WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Domingo, 25 de Fevereiro de 2018
cenoe faculdade madre thais

ENTREVISTA DE JAQUES WAGNER AO BOM DIA BRASIL

O governador Jaques Wagner foi entrevistado, na manhã dessa terça-feira (07), no telejornal Bom dia Brasil, da rede Globo.

Na entrevista, Wagner admitiu que pode conceder aos grevistas a Gratificação de Atividade Policial (GAP) de nível 4, a principal exigência do movimento, mas disse não ter recursos para que o pagamento seja feito imediatamente. A proposta é que os valores sejam diluídos nos salários no decorrer dos próximos anos, até 2015.

O governador não deu prazos para a greve acabar, mas afirmou que há avanços nas conversas. Nesta manhã, uma nova rodada de negociações deve ser realizada.

Confira abaixo a entrevista feita na manhã dessa terça-feira (07).

 

“A INTENÇÃO É VENCÊ-LOS PELO CANSAÇO”, AFIRMA COMANDANTE

Apesar do clima de tensão que se manteve durante a madrugada na assembléia legislativa, nenhum ato de violência foi notado. Segundo o A Tarde, não foram ouvidos tiros de ambos os lados durante a madrugada desta terça-feira (7).

A desocupação do prédio, que era esperada não aconteceu. Segundo o general Gonçalves Dias, a intenção é vencer os ocupantes pelo cansaço.

A assembléia legislativa agora não tem mais água, energia e desde que o cerco ao prédio começou, nenhum tipo de alimento foi entregue aos manifestantes.

Um grevista, mulheres e uma criança abandonaram o acampamento na Assembléia, por volta de 2h30min. 

EXCLUSIVO! “PRESSÃO POPULAR ESTÁ MUITO FORTE”, AFIRMA MARCO PRISCO AO BLOG DO GUSMÃO

Marco Prisco.

Por volta de 0h12min dessa terça-feira (07), conseguimos manter contato, via celular, com Marco Prisco, coordenador da ASPRA e líder da greve da PM, acampado na Assembléia Legislativa da Bahia.

Otimista, ele acredita que a paralisação pode encerrar nas próximas horas, pois a pressão popular tem influenciado numa mudança de postura do governo estadual. Ele também crê na concessão da anistia.

Prisco informou que as negociações iniciadas às 15 horas de ontem (segunda, 06), com a participação de Dom Murilo Krieger (arcebispo primaz do Brasil), provavelmente continuarão pela madrugada. Ele não participa do diálogo entre grevistas e governo.

PM DE CAMAÇARI ADERE À GREVE

Com o aumento da pressão do Exército sobre a ocupação dos PMs na Assembléia Legislativa da Bahia, os policiais do 12º Batalhão de Camaçari  decidiram aderir à greve em solidariedade aos demais companheiros de farda.

De acordo com informações do site Camaçari Notícias, os agentes do município, na Região Metropolitana de Salvador, estão aquartelados e sairão apenas em situação de emergência.

GREVE DA PM: “PROPOSTA VIÁVEL” ESTÁ SENDO DISCUTIDA

Policiais militares da Associação dos Oficias da Polícia Militar (AOPMBA) estão reunidos desde a noite de ontem (segunda-feira, 6) para discutir a greve da categoria e as negociações com o governo.

Em nota, a associação disse estar indignada “com o tratamento que o Governo do Estado tem dado aos policiais militares instalados na Assembleia Legislativa”.

Em reunião com outras quatro associações também na noite de segunda, a AOPMBA informou que “uma proposta viável de melhoria das condições salariais da categoria está sendo discutida para que possibilite o encerramento do impasse”. A reunião continua no Quartel dos Aflitos, em Salvador, e não tem previsão para terminar. 

Segundo o iBahia, a anistia aos policiais que tiveram a prisão preventiva decretada está na pauta de negociação.

“GREVISTAS NÃO CONFIAM EM WAGNER”, DIZ CAPITÃO TADEU

Capitão Tadeu abandonou as negociações.

O deputado estadual Capitão Tadeu (PSB) disse à Rádio Metrópole de Salvador que há uma grande possibilidade de ter invasão na noite desta segunda-feira (6).

Capitão Tadeu reclamou da truculência do Exército na contenção da greve dos Policiais Militares na Assembléia Legislativa e afirmou que os manifestantes não confiam mais no governador Jaques Wagner. 

“Não posso mais fazer parte das negociações. O Exército não respeita minha posição de parlamentar e fui retirado do local”, disse Tadeu.

SINDICATO DOS PERITOS CRIMINAIS APÓIA GREVE DA PM

O ASBAC (Sindicato dos Peritos Criminalísticos do Estado da Bahia) emitiu nota à imprensa, na tarde dessa segunda-feira (06), repudiando a forma como o governador Jaques Wagner vem conduzindo as negociações com os policiais militares em greve.

A entidade considerou justo o movimento dos grevistas e pediu ao governador que resolva de forma rápida e pacífica o impasse, livrando o povo baiano dos problemas gerados pela ausência da polícia nas ruas.

Na nota, o sindicato reconhece os exageros por parte dos grevistas, mas condena a marginalização do movimento.

SEQUESTRO-RELÂMPAGO EM VITÓRIA DA CONQUISTA

A estudante Jaqueline Pereira dos Santos, 22 anos, relatou ao blog do Fábio Sena que foi vítima de um sequestro-relâmpago na manhã desta segunda-feira (06) em Vitória da Conquista.

A moça informou que foi abordada quando saia de uma agência bancária no centro da cidade. Segundo Jaqueline, três mulheres e três homens, que usavam um veículo modelo corsa, de cor preta, foram os responsáveis pelo sequestro.

Jaqueline foi libertada às 16h dessa segunda. Ela contou à polícia que durante o tempo que passou com os sequestradores, cerca de 6 horas, foi duramente torturada, com agressões físicas e verbais.

O bando roubou cerca de 600 reais que estavam com a mulher e depois a libertaram num térreo baldio na periferia da cidade.

GREVE DA PM: BLOG DO GUSMÃO CONVERSA COM O LÍDER DO MOVIMENTO EM ILHÉUS

O Blog do Gusmão entrevistou na tarde dessa segunda-feira (06) com o soldado Augusto Júnior, coordenador da ASPRA e líder do movimento grevista da PM em Ilhéus.

Principais pontos da entrevista:

possibilidade da PF invadir o batalhão, onde as tropas estão alojadas, para prender Augusto Junior;

a legalidade da greve;

as exigências dos grevistas e os rumos das negociações;

a possibilidade de suspensão do carnaval baiano;

o uso de armas durante a greve e as acusações do governo, que atribuem aos grevistas alguns crimes cometidos em Salvador.

 

AUGUSTO CASTRO PEDE DIÁLOGO PARA O FIM DA GREVE DA PM

Augusto Castro.

O deputado estadual Augusto Castro (PSDB) considera que o governador Jaques Wagner tem todos os instrumentos para chegar a solução dos conflitos com grevistas da PM e espera que o movimento tenha o seu fim de forma pacifica.

Para Castro, é importante que o governador Wagner negocie com o movimento para o estado voltar a sua normalidade.

“O governador é a única pessoa que pode terminar com essa greve”, argumenta, acrescentando que a situação já chegou ao seu limite e a população da Bahia tem que voltar a ter paz. O deputado ressalta que neste momento tem que prevalecer o bom senso.

GREVE DA PM: OAB OFERECE AJUDA NAS NEGOCIAÇÕES

Para tentar agilizar o processo de negociação entre o governo e os policiais grevistas, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se colocou à disposição para intermediar as conversas.

Para o presidente nacional da entidade, Ophir Cavalcante, as duas partes precisam entender que é hora de cada um ceder no que for necessário para restaurar a segurança e a ordem na Bahia.

HACKERS DERRUBAM SITES DO GOVERNO BAIANO

Pelo twitter, o grupo assumiu os ataques.

O grupo de hackers conhecido como Anonymous assumiu a autoria de ataques a sites do governo baiano, que amanheceram fora do ar nessa segunda-feira (06).

No Twitter, o Anynomous justificou o ataque: “Em solidariedade ao trabalhador Baiano”. Quem acessa o site do governo da Bahia vê uma mensagem avisando que o servidor não pode ser encontrado.

Os sites atingidos são da Secretaria de Educação, Portal do Servidor e Secretaria de Comunicação.

PMS QUE TIVERAM PRISÃO DECRETADA DEIXAM AL E VIAJAM PARA CIDADES DO INTERIOR

Dez policiais militares que lideram o movimento grevista na Bahia e tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça deixaram a Assembléia Legislativa e foram deslocados para cidades do interior do Estado, na tarde dessa segunda (06).

O objetivo é mobilizar outras associações para entrarem em greve, além de impedir que os mandados de prisão sejam cumpridos até que o governo conceda a anistia aos militares. As informações são da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra – BA).

Segundo o Correio, no prédio da assembléia, em Salvador, continua somente o líder do movimento, Marco Prisco, presidente da Aspra. Prisco é um dos grevistas que tem mandado de prisão em aberto.

“Nós [Prisco e os outros policiais] só sairemos quando o Governo aceitar todas as nossas pautas de reivindicação”, garantiu Ronaldo Santos, secretário geral do Psol na Bahia e “colaborador político” de Marco Prisco.

Página 20 de 29« Primeira...20...Última »