WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Domingo, 23 de Setembro de 2018
casa facil prefeitura urucuca prefeitura ubaitaba
cenoe faculdade madre thais

A REVOLTA DO CADEIRANTE MÁRIO MORENO CONTRA O TRANSPORTE COLETIVO DE ILHÉUS

José Mário Moreno. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Reportagem: Thiago Dias.

Nascido em Camamu, José Mário Moreno é um morador antigo de Ilhéus. Há 25 anos, quando deixou a ativa da Marinha do Brasil, passou a complementar a renda da família cortando cabelos. Montou a barbearia na rua onde mora, perto da praça São João Batista, no bairro Pontal. O primeiro nome do estabelecimento fazia referência ao seu apelido (Tatu): “Tatu’s Cabeleireiro”. A alcunha, por sua vez, remete aos tempos de infância. “Eu era gordinho como um tatu redondo”.

Mário aposentou a tesoura em 2014. Diabético, teve grande parte da perna esquerda amputada naquele ano, após a infecção de um pequeno ferimento que provocou ao cortar as unhas. “O dedo apodreceu e a perna foi cortada de pedaço em pedaço”, conta. Os seus filhos herdaram a profissão do pai e mantêm o negócio em outro endereço da mesma rua.

O Blog do Gusmão chegou a Moreno por meio de um dos seus filhos, Fabiano, que nos falou sobre o desejo do pai de manifestar o que pensa a respeito do sistema de transporte coletivo da cidade. Encontramos a família de cabeleireiros no último dia 11, em frente ao salão de beleza que hoje leva o nome de Patrícia, também filha do militar da reserva.

Naquela segunda-feira, conhecemos a revolta de Mário. “Aqui em Ilhéus, nós, cadeirantes, somos tratados como se fôssemos cachorros, porque não tem lei. A lei é essa: quem manda são os empresários. Agora eu preciso de uma pessoa competente que veja isso, para a gente poder ir para um lugar e para outro, porque os motoristas [dos ônibus] não pegam os cadeirantes”, declarou o homem revoltado.

Ele nos contou que, depois de sair da ativa, sempre fez seus “biscates” – o que incluía o ofício de cabeleireiro. “Mas, agora não posso fazer nada na vida. Estou com trauma até de sair do Pontal para o Centro, porque não tem como pegar ônibus com minha cadeira [de rodas]: eu sou humilhado! ‘Eu sou não’, a maioria dos cadeirantes é, mas, muita gente tem medo de falar. Eu não, porque não devo nada. Eu estou com 71 anos e nunca fui preso, graças a Deus. Minha ficha é limpa”.

Mário fica especialmente revoltado quando os motoristas de ônibus não param ao seu sinal. Ele narrou um episódio que vivenciou no bairro Cidade Nova. “Uma vez, eu estava naquele ponto perto da [antiga] Maternidade Santa Isabel e dei a mão. Passaram cinco ônibus e não pararam”. Segundo Moreno, um homem notou o seu sofrimento e o socorreu. “Tio, você vai pra onde?”, perguntou o rapaz  que, conforme o narrador, tinha a pele “escura”. “Vou pro Pontal”, respondeu o militar da reserva. “Então o senhor vai pegar o primeiro [ônibus] que passar”, garantiu o jovem.

O rapaz deu a mão para um ônibus que seguiria para o Nossa Senhora das Vitórias e pediu para o motorista abaixar o elevador. No entanto, ainda de acordo com Tatu, o rodoviário respondeu que o aparelho estava com defeito. Ao ouvir a resposta, o moço retrucou: “Então vamos consertar!”. O elevador funcionou na primeira tentativa, segundo Moreno. Depois que embarcou, o seu anjo da guarda negro se despediu e solicitou que o condutor  o deixasse no Pontal, no ponto próximo à loja do Boticário. Mário afirma que o motorista não o deixou no lugar correto e só parou o veículo depois que outros passageiros começaram a gritar em tom de ameaça.

Perguntamos a Moreno o que falta para que o sistema de transporte coletivo de Ilhéus trate os cadeirantes de forma digna. Ele respondeu que a qualidade do serviço só vai melhorar com “uma fiscalização mais severa” por parte do governo municipal. Na sua opinião, isso diminuiria o tempo de espera nos pontos de ônibus e a ocorrência de episódios como o narrado acima.

Mário passa boa parte do seu tempo sentado em frente ao salão de beleza da família, no Pontal. Apesar de motorizada, sua cadeira de rodas não consegue vencer obstáculos como as calçadas irregulares.

O militar da reserva fez parte do tratamento da perna nos Estados Unidos, entre 2016 e 2017. Trouxe boas recordações do modo como foi cuidado pelos norte-americanos. “Lá, o cadeirante é tão respeitado quanto o presidente, ou mais alguma coisinha. Quando a gente está no ponto de ônibus, não precisa nem dar a mão. O motorista para, desce, aperta a mão da pessoa, pergunta para onde ela vai e arreia a rampa. Quando chega no ponto, ele abraça a gente e vai, para o ônibus poder seguir. Aqui não. Aqui vai é no chute”.

(mais…)

PREFEITURA REALIZA MUTIRÃO CONTRA DEPÓSITOS ILEGAIS DE ENTULHO

Imagem: Rodrigo Macêdo/Secom-Ilhéus.

Nesta sexta-feira (5), a Prefeitura de Ilhéus informou que a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos intensificou o combate aos depósitos irregulares de lixo e entulho. O mutirão de limpeza atua em áreas litorâneas e nos bairros mais populosos da cidade.

O trabalho também ocorre nas avenidas Governador Roberto Santos e Itabuna. Conforme a prefeitura, na extensão do litoral norte, sentido Serra Grande, uma patrulha mecânica atua na limpeza às margens da rodovia Ba 001, outro ponto comumente utilizado por caçambeiros para o descarte ilegal de materiais sólidos.

O secretário de Serviços Urbanos Jorge Cunha explica que o caminho natural destes resíduos sólidos deveria ser o Aterro do Itariri, na região norte de Ilhéus. No entanto, por ser um local mais distante, o caçambeiro opta por fazer o descarte em outras regiões não permitidas pela legislação, causando prejuízos ao município e à qualidade de vida na cidade.

SAEB VAI ENCERRAR INSCRIÇÕES PARA CONCURSO NA PRÓXIMA SEXTA

Concurso oferece 16 vagas.

Na próxima sexta-feira (12), a Secretaria de Administração do Estado da Bahia (SAEB) vai encerrar o prazo para as inscrições no processo seletivo simplificado, que tem o objetivo de contratar profissionais para trabalhar em Salvador.

O certame visa contratar 16 profissionais para os cargos de assistente de atividade administrativa, técnico em informática e técnico em biologia. A carga horária é de 40 horas semanas para todas as funções, com remuneração que varia entre R$ 1.569,17 e R$ 2.729,76.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site de seleção do Governo do Estado.

O processo seletivo vai consistir em uma única etapa, análise curricular, de caráter eliminatório e classificatório.

Para mais informações, acesse o edital nº 002 e a retificação.

SINEBAHIA ITABUNA OFERECE 33 VAGAS DE EMPREGO NESSA SEGUNDA-FEIRA

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas ficarão disponíveis nessa segunda-feira (8).

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

TÉCNICO DE ENFERMAGEM (PCD)

Exclusivo para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

1 VAGA

AUXILIAR DE LIMPEZA (PCD)

Exclusivo para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

1 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusivo para pessoas com deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

15 VAGAS

(mais…)

ENTIDADES EMISSORAS DA CARTEIRA ESTUDANTIL TÊM 60 DIAS PARA REGULARIZAÇÃO

Carteira Estudantil 2018.

Nessa quinta-feira (4), a Secretaria da Educação do Estado publicou o edital para o cadastramento das entidades que emitem carteiras estudantis.

A Carteira Estudantil assegura que os alunos do ensino público e privado, paguem metade do valor cobrado para o ingresso em casas de diversões e espetáculos, praças esportivas, entre outros locais.

As entidades representativas de estudantes têm 60 dias, a partir da data de publicação da portaria, para apresentar a documentação exigida na publicação. A carteira estudantil de 2017 tem validade até o dia 31 de março.

Os documentos deverão ser entregues à comissão de análise e avaliação, na Secretaria da Educação, 5º Avenida, 550, Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Os resultados das entidades habilitadas e os modelos de carteiras autorizadas estarão disponíveis no Portal da Educação.

Para mais informações, acesse a Portaria 35.

TRANSATLÂNTICOS VÃO VISITAR ILHÉUS SEIS VEZES EM JANEIRO

Temporada 2017/2018.

Nessa quinta-feira (4), o MSC Música iniciou a chegada de transatlânticos ao Porto do Malhado, em Ilhéus, em 2018. Neste mês de janeiro ainda é aguardado o MSC Preziosa. Juntos, os dois navios vão realizar seis visitas à cidade e devem trazer 23.478 visitantes.

Conforme a programação dos transatlânticos, o MSC Música retornará no dia 18 para a sua segunda visitação. Já o MSC Preziosa vai realizar quatro paradas no porto de Ilhéus, nos dias 10, 17, 24 e 31.

A chegada dos transatlânticos deve movimentar diversos setores econômicos da cidade. A estimativa é de que cada visitante deixe, em média, 100 dólares na economia local.

FALTA DE CRECHE NA UESC REPRODUZ A CONDIÇÃO MARGINAL DA MULHER, AFIRMAM ESTUDANTES

Cartaz de evento político promovido por estudantes da UESC.

Coletivos e diretórios acadêmicos da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) emitiram ontem (4) uma nota política em que defendem a construção de uma creche no Campus Soane Nazaré.

Essa é uma demanda antiga do movimento estudantil da UESC. Conforme a nota, o assunto voltou à pauta em novembro do ano passado, depois que um professor do curso de Direito teria pedido que que uma estudante saísse da sala de aula, pois ela estava acompanhada por seu filho de um ano e três meses de idade, e os sons emitidos pela criança teriam atrapalhado o andamento da atividade letiva.

Conforme as entidades que assinam a nota, esse tipo de situação se repete porque as mulheres mães e estudantes não têm onde alojar suas crianças na UESC nem nas cidades onde moram, já que faltam creches para atender a demanda de municípios como Ilhéus e Itabuna.

Ainda segundo o raciocínio dos autores do texto, a atitude do professor reforça a ideia de que a academia, tal qual foi concebida desde a antiguidade, não é um espaço para as mulheres. Dentro dessa perspectiva, é como se a tradição acadêmica reproduzisse por outros meios os impedimentos que o feminino enfrenta desde a Grécia antiga.  Leia a íntegra.

“Na segunda-feira, dia 27 de novembro, ocorreu mais um fato lamentável na Universidade Estadual  de Santa Cruz (UESC). Uma estudante do curso de Direito, acompanhada de seu filho, foi convidada a retirar-se da sala de aula em razão da criança, de acordo com o professor, estar muito inquieta, o que comprometeria a relação ensino-aprendizagem.

A violência à qual e pela qual a discente foi submetida evidencia as dificuldades que as mulheres mães enfrentam diariamente numa sociedade patriarcal, machista e capitalista. Tal situação expõe as contradições na relação da universidade frente às políticas de expansão do acesso realizadas nos anos mais recentes.

O episódio envolvendo o professor e sua aluna é resultado de uma evidente ausência de investimento no setor de permanência e assistência estudantil da UESC. Assim como de uma total falta de sensibilidade e traquejo do docente ao lidar com situações longe das condições ideais em sala de aula. Levar uma criança para sala em momento algum deve ser considerada como uma ação opcional ou uma tentativa deliberada de causar “ruídos no processo de ensino-aprendizagem”. A criança fez-se presente na sala justamente pela ausência de uma creche universitária, tal como de um espaço para crianças menores de três anos, tanto na cidade de Itabuna como em Ilhéus. Espaços como esses garantiriam melhores condições de permanência no ambiente acadêmico por parte das mulheres mães, bem como em seus locais de trabalho.

Compreendemos que a inexistência desse espaço na Universidade, o qual é um direito dos e das estudantes, representa a negação do direito universal à educação garantido pela Constituição Federal de 1988. Além disso, intensifica a condição de invisibilidade das mulheres mães na nossa sociedade. Com isso, a necessidade da creche é evidente, bem como é necessário pensarmos a construção de um fraldário, efetuar compra de cadeiras adequadas para o assento de gestantes, maior divulgação e garantia do direito à atividade domiciliar para as mulheres em condição de licença maternidade, entre diversas outras demandas. Ressaltamos ainda que essas vêm sendo levantadas há anos pelo movimento estudantil da UESC, além de terem sido encaminhadas durante o I Seminário em Defesa dos Direitos das Mulheres, realizado em 2015 na Universidade. Fatos como o citado somente reforçam a urgência de nos unificarmos em torno da cobrança pela efetivação dessas pautas históricas, tão fundamentais para o avanço das mulheres no meio acadêmico.

(mais…)

GOVERNADOR DEFENDE DIÁLOGO ENTRE GOVERNO E TCE

Solenidade da nova diretoria do TCE.

Ontem (4), o governador Rui Costa (PT) participou da cerimônia de posse da nova diretoria do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA). A solenidade aconteceu no auditório Conselheiro Lafayette Pondé Filho, no Centro Administrativo, em Salvador.

A nova diretoria do TCE/BA é formada pelos conselheiros Gildásio Penedo Cavalcante de Albuquerque Filho (presidente), Marcus Vinicius de Barros Presídio (vice-presidente) e Inaldo da Paixão Santos Araújo (corregedor) – veja.

Na oportunidade, o governador destacou a necessidade do diálogo entre o Estado e o TCE. “Com certeza teremos a continuidade de um belíssimo trabalho e desejando que possamos continuar com a independência necessária, mas com diálogo, pois ajuda a trazer harmonia e a melhoria constante da gestão pública”.

Por outro lado, o presidente Gildásio Penedo Cavalcante Filho comentou sobre a importância de trabalhar junto à população. “A participação da sociedade como elemento fiscalizador, já que ela está na ponta desse processo, será fortalecida na nossa gestão. Nós temos uma ação voltada fortemente para trazer a sociedade baiana para junto do tribunal, complementando o exercício do controle externo”.

O corregedor Inaldo da Paixão Santos Araújo reforçou o comprometimento da nova diretoria com a população. “Nos últimos quatro em que estive à frente da presidência buscamos humanizar o TCE e levar nossas ações para perto da sociedade, que de fato é a mais interessada no nosso trabalho. Agora, espero desempenhar a função de corregedor com serenidade e tranquilidade”.

PREFEITO ASSINA ORDEM DE CONSTRUÇÃO DA ESCOLA NUCLEADA DO JAPU

Assinatura de construção da Escola Nucleada do Japu.

Nessa quinta-feira (4), o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), assinou a Ordem de Serviço para o início das obras de construção da Escola Nucleada do Japu.

Segundo o secretário de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Hermano Fahning, as obras começam nesta sexta-feira (5). A licitação é da empresa Ágatha Construtora, que tem até maio para concluir a construção.

O secretário ainda destacou que o projeto da escola compreende a construção de sala, cozinha americana e banheiros. “Desde que o prefeito determinou que a execução da obra, iniciamos o planejamento do projeto. Sem dúvida, faremos esta obra com o respeito que a comunidade merece. O sonho começa a se tornar realidade hoje”.

Também participaram da visita, a deputada estadual Ângela Sousa (PSD), o vice-presidente da Câmara Municipal, Gil Gomes (PV), os secretários municipais de Educação, Eliane Oliveira, de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Hermano Fahning, e o agricultor que doou o terreno para a obra, Miguel Dias, e a comunidade local.

SUPOSTO TRAFICANTE DE ILHÉUS É PRESO EM PORTO SEGURO

Paulo Rogério Melo Moraes Filho.

Na tarde dessa quarta-feira (3), investigadores da 1ª Delegacia Territorial (DT), de Porto Seguro, prenderam o suposto traficante Paulo Rogério Melo Moraes Filho, conhecido como “Paulinho”.

O DT cumpriu um mandado de prisão expedido pela comarca de Ilhéus. Segundo a Polícia Civil, Paulinho já foi preso por tráfico de drogas.

A delegacia de Ilhéus já foi informada sobre a sua prisão e seu recambiamento está sendo providenciado.

error: Content is protected !!