WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia hospital sao jose


impacto cred

transporte ilegal
março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

AUTORITARISMO DA “ESCOLA SEM PARTIDO” RONDA ACM NETO


Alexandre Aleluia e ACM Neto.

Alexandre Aleluia e ACM Neto.

Por Thiago Dias

A versão soteropolitana do projeto “Escola Sem Partido” é do vereador Alexandre Aleluia (DEM). A Câmara de Vereadores de Salvador aprovou a indicação dele para que a rede municipal de ensino ganhe cartazes instrutivos. Os informes devem incluir esclarecimentos sobre “os deveres dos professores”.

“É uma proposta que defende o resgate da família na formação educacional dos estudantes; o pluralismo de ideias e o foco na transmissão de conhecimentos nas escolas da rede municipal. O projeto combate a doutrinação ideológica e partidária praticada atualmente nas salas de aula”, explica o autor.

Como se sabe, o prefeito ACM Neto (DEM) pode acatar ou não a proposta. Eventual dúvida talvez o lance numa conta eleitoreira.

Disfarçado de apolítico, como se fosse possível produzir discursos sem aspectos ideológicos, o projeto flerta com a censura e o policiamento do professor. Não à toa é exaltado entre os setores mais reacionários da sociedade.

Por questões históricas, com ou sem “Escola sem Partido”, na Bahia esse estrato do eleitorado se agrupará em torno de ACM Neto, caso se confirme a expectativa por sua candidatura a governador. O desafio da conta eleitoral é conhecer a dimensão representativa desse grupo.

Por outro lado, se deseja o diálogo com eleitores de espectros mais amplos, ACM Neto deve se manter longe da tentação autoritária da Escola Sem Partido. Num episódio recente, quando criticou a censura do Conselho do Carnaval contra a Baiana System, o prefeito agiu em sintonia com a visão liberal.

Thiago Dias é repórter do Blog do Gusmão.

7 respostas para “AUTORITARISMO DA “ESCOLA SEM PARTIDO” RONDA ACM NETO”

  • joaodocaminhao disse:

    Autoritarismo? O artigo tem o tom caracteristico do esquerdismo, miope por natureza (ou por opcao deliberada), quando faz mencao ao projeto do vereador soteropolitano como ligado a “setores mais reacionarios da sociedade” ou a “tentacao autoritaria”. Em todo caso, o articulista segue a regra máxima atribuída a Lênin: “Xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz.” A conservacao de valores importantes a sociedade, como a familia, sem o relativismo moral ou a influencia daninha da doutrinacao ideologica buscado(a) pela esquerda, nao deve ser encarada como atraso – como propagandeia a midia/imprensa esquerdista que domina o ideario nacional -, mas, ao contrario, e uma necessidade para que a mesma (sociedade) seja razoavelmente ordenada, justa e livre.

  • Thiago Dias disse:

    Você, certamente, daria grande contribuição aos historiadores se indicasse em que publicação Lênin escreveu a frase atribuída a ele.

  • ewerton almeida disse:

    A esquerda é minoria justamente porque defende sempre o atraso. Imaginem que o homem foi a lua, caiu a muro de Berlim, aconteceu a Perestroika, pousaram uma sonda na cauda do cometa, e o discurso das esquerdas não muda uma virgula sequer. Isso é que é sectarismo, isso é que é atraso, isso é não estar antenado com a evolução. Como aceitar os ditames dessa gente que não evolui? Eis a questão!

  • joaodocaminhao disse:

    O articulista, não é de surpreender, usa de truques erísticos, esquivando-se em responder ao meu comentário e desviando, ironicamente, o foco de atenção do debate, para fazer crer ao leitor desatento que eu tenha afirmado algo patentemente falso. A este último, recomendo a leitura de Arthur Schopenhauer. Já ao universitário articulista, o que se disse, e se repete, é que a regra (e não uma frase) se encontra listada dentre as táticas revolucionárias atribuídas a Lênin, derivadas de sua inspiração nas ideias de Maquiavel, e posteriormente retomadas pelos seus correligionários leninistas, em especial e de forma clarividente pelo esquerdista Saul Alinsky, no livro “Regras para radicais” (vide, a respeito, a décima primeira, das treze regras). Feitas tais explicações, – desnecessárias, pois do conhecimento do camarada repórter (não repórter camarada, diga-se) -, este, por sua vez, daria maior contribuição ao leitor se tivesse justificado e comprovado em que “o projeto flerta com a censura e o policiamento do professor”, mas deste tremendo trabalho não se desonerou, visto o esforço hercúleo que necessitaria despender. Certo está o vereador soteropolitano, em buscar “o resgate da família na formação educacional dos estudantes”. Que benção seria se o articulista tivesse sido resgatado antes em sua formação educacional. Mas, pela graça de Nosso Senhor, ainda há tempo Thiago Dias. Esforçai-vos, e terá uma recompensa!

  • Paulo Neves disse:

    O autor do tópico erra quando redige o texto como se fosse apenas uma noticia sem opinião.Ele é claramente tendencioso para as idéias da esquerda e assim deveria se assumir, como opinião ou deveria escrever para blogs e sites radicalmente de esquerda como DCM, cafezinho, conversa afiada entre outros menos cotados.

  • Thiago Dias disse:

    Observe que o texto está assinado e é apresentado em formato de artigo de opinião.

  • joaodocaminhao disse:

    Aguardo sua treplica, Thiago Dias.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia