Olodum completou 38 anos em abril.

Na noite dessa terça-feira (5), Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou o projeto de lei que torna o bloco Olodum patrimônio imaterial cultural do estado.
 
Em abril, o Olodum completou 38 anos de fundação. Nesse período, deixou de ser apenas um bloco afro para se tornar uma organização não governamental (ONG), que envolve além do bloco e da banda, desenvolve projetos sociais, o combate à discriminação racial e luta pela garantia dos direitos humanos.
 
O projeto da deputada estadual Luiza Maia segue para sanção do governador Rui Costa, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT).