Prefeitura vai remover carros abandonados nas ruas de Ilhéus

Foto: Secom/Ilhéus.

Atendendo determinações da Lei Municipal 3.699/13 e recomendação do Ministério Público da Bahia, a Prefeitura de Ilhéus, por meio da Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram), vai reiniciar a operação de retirada de veículos abandonados nas vias do município, a partir da próxima segunda-feira , 18. Os veículos removidos das ruas serão enviados para um pátio próprio, e depois de 60 dias irão a leilão, se não forem resgatados pelos proprietários.

A Sutram esclarece que veículos abandonados nas ruas da cidade geram inúmeros problemas para a população, pois acabam servindo como depósito para a proliferação do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue e da febre amarela urbana, e também como abrigo para usuários de drogas e criminosos. A operação faz parte das ações da Prefeitura de Ilhéus para promover trânsito mais seguro e proporcionar vias mais limpas.

A população poderá colaborar com a iniciativa, informando onde estão os veículos abandonados. Para isso, a Sutram está disponibilizando um número Disk Denúncia (073-98147-8798), para contatos via WhatsApp.


Sinebahia Itabuna oferece 21 vagas nessa sexta-feira

Sinebahia Itabuna tem uma vaga para coordenador de vendas.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa sexta-feira, 15.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna.

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO(PCD)

Exclusiva para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

01 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

CHURRASQUEIRO / AUXILIAR DE COZINHA

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

01 VAGA

(mais…)


Leda Nagle entrevista Carlos Bolsonaro

 

A experiente jornalista Leda Nagle conseguiu entrevistar o vereador Carlos Bolsonaro, o filho mais influente do presidente da República.

No vídeo, o famoso “02”, que já “demitiu” ministro, explica a sua repugnância a maior parte da imprensa e narra os momentos dramáticos após a facada que quase tirou a vida do pai, no dia 06 de setembro de 2018, em Juiz de Fora.

Carlos Bolsonaro, o “pit bull”, hoje é o numero 1 do submundo da internet e contribuiu bastante para a eleição do pai.

Vale a pena ver a entrevista.


Gerar emprego é prioridade

Por Eduardo Salles.

Independente de ideologias ou preferências partidárias, acredito que neste momento a principal função de todo representante eleito é trabalhar para criar condições que permitam dinamizar a economia, permitindo a criação de postos de trabalho. Apenas quem vive em bolhas não consegue enxergar que o desemprego é o principal problema nacional.

Seja na iniciativa privada, onde tive a experiência de ser diretor de empresas multinacionais, ou no setor público, como secretário estadual de Agricultura e deputado estadual, sempre trabalhei na elaboração e execução de projetos responsáveis pela geração de milhares de empregos diretos e indiretos.

Os números do desemprego são alarmantes, conforme dados divulgados pelo IBGE em novembro de 2018. Conforme pesquisa do órgão, 11,6% da população economicamente ativa não tem trabalho, o que equivale a 12,2 milhões de pessoas. Outros 4,7 milhões de trabalhadores estão em situação de desalento (desistiram de procurar emprego).

Vale ressaltar que os dados divulgados pelo IBGE, que fazem parte do PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios), 23,8 milhões de pessoas trabalham por conta própria. A grande maioria na informalidade, sem contribuir com a Previdência Social e acesso a direitos.

Na Bahia, mesmo com todos os esforços feitos pelo governo estadual, os números também são preocupantes. Dados do IBGE de agosto de 2018 mostram que 1,168 milhão de baianos não têm emprego e outros 877 mil desistiram de procurar uma vaga no mercado de trabalho.

Os efeitos da crise econômica são devastadores na capital e interior, onde, muitas vezes, as prefeituras e o setor público são os grandes ou únicos vetores de emprego e renda. Some ainda as dificuldades climáticas, já que a Bahia tem 70% de seu território na região semiárida.

São muitas dificuldades, é verdade. Mas isso não significa que estamos condenados. Enxergo inúmeros potenciais nos quatro cantos da Bahia. Acho que precisamos é elaborar políticas públicas e uma legislação mais eficiente que permita dinamizar e descentralizar os investimentos, retirando as arestas dos empreendedores da agropecuária, indústria, comércio e serviços.

No meu primeiro mandato, propus, ajudei a criar e presidi a Frente Parlamentar da Micro, Pequena e Média Empresa, que foi responsável pela elaboração da minuta da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que pretende regular, entre diversos pontos, as taxas, incentivos e benefícios fiscais diferenciados, simplificar os processos de abertura, alteração e baixa da empresa, regulamentar o parcelamento de débitos relativos aos tributos estaduais, dá preferência nas aquisições de bens e serviços nas licitações promovidas pelo governo estadual, permitir a dupla visita da fiscalização orientadora e garantir juros mais baixos nas instituições financeiras administradas pelo estado.

Eduardo Salles é deputado estadual pelo PP.


Sinebahia Itabuna oferece 20 vagas nessa quinta-feira

Há uma vaga para encarregado de frente de loja.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa quinta-feira, 14.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO(PCD)

Exclusiva para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

01 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

ORIENTADOR EDUCACIONAL (VENDAS)

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas

Disponibilidade tarde/noite

Possuir curso de informática

01 VAGA

(mais…)


Una: justiça federal suspende direitos políticos do ex-prefeito Zé Pretinho por cinco anos

Zé Pretinho. Foto: internet/reprodução.

Sentença do juiz federal Lincoln Costa, do TRF 1ª região, subseção de Ilhéus, suspendeu os diretos políticos do ex-prefeito de Una, José Bispo dos Santos (Zé Pretinho), por cinco anos.

Zé Pretinho foi eleito em 2004, mas não concluiu o mandato uma vez que a justiça o afastou devido a irregularidades em empréstimos consignados.

Na decisão assinada na última segunda-feira, 11, o juiz Lincoln acatou denúncia do Ministério Público Federal que acusou o ex-prefeito de utilizar verbas da educação (FUNDEB), quase R$ 36 mil, sem comprovar o destino correto. Segundo o MPF também houve desvio de finalidade.

Além de ter os direitos políticos suspensos, Zé Pretinho terá que ressarcir ao FUNDEB o valor desviado, acrescido de juros e correção monetária, e deverá pagar multa equivalente a 3 salários do cargo de prefeito de Una.

Ainda cabe recurso.


Servidores afastados por Marão agradecem decisão do TJ-BA em culto inter-religioso

Culto aconteceu na Praça do Tamarineiro. Foto: Ascom/APPI.

Emoção e fé marcaram esta noite o culto inter-religioso realizado pelos sindicatos representativos dos funcionários públicos de Ilhéus, na praça do Tamarineiro, bairro Malhado, onde fica localizada a sede da APPI/APLB, em Ilhéus. O evento religioso foi para agradecer a Deus pela decisão tomada pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que determinou o retorno imediato dos servidores demitidos no final do ano passado pelo prefeito Mário Alexandre.

“Mostramos que uma luta se vence com fé, com argumentos e com verdade. Estamos aqui para agradecer a Deus pela força que nos deu para lutarmos por nossos direitos e dizer a todos vocês que nunca nos permitiremos deixar de acreditar na nossa fé, independentemente do credo e da opção religiosa”, destacou a líder sindical Enilda Mendonça.

Professora Enilda Mendonça falou durante o evento. Foto: Ascom/APPI.

O ato solene contou com as presenças do padre José Cristo, representação da Igreja Católica; de Edneia Souza Santos, representando a doutrina espírita; de Mãe Laura Mametu Sandoiá, dos povos e terreiros de candomblé e Henrique Oliveira, representando os evangélicos. Servidores e familiares participaram do evento que teve a duração de uma hora e meia.

“O ato também serviu para arrecadar pães que serão entregues às instituições de caridade de Ilhéus. “O pão representa a vida, partilha, solidariedade. Alicerçados nestes sentimentos fomos às ruas de Ilhéus para pedir ajuda para vocês. Este momento de dificuldade também foi importante para que muitos que estão aqui pudessem perceber que foram ajudados por pessoas que nem sabiam a quem estavam ajudando. O que estamos fazendo aqui agora é humildemente retribuir esse gesto de caridade e de amor ao próximo”, disse Enilda, sendo bastante aplaudida.

Mãe Laura agradece com Padre Cristo ao fundo. Foto: Ascom/APPI.

Cânticos como a Oração de São Francisco e a música “Jesus Cristo”, de Roberto Carlos, foram entoados com muita emoção pelos presentes. Muitos servidores choraram durante o culto. Representantes sindicais foram homenageados pelos servidores pela luta em defesa dos demitidos. “De fato são pessoas que merecem o reconhecimento por que não mediram esforços para restabelecer a justiça em defesa de todos vocês”, destacou o padre Cristo.

Os sindicatos também prestaram homenagens. Entre elas, aos advogados que representam os trabalhadores na justiça e à desembargadora Silvia Zarif, autora da decisão favorável aos demitidos no TJB. “Ela (Zarif) não abriu mão de dizer: peraí, esse pessoal não foi sequer ouvido! Não pode ser largado assim à toa. Isso é injusto. Ela fez justiça, justiça na essência da palavra”, destacou Enilda.

Advogados Iruman Contreiras e Arnon Filho assistiram a celebração. Foto: Ascom/APPI.

Texto: Ascom/APPI.


Líder do PT quer homenagear ator Zé de Abreu com a Comenda 2 de Julho

Zé de Abreu, presidente autoproclamado.

O líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelino Galo, deu entrada nesta terça-feira, 12, num projeto de resolução para conceder a Comenda 2 de Julho ao ator Zé de Abreu.

O projeto destaca a postura firme do artista em defesa da democracia, da liberdade e da cultura popular. Nascido em Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo, José de Abreu é um dos maiores atores brasileiros em atividade. Na juventude, dividia a faculdade de Direito em São Paulo com o curso de dramaturgia. Como militante político pertenceu a Ação Popular e deu apoio logístico a VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária).

Foi preso político e obrigado a se exilar em 1968 e só retornou para o Brasil em 1974. Zé de Abreu participou de 58 novelas, programas, especiais, séries e minisséries na televisão. Em fevereiro de 2019, em reação a autoproclamação de Juan Guaidó à presidência da Venezuela, Zé de Abreu declarou-se Presidente do Brasil por meio de uma rede social. O fato mobilizou defensores da democracia dentro e fora do Brasil.

A Comenda 2 de Julho é a maior honraria da Assembleia Legislativa da Bahia.


TSE proíbe “eternização” de dirigentes partidários

Exemplo: Roberto Freire preside o PPS desde 1992. Foto: reprodução/internet.

Do Bem Paraná.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que o mandato dos membros da comissão executiva e do diretório nacional de partidos políticos deve ser de no máximo quatro anos, com possibilidade de reeleição. A medida promete acabar com a prática comum entre as legendas do País de “eternização” de dirigentes que permanecem longos períodos no comando das siglas.

Os ministros do TSE acataram argumento do Ministério Público Eleitoral de que as legendas devem observar o mesmo limite fixado pela Constituição para os cargos eletivos no Executivo. Isso porque a periodicidade das eleições e a temporalidade do exercício do mandato são a base dos princípios constitucional, democrático e republicano, alega o MPE.

O entendimento foi firmado no julgamento de pedido apresentado pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), que pretendia ampliar, de quatro para oito anos, os mandatos dos dirigentes do diretório e da executiva nacional da sigla. “Se os gestores da coisa pública gozam de um mandato de quatro anos apenas, não há como se admitir que os gestores de um partido político, majoritariamente financiado por recursos públicos, tenha mandato duas vezes maior que o estabelecido na Constituição para os primeiros”, defendeu o vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques Medeiros, no parecer enviado ao TSE.

Segundo ele, uma periodicidade de oito anos para dirigentes de agremiações foge àquilo que o legislador constituinte originário entendeu como proporcional e razoável para os gestores de recursos públicos. Na manifestação, Humberto Jacques lembra que, mesmo no âmbito do Poder Legislativo, o mandato de oito anos, atribuído apenas aos senadores, é exceção. “Embora as agremiações partidárias tenham personalidade jurídica de direito privado, sendo-lhes assegurada autonomia para definir sua estrutura interna, não se pode perder de vista que se tratam de entidades vocacionadas à realização da democracia representativa”, pontuou.

Burocracia – Como no restante no País, no Paraná também é comum que políticos permaneçam longos períodos no comando de seus partidos. O deputado federal Rubens Bueno, por exemplo, preside o PPS no Estado pelo menos desde 2005, ou seja, há 14 anos, segundo os registros oficiais do TSE. Já Severino Araújo comanda o Diretório Estadual do PSB desde 2009, ou há dez anos.

Apesar disso, Bueno diz ser favorável à decisão do tribunal. “Acho que está correto”, afirma ele. “Nunca me candidatei à reeleição. Toda eleição eu fico fora, deixo em aberto”, garante o parlamentar, afirmando que mesmo assim, acabou sendo reconduzido ao cargo ao longo do tempo por decisão dos colegas de legenda. Segundo ele, os partidos têm dificuldade de renovar seus quadros dirigentes em função da burocracia. “Um diretório municipal de uma pequena cidade é obrigado a ter advogado e contador. E a prestar contas mesmo não tendo movimentação bancária”, explica.

Durante o julgamento, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, destacou que a Corte busca sempre privilegiar a autonomia garantida pela Constituição aos partidos políticos, mas que, no caso específico, deve prevalecer o princípio constitucional da razoabilidade. Ela lembrou, ainda, que há inúmeros precedentes rejeitados pela Corte sobre a fixação de prazos indeterminados de mandatos de dirigentes partidários.

Tribunal mira comandos provisórios

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) baixou nova resolução dando prazo até 29 de junho para que partidos com órgãos de direção provisórios com vigência superior a 180 dias constituam comandos definitivos. A intenção é acabar com a prática disseminada entre muitas legendas de manterem indefinidamente comissões provisórias, deixando assim de realizar eleições internas. Pela nova norma, os órgãos provisórios têm validade de 180 dias, salvo se o estatuto partidário estabelecer prazo inferior. O prazo é contado a partir de 1º de janeiro de 2019.

Diretórios são eleitos pelos filiados dos partidos, ou delegados escolhidos por eles, em convenções. Já as comissões provisórias são nomeadas pelas direções nacionais, sem que seja preciso ouvir os filiados ou delegados. Como o nome diz, elas deveriam ser temporárias, funcionando com prazo determinado, até que as legendas promovessem convenções para constituir seus diretórios. Na prática, elas acabam se perpetuando indefinidamente por interesse das cúpulas dos partidos, que assim mantém o controle de suas legendas sem a necessidade de consulta aos filiados, podendo assim escolher dirigentes e candidatos de acordo com suas conveniências pessoais ou do momento.

Reforma – Em 2016, o TSE já havia tentado acabar com essa prática, estipulando que esses órgãos provisórios só poderiam durar 120 dias. Em reação, o Congresso aprovou na reforma política, uma emenda que permite aos partidos políticos continuarem a definir livremente a duração de seus diretórios provisórios.

No Paraná, muitas siglas funcionam com direções provisórias, como o Podemos do senador Alvaro Dias, o PDT do ex-senador Osmar Dias, o PSL do deputado estadual Fernando Francischini e o PSC, por exemplo.

Os ministros entenderam que estabelecer um tempo de vigência para os órgãos provisórios é um meio de ampliar a democracia interna nas agremiações. E fixaram a data de 1º de janeiro de 2019 como marco inicial para contagem do novo prazo.


Sinebahia Itabuna oferece 21 vagas de trabalho

Uma das vagas é para cozinheiro.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nessa quarta-feira, 13.

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna. 

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO(PCD)

Exclusiva para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

01 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

ORIENTADOR EDUCACIONAL (VENDAS)

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas

Disponibilidade tarde/noite

Possuir curso de informática

01 VAGA

(mais…)


Comunika vai premiar ganhadores da década em Ubaitaba e região

Imagem do Prêmio Comunika 2017. Foto: ascom.

O tradicional Prêmio Comunika, que se tornou uma das festas empresariais mais importantes da Bahia, vai acontecer no próximo sábado 16 de março. Neste ano vai premiar os maiores ganhadores dos últimos 10 anos do Prêmio na cidade de Ubaitaba e região.  E será intitulado Prêmio Comunika – “Campeões dos Campeões” – Edição Especial, onde participarão os maiores ganhadores das outras edições, no total 65 premiados.

O evento que já acontece ha 10 anos. O Prêmio Melhores do Ano Comunika se consolidou pela seriedade que o publicitário e jornalista Aleilton Oliveira conduziu o processo ao longo dos anos, onde só premiou os vencedores de uma pesquisa verdadeira, feita através de entrevistadores, pelo método quantitativo, aleatório e probabilístico através de amostragens. O evento é realizado em Ubaitaba, mas já contemplou empresas de Itabuna, Ilhéus, Itacaré, Maraú, Camamu e Aurelino Leal.

O Prêmio Comunika foi criado pela empresa Comunika e teve sua primeira edição no dia 28 de fevereiro de 2009. Já nesta primeira, contou com a participação da cantora internacional Jesse Monroe, e a cada ano trouxe uma surpresa diferente para o evento. Um dos destaques foi a criação do Desfile Garota Comunika.

“A ideia da premiação é destacar as melhores empresas e profissionais em cada ramo de atuação, estimulando a competitividade”, afirma Aleilton Oliveira.

A Comunika ainda escolhe alguns profissionais que merecem receber o Prêmio de Honra ao Mérito, que é escolhido de acordo serviços prestados em determinada área, podendo ser profissional, associações e ONGs.

Veja os ganhadores desta edição:

Prêmio Comunika – Melhores do ano – ano 10

Melhores da década, Título – Campeão dos Campeões.

Supermercado e Açougue – Smart Supermercados; Gás de Cozinha – Brasilgás; Revendedora de Pneus e serviços – Santana Pneus; Som Automotivo – Neto Sound; Cabelereiro – Cosme Cabelereiro; Cabelereira – Babi Instituto de Beleza; Laboratório de Análises Clínicas – Prontanálise; Vidraçaria – Vidro Forte; Dentista – Dr. Nereu Ramos; Vendedor – Lango Simpatia (loja Simpatia); Escola Particular – Colégio Vida; Móveis – Biriba Móveis; Loja de Decoração – Annette Vest e Decorações; Materiais de Construção – Construção e Fazenda; Loja do bolo – Pernambucana Bolos; Contabilidade – Pina Contabilidade; Compras de Cacau – Edcau; Calçados – DL Calçados; Salgados – Delícias da Pamela; Posto de Combustível – Santa Terezinha; Delegado de Polícia Civil – Adelino Loyola; Loja de Informática – Silvius e Cia; Sonorização de Rua – Voz Cultural; Rádio – Ubaitaba FM; Médico – Dr. Cláudio; Clínica Ginecológica – Climeg; Moda Popular – Dally Modas; Provedor de Internet – Ubainet; Marmoaria Nossa Pedra; Programa de Rádio – Realidade Atual; Músico – Mc Pierre; Loja de Modas Multimarcas – Wave Mix; Salão de Beleza – Estúdio de Estética e Beleza Simone (Aurelino Leal); Distribuidora de Bebidas – Japonês Escritório de Advocacia – Aragão e Pires; Curso de Informática – Cet Informática; Eletrônica Reis; Doces – Zainha Confeiteira; Clínica Médica – Climeg; Auto Escola do Vale; Loja de Tecidos – Primavera Tecidos; Entidade atuante – CDL; Comunicação Visual – Kau Art’s; Academia de Crossfit – Arena Volts; Clínica de Fisioterapia – CERF; Acarajé – Casa do Acarajé e Abará; Peças Automotivas – Bigú; Oficina Automotiva – Universal; Liderança Política – Suka; Liderança política regional- Gracinha Viana; Vocalista – Danilo Gomes; Cantor – Binho Alves; Sonorização e eventos –JL Produções; Indústria – Nature Frutti

Melhores do ano 2018

Diretor municipal – Dilson do Táxi; Vereador – Marcos Liger; Funcionário Público – Guilherme Souza; Empresa de segurança de eventos – Pelotão; Cantora Revelação – Fani Fonseca; Honra ao Mérito; Edvalter Marinho – árbitro de futebol.

Por serviços prestados na comunicação regional

Políticos do Sul da Bahia; Pimenta; Blg do Thame; iPolítica; Blog do Gusmão


Lixo mal explicado

Notinhas.

“Limpeza pública é onde você pode fazer o caixa de campanha. Não é o caso. Se alguém tiver fazendo não sou eu. Sou transparente e se tivesse acontecendo não iria te dizer”.

Esse pensamento truncado e contraditório é de um ex-secretário de serviços urbanos de uma cidade brasileira. Foram ditas à reportagem do BG em fevereiro de 2016.

Nos bastidores da pequena política, a coleta de resíduos sólidos (lixo) é o meio ideal em que a “picaretagem” com os recursos públicos dá seguimento a projetos de interesse pessoal e de poder.


Governo Marão arrecada R$ 4.7 milhões em multas de trânsito

Foto: Secom/Ilhéus.

Dados do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA) mostram que a Prefeitura de Ilhéus, sob o governo Marão, arrecadou de janeiro a outubro de 2018 mais de 4 milhões e setecentos mil reais em multas de trânsito (veja aqui).  

Quando comparamos com o mesmo período do ano anterior, percebemos que houve um aumento de 73,94%. Em 2017, a arrecadação com infrações de trânsito atingiu quase dois milhões e quatrocentos mil reais.

O artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro diz que a receita arrecadada com a cobrança das multas será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito.

De acordo com informações do TCM, o governo Marão utilizou dinheiro das multas para pagar ações trabalhistas e outras despesas não previstas em lei.

Confira.


Governo Marão abandona canais do bairro Hernani Sá

Canal de águas pluviais repleto de lama e sujeira. Imagem extraída de vídeo.

Augusto Argolo, morador do bairro Hernani Sá, em Ilhéus, cobra promessa feita por Marão no Carnaval de 2017 em cima de um minitrio elétrico.

O prefeito prometeu cobrir os canais do bairro, mas infelizmente, a realidade está muito aquém das promessas fantasiosas.

Sequer a manutenção dos canais a atual gestão consegue fazer.

Em tom de súplica, o morador decidiu gravar um vídeo para reforçar o pedido.

Veja e confira a situação.


A imbecilidade é incompatível com o progresso

Por Julio Gomes.

Estes últimos tempos de vivência no Brasil nos têm proporcionados lições duras, ácidas, porém preciosíssimas, que convém, a bem de nós mesmos, aprendermos definitivamente, aplicando-as em nossas vidas, para não andarmos de marcha à ré.

Uma delas é o altíssimo custo que a imbecilidade, tanto individual como coletiva, está trazendo e trará para cada um de nós, se não for combatida, debelada, ultrapassada.

Vimos o ideólogo de extrema direita Olavo de Carvalho e setores ligados a grupos religiosos indicarem, ente muitos outros, alguns nomes desastrosos para compor o Primeiro Escalão da Administração Pública Federal, que iniciaram suas gestões juntamente com o Presidente Bolsonaro, em 1º de janeiro de 2019. Vejamos:

– Damares Alves, Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que após pavimentar sua ascensão com manifestações tais como aquela em que diz que conversou pessoalmente com Jesus em cima de uma goiabeira continua, como Ministra, se atribuindo mestrados “autoreconhecidos” (sem que o sejam por nenhuma instituição de ensino), e trazendo para o cotidiano questões irrelevantes e, não raro, risíveis ou ridículas, tais como a polêmica em torno do azul e rosa.

– Ernesto Araújo, Ministro das Relações Exteriores, que classifica o aquecimento global como  “uma invenção marxista”, que a culpa é da “globalização econômica que passou a ser pilotada pelo marxismo cultural” e, ainda, que somente o atual presidente de extrema direita dos EUA pode nos salvar: “somente Trump pode ainda salvar o Ocidente”.

– Ricardo Vélez-Rodríguez, Ministro da Educação que, num rasgo de reacionarismo, se declarou favorável ao retorno da Monarquia ao Brasil e que recentemente tentou fazer com que os professores de todo o Brasil lessem o tema da campanha eleitoral de Bolsonaro no primeiro dia de aula, e ainda filmassem e divulgassem imagens de alunos sem autorização dos pais, ambos atos expressamente proibidos por lei.

Como as manifestações da imbecilidade estão na moda, não se pode esquecer as do líder maior no campo das asneiras, nosso atual Presidente da República, tais como as declarações contrárias ao governo da China que azedaram as relações comerciais com o Brasil e levaram os chineses a preferir, em 2019, voltar a comprar soja dos EUA, fazendo com que o Brasil perdesse bilhões de dólares em exportações, entre dezenas de outras sandices que aqui poderiam ser citadas.

Não coloquemos, porém, o peso das asneiras nossas de cada dia tão-somente sobre os mandatários de nosso país. Nós, cidadãos comuns, também temos contribuído muitíssimo para o império dos impropérios e dos absurdos que hoje azedam nossas vidas. E fazemos isso todas as vezes que incorporamos e externamos posturas machistas, homofóbicas, misóginas, preconceituosas, xenófobas, carentes de base científica, e outras do mesmo gênero, que são fundamentais para que a ignorância reine nós.

Houve um tempo na humanidade em que nossa ignorância causava menos estragos. Morávamos no campo, carregávamos lenha para fazer fogo, pastoreávamos animais, viajávamos a pé e para causarmos destruição possuíamos apenas instrumentos como espadas e machados. Os efeitos de nossa ignorância eram limitados por nossa primariedade tecnológica.

Porém hoje em dia qualquer um de nós consegue ter acesso a uma arma de fogo automática (fuzil), da qual frequentemente se faz mal uso. Dispomos de veículos velozes que tanto transportam como matam. Temos ao nosso alcance drogas poderosas que podem atuar muito deleteriamente sobre o corpo e o meio ambiente. Comunicamo-nos com milhares ou mesmo milhões de pessoas ao mesmo tempo e as influenciamos, muitas vezes de forma negativa. E nossos governantes, em uma decisão equivocada, podem, simplesmente, destruir o planeta, matando instantaneamente bilhões de seres humanos.

A ignorância, mais do que nunca, é um perigo, um entrave, um risco ampliado exponencialmente por nossa capacidade tecnológica, que parece estar mais avançada para destruir do que para salvar vidas.

Não é exagero: ignorância mata! Com moderníssimos aviões de guerra, com potentes agrotóxicos, com armas de fogo em mãos erradas, com carros dirigidos por pessoas em estado de embriaguez, enraizada na mente daqueles que não admitem o fim de um simples relacionamento sexual ou afetivo e se julgam no direito de assassinar a(o) ex com requintes de crueldade.

O combate à ignorância, em suas diversas formas de manifestação, deve ser uma prioridade humana, a começar por cada um de nós, até atingir a todos, sem exceção.

Julio Cezar de Oliveira Gomes é graduado em História e em Direito pela UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz.