WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
casa facil prefeitura urucuca prefeitura ubaitaba
faculdade madre thais cenoe faculdade de ilheus

SECULTBA ABRE INSCRIÇÕES PARA OCUPAÇÃO DE ESPAÇOS CULTURAIS

Estão abertas as inscrições para pessoas físicas ou jurídicas de natureza cultural que tenham propostas artístico-culturais para ocupar as salas principais, anfiteatros, foyers/galerias, áreas externas e salas multiuso de espaços culturais em diversos municípios da Bahia. Os interessados devem se inscrever, exclusivamente pela internet, através do site da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (www.cultura.ba.gov.br), no período de 07 a 24 deste mês. O resultado poderá ser conferido 20 dias após o término das inscrições.

A 5ª Convocatória de Ocupação de Pautas Artístico-Culturais dos Espaços Culturais – Ocupe Seu Espaço, lançada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), é uma seleção de pautas artístico culturais que busca impulsionar a difusão, democratizar o acesso, contribuir para as políticas culturais nos territórios e dinamizar os Espaços Culturais administrados pela SecultBA. A iniciativa abrange também possibilidades de ocupação dos espaços com a prática de atividades nas áreas como circo, teatro, artes visuais, performance, literatura  e música.

A convocatória integra a campanha Ocupe Seu Espaço e é um instrumento democrático que agrupa ações de uso dos equipamentos, revisão de rotinas e processos, melhorias físicas, manutenção, qualificação da comunicação, ações institucionais e ampliação da participação social. Por meio de comissões individuais para cada equipamento, serão montadas agendas para o período de 8 de janeiro a 20 de junho de 2019.

Os proponentes, no ato da inscrição, podem escolher dentre três linhas de ação para atuarem nos espaços. A linha referente à “Dinamização Estratégica” garante isenção em alguns espaços culturais e dependências. Em “Meses Temáticos” o proponente pode obter gratuidade caso sua proposta se enquadre ao tema referente ao mês pleiteado. E a linha de “Apoio Institucional” concede desconto de 50% sobre os valores de pauta – ou percentual de bilheteria – para propostas referentes à sala principal e às salas multiuso que façam cobrança de ingressos.

(mais…)

TEMPORADA DO PROJETO SEIS E MEIA INCENTIVA A DIVERSIDADE CULTURAL DE ILHÉUS

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

O Teatro Municipal de Ilhéus recebe, nesta quarta-feira, 31, às 18h30min, os músicos Múcio Selecta, Mc Billyfat e Cabeça Isidoro para o encerramento da temporada do Projeto Seis e Meia. Criado pela Secretaria Municipal da Cultura (Secult), o projeto incentiva a diversidade musical com diversos gêneros musicais, a exemplo de rock, rap, forró, hip-hop, dentre outros. Também se preocupa em incluir jovens artistas que começaram a carreira há pouco tempo. O ingresso custa R$ 2,00, mais um quilo de alimento e já pode ser adquirido na bilheteria do teatro.

Nos shows anteriores, o Projeto Seis e Meia teve participação de Ayam Ubrais Barco, e as bandas Intuito Neutro e Mulheres em Domínio Público, depois vieram no dia 10 deste mês a apresentação das cantoras Laís Marques, Pri Luparelli e Jacque Barreto. Já no dia 24 do mesmo mês, foi a vez dos artistas Eloah Monteiro, Cijay e Léo Abelha & banda marcar presença no Teatro Municipal.

O secretário municipal da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, destaca que o Projeto Seis e Meia renasceu com novo formato. “Já foi realizado de forma itinerante, passou por diversos bairros e distritos do município, teve primeira apresentação na Tenda do Teatro Popular, e os shows no Teatro Municipal sempre tiveram casa cheia”, lembra.

De acordo com Pawlo Cidade, o Seis e Meia já se consolidou no sul da Bahia para fomentar a produção musical. “O projeto surgiu acertadamente para estimular a produção artística musical local, buscar novos talentos, divulgar novos valores dos músicos do município e apresentar a diversidade rítmica”, ressalta.

Destaca Pawlo Cidade ainda que pelo Projeto Seis e Meia já passaram grandes nomes da música local e regional, a exemplo de Letto Nicolau, Herval Lemos, Délio Santiago, Selma Aguiar, Keketa, Itassucy, Chica de Cidra, Bebeto, Cláudia Moura, Suzy Rodrigues, Jonga Fialho, Edu Netto, Reizinho, Lula Armstrong, dentre outros.

Com informações da Secom/Ilhéus.

PREFEITA DE UBAITABA CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE CULTURA

Lucianno Coelho, coordenador de cultura e esporte da Prefeitura de Ubaitaba.

A prefeita de Ubaitaba, Suka Carneiro, sancionou a Lei nº 1.230/2018 aprovada pela Câmara de Vereadores que cria o Fundo Municipal de Cultura. Trata-se de instrumento para captação de recursos e concessão de incentivos em favor de pessoas físicas ou jurídicas para a realização de projetos artísticos e culturais no município. Para isso, os projetos precisarão ser aprovados pelo Conselho Municipal de Cultura. 

O Fundo será constituído por dotações orçamentárias e recursos adicionais que a lei estabelecer em cada exercício fiscal, transferências da União e do Estado, doações, auxílios, contribuições, transferências de entidades; receitas de aplicações financeiras do Fundo; parcelas de produto de arrecadação de outras receitas próprias oriundas de financiamento de atividades econômicas, os rendimentos e os juros de aplicações financeiras, de prestação de serviços e de outras transferências que o Fundo Municipal tiver direito, dentre outras.

O coordenador municipal de Cultura e Esporte, Lucianno Coelho, afirma que o Fundo era o instrumento legal que faltava para maior incentivo à cultura e outras manifestações artísticas da comunidade de Ubaitaba. Ele explica que anualmente o município destinará até três por cento do orçamento ao Fundo para que sejam aplicados dois por cento na cultura e um por cento em atividades esportivas. “Agora estamos aptos a firmar convênios e parcerias com os entes federais e a receber doações”, sintetiza.

PROJETO SAMBADELAS PROMOVE SHOW GRATUITO NO MIRANTE DA PIQUEIRA

As cantoras Eloah Monteiro, Laís Marques, Jacque Barreto, Ticiana Belmonte e Gabriela Maja vão se apresentar neste domingo, 21, a partir das 16 horas, no Mirante da Piqueira, no bairro da Conquista.

O show faz parte do projeto “SambaDelas”, criado pelo coletivo Cearabucanaiar, e reúne artistas da região que fazem samba com protagonismo feminino. O local da apresentação oferece uma das paisagens mais belas de Ilhéus.

Contemplado pelo edital Cultura Livre da Secretaria Municipal da Cultura, o show tem repertório diversificado entre sambas conhecidos e músicas autorais.

Para o secretário municipal da Cultura, Pawlo Cidade, a ideia de juntar mulheres amantes do samba e da boa música foi uma boa sacada da produção cultural.

SECRETARIA DE CULTURA LANÇA EDITAL MANOEL BARRETO PARA FORTALECER A CAPOEIRA

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

Mestres, contramestres ou grupos de capoeira de Ilhéus já podem inscrever projetos para o edital Manoel Barreto, a partir desta quinta-feira, 30. O chamamento público é um concurso promovido pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com o objetivo de selecionar propostas para o desenvolvimento da capoeira em diversos bairros e distritos de Ilhéus, organizar as solicitações e a distribuição de recursos financeiros. A inscrição fica aberta até 15 de outubro e os projetos podem ser executados entre janeiro e fevereiro de 2019. Serão contemplados 10 grupos, com prêmios de R$ 2,5 mil.

Segundo o secretário municipal da Cultura, Pawlo Cidade, o edital baseia-se em princípios para garantir a simplificação, ampliação e descentralização da distribuição de recursos para a capoeira de Ilhéus. “Contempla atividades como batizados e troca de cordões, aquisição de materiais, realização de ações de formação (seminários, oficinas, cursos) e outras formas de criação e apresentação que propiciem o acesso à capoeira”, enfatiza.

Manoel Barreto de Oliveira (Mané Barreto) nasceu em Malhador (Sergipe), em 26 de janeiro de 1930. Foi portuário desde os 18 anos de idade, e se tornou um dos precursores da capoeira na beira do cais, organizando rodas, sobretudo nos terreiros de candomblé. Mané foi de um tempo em que a capoeira tomava conta das ruas de Ilhéus. Casou-se com Maria Soledade Cardoso (dona Maricota), com quem teve nove filhos. Dois seguiram a trajetória do pai e se tornaram mestres de capoeira: Dui Barreto e Santos Barreto e um contramestre Chico Barreto. Morreu em 8 de dezembro de 1988, dia da padroeira dos capoeiristas, Nossa Senhora da Conceição. O edital Manoel Barreto homenageia o mestre Mané Barreto por sua história e tradição na capoeira de rua de Ilhéus.

Com informações da Secom/Ilhéus.

SECRETARIA DE CULTURA DE ILHÉUS DIVULGA VENCEDORES DO CONCURSO CRÔNICAS DE GABRIELA

Imagem: Secom/Ilhéus.

A Secretaria de Cultura de Ilhéus divulgou, nesta terça-feira, 7, os vencedores do Concurso Crônicas de Gabriela. Realizado em parceria com a Academia de Letras de Ilhéus e Livraria Papirus, o concurso escolheu três trabalhos por conterem originalidade, criatividade e ineditismo.

Rafhael Andrade Gonçalves, do município de Jitaúna, conquistou o primeiro lugar, com a crônica “Nem cravo, nem canela, flor de graxa do Malhado”. O segundo classificado foi Gabriel Sales Macedo, de Itabuna, com o texto “Especiarias para uma janta diuturna”. O terceiro lugar ficou para Gracielle Sales Macedo, de Ilhéus, com a crônica “Cravo, canela e passas”.

Os vencedores receberão um kit de livros de Jorge Amado, incluindo “Gabriela, cravo e canela”, patrocinado pela Livraria Papirus. O primeiro lugar recebe um smartphone, e todos os participantes receberão certificado de participação fornecido pela Secult. O concurso teve como objetivo recordar os 60 anos do romance “Gabriela, Cravo e Canela”, do escritor Jorge Amado, e possibilitar sobre a reflexão do papel da mulher na sociedade.

A solenidade de premiação está marcada para sexta-feira, 10, a partir das 17 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus, durante as festividades do aniversário do escritor. O secretário da Cultura, Pawlo Cidade, afirma que “concursos que estimulem a criatividade literária e enalteçam nossos principais escritores fortaleçam nossa memória serão sempre incentivados. Já fizemos um concurso de poesia, agora este de crônicas, e depois será a vez do romance”.

A comissão julgadora foi composta por Josevandro Nascimento, Maria José Caldas Schaun, Gustavo Cunha Carvalho da Silva, Neuza Maria Kerner Vieira e Geraldo Lavigne de Lemos, membros da Academia de Letras de Ilhéus.

TERREIRO DE MATAMBA TOMBENCI NETO RECEBE SEGUNDO ENCONTRO DA ORALIDADE NESTA SEXTA-FEIRA

Imagem: Ascom.

O segundo Encontro da Oralidade será realizado nesta sexta-feira, dia 10, a partir das 19 horas, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto. Mãe Ilza irá discutir sobre Poéticas Negras Contemporâneas e Ancestralidade com Sanara Rocha, multiartista soteropolitana e Tereza Sá, professora, poetisa e atriz ilheense.

Sanara Rocha é feminista negra, produtora cultural e multiartista com campo de atuação na cidade de Salvador. Mestranda em Cultura e Identidade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Integrante do grupo NATA (Núcleo Afro-brasileiro de Teatro de Alagoinhas) desde 2009, onde atua como percussionista, Sanara desenvolve uma pesquisa etnomusicológica acerca das tradições percussivas femininas de matriz africana e da orquestra ritual candomblecista de diferentes nações étnicas.

Natural de Ilhéus, Tereza Sá é especialista em Leitura e Produção Textual e Educação e Relações Étnico-raciais (UESC) e, atualmente, mestranda em Ensino e Relações Étnico-Raciais (UFSB). Ativista do Movimento Negro Unificado (MNU).

Tereza acredita que a educação é o caminho para a mudança da sociedade, ela explica que incentiva “principalmente os jovens estudantes a perceberem que se faz urgente a presença dos afrodescendentes nos lugares de prestígio na sociedade” e completa “pois este é o melhor caminho para acabarem com as práticas discriminatórias, racistas, sexistas, homofobias, transfóbicas, entre tantas outras presentes em nossa sociedade”.

O evento tem entrada gratuita e contará, também, com a participação do grupo Samba de Treita, que resgata a tradição do samba de roda e de terreiro. A atividade faz parte da terceira edição do projeto Mãe Ilza Mukalê (MIM III), uma iniciativa da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, que conta com promoção do Estado da Bahia.

Mais informações neste link.

MESTRE LUIZ CAPETA FOI HOMENAGEADO NO DIA NACIONAL DO CAPOEIRISTA

Mestre Luis Capeta, capoeirista que executa um movimento de extrema habilidade chamado “chute na lua”. Imagem: Rodrigo Macedo/Secom-Ilhéus.

A Praça Pedro Mattos, importante palco das manifestações culturais de Ilhéus, recebeu moradores e turistas para as comemorações pelo Dia Nacional do Capoeirista, na última sexta-feira, 3. Realizada com apoio do edital Cultura Livre, da Secretaria Municipal de Cultura, a programação incluiu rodas de dança e apresentações, além de exposição sobre a vida de Luiz Martone (Mestre Luiz Capeta), que este ano completa 55 anos de vida e 50 de capoeira, e homenagens ao Mestre Barreto.

O Secretário de Cultura, Pawlo Cidade, enfatizou que o edital Cultura Livre é um compromisso da atual gestão para o fomento às diversas manifestações culturais do município. “Os editais foram uma das principais metas do nosso plano de trabalho. A capoeira será contemplada também pelo edital Manoel Barreto, que destaca a trajetória do grande mestre Barreto, um dos pioneiros da capoeira na cidade”, disse o secretário.

ORGANIZAÇÃO GONGOMBIRA OFERECE OFICINAS GRATUITAS PARA MULHERES

Oficina de turbante. Imagem: Ascom/Gongombira.

As inscrições para as oficinas gratuitas e exclusivas para mulheres, promovidas pela Organização Gongombira de Cultura e Cidadania com promoção do Estado da Bahia, seguem abertas até a próxima sexta-feira, dia 3.

Para participar é necessário preencher o formulário disponível neste link e escolher a oficina que deseja.

As interessadas podem escolher entre as oficinas de Fotografia, Dança, Percussão, Turbantes e Penteados Afro, Encadernações e Projetos Editoriais Artesanais.

As atividades fazem parte da terceira edição do projeto Mãe Ilza Mukalê (MIM III), que acontecerão durante todo o mês de agosto, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto, localizado na Avenida Brasil, Alto da Conquista.

Além das oficinas gratuitas, o projeto também contará com os Encontros da Oralidade, em que Mãe Ilza Mukalê, matriarca do terreiro, receberá convidadas para discutir temas que estão em evidência na sociedade.

O primeiro encontro acontecerá na próxima sexta, dia 3, às 19 horas, com a fotógrafa Marcela Bonfim para discutir sobre “Arte e Ativismo de Mulheres Negras: Empoderamento e Resistência” e contará com uma apresentação da artista Eloah Monteiro. A entrada é gratuita.

Mais informações, acesse:

matambatombencineto.blogspot.com/ .

PORTO SEGURO SEDIA FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA PROIBIDO EM TRANCOSO

O Festival Internacional de Cinema Proibido de Trancoso acontece de 21 a 24 de Outubro de 2018, com filmes do Brasil, Argentina, Bélgica, atores consagrados de todas as partes, e muita dança e arte contemporânea dos talentos locais. Temas considerados proibidos pela sociedade serão intensamente debatidos e expostos sob a perspectiva da cultura, da arte e da educação.

A programação de filmes atende a um público de todas as idades, com temas que variam do familiar, ao histórico, tabus, preconceitos, gravidez na adolescência, música, política, anti-drogas, sexualidade, espiritualidade e ufologia.

Durante o dia serão exibidos filmes para crianças na Casa das Festas do Povo de Trancoso. À noite, um curta e um longa-metragem de censura livre nas paredes da igreja católica no Quadrado histórico do vilarejo, com entrada franca e foco na Comunidade Local. Também haverá o “Passaporte Proibido”, que dá acesso aos filmes com censura de idade, debates com personalidades, intelectuais e os maiores produtores de cinema nacionais. O primeiro lote já está sendo comercializado no site do festival através de boleto bancário ou no cartão de crédito: www.festivaldecinemaproibido.com .

(mais…)

SHOW MARCA OS 20 ANOS DO CORAL DA CEPLAC

Grupo vai se apresentar na próxima sexta (4), no Teatro Municipal.

O Coral dos Servidores da Ceplac vai comemorar o seu aniversário de 20 anos de fundação com um show no Teatro Municipal de Ilhéus. O espetáculo está marcado para as 19 horas da próxima sexta-feira (4).

O grupo vai apresentar em seu repertório trechos dos musicais “Festa de Arromba” e “Nordeste em Festa”, de 2015 e 2016, respectivamente. O evento contará ainda com a participação dos corais Dom Eduardo, Mokiti Okada e da UESC.

O ingresso custa R$10 e pode ser adquirido na Loja Etc e Tal, no Centro de Ilhéus, ou na bilheteria do teatro, no dia da apresentação.

EDITUS LANÇA FESTA LITERÁRIA DE ILHÉUS NESTA TERÇA-FEIRA

Editora da UESC realiza festa literária.

O lançamento da Festa Literária de Ilhéus está marcado para as 19 horas desta terça-feira (17), no Teatro Municipal. A Editora da UESC (Editus) é responsável pela realização da atividade, em parceria com a Fundação Pedro Calmon, a Secretaria Municipal de Cultura e a Academia de Letras de Ilhéus.

O encontro desta noite vai ter um bate-papo com o tema “A juventude na Era da Transmidia”. A diretora da “Associação EraTransmidia”, Renata Lea, e o professor, comunicólogo e produtor audiovisual Tcharly Briglia vão participar da roda de conversa. Já o Mc Cijay vai comandar no microfone na hora da intervenção musical.

A atividade vai ser um momento de preparação para a 6ª Feira do Livro da UESC e o III Festival Literário de Ilhéus, que acontecerão em maio. O tema em debate, transmidia, é uma área de estudo da comunicação social e das letras. O conceito de transmidia envolve produtos culturais elaborados para transitar em diferentes meios, como o texto impresso, a internet e o audiovisual.

DIREITOS HUMANOS EM DEBATE NA TENDA

Apresentações no Teatro Popular de Ilhéus.

Com o intuito de debater assuntos diversos e promove a arte, o Teatro Popular de Ilhéus retoma o projeto “Improviso Oxente” neste mês de abril.

O projeto contará com duas apresentações, hoje (17) e na próxima terça-feira (24), sempre às 19h, na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes.

Hoje o debate vai girar em torno do tema: Guerra e Paz – Conflitos que ampliam a desigualdade.  O assunto terá a mediação do professor Rafael Guimarães (UFSB). A apresentação contará com a participação de Andrea Liliana Ortiz Gonzalez (Universidad Sergio Arboleda/Colômbia), falando sobre o conflito armado e processo de paz na Colômbia, e de Janira França, militante da educação e do movimento de mulheres negras do campo, discorrendo sobre o papel da mulher na luta pela terra.

No dia 24 a exposição terá a mediação de Cleber Braga, (Universidade Federal do Amapá – UFAM), que vai abordar o tópico “As listas dos povos ancestrais”, com a presença de Mayailuz Ibargüem (Universidad Nacional Autonoma de México) abordando o tema “Conselho Indígena de Governo e a Vocera Marichuy: ganhos políticos”. Já os professores Casé Angatu Xukuxu (UESC) e Katu Tupinambá (diretor da Escola Estadual Indígena Tupinambá de Abaeté/Brasil) vão discutir as questões que envolvem a luta pela demarcação das terras em Olivença.

A participação do público vai ser gratuita.

CAVALGADA DE CASTELO NOVO ATRAI GRANDE PÚBLICO

Após cavalgada, público curtiu shows musicais em Castelo Novo. Imagens: Clodoaldo Ribeiro/Secom-Ilhéus.

Realizada nesse domingo (15), a tradicional Cavalgada de Castelo Novo faz parte do calendário oficial de evento do município. Os participantes cavalgaram pelos doze quilômetros que separam os distritos de Banco do Pedro e de Castelo Novo. Na chegada, curtiram os shows dos músicos Maurício da Bahia e Vanoly Cigano.

Cavalgada faz parte do calendário oficial de festas de Ilhéus.

A “Comitiva Te Pego no Meu Laço” é responsável pela organização da festa. Segundo Ayla Camilly, membro do grupo, a cavalgada deste ano superou todas as expectativas dos organizadores. Ainda conforme Camilly, o apoio do governo Marão e do presidente da Câmara de Vereadores, Lukas Paiva (PSB), foi fundamental para o sucesso do evento.

COMPANHIA APRESENTA O ESPETÁCULO “CARRANCA” EM ILHÉUS

Carranca do São Francisco/obra de Márcia Berenguer Cabral.

Nesse sábado (14), às 20h, a Companhia de Teatro Mistura, da cidade de Ibotirama, vai apresentar o espetáculo “Carranca” na Tenda de Teatro Popular de Ilhéus.

A peça resgata narrativas sobre as esculturas de madeira que ficavam nas proas dos barcos, com o objetivo de convidar o público a uma retomada histórica.

O espetáculo conta com a participação de Zé das Carrancas, personagem interpretado por Gilberto Morais, que narra em versos as histórias das carrancas.

A apresentação desse sábado será a única nessa passagem da companhia por ilhéus. Os ingressos são vendidos no local e custam R$20,00 a inteira e R$10,00 a meia entrada. A tenda fica na Avenida Soares Lopes, perto do Cine Santa Clara, na região central de Ilhéus.

SEGUNDA MOSTRA DO ENCONTRO DE COMPOSITORES DO LITORAL SUL

Teatro Municipal de Ilhéus recebe show nessa quinta.

Nessa quinta-feira (12), o Teatro Municipal de Ilhéus vai receber a segunda mostra do Encontro de Compositores do Litoral Sul. O encontro conta com o apoio do Governo do Estado da Bahia, por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia.

Ocorrerão diversas apresentações musicais. Comparecerão no teatro a compositora da categoria individual Ronara Criola, o intérprete Rao, e as bandas Cabruca e Intuito Neutro.

O ingresso para o show está disponível no local do evento. A entrada custa 1kg de alimento não perecível, que será doado para a Fundação Fé e Alegria-Ilhéus.

O espetáculo terá ainda Oficinas de Composição Musical, que acontecerão sempre uma vez por mês, até junho, na semana de cada mostra. Cada turma tem 20 vagas. As aulas acontecerão na Academia de Letras de Ilhéus, com facilitação dos músicos Danilo Oliveira e Lula Soares Lopes. O material produzido pelos alunos nas oficinas será exposto no início de cada apresentação.

As inscrições para as oficinas serão realizadas no site do evento. Pela página do encontro no Facebook ou no aplicativo é possível ter acesso a todas as informações das apresentações.

Página 1 de 191...Última »
error: Content is protected !!