WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Terca-Feira, 21 de Novembro de 2017
cenoe faculdade madre thais

PROMOTOR APONTA 2013 COMO ANO DE REFERÊNCIA DE INVESTIGAÇÃO NA CÂMARA

Promotores de Justiça Frank Ferrari e Luciano Taques. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão e Blog do Chico Andrade.

Promotores de Justiça Frank Ferrari e Luciano Taques. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão e Chico Andrade.

Ontem (21), na entrevista coletiva sobre a Operação Citrus, o radialista Vila Nova perguntou se as mesmas empresas acusadas de fraudar licitações da prefeitura teriam repetido o esquema na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

“As mesmas empresas. Elas, a partir de 2013, passaram a também fornecer bens, nesse mesmo ramo (de material de expediente), para a Câmara de Vereadores. Desde então essas empresas têm vencido contratos”, respondeu o promotor Frank Monteiro Ferrari, titular da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus. A resposta enfatizou o ano de 2013.

O vereador Tarcísio Paixão (PP) falou sobre a Citrus nessa terça-feira (21). O correligionário do ex-prefeito Jabes Ribeiro presidiu a Câmara entre 2015 e 2016. O ex-vereador Dr. Jó (Josevaldo Machado – PC do B) o antecedeu no cargo, mas ainda não se pronunciou publicamente sobre a operação.

Referindo-se ao período em que comandou o Legislativo, Tarcísio disse que todas as empresas “foram contratadas por meio de processo licitatório, dentro da legalidade, cumprindo todo rito que a lei manda”, informa o Blog Agravo.

Após a apreensão de documentos na Câmara, o atual presidente da Casa, Lukas Paiva (PSB), emitiu nota. O texto diz que a Citrus “nada tem a ver com sua gestão”, que começou em 2017 – lembre aqui.

OS JUÍZES NOS PROTEGEM DO ARBÍTRIO, MAS QUEM NOS PROTEGE DO ARBÍTRIO DOS JUÍZES?

Juiz Sérgio Moro. Imagem: Alan Marques/Folhapress.

Juiz Sérgio Moro. Imagem: Alan Marques/Folhapress.

Por Wilson Gomes

wilson gomesA Nota da Justiça Federal do Paraná sobre o caso da condução “sob vara” do blogueiro Eduardo Guimarães é um primor.

“Pelas informações disponíveis, o Blog da Cidadania é veículo de propaganda política, ilustrado pela informação em destaque de que o titular seria candidato a vereador pelo PCdoB pela a cidade de São Paulo. (…) Não é necessário diploma para ser jornalista, mas também não é suficiente ter um blog para sê-lo”.

Ninguém no campo acadêmico sério é hoje capaz de sustentar distinções tão cristalinas sobre o que é e o que deixa de ser jornalismo, principalmente depois que as mídias digitais produziram novos gêneros e novos artefatos. Mas o Comitê Central de Taxonomias da Justiça Federal do Paraná não hesita: “pelas informações disponíveis” (quer dizer, nós demos uma olhada e inferimos que…) “é veículo de propaganda”. A prova cabal disso: é candidato a vereador pelo PCdoB. Ora, “pelas informações disponíveis” metade das estrelinhas do jornalismo 2.0 faz ativismo político: de Mainardi a Felipe Moura Brasil, passando por Noblat, Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino e Villa. O Instituto de Acreditação da Justiça Federal do Paraná vai negar aos veículos em que esses blogueiros publicam a denominação de jornalismo, ou isso vale apenas para os jornalativistas de esquerda?

(mais…)

GRÁVIDAS INSCRITAS NO BOLSA FAMÍLIA VÃO RECEBER REPELENTES

gravidaEm Ilhéus, as gestantes que fazem parte do programa Bolsa Família vão receber repelentes. A entrega vai começar na próxima segunda-feira (27), na Farmácia Municipal, localizada na Rua Teodora Sampaio, no Centro. O atendimento funcionará das 7h30min às 12 horas e das 13 às 17h.

A medida integra o plano nacional de combate aos mosquitos que transmitem doenças perigosas para as gestantes e seus fetos. Estudos já indicam como muito provável a relação direta entre a contaminação com o zika vírus, transmitido pelo Aedes aegypti, e a microcefalia.

APÓS EXONERAÇÃO, EX-SECRETÁRIO DE SAÚDE CRITICA FERNANDO GOMES

Vitor Lavinsky.

Vitor Lavinsky.

Vitor do Amor Lavinsky deixou hoje o comando da Secretaria de Saúde de Itabuna.

Em carta pública divulgada após a exoneração, o agora ex-secretário fez críticas diretas ao prefeito Fernando Gomes (DEM).

Segundo ele, entre outros motivos, a sua saída se deve à “falta de visão do prefeito em relação ao que deveria ser uma gestão voltada para os compromissos técnicos”.

“Nesses conflitos”, continua, “começamos a travar, notei algo que foge totalmente dos meus princípios: a falta de humanização nas relações e de respeito ao próximo”.

Leia a íntegra.

(mais…)

BLAIRO MAGGI REPRESENTA COMO NINGUÉM O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Temer e Blairo Maggi. Imagem: Beto Barata/Presidência da República.

Temer e Blairo Maggi. Imagem: Beto Barata/Presidência da República.

Por Elio Gaspari/publicado hoje na Folha de S. Paulo

O ministro da Agricultura, doutor Blairo Maggi, chamou de “idiotice” a acusação, apresentada pela Polícia Federal, de que um frigorífico do grupo BRF estivesse usando papelão nas suas salsichas. Faz sentido.

Maggi bate duro. É um bilionário do agronegócio, já foi chamado de Rei da Soja (título que herdou do pai) e a ONG Greenpeace presenteou-o com a “Motosserra de Ouro”. Conhece o mundo dos negócios e o da política. Chegou ao Senado pela gambiarra da suplência e ao governo de Mato Grosso pelo voto popular.

Representa como ninguém o agronegócio brasileiro com seu efeito modernizador do campo e sua importância para a economia. Quando estourou a Operação Carne Fraca, ele era o homem certo no lugar certo. Em poucos dias, verificou-se que adulterara o próprio produto.

(mais…)

ROTATÓRIA EM CONSTRUÇÃO NA ZONA SUL

Imagem: Clodoaldo Ribeiro/Secom-Ilhéus.

Imagem: Clodoaldo Ribeiro/Secom-Ilhéus.

A Prefeitura de Ilhéus decidiu construir uma rotatória na zona sul da cidade, perto do hotel Opaba Segundo o governo, o objetivo da obra é melhorar o trânsito no local.

Ainda de acordo com o governo, a iniciativa faz parte da primeira etapa do projeto de revitalização da orla sul.

“NÃO TENHO MEDO DE NADA”, DISSE KÁCIO BRANDÃO ANTES DE SER PRESO

Imagem da publicação do ex-secretário no Facebook.

Imagem da publicação do ex-secretário no Facebook.

No último dia 10 de fevereiro, o ex-secretário de Desenvolvimento Social de Ilhéus, Kácio Brandão, usou o Facebook para falar sobre uma pergunta que a sua filha lhe fez.

“Que engraçado. Minha filha me perguntou do que eu tenho medo. Prontamente respondi: ‘Não tenho medo de nada, de vdd [verdade]. Não tenho mesmo. Tenho Deus!’. Uma simples pergunta, mas que nunca me fiz.”, escreveu.

Na manhã dessa terça-feira (21), pouco mais de um mês após a publicação no Facebook, policiais civis prenderam o ex-secretário. Segundo o site Itacaré Informa, a prisão aconteceu numa pousada em Itacaré. Ele estava com a namorada quando os agentes chegaram no local, por volta das 8 horas.

A prisão temporária do ex-gestor ocorreu no âmbito da Operação Citrus. Ao comentar as prisões de ontem, o ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP) prestou solidariedade aos “companheiros” presos – veja aqui.

JABES DEFENDE “COMPANHEIROS” PRESOS E CRITICA O MINISTÉRIO PÚBLICO

Jamil Ocké e Jabes Ribeiro. Imagens: Facebook e Jornal Bahia Online.

Jamil Ocké e Jabes Ribeiro. Imagens: Facebook e Jornal Bahia Online.

O ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP) concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (22) em Ilhéus ao radialista Gil Gomes, na Rádio Santa Cruz. Em pauta, a Operação Citrus, do Ministério Público do Estado da Bahia, que resultou na prisão de dois ex-secretários do governo anterior, Jamil Ocké e Kácio Brandão.

Ribeiro falou em defesa de Jamil e de Kácio. Segundo o ex-prefeito, ambos conseguirão provar inocência. Afirmou que conhece Jamil há mais de vinte anos, assim como toda a população de Ilhéus. Questionou se havia mesmo a necessidade da prisão temporária.

Também disse que não poderia se acovardar nesse momento. Revelou que as imagens de Jamil e Kácio algemados o atingiram profundamente. Prestou solidariedade aos dois e considerou o uso das algemas desnecessário. Em pelo menos dois momentos, chamou os ex-secretários de “companheiros”.

Em tom crítico, lembrou de episódios em que o Ministério Público se posicionou contra decisões do seu governo. Citou os casos da terceirização da saúde, quando o MP atuou em defesa do concurso de 2016, e da recomendação do órgão contra a distribuição de peixes.

Ao falar sobre as informações do Ministério Público a respeito da Operação Citrus, o ex-prefeito questionou por que o órgão não alertou a prefeitura sobre os indícios de malfeitos, já que a investigação começou em dezembro de 2015.