O líder do MTST, Guilher Boulos, anunciou a ocupação no Twitter. Imagem: Mídia Ninja.

Na manhã desta segunda-feira (16), no Guarujá (SP), o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) invadiu o famoso tríplex do processo em que o juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-presidente Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O filósofo Guilherme Boulos, líder do MTST e pré-candidato a presidente da República pelo PSOL, anunciou a ocupação por meio do Twitter. “MTST e a Povo Sem Medo acabam de ocupar o triplex do Guarujá, atribuído a Lula por Moro. Se é do Lula, o povo poderá ficar. Se não é, por que então ele está preso?”, escreveu o socialista.

Faixas estendidas no apartamento levantam a mesma questão suscitada no Twitter de Boulos. “Se é do Lula é nosso! Se não, por que prendeu?”.