontrolado, com o afeto e o humor desmodulados a ponto de representar risco para toda a família e quem mais dele se aproxime.

(mais…)

DONA MARLENE, NOS BRAÇOS DE JESUS

daniel2Por Daniel Thame.

Nos tempos de antanho, Buererema, Itajuipe, Coaraci, Ibicaraí, Jussari, etc., sempre que eram citadas, recebiam a indicação de pacatas cidades.

A pacata Buararema, a pacata Itajuipe, a pacata Coaraci…

Era uma espécie de contraponto às agitadas cidades de Itabuna e Ilhéus, metrópoles regiões, com o ônus e o bônus que o crescimento oferece e impõe.

Era também a confirmação de que se tratava de cidades tranqüilas, onde os moradores se conheciam e se respeitavam e em que a violência era quase uma abstração, de tão insignificante, reduzida a ocorrências, do tipo brigas, furtos e pequenos assaltos.

Assassinato, quando havia, era um acontecimento a ser lembrado por meses a fio.

Assim como a palavra “antanho”, caída em desuso, vão longe esses tempos de paz e tranqüilidade.

(mais…)

A SEGUNDA MORTE DO PROFESSOR ÁLVARO

daniel2Por Daniel Thame.

Mais de quarenta dias se passaram desde que o professor Álvaro Henrique Santos, dirigente da APLB-Sindicato em Porto Seguro foi barbaramente assassinado, num típico crime de mando. Na mesma emboscada, ficou ferido o também professor Elisnei Pereira.

Álvaro Henrique vinha liderando uma grande mobilização em defesa da categoria, numa campanha salarial acirrada, o que levanta suspeitas, não comprovadas, de que sua morte tenha ligação direta com a militância sindical.

Após sua morte, os colegas fizeram várias manifestações para exigir uma investigação rigorosa, no sentido de prender e punir os responsáveis.

Chegaram, inclusive, a encaminhar um documento ao Governo do Estado, na expectativa de que um crime tão brutal não fique impune.

(mais…)

PADEIRO ESTRANGULA NAMORADA ADOLESCENTE

Do Tribuna da Bahia Online.

Um desentendimento motivado por ciúmes foi o bastante para que o padeiro Renato Santos, 25 anos, estrangulasse a namorada e estudante Stefani Barbosa Rodrigues, de 16 anos. Ao perceber que a jovem estava desacordada, o rapaz contou que ainda tentou reanimá-la, dando água e chamando-a, mas a jovem não mais respondia. Sem saber o que fazer, o padeiro escondeu o corpo dentro do sofá e sentou em cima do móvel, atônito com o acontecimento. Ele permaneceu na residência da adolescente por quarenta minutos.

O rapaz disse que saiu da casa e ficou sentado na calçada sem saber o que fazer. Na esperança que a jovem tivesse desmaiado e ainda estivesse viva, resolveu retornar ao imóvel, mas o mesmo se esqueceu que havia trancando o cadeado que dá acesso à casa.

Então, Renato correu em busca de apoio do seu padrasto que é policial militar, e contou o que tinha acontecido. O padrasto o encaminhou até a 10ª delegacia de Pau da Lima, onde o padeiro foi preso em flagrante.

(mais…)

BOATARIA SOBRE ATENTADO AO ADVOGADO COSME ARAÚJO REPERCUTE EM ILHÉUS

Desde as 18:00 horas deste domingo (25), o Blog do Gusmão vem recebendo vários telefonemas pedindo confirmação sobre um atentado sofrido pelo advogado Cosme Araújo.

Depois de checarmos com a delegacia e os hospitais, descobrimos que se trata de um boato. Cosme está em casa descansando.

Graças a Deus!

DEPOIS DO CASO ESCOLA BASE, VALMIR SALARO DIZ QUE DESCONFIA ATÉ DE SI MESMO

Do site Comunique-se.

Valmir SalaroO jornalista Valmir Salaro, repórter da TV Globo, afirmou que depois do caso Escola Base, em que donos de uma escola infantil foram presos sem provas, desconfia até de si mesmo. “Fui o primeiro a cobrir o caso Escola Base, eu acreditei no caso e assumi meu erro, assim como outro veículos, mas desde esse caso, desconfio até de mim mesmo”, declarou em debate no Seminário “A Polícia e a Mídia”, realizado nesta quinta-feira (22/10), pela Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp).

Salaro disse ainda que foi muito criticado pela entrevista que fez com o casal Nardoni, no caso de Isabella, assunto que foi pauta da mídia por meses. “Fui muito criticado por não pressionar o casal em entrevista, mas não cabe ao jornalista condenar”, afirmou.

O jornalista discorda do uso do termo repórter investigativo. “Não concordo que o jornalista de polícia seja classificado como repórter investigativo, porque quase sempre nós usamos uma fonte oficial, uma informação oficial da polícia, de um delegado”, explicou.

(mais…)