Bataclan atual: prazer para poucos.

Bataclan atual: prazer para poucos.

A prefeitura de Ilhéus vai rescindir o contrato de uso do Bataclan, referencial histórico e literário de “prazer”, antigo cabaré eternizado no romance Gabriela Cravo e Canela, de Jorge Amado.

O governo atual descobriu que a conta de água e esgoto do prédio é paga pelo município. O custo mensal é de 8 mil reais.

Em contrapartida, recebe apenas 650 reais pelo uso do espaço

O prefeito também demonstra insatisfação com o propósito atual do Bataclan, hoje apenas um restaurante, sendo que deveria ser um ambiente artístico.