Veículos de comunicação social que recebem anúncios da Prefeitura de Ilhéus sofrem pressão para evitar críticas ao governo do prefeito Mario Alexandre.

O objetivo é tentar, à força do poder econômico, melhorar a imagem do prefeito e viabilizar seu projeto de reeleição, acusam profissionais ouvidos por este blog.

Quando questionamentos são divulgados, radialistas e jornalistas proprietários dos canais recebem ligações de representantes do governo com avisos e perguntas discretas e maldosas: “Olha a nossa parceria. Não está satisfeito?”.

Alguns veículos têm resistido, outros diminuíram a quantidade de críticas e outros se calaram completamente.

A direção da Rádio Bahiana de Ilhéus, comandada pelo ex-vereador Gilmar Sodré, tem exigido que seus comunicadores evitem comentários, reportagens e entrevistas contrárias à atual gestão.

“A pressão vem de cima. Quem desrespeitar a ordem de ‘Liquinha’ [apelido de Gilmar Sodré] vai perder o programa”, afirmou um profissional que pediu para não ser identificado.

“Eles ficam pressionando, mas não pagam. Tenho três meses de anúncios atrasados”, se queixou uma das fontes, que afirma não se submeter à pressão.

Por volta das 11h04min, tentamos ouvir a secretaria de comunicação. Conforme resposta enviada: “não existe esta prática na Secom”. 

O espaço está disponível para mais esclarecimentos.