Luciana Paulette, presidente da AMA. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão e Blog Agravo.

Luciana Paulette, presidente da AMA. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão e Blog Agravo.

Na noite dessa quinta-feira (16), a Câmara de Vereadores de Ilhéus realizou sessão especial sobre a Campanha da Fraternidade de 2017 da Igreja Católica, cujo tema é o cuidado com o meio ambiente. O vereador Makrise Angeli (PT) apresentou o requerimento para a realização do debate.

A presidente da Associação dos Moradores da Avenida José Luís da Fonseca e Adjacências (AMA), Luciana Paulette, associou o tema do debate ao seu bairro, o Jardim Savóia, zona norte de Ilhéus.

O Savoia “hoje não é mais jardim. A gente pode até denominá-lo, senhores, jardim de postes”, afirmou Luciana, em referência à rede elétrica. “Em um quilômetro de avenida, nós temos 94 postes. É o progresso desmatando. Nossas árvores foram ceifadas. Não temos mais flores e pássaros. Meus filhos cresceram vendo os pássaros nas árvores que hoje não temos mais”.

De acordo com Paulette, a AMA nasceu inspirada por conversas com o vice-prefeito José Nazal (Rede Sustentabilidade). A associação criou o projeto “Adote uma árvore” e já tem vinte mudas para plantar no Savóia. “Nós estamos aqui para replantar. Nosso objetivo aqui é dizer a vocês que a nossa pequena associação quer contribuir com essa gestão municipal diferente. Nós estamos aqui com a presença do superintendente de Meio Ambiente [Emílio Gusmão], vocês ouviram o que ele falou. O pensamento é outro”, disse, referindo-se ao discurso do gestor sobre a importância da Mata Atlântica.