WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



transporte ilegal
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: 11/ago/2017 . 16:53

SINEBAHIA ILHÉUS OFERECE 13 VAGAS DE EMPREGO NA SEGUNDA-FEIRA

Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis na segunda-feira (14) na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Muitos candidatos se antecipam e preenchem as vagas por meio do site Mais Emprego.

Por esse motivo, acontece do pretendente ir até o SAC e não encontrar a oportunidade anunciada pelo Blog do Gusmão.

Recomendamos aos candidatos que se cadastrem no site quando forem a uma agência do SineBahia.

COMPRADOR

Ensino Superior Completo em Administração, Ciências Contábeis ou Logística.

Experiência de 06 meses na carteira

01 VAGA

EMPACOTADOR À MÃO (PCD)

Exclusiva para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental completo

03 VAGAS

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO ELETRÔNICA

Ensino Médio completo e curso Técnico em Eletrônica e/ou Eletrotécnica

Experiência de 06 meses em equipamentos laboratoriais e hospitalares

01 VAGA

:: LEIA MAIS »

DO MILHO AO MALTE: UM APÓSTOLO DA CERVEJA ARTESANAL EM ILHÉUS

Max Ranieri apostou na venda de cervejas artesanais. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Max Ranieri apostou na venda de cervejas artesanais. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Reportagem: Thiago Dias

Há mais ou menos três anos, em Belo Horizonte, o supervisor de vendas Max Ranieri descobriu a cerveja artesanal. A experiência transformou radicalmente a sua relação com essa bebida. Naquela viagem a trabalho, o mineiro de coração ilheense aprendeu que a cultura cervejeira vai muito além do que é oferecido pelas grandes indústrias. “Eu não sabia que a cerveja artesanal tinha essa variedade de estilos e sabores”.

Hoje, refere-se a si mesmo como um “apaixonado” por cervejas artesanais. Quando um problema de saúde o afastou do trabalho na empresa de telecomunicação, decidiu abrir a loja de conveniência que mantém na zona sul de Ilhéus, no posto de combustíveis Mar Azul, próximo à cabeceira do Aeroporto Jorge Amado.

A “paixão” de Max fez do empreendimento uma aposta na venda de cervejas artesanais de várias partes do mundo. Para ficarmos no território baiano, o seu mapa de fornecedores inclui cervejeiros de: Ilhéus, Uruçuca, Itabuna, Itapetinga, Porto Seguro e Salvador. Segundo o comerciante, apesar da crise econômica, esse setor do mercado de bebidas mantém crescimento anual de “dois dígitos”.

A “variedade de estilos e sabores” abriu espaço para a figura do beer sommelier, especialista em cervejas, variação do profissional consagrado no mundo dos vinhos. Assim como o vinho, a cerveja pode ter o seu sabor harmonizado com o dos alimentos. As combinações variam da cozinha popular à alta gastronomia.

Na última terça-feira (8), Max abriu a sua loja para o Blog do Gusmão e apontou o atalho para aprendermos a saborear uma boa cerveja. “O primeiro passo é sair da comercial e entrar numa cerveja que a gente chama de ‘puro malte'”, explicou. Segundo ele, a cerveja puro malte é mais saudável, pois tem apenas três ingredientes: “água, malte e lúpulo”. “Não tem nenhum tipo de conservante”.

De modo geral, escuta-se muita reclamação sobre a qualidade do atendimento em parte do comércio de Ilhéus. Quem já foi atendido por Max percebeu que essa fama negativa passa longe da sua loja. Atrás do balcão ou diante dos freezers, está sempre pronto para esclarecer as dúvidas dos clientes, especialmente daqueles que ainda não conhecem o universo das cervejas artesanais.

O aroma característico pode causar estranhamento nos primeiros goles dos iniciantes. Isso porque o nosso paladar está acostumado com as cervejas das grandes marcas, que não estimulam o olfato. “Cada tipo de lúpulo gera um aroma diferente, que influencia no sabor”, disse Max. A Mirahya, com o seu gosto “mais leve e frutado”, combina muito bem com peixes e mariscos.

Apontando a taça na sua mão esquerda, Max destacou a presença do “mosto” que fica decantado nas embalagens das cervejas não filtradas. Antes do consumo, esse tipo de cerveja deve ser movimentado levemente dentro da própria embalagem. Assim, o líquido reincorpora o material acumulado no fundo da garrafa ou da lata em que fora armazenado. O procedimento é fundamental para a degustação.

Há três semanas, antes da conversa para essa matéria, perguntamos a Max sobre a cerveja 1910, da cervejaria itabunense Três Barcaças. Desenvolvida por Calleb Oliveira, a receita leva nibs de amêndoas de cacau. O nome é a data da emancipação política de Itabuna. Fabricada apenas duas vezes por ano, não dura muito tempo nos freezers do sul da Bahia. Nessa sexta-feira (11), a sua última remessa de 2017 chegou na Conveniência Pontal Mar Azul. Como o Blog do Gusmão já havia feito uma reserva, o apóstolo do malte nos deu a boa nova via WhatsApp: “Chegou a cerveja que você queria”.

APÓS SOLICITAÇÃO DO MP, PREFEITURA DE ILHÉUS DEMOLE MURO NA ZONA SUL

Muro havia sido construído ilegalmente em torno de área pública. Imagem: SEPLANDES.

Muro foi construído ilegalmente em torno de área pública. Imagem: SEPLANDES.

Na manhã da última segunda-feira (7), a Fiscalização de Posturas da Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Sustentável (SEPLANDES) demoliu um muro erguido no loteamento Mares do Sul, localizado no bairro São Francisco, zona sul de Ilhéus.

Uma pessoa construiu o muro, de forma ilegal, em torno de uma área verde que pertence ao espaço público, na área C do loteamento.

Por meio dos promotores de Justiça Frank Ferrari e Alicia Violeta Botelho Sgadari Passeggi, o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) solicitou a intervenção da Prefeitura de Ilhéus para impedir que a área verde continuasse murada.

HERDEIRA DE BANCO SUÍÇO DOA R$ 500 MIL A LULA

Autorretrato de Roberta Luchsinger.

Autorretrato de Roberta Luchsinger.

Da Folha de S. Paulo

Se Luiz Inácio Lula da Silva é visto como o pai do Bolsa Família, ela quer ser a mãe do “Bolsa Lula”.

Herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, 32, decidiu lançar um movimento de apoio financeiro ao ex-presidente, que teve quase R$ 10 milhões em planos de previdência e contas bancárias bloqueados a pedido do juiz Sergio Moro.

A neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger abriu o bolso, o closet e o cofre para fazer uma doação pessoal ao petista no valor de cerca de R$ 500 mil em dinheiro, joias e objetos de valor.

“Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele”, diz Roberta.

Ela saca da bolsa Hermés um cheque ao portador no valor de 28 mil francos suíços (cerca de R$ 91 mil), mesada que recebia do avô morto em 8 de julho, aos 92 anos.

“Foi o último cheque que recebi dele e vou repassar integralmente ao Lula. Agora, já podem dizer que ele tinha conta na Suíça, aquela que os procuradores da Lava Jato tanto procuraram e não acharam”, ironiza Roberta.

:: LEIA MAIS »

SEMINÁRIO DISCUTE PAPEL DOS ESTUDANTES NA EDUCAÇÃO PÚBLICA

O rapper ilheense Cijay vai participar do seminário do Centro Fé e Alegria. Imagem do blog Torço Pru Bem.

O rapper Cijay vai participar do seminário do Centro Fé e Alegria. Imagem: Torço Pru Bem.

A partir das 8h30min desse sábado (12), o Centro Educativo Fé e Alegria vai realizar o primeiro Seminário sobre o Protagonismo Juvenil na Melhoria da Educação.

O objetivo é reunir estudantes da rede pública de ensino para debater a importância da mobilização estudantil nos processos de educação e aprendizagem.

Além das rodas de conversas e debates, o seminário vai ter apresentações artísticas. O rapper Cijay, nome promissor da nova geração da música em Ilhéus, está entre os convidados. Ele vai demonstrar a relação possível entre as linguagens do hip hop e a abertura para o pensamento crítico.

O Centro Educativo Fé e Alegria fica na segunda travessa São Jorge, no bairro Nossa Senhora das Vitórias, zona sul de Ilhéus. O seminário vai ser aberto ao público.

SECRETÁRIO DE SAÚDE DA BAHIA NÃO ATENDE ORDEM DA JUSTIÇA, ACUSA MPF

Fábio Vilas-Boas. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Fábio Vilas-Boas. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, e o secretário executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, por não atenderem liminar da Justiça Federal em relação a ações que viabilizassem a distribuição de análogos de insulina no interior do estado da Bahia.

Os diabéticos residentes no interior do estado tinham que se deslocar até Salvador para se submeterem a uma perícia médica prévia, além de terem que buscar mensalmente as insulinas na capital baiana.

Segundo o MPF, mesmo após sucessivas intimações para efetivação da medida liminar, passados mais de cinco anos, a União e o Estado da Bahia não cumpriram a decisão integralmente. O estado alega ausência de repasse pela União, e esta, por sua vez, sustentou a ausência de informações essenciais para efetivação do repasse.

A medida é resultado da Ação Civil Pública movida pelo MPF contra o Estado da Bahia e a União, em 2012. O órgão cobra a implantação de protocolo clínico e o fornecimento de insulina de ação basal ultrarrápida aos pacientes com diabetes mellitus na Bahia. Em agosto de 2012, a Justiça Federal expediu medida liminar determinando a implantação do protocolo pelo estado e o repasse dos recursos para aquisição dos medicamentos pela União.

De acordo com a denúncia, verificou-se que as insulinas regular e NPF são insuficientes para o controle glicêmico de alguns pacientes, sendo necessário que o Sistema Único de Saúde (SUS) contemple o fornecimento dos análogos de insulina de ação basal e ultrarrápida – glargina (Lantus), determir (Levemir), asparte (Novorapid), lispro (Humalog) e glulisina (Apidra).

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia