O SECRETÁRIO FANTOCHE

Segundo o informante, Emerson (à esquerda) atua como pau mandado de Marão (à direita) e Porquinho.

O secretário de assistência social de Ilhéus, Emerson Santos, não toma decisões sem antes consultar o ex-secretário da pasta, Augusto Macedo (porquinho). Foi o que disse a este blog uma fonte privilegiada da secretaria.

Os dois conversam várias vezes por dia no telefone, e, não é raro encontrar o carro de Augusto (Prisma, vermelho) estacionado nos fundos da SAS.

O secretário atua como um fantoche, que cumpre as determinações do vice-prefeito, Mário Alexandre, sempre supervisionado por Macedo.

“O vice continua mandando pessoas em busca  de emprego, com um bilhetinho assinado por ele, para que Emerson apenas diga ‘não temos vagas’. A esculhambação continua a mesma”, assegurou a fonte.

O grupo da deputada Ângela Sousa comanda a secretaria do jeito que bem quer. No ano passado, a SAS foi palco de um escândalo de grande repercussão na imprensa (clique aqui).

A DEPUTADA QUE NÃO EXPLICA

Ângela Sousa. Foto O Sarrafo.

A deputada estadual Ângela Sousa (PSC), uma mulher honrada e “serva de Deus”, até hoje não deu explicações sobre uma denúncia publicada no blog do procurador federal Israel Nunes.

Ao analisar as contas da campanha de Ângela em 2010, enviadas ao TRE, Nunes descobriu entre os doadores de recursos, empresas que venderam para a secretaria de assistência social, na época em que a pasta era comandada pelo “lugar tenente” da deputada, Augusto Macedo.

Exonerado da função depois de um escândalo (clique aqui), Macedo também está entre os doadores. Outros funcionários da parlamentar também deram uma “forcinha” (clique aqui).

Por que a deputada Ângela evita o assunto?

Será que “um apelo ao esquecimento” é suficiente para dirimir as explicações que ela poderia dar?

Clique aqui para ler o que foi publicado por Israel Nunes.

“NÃO TEMOS RELAÇÃO COM O GRUPO DE ÂNGELA”

Herdeiro de imóvel afirma que está indignado.

O Blog do Israel Nunes entrevistou Wagner Barreto, um dos herdeiros do imóvel situado na avenida 2 de Julho (Ilhéus), endereço incorreto de uma empresa que fez doações para a campanha da deputada estadual Ângela Sousa, e que vendeu produtos para a secretaria de assistência social.

No vídeo ele demonstra indignação pelo fato de sua família ter sido relacionada indevidamente com um esquema que levanta dúvidas sobre a lisura.

“Eu estou vendo a fachada de minha casa nos blogs da cidade, sendo vinculada a um esquema de maracutaia e corrupção que causa estranheza”, lamentou Wagner Barreto.

Clique aqui para ver a entrevista.

AUGUSTO MACEDO NEGA ACUSAÇÃO CONTRA JORGE BAHIA

O secretário de assistência social, Augusto Macedo, em entrevista concedida a este blog na tarde desta quarta-feira (08), negou que tenha acusado o secretário municipal da fazenda, Jorge Bahia, de tentar superfaturar a locação de um imóvel.

A acusação – agora desmentida – foi dita na tarde de ontem (terça-feira/07), no plenário da câmara de vereadores.

“Muito pelo contrário! Ele zelou pelo patrimônio público”, garantiu Macedo.

Ouça as explicações.


AUGUSTO MACEDO ACUSA JORGE BAHIA DE QUERER SUPERFATURAR ALUGUEL

Do Jornal Bahia Online.

Em uma das mais graves acusações que fez no plenário da Câmara, Macêdo levantou suspeita sobre a atuação do secretário da Fazenda, Jorge Bahia, em uma negociação para o aluguel temporário de um imóvel, até que a sede própria da sua secretaria fosse reformada. “O dono não fechou o contrato por que ouvi dele que o valor que acertou com Jorge Bahia não era o que estava no processo”.

Clique aqui para ler a reportagem completa.

Clique para ouvir o depoimento de Macedo na câmara de vereadores.

LEITORES NÃO CONFIARAM NA COMISSÃO SINDICANTE

Resultado final da enquete sobre a comissão de sindicância que apurou irregularidades na secretaria de assistência social de Ilhéus.

A pergunta foi: você acredita na seriedade da sindicância que investiga possíveis irregularidades na secretaria de ação social de Ilhéus?

“Não quero opinar” teve 9% dos votos.

“Acredito sim senhor! O prefeito Newton Lima é sério e mandou apurar custe o que custar”, conquistou 22%.

“Essa sindicância não vai dar em nada. Cafuringa, irmão do prefeito Newton Lima, está nomeado no gabinete da deputada Ângela, responsável pela indicação do secretário afastado, Augusto “Porquinho”, foi a mais escolhida, com 68% dos votos.

Justiça seja feita.

O relatório da comissão omitiu dados importantes, a exemplo dos depósitos de Macedo na conta de Letícia Lázaro, porém, informa outras irregularidades e pede a exoneração do secretário (clique aqui).

O resultado, na opinião deste blog, é satisfatório e só foi possível graças ao empenho do advogado, professor e ex-sindicalista Júlio Gomes, uma pessoa séria, que não aceitou a “enxugação de gelo” proposta.

Você acredita na seriedade da sindicância que investiga possíveis irregularidades na secretaria de ação social de Ilhéus?

SERVIDORES DA SAS AGUARDAM SALÁRIOS

Texto baseado em um e-mail recebido pelo Blog do Gusmão.

Depois das denúncias contra o secretário afastado, Augusto Macedo, o problema que se instala agora na secretaria de ação social de Ilhéus é o atraso dos salários dos servidores.

Ao procurar esclarecimentos na secretaria, a informação recebida é que não há previsão para quitar o pagamento.  Segundo o autor, a verba do governo federal destinada aos programas sociais, como Bolsa Família, Peti, Projovem, e que custeia também os salários, nunca atrasa. “Chega na conta da prefeitura no dia 20 de cada mês”, garante o leitor.

Os funcionários estão insatisfeitos também, pelo não recebimento do vale-transporte. Em um ano, saíram vales equivalentes a dois meses.

ESSE ASSUNTO NÃO! PELO AMOR DE DEUS!

Escândalo na SAS: Ângela não fala nada, não sabe de nada.

A irmã Ângela Sousa, deputada estadual pelo partido social cristão, adotou o hábito de visitar estúdios de rádios e redações de jornais para falar sobre o próximo mandato.

Contudo, antes das visitas, seu filho Marcus Vinicius (aquele mesmo que é fantasma do gabinete do deputado federal Jutahy Junior, onde ganha R$ 8.000,00) e o assessor Frederico Vésper (ex-diretor do presídio Ariston Cardoso) costumam ligar para os jornalistas, a fim de pedir que o escândalo da secretaria de ação social não seja citado nas entrevistas (clique aqui).

A deputada foge desse assunto, como o diabo corre da cruz. Aliás, qualquer semelhança entre ambos é mera coincidência.

SUBINDO A LADEIRA DO OUTEIRO

Nos últimos dias, a deputada estadual Ângela Sousa e seu filho Mário Alexandre visitaram o prefeito Newton Lima, em sua residência, no Outeiro de São Sebastião, em Ilhéus.

A deputada levou uma bíblia e um dicionário aberto na página em que é possível ver o significado da palavra “clemência”.

Marão também levou outro dicionário, com dois marcadores de página. Um que possíbilitava ver o significado da palavra “óleo”, e outro do vocábulo “peroba”.

A dupla recitou um verso com essas inspirações. Não dá pra saber se Newton gostou.

O COMUNISTA METAMORFOSEADO

O militante do PC do B ilheense, Joselito Alves, conhecido hoje como “o pedagogo do PETI”, tem um passado de lutas no movimento estudantil. Foi organizador de passeatas, defensor ferrenho da meia-passagem, da meia-entrada em eventos culturais e jogou pedras nos ônibus de Valderico, quando a tarifa do transporte coletivo recebia reajustes abusivos.

Joselito também foi radialista, repórter de rádio das emissoras Cultura de Ilhéus e Santa Cruz. Em 1992 (governo de João Lyrio), ele foi demitido da Rádio Cultura, por ter dito, no ar, que a prefeitura de Ilhéus estava distribuindo “peixe podre” na semana santa.

Hoje, Joselito Alves esquece da sua história, renega o seu passado. Na secretaria de ação social, ele é o principal defensor do secretário afastado Augusto Macedo. Se alguém critica o chefe, ofende a alma do subalterno. Joselito mudou, passou por uma metamorfose impressionante!  Coisas da vida.

GRUPO DE ÂNGELA “LOTA” SECRETARIA

Em Ilhéus, "Piriguetes" são um grande vetor de ação social.

Uma fonte palaciana disse a este blogueiro que o grupo da deputada estadual Ângela Sousa (PSC) entupiu a secretaria de ação social com apaniguados políticos.

O secretário Augusto Macedo (porquinho) utilizou verbas destinadas aos programas sociais, para pagar os inúmeros cabos eleitorais indicados por Ângela e seu filho Marão. Esses procedimentos irregulares já foram constatados pela auditoria do governo do estado.

Outra fonte da secretaria disse o seguinte para este blogueiro: “Olha Gusmão, na ação social tem muita mulher direita, honesta, mas, de um tempo pra cá, Marão e Augusto colocaram várias ‘piriguetes’ para trabalhar. Lá dentro virou uma esculhambação da porra. Um verdadeiro mangue”.

“PORQUINHO” EM APUROS

A secretaria de ação social de Ilhéus está passando por uma auditoria realizada pelo governo do estado.

Fontes palacianas informam que os resultados, até agora, deixaram os auditores insatisfeitos.

O órgão é comandado por Augusto Macedo (porquinho), indicado pela deputada estadual Ângela Sousa (PSC). Nos últimos dias, o titular da pasta tem demonstrado forte tensão e nervosismo.

Línguas venenosas garantem: a vitória de Ângela foi garantida através do aparelhamento da secretaria.

Este blog pergunta: de que forma? De que jeito?

A auditoria pode responder.