WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Terca-Feira, 21 de Novembro de 2017
cenoe faculdade madre thais

COMUNIDADE DE INEMA COBRA MELHORIAS

Lukas Paiva e Mário Alexandre em reunião com população de Inema. Marcelo Silveira.

Lukas Paiva e Mário Alexandre em reunião com lideranças de Inema. Imagem: Marcelo Silveira.

Nesse domingo (10), o presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Lukas Paiva (PSB), e o prefeito Mário Alexandre (PSD) se reuniram com moradores e lideranças da comunidade de Inema. O objetivo foi debater e elaborar soluções para os problemas do distrito.

Dentre as pautas, estavam os problemas com a contratação de motoristas para a ambulância do local, o remanejamento de médicos para o posto de saúde da comunidade, a implementação de abastecimento de água no distrito e a melhoria da estrada (BA 262) que liga Inema a Ilhéus.

Problemas nas áreas de saúde, educação e segurança pública também foram levantados. A comunidade cobrou melhorias na Escola Jose Antônio de Brito e a finalização das obras do ginásio de esportes. Outra reivindicação foi a presença da força policial em Inema.

Além do vereador Lukas Paiva e do prefeito Mário Alexandre, participaram da reunião, o secretário de Governo Alisson Mendonça, o chefe de gabinete da câmara, Valmir Freitas, entre outras lideranças comunitárias.

ESTUDANTES DE ILHÉUS QUEREM TRANSPORTE GRATUITO PARA A UFSB

Sessão Camara 30.08.2017 foto Clodoaldo Ribeiro (15) post

Estudante da UFSB discursa durante sessão da câmara. Imagem: Clodoado Ribeiro/ASCOM-Câmara.

Na última quarta-feira (30), estudantes da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) participaram da sessão na Câmara de Vereadores de Ilhéus. Na oportunidade, solicitaram transporte gratuito à prefeitura para os universitários do município que estudam na cidade vizinha.

Os estudantes argumentam que o percurso é longo e custoso até a universidade, localizada no bairro Ferradas, em Itabuna. Segundo eles, muitos colegas desistem de estudar por falta de dinheiro para o transporte.

JAMIL OCKÉ QUER REASSUMIR O MANDATO DE VEREADOR

Saída de Jamil do presidio. Imagem: O tabuleiro.

Saída de Jamil do presídio. Imagem: O Tabuleiro.

A informação é de uma fonte do radialista Vila Nova, apresentador do programa O Tabuleiro na Conquista FM. A pessoa com quem Vila Nova conversou preferiu ter a sua identidade mantida em sigilo. O ex-vereador Jamil Ocké (PP), um dos oito réus na Operação Citrus, está disposto a reassumir o seu cargo na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Segundo advogados ouvidos pelo Agravo, a cassação do mandato de Jamil Ocké pode ter influenciado na decisão do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) para a concessão do alvará de soltura do ex-vereador. Isto porque, afastado do poder legislativo, ele perderia significativamente o seu poder de influência política no município.

Cabe lembrar que Jamil não foi alvo de condenação. Ao final do processo, a Justiça poderá absolvê-lo.

ILHÉUS: VEREADOR JERBSON MORAES APRESENTA DOIS PROJETOS DE LEI NA CÂMARA

Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Na última quarta-feira (31), em sessão na Câmara Municipal, o vereador Jerbson Moraes (PSD) apresentou dois projetos de lei. O primeiro torna obrigatória a sinalização luminosa vertical e horizontal em locais onde a redução de velocidade tem fiscalização eletrônica e o segundo, garante entrada gratuita para policiais militares, civis, guardas municipais e salva-vidas a eventos culturais e festivos.

Segundo o vereador, o primeiro projeto de lei vem da necessidade de sinalizar e comunicar o limite de velocidade de determinada via corretamente, uma vez que, a função da fiscalização eletrônica é educar o condutor.

Sobre o segundo, referente aos policiais, Jerbson justifica, “entendemos que o exercício da atividade dessa categoria, por cuidar da vida e do patrimônio, levam a um stress muito grande por um salário muito baixo. Então, sobra pouco para estes profissionais investirem em cultura”.

Os projetos já foram protocolados na secretaria da casa e serão encaminhados para as comissões, avaliados, e reencaminhados ao plenário.

ILHÉUS: PROJETO DE LEI OBRIGA QUE PROCESSOS DE LICITAÇÕES PÚBLICAS SEJAM GRAVADOS

Paulo Carqueija. Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Paulo Carqueija. Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Em plenária da câmara realizada na última quarta-feira (31), o vereador Paulo Carqueija (PSD), apresentou aos demais vereadores o projeto de Lei nº 48/2017. De acordo com a lei, os poderes Executivo e Legislativo municipais serão obrigados a ter seus processos licitatórios gravados em áudio e vídeo.

A lei prevê que as gravações das sessões, deverão estar disponíveis na Internet para consulta no prazo máximo de 48 horas após o encerramento das mesmas e as filmagens deverão conter todos os documentos relativos aos Processos de Licitação.

O objetivo é prevenir e detectar fraudes nos processos e evitar alterações nos documentos depois de assinados. O projeto de lei foi enviado para apreciação das comissões pertinentes e será votado na próxima sessão da casa legislativa. 

ILHÉUS: REPRESENTANTES DAS CÂMARAS SETORIAIS DE CULTURA SÃO ESCOLHIDOS

Imagem: SECOM/Ilhéus.

Panôramica de Ilhéus-BA. Imagem: SECOM/Ilhéus.

Foi divulgada pela Comissão eleitoral do Conselho Municipal de Cultura o resultado da eleição que escolheu os representantes das Câmaras Setoriais de Cultura de Ilhéus, para o biênio 2017/2019. 

De acordo com o resultado da eleição, foram eleitos os seguintes representantes: Dança – Eliana Fonseca (titular) e Djalma Fernandes (suplente); Teatro – Ruy Penalva (titular) e Robert Monteleone (suplente); Audiovisual, Tacila Mendes (titular) e Rodrigo Macedo (suplente); Artes visuais – Gildásio Rodriguez (titular) e Emerson Araújo (suplente); e Patrimônio cultural, Maria Helena Tavares (titular) e Merice Rocha (suplente).

Foram eleitos ainda para, Cultura afro – Júnior Cézar Coelho Cotia (titular) e Jamile Silva Santos (suplente), Cultura indígena – Alex Alves Souza (titular) e Flávio Alves Souza (suplente), Cultura popular – Janete Lainha Coelho (titular) e Rosenilto Moreira Ribeiro (suplente), Literatura – Tom Figueiredo (titular) e Música – Laís Marques (titular) e Agenor Filho (suplente).

MARÃO E NAZAL SE POSICIONAM CONTRA AUMENTO DE SALÁRIOS DO EXECUTIVO

Nazal e Marão. Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Nazal e Marão. Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Da assessoria do PSD-Ilhéus.

Mário Alexandre (Marão – PSD) e José Nazal (Rede Sustentabilidade), prefeito e vice-prefeito eleitos de Ilhéus, posicionaram-se contra a proposta de aumento salarial para os cargos de comando da Prefeitura.

Essa decisão representa o posicionamento de boa parte dos moradores de Ilhéus que se manifestaram sobre o assunto. A proposta gerou manifestações contrárias nas ruas e redes sociais.

Mário e Nazal naturalmente seriam beneficiados pelo aumento, no entanto, defendem que o município deve priorizar investimentos em outras áreas.

Também destacaram que os servidores municipais não recebem reposição salarial desde 2012. Nesse cenário de dificuldade financeira, não seria justo valorizar apenas os altos cargos da administração pública do Executivo.

Eles decidiram não se posicionar sobre a proposta de aumento salarial para os vereadores, em respeito à independência da Câmara de Ilhéus. Segundo Marão e Nazal, o Legislativo é um poder autônomo e seus representantes devem saber como administrá-lo.

O OBREIRO E A ESTÁTUA

Ivo e a estátua. Obras? Só as de Deus.

Ivo e a estátua. Obras? Só as de Deus.

O vereador Ivo Evangelista (PRB) é mais um típico cidadão ilheense que fala sobre a obra de Jorge Amado sem nunca ter lido um livro.

Na última quarta-feira de cinzas, ao passar diante da estátua de Jorge Amado, em frente à casa onde o escritor viveu os primeiros anos de sua infância, Ivo, em tom jocoso, disse a certo blogueiro que a homenagem não era justa.

“Ele afirmou nos livros dele que Ilhéus só tem puta e ladrão”.

De bate-pronto ouviu a resposta: “só fala essa besteira quem nunca leu nada escrito por ele”.

“Obreiro” da Igreja Universal do Reino de Deus e fã de Edir Macedo, Ivo saiu dando risada como se tivesse ouvido um elogio.

GOVERNO JABES PASSOU MEL NA BOCA DE TRÊS VEREADORES

O mel do governo fez os vereadores mudarem de opinião.

O mel do governo fez três vereadores mudarem de opinião.

No dia 17 de fevereiro, terça-feira, os vereadores Ivo Evangelista (PRB), James Kosta (PMN), Valmir Freitas (PSDD) e Gurita (PP) estavam com suas bocas amargas. Tudo indicava que haviam ingerido fel.

Reclamavam que o Prefeito Jabes Ribeiro os tratava com desprezo, pois não havia debatido a formação das comissões permanentes da Câmara de Vereadores de Ilhéus com a sua base. Dessa forma, procuraram o vereador Alisson Mendonça (PT), líder da oposição, para fazer um acordo.

Na sede do PRB, ficou acertado que Alisson, Roland e Gurita seriam eleitos para a Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante, capaz de brecar os projetos do prefeito. Dessa forma, opositores teriam o domínio dessa instância. As demais seriam preenchidas obedecendo a capacidade profissional dos vereadores e outros acordos políticos.

No dia da votação, quarta-feira (18), às pressas os vereadores foram convidados pelo governo para debater o tema. Após encontro com o prefeito, decidiram manter o acordo com Alisson.

Após a certificação do combinado, eleitos Alisson, Roland e Gurita, os celulares dos vereadores governistas começaram a tocar. O presidente da casa, Tarcisio Paixão, convenceu todos de que seria melhor formar as demais comissões na próxima sessão.

Por volta do meio-dia de ontem, terça-feira (24), Ivo Evangelista pediu que Alisson fosse de novo à sede do PRB. No encontro, Ivo, Valmir e James decidiram voltar atrás, desfazer o acordo e apoiar o requerimento do vereador Gilmar Sodré (PMN) disposto a cancelar a sessão anterior. Apenas Gurita manteve a palavra. Antes insatisfeito com o prefeito, James Kosta já não olhava nos olhos de Alisson, ou seja, o argumento do governo passou mel na boca dos descontentes. 

Na sessão que ocorreu à tarde, o pedido do governo foi respeitado e os vereadores da oposição deixaram o plenário em protesto. O que antes estava amargo ficou muito doce.

Esse texto está baseado no relato de Alisson Mendonça a este blog. As metáforas com o mel e o fel são por nossa conta.

O espaço está aberto para outras versões.

ADVOGADO DE JAILSON NASCIMENTO, CONTRA O BLOG DO GUSMÃO, É PRESO POR APROPRIAÇÃO INDÉBITA

Camelo e Jailson tentaram calar o Blog do Gusmão.

Camelo e Jailson tentaram calar o Blog do Gusmão.

“Diz-me quem te processa e dir-te-ei quem és”.

Essa frase do jornalista Paulo Henrique Amorim expressa a condição de políticos cuja honestidade é contestada, e de advogados gananciosos que montam processos contra profissionais de imprensa na tentativa de amordaçá-los pelo bolso.

O ex-vereador Jailson Nascimento, quando presidente da câmara de vereadores de Ilhéus, no biênio 2009-2010, contratou o advogado Alexandre Camelo Xavier para processar este blog. Na época, denunciávamos irregularidades no legislativo municipal, e Alexandre exercia a função de procurador jurídico da “casa de leis”.

Posteriormente, o Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia reprovou duas contas de Jailson (incluindo-o na lista dos fichas sujas),  e a Polícia Federal, em julho de 2013, o indiciou por formação de quadrilha na operação Pelargós, suspeito de fraudar licitações do transporte estudantil.

O Blog do Gusmão estava errado ao questionar Jailson Nascimento? Ele nunca nos derrotou no judiciário.

Segundo o Blog Agravo, na tarde dessa segunda-feira (23), a Polícia Civil cumpriu ordem judicial e prendeu o advogado Alexandre Camelo Xavier, o mesmo que representava Jailson nas tentativas de prejudicar este blog. O site coirmão informa: “Alexandre foi condenado por ficar com os valores das ações judiciais de seus clientes. A Ordem dos Advogados do Brasil, já suspendeu a carteira do advogado, que também responde a processos administrativos disciplinares. Devido a isso não teve acompanhamento da OBA em sua prisão”.

Em 2009, o advogado de Jailson Nascimento tentou ressuscitar contra este blogueiro a lei nº 5.250, de 9 de fevereiro de 1967 (a autoritária lei de imprensa), derrubada pelo Supremo Tribunal Federal em abril do mesmo ano, por ser incompatível com a democracia e a constituição federal.

Depois de observarmos atentamente as voltas que o mundo deu, repetimos:

“Diz-me quem te processa e dir-te-ei quem és”.

“NESSA CASA TEM GOTEIRA”

Jó cam

Jó lembra a música de Sergio Reis. “Pinga ni mim, pinga ni mim”.

O radialista Luk Rei tem exigido explicações do vereador Josevaldo Machado (Dr Jó do PC do B) sobre a reforma realizada no teto do Palácio Teodolino Ferreira, sede do legislativo ilheense, em 2013.

Menos de dois anos após a conclusão da obra, o plenário da câmara continua com problemas graves que impedem a realização das sessões.

Jó, quando presidente, gastou quase 70 mil com o serviço. Segundo o também vereador Lukas Paiva (PMN), durante entrevista a Luk Rei na tarde hoje, o ex-presidente fez um armengue. A prova disso é a cobertura do teto amarrada com arames, encontrada em janeiro desse ano pelo atual presidente Tarcisio Paixão. Paiva informou que os títulos de cidadania ilheense, aprovados em 2014, não foram entregues devido à falta de condições do plenário (repleto de goteiras).

Luk Rei (Rádio Bahiana) pediu que o Ministério Público Estadual entre no caso para apurar possíveis irregularidades.

O GRANDE PASSADOR DE VOTOS

Valmir Freitas (PT).

Valmir Freitas (SDD).

É inegável a força do vereador Valmir Freitas no distrito de Inema em Ilhéus.

Arthur Maia e Eduardo Salles, candidatos apoiados pelo parlamentar, conquistaram mais de 60% dos votos válidos da localidade.

O deputado federal Arthur Maia (SDD) obteve 458  votos (65,7%). Já o ex-secretário estadual de agricultura Eduardo Salles (PP) saiu de Inema com 424 (63,2%).

A dupla também pescou dezenas de “votinhos” em outros lugarejos que formam a base de Valmir.

O vereador dá assistência permanente a alguns distritos. Durante 4 anos manteve uma “casa de passagem” no bairro do Malhado para seus correligionários da zona rural.

Nela era possível dormir e fazer refeições gratuitas antes de consultas médicas, fazer ou retirar documentos no SAC de Ilhéus e outros compromissos.

Para conseguir a hospedagem e o “rango” bastava ser amigo do vereador, informar a necessidade e esperar uma vaga.

Por falta de recursos a “casa de passagem” foi desativada no final do ano passado, mas, será reaberta em 2015.

Página 1 de 321...Última »