Foto: Daniel Meira.

Durante a II Exposição de Cachaças do Nordeste, evento que acontece na  Exporural 2018, entre 12 e 19 de agosto, no Parque de Exposições de Salvador, a Secretaria do Turismo da Bahia promove ações para a consolidação da Rota dos Engenhos. O objetivo é incentivar os produtores a organizar visitas aos alambiques como forma de incrementar a atividade turística, gerar emprego e renda.  

A mostra é uma vitrine para divulgar as cachaças baianas com suas peculiaridades, aromas e sabores.  “É importante promover os produtos típicos porque  fortalecem a cadeia do turismo, gerando renda para as comunidades locais”, afirmou o secretário estadual do Turismo, José Alves.

Para implementar a Rota dos Engenhos, a Setur-BA incentiva a visitação às propriedades com alambiques e canaviais. Hoje, a bebida é produzida em 18 municípios baianos, principalmente na região da Chapada Diamantina (Lençóis, Abaíra, Rio de Contas, Livramento de Nossa Senhora e Paramirim).

A experiência do turismo associado à produção da cana de açúcar e da cachaça já é realidade na Fazenda Vaccaro, produtora de uma das bebidas mais famosas do estado, a Serra das Almas. A propriedade, localizada em Rio de Contas, oferece serviço de hospedagem e day use.

O pacote de atrativos inclui passeios pelas plantações de cana e de frutas, alambique e adega. Nos fins de semana, a fazenda chega a receber cerca de 400 visitantes. “Este trabalho de desenvolvimento regionalizado permite ganhos não só para o município que recebe o visitante, mas para toda a região”, enfatizou o subsecretário do Turismo, Benedito Braga.

Exposição – Quem for ao Parque de Exposições poderá, então, degustar algumas das mais famosas cachaças produzidas na Bahia.  “São ao todo 12 marcas, apresentadas pelos próprios produtores e dois representantes, a Quitanda do Baianinho e a Kikaxassa”, informa Paulo Guedes, da organização da Exporural e um dos coordenadores da Exposição de Cachaças do Nordeste. Entre as marcas mais conhecidas que fazem parte da mostra estão a Limoeiro, Matriarca, Serra das Almas, Abaíra, Amada, Poço da Pedra, Paramirim e Caraguataí.

Em sua 19ª edição, a Exporural é um dos mais importantes e tradicionais eventos de agronegócios do Norte-Nordeste. A expectativa é de receber um público de 100 mil pessoas nos oito dias de sua realização, com movimentação de negócios que pode chegar a R$ 50 milhões. A feira reunirá este ano 1,5 mil animais. O funcionamento diário é das 8h às 20h.

Com informações da Ascom/Setur, reportagem Eduardo Bastos.