WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Domingo, 21 de Outubro de 2018
casa facil prefeitura urucuca prefeitura ubaitaba
faculdade madre thais cenoe faculdade de ilheus

GOVERNO MARÃO NÃO REPASSA R$ 7 MILHÕES À SAÚDE, MAS VAI GASTAR R$ 715 MIL COM FESTA

Governo Marão: tempo de alegria e baixo investimento em saúde. Foto: Ilhéus em Resumo.

Texto disparado à imprensa na última segunda-feira, 15 de outubro, afirma que o governo Marão ao reformar o posto de saúde do bairro Nelson Costa “avança” na atenção básica de Ilhéus.

Infelizmente, o cotidiano difere do otimismo alheio à verdade. A prefeitura tem sim reformado unidades de saúde, mas os recursos utilizados são provenientes de emendas parlamentares.

Ao analisar o custeio realizado pelo município, percebe-se que o governo Marão não tem planejamento e sequer cumpre a lei. Os municípios, por obrigação, devem investir 15% de suas receitas próprias na gestão da saúde.

Fontes confiáveis da prefeitura afirmam que até agosto de 2018, o déficit do erário ilheense com a secretaria de saúde beirava R$ 7 milhões de reais. Se o governo Marão não correr, e não gastar apressadamente para cumprir a legislação, o Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia vai reprovar as contas do prefeito, no momento certo.

Ao traduzir esses números à realidade, isso significa que unidades de atendimento recém-inauguradas não possuem estrutura mínima, a exemplo de computadores para marcação de exames, insumos, médicos e até mesmo vigilantes, como é o caso do posto de saúde do Hernani Sá, que recentemente teve material elétrico roubado por falta de segurança.

Esse cenário não é ficção deste blog. Já foi motivo de inúmeras denúncias nas redes sociais, emissoras de rádio e, principalmente, na TV Santa Cruz, afiliada da Rede Globo.

No exercício do cargo, Marão (médico ortopedista), fez escolhas contraditórias às promessas de campanha. A atenção básica, alvo de compromissos alvissareiros do então candidato, em 2016, continua aquém das necessidades da população, mesmo assim, em junho passado, o prefeito decidiu gastar R$ 715 mil com a festa de aniversário da cidade.

De acordo com o portal da transparência da prefeitura, Marão autorizou gastos de R$ 565 mil com a estrutura montada pela famosa empresa Pazini, R$ 100 mil com o cantor Adelmário Coelho e R$ 50 mil com o Trio da Huanna (cuja apresentação foi assistida por poucas pessoas, conforme vídeo que circulou na internet).

As duas atrações musicais já receberam seus cachês. A empresa Pazini recebeu pouco mais de R$ 286 mil.

Festas públicas são importantes, pois movimentam a economia local e alegram parte da população, porém, ficam as perguntas: o que é mais importante? A vida, a saúde e o bem-estar das pessoas que necessitam ou momentos efêmeros de alegria?

A resposta, obviamente, é dos leitores.

Por volta das 20h37min., desta quinta-feira, 18, mantivemos contato com a secretaria municipal de comunicação para ouvir o governo. Até a publicação da matéria não recebemos resposta. O espaço está aberto para esclarecimentos.

MUTIRÃO OFTALMOLÓGICO ATENDE 340 PACIENTES EM UBAITABA

Foto: Ascom/Ubaitaba.

Em Ubaitaba, 340 pacientes da zona urbana e dos distritos de Faisqueira e Piraúna foram atendidos na segunda-feira, dia 15, com exames oftalmológicos das ações do projeto “Visão sem Fronteiras”.

Os atendimentos gratuitos foram oferecidos pela prefeitura, por meio da secretaria municipal de saúde, contando com participação de três médicos especialistas.

De acordo com o secretário de saúde, José Carlos Lona Almeida, os pacientes assistiram palestras, orientações, encaminhamentos, prescrição de receitas para correção visual, intervenções cirúrgicas oculares (quando necessárias), informações e esclarecimentos sobre os cuidados necessários à boa visão.

Coube aos agentes comunitários de saúde fazer a busca-ativa dos pacientes uma semana antes dos atendimentos. As atividades com a equipe de voluntários de oftalmologia “Visão sem Fronteiras” foram executadas no Centro de Saúde Doutor Jerônimo Souza durante todo o dia. 

Neste ano, a Prefeitura de Ubaitaba realizou mutirões de mamografias (com 960 atendimentos) e de cirurgias eletivas (em 218 pacientes). Em 2017 foram realizadas 162 cirurgias de catarata.

CONGRESSO DERRUBA VETO AO AUMENTO DO PISO SALARIAL DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

Foto: Site Meu Prontuário.

Da Agência Senado.

Deputados e senadores reunidos em sessão conjunta do Congresso Nacional nesta quarta-feira (17) decidiram derrubar o veto (VET 32/2018) do presidente Michel Temer ao piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias. Assim, voltará a valer a remuneração nacional da categoria prevista na medida provisória (MP) 827/2018, aprovada em julho pelo Congresso. A matéria segue para a promulgação.

Pela MP, os agentes receberão R$ 1.250 a partir de 2019; 1.400 em 2020 e R$ 1.550 em 2021.

O presidente da República sancionou a nova regulamentação profissional da categoria (Lei 13.708/2018), mas vetou os seis pontos do texto que tratavam do reajuste. Foi mantido apenas o veto que determina que, a partir de 2022, o piso seria reajustado anualmente em percentual definido na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

De acordo com o Palácio do Planalto, a matéria aprovada pelo Congresso Nacional cria despesas obrigatórias sem estimativa de impacto orçamentário e viola a iniciativa reservada ao presidente da República no que diz respeito à criação de cargos e aumento de sua remuneração.

Derrubada do veto

Senadores e deputados que usaram a palavra durante a votação da matéria defenderam a derrubada do veto. O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e a deputada Érica Kokay (PT-DF) destacaram o compromisso do Congresso na valorização desses profissionais.

— Aprovamos aqui este reajuste até 2021, foi vetado pelo Presidente da República, mas a última palavra é do Legislativo – ressaltou Flexa.

(mais…)

MADRE THAÍS COMEMORA DIA DO FISIOTERAPEUTA COM PALESTRA SOBRE OZONIOTERAPIA

A palestra será hoje às 19h30min., no auditório da Madre Thaís.

No dia 13 de outubro, comemora-se o dia do fisioterapeuta e a Faculdade Madre Thaís (FMT) presenteia seus docentes e discentes com uma palestra sobre uma área super atual que vem revolucionando a saúde: a Ozonioterapia.

A Ozonioterapia  é uma técnica complementar que auxilia o tratamento de doenças como o câncer, dores e inflamações crônicas, infecções variadas, além de feridas, queimaduras e problemas vasculares em que haja redução do fluxo sanguíneo.

O ozônio desempenha um papel importante no aumento da estabilidade de células normais e saudáveis. Destrói também as células imaturas e doentes, que são deformadas e vistas como estranhas ao organismo, incluindo vírus, bactérias, fungos, etc.

A ozonioterapia é um método minimamente invasivo, capaz de oferecer eliminação da dor para a maioria dos pacientes. O Ministério da Saúde incluiu a autorizou a ozonioterapia como prática na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, por meio da Portaria nº 702/2018. A sua prática é permitada aos fisioterapeutas como atos complementares ao exercício profissional.

A palestra “Ozonioterapia na prática fisioterapêutica” acontecerá no auditório da Faculdade Madre Thais, no dia 11 de outubro, às 19:30, e será ministrada pela Fisioterapeuta Especialista em Ozonioterapia, Dra. Deise do Carmo Pedreira Anjos, para toda a comunidade acadêmica e profissionais interessados.

COCI FALHA NA ORTOPEDIA, APESAR DE TER RECEBIDO R$ 10 MILHÕES DO GOVERNO MARÃO

COCI: dez milhões de reais e falha no plantão da ortopedia.

Dados do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM) revelam que entre janeiro de 2017 a julho de 2018 o Hospital de Clínica do Malhado, a conhecida COCI, recebeu do governo Mario Alexandre acima de R$ 10 milhões (R$ 10.264.533,55).

O contrato 061/2016, firmado com a secretaria municipal de saúde, assegura que a COCI preste serviços de urgência e emergência durante vinte quatro horas por dia aos usuários do SUS.

Apesar do compromisso, no último sábado, 29, por volta das 11h40min., o vereador Makrisi (PT)  foi até a COCI em busca de atendimento para um sobrinho com punho e mão machucados.

A recepção informou que não havia ortopedista de plantão e recomendou o Hospital Regional Costa do Cacau.

O sobrinho de Makrisi não teve fratura e passa bem. Decepcionado, o parlamentar encaminhou denúncia ao Ministério Público Estadual, Conselho Estadual de Saúde e outros órgãos de controle e fiscalização.

Por volta das 14h07min., desta quarta-feira, 03, tentamos falar via telefone com o secretário de saúde, Geraldo Magela, para colher explicações. Mesmo após várias tentativas durante 15 minutos, não conseguimos contato. 

BRASIL OCUPA O 8º LUGAR NO TRISTE RANKING DOS SUICÍDIOS

Imagem: site Comunhão.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é um grave problema de saúde pública mundial, registrando números alarmantes: em torno de um milhão de suicídios por ano no mundo, o que representa uma média de 1 suicídio a cada 40 segundos. Entre os países, o Brasil ocupa o 8º lugar no ranking, registrando quase 12 mil mortes anualmente, uma média de 1 suicídio a cada 35 minutos.

“O cenário fica ainda mais sombrio quando se percebe que o maior índice de morte por este agravo está entre jovens de 15 a 29 anos, representando, em nosso país, a 3ª causa de morte nesta faixa etária”, revela a psicóloga e psicanalista, Soraya Carvalho, coordenadora do Núcleo de Estudos e Prevenção do Suicídio (NEPS), unidade da secretaria estadual da saúde.

O dia 10 de setembro é considerado o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, criado em 2003 pela IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio, com o objetivo de dar visibilidade ao tema e conscientizar a sociedade acerca deste grave problema. Neste dia, são realizadas ações em mais de 70 países.

O Brasil, entretanto, foi além e instituiu um mês inteiro, o mês de setembro, batizado de Setembro Amarelo, para realizar diversas atividades que, ano após ano, se multiplicam e ganham todo o território nacional.

(mais…)

DESRESPEITO NO SESP DE ILHÉUS

Antigo SESP de Ilhéus. Foto enviada por leitor.

De acordo com usuários do SUS, o antigo SESP de Ilhéus, hoje gerido pela secretaria estadual da saúde, não oferece condições mínimas de funcionamento.

De segunda a sexta-feira a unidade recebe centenas de pessoas, mas não possui banheiro em condições decentes de uso e não disponibiliza água potável.

O banheiro está sempre entupido, sujo e não oferece privacidade.

Vergonhoso para um centro de saúde pública.

Banheiro indigno com o aviso “vaso sanitário entupido”. Foto enviada por leitor.

 

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA DE URUÇUCA OFERECE MAIS DE 100 ITENS

Foto: Ascom/Uruçuca.

A Secretaria de Saúde de Uruçuca, por meio do Departamento de Assistência Farmacêutica, mantém em plena regularidade a distribuição de medicamentos básicos prescritos à população. O secretário municipal de Saúde, Marcos Francisco Pereira, informou que a gestão tem feito aquisições periódicas para a farmácia básica.

Marcos Francisco Pereira acrescentou que o prefeito Moacyr Leite Júnior prioriza a área de saúde do município, apesar de receber poucas verbas dos governos estadual e federal. “Estamos efetuando a compra e garantindo o elenco básico de medicamentos conforme o que está previsto na portaria ministerial 1.555/2013. Na farmácia básica existem 106 itens: a saúde mental com 36 itens, 42 outros disponíveis para medicações de emergência, além de atender demandas especiais de obrigação do Estado da Bahia”.

O secretário municipal de Saúde explicou que a viabilização do serviço de distribuição de medicamentos básicos à população requer o aporte de mais recursos financeiros, inserção na estrutura organizacional formal, infraestrutura adequada e recursos humanos habilitados. “A assistência farmacêutica é parte integrante do Sistema Único de Saúde (SUS) e é componente fundamental para a efetiva e consolidação das ações de atenção básica e os demais níveis devem ser considerados como uma das atividades prioritárias da assistência à saúde”, ressaltou.

A PEDIDO DE MARINA SILVA, JUSTIÇA QUEBRA PATENTE DE REMÉDIO CONTRA HEPATITE C

Imagem: Site Tua Saúde.

A candidata da coligação Rede-PV, Marina Silva, e seu vice, Eduardo Jorge, obtiveram uma importante vitória na Justiça Federal em favor da saúde pública e de milhões de pacientes que fazem tratamento contra a hepatite C no país.

O juiz Rolando Valcir Spanholo, da 21ª Vara Federal, concedeu liminar que anula a concessão de patente do fármaco Sofosbuvir.

Ação questionava decisão do Instituto Nacional da Propriedade Indústrial (INPI), na semana passada, que reconheceu a patente da farmacêutica norte-americana Gilead Sciences, impedindo a fabricação do genérico pelo Brasil.

“Essa quebra de patente é um ato em legitima a defesa da vida daqueles que estão a fila de espera de um tratamento caríssimo, cujo genérico agora será produzido como ocorreu com os remédios para Aids”, comemorou Marina nesta manhã, durante visita a Maceió.

Foto: Walterson Rosa/Folhapress.

O gasto com pacientes que fazem tratamento para combater a hepatite C e utilizam esse medicamento chega a R$ 35 mil, o que limitava seu acesso. Antes da decisão do INPI, estava em curso um convênio entre Farmanguinhos-Fiocruz, Blanver e Microbiológica Química e Farmacêutica, que obtiveram o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para fabricar o Sofosbuvir genérico.

Para a Fundação Oswaldo Cruz, o medicamento não apresentava os requisitos de patenteabilidade, novidade e atividade inventiva que justificasse a concessão à indústria norte-americana.

Eduardo Jorge também comemorou a liminar. “A decisão é importante, pois reabre a possibilidade da Fiocruz produzir a fórmula do medicamente genérico e com isso beneficiar milhares de brasileiros que hoje guardam esse remédio tão essencial para o combate à hepatite C.

Além disso, reabre a possibilidade do SUS realocar mais de R$ 1 bilhão para as diversas necessidades de atendimento da população. É esse o valor que o anterior e errôneo reconhecimento da patente significaria para o orçamento do SUS”, disse.

TERAPEUTA ENSINA TÉCNICAS QUE LIVRAM O SUBCONSCIENTE DAS MEMÓRIAS LIMITANTES

Kátia D’Ávila é terapeuta vibracional, massoterapeuta, taróloga, formadora e facilitadora de  terapias alternativas, corporais e faciais, com formação e trabalhos realizados na Europa e no Brasil.

Ela é especialista em “Japamala” (técnica de tradição oriental para meditação) e “Hoponopono” (técnica havaiana criada para limpar memórias do subconsciente). As duas técnicas são muitos usadas pelos terapeutas holísticos e também pela yoga e meditação.

Segundo Kátia D’Ávila, “a vivência visa limpar memórias e crenças limitantes do subconsciente, transmutando as energias indesejáveis. Possibilita a conexão com os nossos melhores sentimentos, gerando reflexões e atitudes que vibram no amor, na alegria e na felicidade”.

Caso tenha interesse em conhecer o trabalho de Kátia D’Ávila, estes são os números de contato (73) 3223-6275 e 9 9198-7121.

EXCLUSIVO: UPA INAUGURADA PELO GOVERNO MARÃO É “CLONADA”

Governo Marão usa indevidamente marca de programa do Governo Federal. Foto: Clodoaldo Ribeiro.

Reportagem: Emilio Gusmão.

A Unidade de Pronto Atendimento inaugurada no bairro Conquista na manhã deste sábado, 15, pelo prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, com a presença do secretário estadual de saúde, Fabio Vilas-Boas, não faz parte do programa UPA 24h do Governo Federal, apesar de ter a marca dele em sua fachada.

O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), do Datasus, não inclui a unidade falsa de Marão, mas cita a UPA verdadeira de Itabuna que funciona no bairro Monte Cristo.

O mesmo acontece no site do Ministério do Planejamento, que disponibiliza a relação das UPAS em processo de licitação, contratação, concluídas, em operação e etc. A consulta fornece informações sobre as unidades de Itacaré e Itabuna, mas nada traz sobre a de Ilhéus.

Fontes da secretaria de saúde asseguram que a UPA de Marão é uma “meia sola”, e “mais uma enganação”, pois não obedece os pré-requisitos exigidos pelo Ministério de Saúde. “Essa UPA é clonada. Colocaram no prédio as marcas da UPA 24h, SUS e Ministério da Saúde como estratégia publicitária, mas não compraram todos os equipamentos obrigatórios” (veja a lista aqui).

Outra fonte afirma que em 2009 o Governo Federal disponibilizou recursos para a construção de uma UPA 24h em Ilhéus, mas nunca foram utilizados, “o dinheiro continua na conta rendendo juros. Tem lá R$ 334 mil”, explica.

Especialista em gestão de saúde, ouvido pelo blog, ressalta o custo alto de uma UPA. “Uma unidade de porte 2 custa por mês cerca de um milhão e trezentos mil reais. O Ministério da Saúde garante novecentos mil e o município deve entrar com o resto. Só as cidades com bastante receita ou governos sérios que fazem racionalização constante de gastos conseguem manter um equipamento como esse”.

UPA verdadeira do bairro Monte Cristo, em Itabuna. Foto: Google.

Explicações do governo.

O secretário municipal de saúde, Geraldo Magela, confirmou que a UPA inaugurada hoje não faz parte do programa do Governo Federal e não segue as exigências do ministério. Explicou que é um equipamento custeado pelo município, com parte dos requisitos exigidos, construído para desafogar os hospitais Costa do Cacau, São José e COCI que estão lotados.

Magela explicou que a secretaria de saúde vai inscrever e tentar credenciar a UPA para recebimento de recursos do Ministério da Saúde.

Indagamos por que o município usa a marca do programa UPA 24h, sendo que a unidade não está credenciada e não segue as exigências estabelecidas.

Magela disse que a logo não é exatamente igual. Independente desse fato, ressaltou que vai ajudar bastante a população de Ilhéus. 

A CADA 45 MINUTOS, UMA PESSOA COMETE SUICÍDIO NO BRASIL

“O fato de alguém que tenta suicídio ser escutado por cerca de 20 minutos pode impedir que ele tenha o impulso de cometer o ato. Ouvir o suicida salva a vida dele”, diz psiquiatra Foto: Reuters.

Da Agência Brasil.

No Brasil, há um suicídio a cada 45 minutos. Os dados mundiais indicam que ocorre uma tentativa a cada três segundos e um suicídio a cada 40 segundos. No total, chega-se a 1 milhão de suicídios no mundo. Provocar o fim da própria vida está entre as principais causas das mortes entre jovens, de 15 a 29 anos, e também de crianças e adolescentes.

No esforço para mudar esses números, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu que a data de 10 de Setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Há quatro anos a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), promove a campanha nacional Setembro Amarelo.

À Agência Brasil, o presidente eleito da Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal) e superintendente técnico da ABP, Antônio Geraldo da Silva, destacou a importância da campanha para prevenção e conscientização.

“Esses números são altíssimos, mas nós sabemos que são falhos. Mesmo assim, são assustadores.”

Crianças e jovens

Pelos dados da OMS, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. É também a sétima causa de morte de crianças entre 10 e 14 anos de idade. O caminho, segundo Silva, é adotar medidas preventivas de ajuda e auxílio.

“É uma maneira de a gente salvar vidas porque 90% dos suicídios poderiam ser evitados se as pessoas tivessem acesso a tratamento e pudessem tratar a doença que leva ao suicídio”, afirmou o presidente da Apal.

Segundo o psiquiatra, em geral, a maior parte das pessoas que tenta colocar fim à vida sofre de algum tipo de transtorno mental. 

“Os estudos mostram que 100% de quem se suicida têm uma doença mental. Os trabalhos mostram isso. Nem 100% de quem pensa em suicídio têm doença mental, mas 100% de quem suicida têm transtorno mental”, afirmou.

Redes sociais

A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) pretende lançar campanhas nas redes sociais ao longo deste mês para alertar sobre suicídio e oferecer apoio e ajuda. Antônio Geraldo da Silva disse que os especialistas devem abordar o assunto e buscar mais informações com psiquiatras.

A ABP quer levar isso para a população. “A ABP quer popularizar. Nós estamos levando isso para as escolas,  empresas e instituições”, afirmou o médico. “O que entristece os membros da ABP é ver que as pessoas querem abordar o assunto, mas negando a doença mental, que a depressão ou a esquizofrenia existam.”

O médico acrescentou: “Se a gente negar que a doença mental existe, como vai falar de suicídio, sabendo que 100% de quem suicida têm doença mental?”.  “É uma doença como outra qualquer. Não escolhe raça, cor, nada”.

Drogas

O psiquiatra Jorge Jaber, membro fundador e associado da International Society of Addiction Medicine, especialista no tratamento de dependentes químicos, ressaltou que o uso de álcool e drogas é o segundo fator depois das doenças psiquiátricas, como ansiedade e depressão, que leva ao aumento de suicídios.

Segundo ele, o suicídio é a causa de morte mais facilmente evitável entre todas as doenças. “Enquanto doenças infecciosas, cardiovasculares e tumores precisam de grande aporte médico e cirúrgico de alto custo, o impedimento médico do suicídio pode ser atingido com remédios bem mais baratos e somente conversando com o paciente.”

Para Jaber, o fundamental é dar atenção e escutar aquele que pensa em cometer o suicídio. “O fato de alguém que tenta suicídio ser escutado por cerca de 20 minutos pode impedir que ele tenha o impulso de cometer o ato. Ouvir o suicida salva a vida dele”.

Na clínica onde atende dependentes químicos, Jaber informou que pelo menos 20% dos pacientes internados tentaram suicídio. “Quanto mais as pessoas falarem sobre o suicídio, menos suicídios ocorrerão” disse.

GOVERNO MARÃO PAGA R$ 74 MIL POR ALUGUEL, MAS DEIXA P.A. DA ZONA SUL SEM MÉDICOS

Com placa e custo mensal de R$ 74 mil, mas sem médicos.

O governo do prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, paga R$ 74 mil por mês aos proprietários do imóvel em que funcionava a clínica Vidamedi.

O contrato garante a utilização do imóvel, o uso de uma ambulância e equipamentos de exames. O problema não está na despesa, mas na gestão do pronto atendimento.

No último sábado, 8, uma usuária do SUS ao perceber que sua coluna estava travada, ligou para o SAMU na expectativa de ser transportada até um hospital. Os atendentes recomendaram que ela se dirigisse ao Pronto Atendimento da Zona Sul (antiga Vidamedi).

Ao chegar, foi avisada por uma atendente que não havia médico plantonista. A funcionária recomendou o Hospital Costa do Cacau, uma vez que o Hospital São José está lotado.

Publicação do site da Prefeitura de Ilhéus, de janeiro deste ano, informa que o P.A. funciona 24h de segunda a segunda. Segundo informações de leitores, há sempre funcionários na recepção, mas encontrar médicos é apelar para a sorte.

Ouça o depoimento que narra mais um descaso do governo Marão com a saúde de Ilhéus.

MADRE THAÍS RENOVA PARCERIA COM O MUNICÍPIO PARA REABILITAÇÃO DE HANSÊNICOS

Foto: Google.

A Faculdade Madre Thais (FMT) através do seu projeto de Extensão PROREABIH (Programa de Orientação e Reabilitação de Incapacidades em Hansênicos) renova parceria com a Secretaria de Saúde de Ilhéus para atendimento aos pacientes com Hanseníase.

O PROREABIH é um projeto criado com muito carinho e zelo pela saúde e pelo ser humano, desejando oferecer aos munícipes de Ilhéus e adjacências a qualidade dos serviços e a excelência dos profissionais da FMT. E neste ano de 2018, o PROREABIH completa dois anos oferecendo atendimento de fisioterapia aos pacientes diagnosticados com Hanseníase e encaminhados pelo CAE III (Centro de Atendimento Especializado), referência em Hanseníase no Munícipio de Ilhéus.

Segundo a Coordenadora do Projeto, Gracielle Santos, Fisioterapeuta Neurológica e Docente da FMT, “As oficinas terapêuticas acontecem às quintas-feiras das 14 ás 15 horas no ginásio de Fisioterapia da FMT.

Os pacientes são avaliados, em seguida é elaborado um plano terapêutico voltado para as suas necessidades específicas, visando prevenir e/ou atenuar as incapacidades físicas geradas pela doença. Aqueles que apresentam recidivas são reencaminhados para continuação do tratamento medicamentoso no CAE III, por meio de Referência e Contra referência.

Com o objetivo de otimizar o serviço, a Faculdade Madre Thaís aceitou o convite da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia para participar do curso de capacitação em Avaliação Neurológica e identificação do grau de incapacidade em Hanseníase que acontecerá no dia 12 de setembro, no município de Jequié-BA.

Para este importante curso, a FMT encaminhará a Professora/Coordenadora do PROREABIH, Gracielle Santos, com intuito de oferecer à toda comunidade ilheense e adjacências sempre os melhores serviços, com excelentes resultados, melhorando as capacidades funcionais dos pacientes e consequentemente a qualidade de vida dos mesmos.

PREFEITURA DE URUÇUCA ENTREGA KITS PARA AGENTES COMUNITÁRIOS

Prefeito de Uruçuca, Moacir Leite, entrega kit para agente de endemias. Foto: Roberto Santos.

A Prefeitura de Uruçuca, através da Secretaria de Saúde entregou na manhã desta quarta-feira, 5, kits aos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias. Durante solenidade realizada no auditório do Sindicato Rural, o prefeito Moacir Leite disse que esses novos materiais visam oferecer melhores condições de trabalho aos agentes e parabenizou as ações de prevenção de saúde executadas no município.

Além da mochila, cada kit contém protetor solar, bacias de coleta, pranchetas, pesca-larvas, canetas, borrachas, corretivos, lápis, marca texto, régua, fita métrica, dentre outros.

Atualmente, a secretaria municipal de Saúde promove o treinamento dos profissionais que atuam na área de saúde. O secretário da Saúde, Marcos Eduardo Pereira, lembrou que a atual gestão tem o comprometimento de equipar os Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias para que eles possam melhor servir à comunidade. 

Já Indelbergue Andrade Barreto, supervisor de campo, disse que “o nosso trabalho diário está sempre focado em diminuir os índices de infestação no município, além de combater todos os dias em visitas em casa em casa, e assim ajudar a população na prevenção de diversas doenças”.

DENASUS INVESTIGA CONTRATOS DO GOVERNO MARÃO COM EMPRESA QUE “ENTREGA TUDO”

Lupa nos contratos da Sesau/Ilhéus.

Em primeira mão.

A secretaria de saúde de Ilhéus passou por uma auditoria realizada pelo Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus), entre os dias 27 a 31 de agosto deste ano.

As auditorias são corriqueiras e dificilmente, no caso de Ilhéus, rendem problemas aos responsáveis pelos órgãos fiscalizados.

Segundo fontes do Blog do Gusmão, a última pode fugir do comum, pois atendendo pedido da Polícia Federal, a equipe do Denasus direcionou maior atenção aos contratos firmados pelo governo Marão com a Okey Med Distribuidora de Medicamentos Hospitalares e Odontológicos.

A empresa deveria vender apenas medicamentos e insumos, mas de acordo com as nossas fontes, estaria habituada a entregar qualquer tipo de produto requisitado pela secretaria de saúde. Entre os servidores da pasta é normal a repetição da frase: “pede que a Okey Med entrega”.

Em 2017, o município pagou R$ 693 mil a Okey Med. Em 2018, até o mês de maio, houve um salto no valor dos pagamentos, que já chegaram a R$ 1.6 milhão.

Os contratos estão sob análise dos auditores. Até a data de publicação deste texto não há informação que aponte irregularidades.

Página 1 de 561...Última »
error: Content is protected !!