WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


DO MILHO AO MALTE: UM APÓSTOLO DA CERVEJA ARTESANAL EM ILHÉUS CÂMARA DE ILHÉUS PODE AUTORIZAR MERCADO ATACADISTA NA ZONA SUL SEGUNDO PRÓ-REITOR DA UESC, PESQUISA VIVE MOMENTO GRAVE NO PAÍS BARREIRA TEM O 1º CARTÓRIO DE ILHÉUS QUE FAZ CERTIDÃO DE NASCIMENTO COM CPF




transporte ilegal
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

SINEBAHIA ILHÉUS OFERECE 13 VAGAS DE EMPREGO NA SEGUNDA-FEIRA


Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis na segunda-feira (14) na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Muitos candidatos se antecipam e preenchem as vagas por meio do site Mais Emprego.

Por esse motivo, acontece do pretendente ir até o SAC e não encontrar a oportunidade anunciada pelo Blog do Gusmão.

Recomendamos aos candidatos que se cadastrem no site quando forem a uma agência do SineBahia.

COMPRADOR

Ensino Superior Completo em Administração, Ciências Contábeis ou Logística.

Experiência de 06 meses na carteira

01 VAGA

EMPACOTADOR À MÃO (PCD)

Exclusiva para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental completo

03 VAGAS

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO ELETRÔNICA

Ensino Médio completo e curso Técnico em Eletrônica e/ou Eletrotécnica

Experiência de 06 meses em equipamentos laboratoriais e hospitalares

01 VAGA

:: LEIA MAIS »

DO MILHO AO MALTE: UM APÓSTOLO DA CERVEJA ARTESANAL EM ILHÉUS


Max Ranieri apostou na venda de cervejas artesanais. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Max Ranieri apostou na venda de cervejas artesanais. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Reportagem: Thiago Dias

Há mais ou menos três anos, em Belo Horizonte, o supervisor de vendas Max Ranieri descobriu a cerveja artesanal. A experiência transformou radicalmente a sua relação com essa bebida. Naquela viagem a trabalho, o mineiro de coração ilheense aprendeu que a cultura cervejeira vai muito além do que é oferecido pelas grandes indústrias. “Eu não sabia que a cerveja artesanal tinha essa variedade de estilos e sabores”.

Hoje, refere-se a si mesmo como um “apaixonado” por cervejas artesanais. Quando um problema de saúde o afastou do trabalho na empresa de telecomunicação, decidiu abrir a loja de conveniência que mantém na zona sul de Ilhéus, no posto de combustíveis Mar Azul, próximo à cabeceira do Aeroporto Jorge Amado.

A “paixão” de Max fez do empreendimento uma aposta na venda de cervejas artesanais de várias partes do mundo. Para ficarmos no território baiano, o seu mapa de fornecedores inclui cervejeiros de: Ilhéus, Uruçuca, Itabuna, Itapetinga, Porto Seguro e Salvador. Segundo o comerciante, apesar da crise econômica, esse setor do mercado de bebidas mantém crescimento anual de “dois dígitos”.

A “variedade de estilos e sabores” abriu espaço para a figura do beer sommelier, especialista em cervejas, variação do profissional consagrado no mundo dos vinhos. Assim como o vinho, a cerveja pode ter o seu sabor harmonizado com o dos alimentos. As combinações variam da cozinha popular à alta gastronomia.

Na última terça-feira (8), Max abriu a sua loja para o Blog do Gusmão e apontou o atalho para aprendermos a saborear uma boa cerveja. “O primeiro passo é sair da comercial e entrar numa cerveja que a gente chama de ‘puro malte'”, explicou. Segundo ele, a cerveja puro malte é mais saudável, pois tem apenas três ingredientes: “água, malte e lúpulo”. “Não tem nenhum tipo de conservante”.

De modo geral, escuta-se muita reclamação sobre a qualidade do atendimento em parte do comércio de Ilhéus. Quem já foi atendido por Max percebeu que essa fama negativa passa longe da sua loja. Atrás do balcão ou diante dos freezers, está sempre pronto para esclarecer as dúvidas dos clientes, especialmente daqueles que ainda não conhecem o universo das cervejas artesanais.

O aroma característico pode causar estranhamento nos primeiros goles dos iniciantes. Isso porque o nosso paladar está acostumado com as cervejas das grandes marcas, que não estimulam o olfato. “Cada tipo de lúpulo gera um aroma diferente, que influencia no sabor”, disse Max. A Mirahya, com o seu gosto “mais leve e frutado”, combina muito bem com peixes e mariscos.

Apontando a taça na sua mão esquerda, Max destacou a presença do “mosto” que fica decantado nas embalagens das cervejas não filtradas. Antes do consumo, esse tipo de cerveja deve ser movimentado levemente dentro da própria embalagem. Assim, o líquido reincorpora o material acumulado no fundo da garrafa ou da lata em que fora armazenado. O procedimento é fundamental para a degustação.

Há três semanas, antes da conversa para essa matéria, perguntamos a Max sobre a cerveja 1910, da cervejaria itabunense Três Barcaças. Desenvolvida por Calleb Oliveira, a receita leva nibs de amêndoas de cacau. O nome é a data da emancipação política de Itabuna. Fabricada apenas duas vezes por ano, não dura muito tempo nos freezers do sul da Bahia. Nessa sexta-feira (11), a sua última remessa de 2017 chegou na Conveniência Pontal Mar Azul. Como o Blog do Gusmão já havia feito uma reserva, o apóstolo do malte nos deu a boa nova via WhatsApp: “Chegou a cerveja que você queria”.

APÓS SOLICITAÇÃO DO MP, PREFEITURA DE ILHÉUS DEMOLE MURO NA ZONA SUL


Muro havia sido construído ilegalmente em torno de área pública. Imagem: SEPLANDES.

Muro foi construído ilegalmente em torno de área pública. Imagem: SEPLANDES.

Na manhã da última segunda-feira (7), a Fiscalização de Posturas da Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Sustentável (SEPLANDES) demoliu um muro erguido no loteamento Mares do Sul, localizado no bairro São Francisco, zona sul de Ilhéus.

Uma pessoa construiu o muro, de forma ilegal, em torno de uma área verde que pertence ao espaço público, na área C do loteamento.

Por meio dos promotores de Justiça Frank Ferrari e Alicia Violeta Botelho Sgadari Passeggi, o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) solicitou a intervenção da Prefeitura de Ilhéus para impedir que a área verde continuasse murada.

HERDEIRA DE BANCO SUÍÇO DOA R$ 500 MIL A LULA


Autorretrato de Roberta Luchsinger.

Autorretrato de Roberta Luchsinger.

Da Folha de S. Paulo

Se Luiz Inácio Lula da Silva é visto como o pai do Bolsa Família, ela quer ser a mãe do “Bolsa Lula”.

Herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, 32, decidiu lançar um movimento de apoio financeiro ao ex-presidente, que teve quase R$ 10 milhões em planos de previdência e contas bancárias bloqueados a pedido do juiz Sergio Moro.

A neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger abriu o bolso, o closet e o cofre para fazer uma doação pessoal ao petista no valor de cerca de R$ 500 mil em dinheiro, joias e objetos de valor.

“Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele”, diz Roberta.

Ela saca da bolsa Hermés um cheque ao portador no valor de 28 mil francos suíços (cerca de R$ 91 mil), mesada que recebia do avô morto em 8 de julho, aos 92 anos.

“Foi o último cheque que recebi dele e vou repassar integralmente ao Lula. Agora, já podem dizer que ele tinha conta na Suíça, aquela que os procuradores da Lava Jato tanto procuraram e não acharam”, ironiza Roberta.

:: LEIA MAIS »

SEMINÁRIO DISCUTE PAPEL DOS ESTUDANTES NA EDUCAÇÃO PÚBLICA


O rapper ilheense Cijay vai participar do seminário do Centro Fé e Alegria. Imagem do blog Torço Pru Bem.

O rapper Cijay vai participar do seminário do Centro Fé e Alegria. Imagem: Torço Pru Bem.

A partir das 8h30min desse sábado (12), o Centro Educativo Fé e Alegria vai realizar o primeiro Seminário sobre o Protagonismo Juvenil na Melhoria da Educação.

O objetivo é reunir estudantes da rede pública de ensino para debater a importância da mobilização estudantil nos processos de educação e aprendizagem.

Além das rodas de conversas e debates, o seminário vai ter apresentações artísticas. O rapper Cijay, nome promissor da nova geração da música em Ilhéus, está entre os convidados. Ele vai demonstrar a relação possível entre as linguagens do hip hop e a abertura para o pensamento crítico.

O Centro Educativo Fé e Alegria fica na segunda travessa São Jorge, no bairro Nossa Senhora das Vitórias, zona sul de Ilhéus. O seminário vai ser aberto ao público.

SECRETÁRIO DE SAÚDE DA BAHIA NÃO ATENDE ORDEM DA JUSTIÇA, ACUSA MPF


Fábio Vilas-Boas. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Fábio Vilas-Boas. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, e o secretário executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, por não atenderem liminar da Justiça Federal em relação a ações que viabilizassem a distribuição de análogos de insulina no interior do estado da Bahia.

Os diabéticos residentes no interior do estado tinham que se deslocar até Salvador para se submeterem a uma perícia médica prévia, além de terem que buscar mensalmente as insulinas na capital baiana.

Segundo o MPF, mesmo após sucessivas intimações para efetivação da medida liminar, passados mais de cinco anos, a União e o Estado da Bahia não cumpriram a decisão integralmente. O estado alega ausência de repasse pela União, e esta, por sua vez, sustentou a ausência de informações essenciais para efetivação do repasse.

A medida é resultado da Ação Civil Pública movida pelo MPF contra o Estado da Bahia e a União, em 2012. O órgão cobra a implantação de protocolo clínico e o fornecimento de insulina de ação basal ultrarrápida aos pacientes com diabetes mellitus na Bahia. Em agosto de 2012, a Justiça Federal expediu medida liminar determinando a implantação do protocolo pelo estado e o repasse dos recursos para aquisição dos medicamentos pela União.

De acordo com a denúncia, verificou-se que as insulinas regular e NPF são insuficientes para o controle glicêmico de alguns pacientes, sendo necessário que o Sistema Único de Saúde (SUS) contemple o fornecimento dos análogos de insulina de ação basal e ultrarrápida – glargina (Lantus), determir (Levemir), asparte (Novorapid), lispro (Humalog) e glulisina (Apidra).

:: LEIA MAIS »

GOVERNO CORTA UM MILHÃO DE BENEFÍCIOS DO BOLSA FAMÍLIA, DIZ SOLLA


Jorge Solla.

Jorge Solla.

Hoje (10), na Câmara dos Deputados, o deputado federal Jorge Solla, do PT da Bahia, fez um pronunciamento sobre o programa Bolsa Família. O parlamentar disse que levantou dados do Ministério de Desenvolvimento Social e descobriu um corte de 8,2 por cento do número de benefícios.

Conforme o seu levantamento, entre a chegada de Michel Temer (PMDB) à Presidência da República em abril de 2016 e julho de 2017, o governo federal cortou 1.151.505 famílias do programa.

“A estimativa”, especulou o petista, “é que 3,4 milhões de brasileiros ficaram sem assistência”. Segundo ele, esse corte ocorreu numa conjuntura socioeconômica que tende a aumentar o número de beneficiados, já que o desemprego cresceu no mesmo período.

“Temos de lá para cá, segundo dados do Caged, mais um milhão de desempregados. O Brasil vive uma grave crise social em decorrência do arrocho desse governo, e o único amparo que há para que não passem fome, que é o Bolsa Família, está sendo cortado. Qual a consequência? O aumento da fome e da miséria”, alertou Jorge Solla.

Ainda segundo os seus cálculos,  o governo economizou R$ 773 milhões com o corte que atingiu famílias humildes. Por outro lado, “esse mesmo governo gastou R$ 10 bilhões para comprar votos dos ruralistas dando dinheiro público nas mãos desses parlamentares via isenção fiscal. É um escândalo!”, emendou.

ESGOTO DE LIGAÇÕES CLANDESTINAS VAZA NA SOARES LOPES


Prefeitura e Embasa trabalham para desobstruir rede pluvial. Imagem: Secom-Ilhéus.

Prefeitura e Embasa trabalham para desobstruir rede pluvial. Imagem: Secom-Ilhéus.

Por meio de ação conjunta iniciada hoje (10), a Prefeitura de Ilhéus e a Embasa tentam resolver um problema antigo dos arredores da Biblioteca Pública Adonias Filho e da praça Castro Alves, na avenida Soares Lopes. Trata-se do esgoto que vaza das ligações clandestinas na rede pluvial e corre a céu aberto diante do prédio centenário.

Nessa manhã, o serviço começou pela desobstrução da rede pluvial. Durante o trabalho, as equipes identificaram uma série de ligações clandestinas de esgoto. Segundo a prefeitura, as ligações irregulares são de residências e de estabelecimentos comerciais do entorno.

Conforme o engenheiro Rafael Castro Lima, superintendente de Obras da Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, o trabalho “será longo e delicado”, em função da grande quantidade de ligações clandestinas que estão sendo identificadas.

CMA EMITE NOTA SOBRE O EMBARGO DA USINA. GUSMÃO REBATE


Ednaldo Azevedo, representante da CMA Comercial Ltda.

Ednaldo Azevedo, representante da CMA Comercial Ltda.

O representante da CMA Comercial Ltda, Enaldo Azevedo, usou o Facebook para se manifestar sobre matéria veiculada neste blog. A publicação repercutiu entrevista do radialista Vila Nova (O Tabuleiro) com o superintendente de Meio Ambiente Emílio Gusmão.

Na resposta, Ednaldo Azevedo questiona informações do superintendente. Leia a nota abaixo.

“Prezados Senhores,

A CMA, empresa contratada pelo município de Ilhéus para operar a Usina Asfáltica do município, vem a público esclarecer o seguinte:

1) É inverídica a informação de que houve resistência por parte da CMA que tenha causado atrasos no retorno das operação da Usina. O que de fato ocorreu foi a necessidade de se elaborar um laudo que demandou análises de laboratórios que demorou mais de 45 (quarenta e cinco) dias para ficar pronto. A realização desse laudo foi uma exigência da própria da superintendência que via no mesmo a possibilidade de provar a sua tese de que haveria dano ambiental na área. Validando assim o argumento do “dano irreversível” no lençol freático. Ocorre que o laudo serviu exatamente para comprovar que não houve dano ambiental e que tudo não passou de “achismo” do Sr. Superintende. O laudo foi entregue na prefeitura desde 30 de junho de 2017;

2) A aplicação de multa por parte do Ibama se deu posteriormente ao embargo e foi fruto de denúncia anônima. A motivação principal foi a ausência da licença ambiental do empreendimento;

3) A CMA iniciou a operação da Usina em 18 de maio de 2016, portanto, a pouco mais de um ano e não há 2 (dois) anos como afirma o Sr Gusmão;

4) O termo de compromisso e responsabilidade foi assinado pela CMA desde o dia 02 de agosto de 2017, entretanto as 2(duas) publicações que a prefeitura fez a respeito do referido termo não corresponde ao termo que foi firmado. Este termo estabelece as obrigações das partes para o adequado funcionamento da Usina. Ressalte-se que as obrigações significativas são de responsabilidade da prefeitura e não da empresa;

A CMA, por fim, repudia veementemente a tentativa do Sr Gusmão de imputar à mesma a responsabilidade pelo atraso na retomadas das operação da Usina, vez que teve a oportunidade de não dar prosseguimento ao contrato, que originalmente encerraria em 17 de julho de 2017, chegando a se manifestar por diversas vezes de forma contrária à renovação. Mas, ciente da situação crítica que se encontram as vias do município e, atendendo, ao apelo do prefeito Mario Alexandre e de alguns secretários municipais, lideranças de bairro e da população resolvemos dar continuidade ao contrato até que a prefeitura possa concluir a licitação para contratação da nova empresa.

Como se vê não é a CMA a responsável pela não retomada das atividades da Usina, prova disso é que o termo de compromisso e responsabilidade(versão correta) não foi publicada até a presente data, tampouco o termo de desembargo foi emitido e publicado.

Ednaldo Azevedo

CMA Comercial Ltda”

TRÉPLICA

Após o posicionamento do representante da empresa, o superintendente decidiu aprofundar o assunto numa tréplica. Confira abaixo.

“O senhor Ednaldo Azevedo argumenta que a CMA foi contratada em 2016 e, portanto, não atua há dois anos em Ilhéus. Contudo, ele não parece preocupado em explicar que também trabalhou na empresa que antecedeu a CMA na operação da usina. Tudo isso logo após deixar o comando da Superintendência de Obras, justamente o órgão municipal da área de atuação da terceirizada e subordinado ao então secretário de Infraestruta, Isaac Albagli.

O senhor Ednaldo Azevedo também não menciona os problemas da CMA com o Ministério Público do Trabalho (MPT) por descumprimento da Consolidação das Leis do Trabalho, a  CLT. Após enfrentar protestos dos funcionários, a empresa assinou termo de ajustamento de conduta em que assumiu a obrigação de doar equipamentos para as polícias Federal e Rodoviária Federal.

O representante esqueceu de dizer que a empresa deve duzentos e dez mil reais ao Ministério Público do Trabalho e à Justiça do Trabalho, dívida reconhecida no aditivo ao termo de ajustamento de conduta também assinado por Azevedo. Isso deixa claro que a empresa CMA é desorganizada. Além de não respeitar a legislação ambiental, uma vez que se negou durante muito tempo a reconhecer a sua obrigação de buscar o licenciamento, ela desrespeita as leis trabalhistas.

O senhor Ednaldo Azevedo também não menciona que, só no último ano da gestão passada, a CMA recebeu três milhões de reais do município. Mesmo assim, a empresa não providenciou a licença ambiental. Ou seja, a CMA é acostumada a desrespeitar as leis. Além disso, vinha desrespeitando o contrato firmado com o município. Na cláusula sétima alinea “E” da contratação, está mais do que clara a obrigação da contratada de providenciar e manter todas as licenças necessárias à operação da usina.

Cabe perguntar. Nas empresas contratadas pelo município, durante a gestão passada, o senhor Ednaldo Azevedo serviu a algum interesse pessoal de terceiros? Seria bom que o seu rigor com a transparência não fosse seletivo. Assim, poderia responder outra pergunta simples à sociedade ilheense. Onde, durante a gestão passada, ele comprou as pedras usadas na granulometria do asfalto? Seria bom que ele informasse isso para dirimir qualquer tipo de dúvida sobre o serviço público terceirizado.

Por fim, é bom esclarecer que o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) manifestou interesse em investigar a operação e o embargo da usina. Dessa forma, a apuração vai verificar se houve abuso por parte da decisão do município de embargar o equipamento ou se houve abuso da CMA e do senhor Ednaldo Azevedo pela operação da máquina sem licença ambiental”.

GRAVAÇÃO É MALANDRAGEM DE EMPRESÁRIA, AFIRMA PRESIDENTE DO COLO-COLO


Raimundo Borges. Imagem: O Sarrafo.

Raimundo Borges. Imagem: O Sarrafo.

Nessa semana a Rádio Sociedade da Bahia divulgou gravação de trecho de uma conversa entre a empresária Kathllen Ribeiro e o presidente do Colo-Colo, Raimundo Borges – ouça aqui.

Hoje (10), Borges publicou uma nota de esclarecimento. Segundo ele, a empresária agiu “malandramente” ao gravar a conversa.

O presidente disparou contra a empresa representada por Kathllen, a CVL Alpha Sports, que fez uma parceria com o Colo-Colo.

Segundo Raimundo Borges, a empresa se comprometeu a pagar dívidas trabalhistas do clube que somam quatrocentos mil reais. Tudo não passou de promessa. Leia a íntegra.

NOTA

“Diante do material ilegalmente e malandramente gravado por pessoa de conduta não ilibada e de má-fé e, encaminhado para divulgação na Rádio Sociedade da Bahia no último dia 08/08, apresento aos desportistas, em especial do município de Ilhéus, a realidade dos fatos, narrando de forma clara e objetiva todo o episódio. Lamentavelmente ainda existem pessoas não confiáveis no mundo dos negócios. E, por certo, não permitirei jamais macular a minha imagem e muito menos o Clube Colo Colo. O tigrão hoje é um patrimônio dos torcedores da cidade de Ilhéus e defenderei sempre.

:: LEIA MAIS »

SINEBAHIA ILHÉUS OFERECE 22 VAGAS DE EMPREGO DE TODOS OS NÍVEIS


Confira abaixo as vagas de emprego disponíveis nessa sexta-feira (11) na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Muitos candidatos se antecipam e preenchem as vagas por meio do site Mais Emprego.

Por esse motivo, acontece do pretendente ir até o SAC e não encontrar a oportunidade anunciada pelo Blog do Gusmão.

Recomendamos aos candidatos que se cadastrem no site quando forem a uma agência do SineBahia.

COMPRADOR

Ensino Superior Completo em Administração, Ciências Contábeis ou Logística.

Experiência de 06 meses na carteira

01 VAGA

EMPACOTADOR À MÃO (PCD)

Exclusiva para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental completo

03 VAGAS

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO ELETRÔNICA

Ensino Médio completo e curso Técnico em Eletrônica e/ou Eletrotécnica

Experiência de 06 meses em equipamentos laboratoriais e hospitalares

02 VAGAS

:: LEIA MAIS »

AMIGOS DE MANZO FELICITAM TODOS OS PAIS DE ILHÉUS


Galera do baba Amigos de Manzo.

Galera do baba Amigos de Manzo.

Aproximadamente vinte dos trinta membros do Baba Amigos de Manzo já são papais e compartilham a responsabilidade de criar um ser humano. Mas todo o grupo conhece a importância da data que homenageia os paizões. Por isso, os amigos de Manzo desejam felicidade para todos os pais de Ilhéus, especialmente nesse domingo (13) especial.

TRIBUNAIS DE CONTAS VÃO AJUDAR TSE A FISCALIZAR PARTIDOS


Assinatura de convênio em Brasília.

Assinatura de convênio em Brasília.

Como forma de fortalecer o controle da movimentação financeira dos partidos políticos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) assinaram um convênio, por meio do qual os tribunais de contas dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios vão dar apoio técnico no exame das prestações de contas das agremiações partidárias.

O convênio foi assinado na última terça-feira (8), em Brasília, em ato que contou com a presença dos presidentes do TSE, ministro Gilmar Mendes; da Atricon, Valdecir Pascoal, do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carneiro, e de 23 presidentes de Tribunais de Contas.

O presidente do TCE/BA, conselheiro Inaldo da Paixão Santos Araújo, ao assinar o termo de adesão, ressaltou que a medida vai fortalecer e dar mais eficácia ao controle do uso do dinheiro público. “O Tribunal de Contas do Estado da Bahia já prepara os seus servidores para auxiliar o Tribunal Regional Eleitoral na sua missão. Com a celebração desse convênio, estaremos ainda mais respaldados para exercer, no âmbito nacional, o controle das contas dos partidos”, acrescentou.

:: LEIA MAIS »

SINEBAHIA ITABUNA TEM 27 OPORTUNIDADES DE TRABALHO


Confira abaixo as novas oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas ficarão disponíveis nessa sexta-feira (11).

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

OPERADOR DE TELEMARKETING ATIVO E RECEPTIVO (PCD)

Exclusivo para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

EMPREGADA DOMÉSTICA

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na área

Disponibilidade para dormir no local de trabalho

1 VAGA

:: LEIA MAIS »

PREFEITURA DE ILHÉUS EXIGE REMOÇÃO DE “OUTDOORS”


Todos os outdoors colocados em áreas públicas devem ser removidos. Imagem: Correia Neles.

Todos os “outdoors” colocados em áreas públicas devem ser removidos. Imagem: Correia Neles.

Por meio de convocação publicada ontem (9) no Diário Oficial do Município, a Prefeitura de Ilhéus estabeleceu prazo de 20 dias para a remoção de todos os “outdoors” instalados em áreas públicas. A medida também vale para as placas colocadas em terrenos particulares, mas voltadas para o espaço público.

O edital especifica que todos os “outdoors” com tamanho entre quatro e trinta metros quadrados devem ser recolhidos. Ao fim do prazo de 20 dias, que começou a ser contado ontem, a prefeitura vai remover todas as placas não recolhidas pelos proprietários.

A convocação atende ao Decreto 069/2016, que regulamentou os artigos 146 e seguintes do Código Ambiental de Ilhéus (Lei 3.510/2010). Essa legislação considera a necessidade de organizar, controlar e orientar o uso de anúncios visuais, com respeito ao interesse coletivo e ao conforto ambiental. O edital também segue orientação do Ministério Público do Estado da Bahia. Representado pelo promotor de Justiça Paulo Sampaio, o órgão acompanha e cobra o cumprimento do decreto, que impõe responsabilidades aos gestores públicos e às empresas do setor.

A prefeitura divulgou uma lista exemplificativa dos locais de onde os “outdoors” devem ser removidos. Ela inclui o Centro da cidade e bairros, além das avenidas Itabuna, Princesa Isabel, Lomanto Junior e outras. A medida também abrange os trechos das rodovias estaduais e federais que cortam o território de Ilhéus. Confira a relação completa na página 5 do Diário Oficial.

ACORDO AUTORIZA REATIVAÇÃO DA USINA ASFÁLTICA DE ILHÉUS


Imagem: Gidelzo Silva/Secom-Ilhéus.

Usina de asfalto. Imagem: Gidelzo Silva/Secom-Ilhéus.

Na manhã de ontem (8), o radialista Vila Nova, do programa O Tabuleiro (Conquista FM), entrevistou o superintendente de Meio Ambiente do município, Emílio Gusmão.

Boa parte da entrevista discutiu o embargo da usina de asfalto (lembre aqui). Vila Nova questionou a dimensão do impacto dessa medida para quem teve algum tipo de prejuízo devido aos buracos da cidade.

O superintendente defendeu a medida com uma retrospectiva dos fatos que antecederam a decisão. Lembrou que a denúncia partiu do advogado Vinícius Briglia, representante do Sindicato Rural de Ilhéus no Conselho de Defesa do Meio Ambiente de Ilhéus (CONDEMA).

Emílio Gusmão. Imagem: O Tabuleiro.

Emílio Gusmão. Imagem: O Tabuleiro.

Antes do embargo, o IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais) aplicou multas na empresa que opera a usina do município, a CMA Comercial LTDA.

Emílio afirmou que, por “omissão” do governo passado, a CMA operou o equipamento por dois anos sem licença ambiental, além de não atender outros requisitos. Ele destacou o despejo do lodo de cimento de asfalto direto na terra, numa área próxima ao manancial do Iguape, que abastece 70% da população de Ilhéus.

De acordo com Gusmão, “o Código Ambiental do município é muito claro no seu artigo 238. Ele diz que todo empreendimento passível de licenciamento que estiver funcionando sem a licença deve ser embargado temporariamente”.

“As pessoas devem entender”, continuou, “que o licenciamento ambiental é uma medida preventiva. Para se ter uma ideia, descontaminar um lençol freático é caríssimo. O município jamais poderia fazer uma medida mitigadora como essa”.

Após o embargo, a CMA alegou que não seria obrigada a fazer o licenciamento ambiental, pois a usina é do município. Essa tese caiu por terra, segundo Gusmão, porque “se o município compra uma usina asfáltica e a deixa parada, hipoteticamente, ela não gera impacto ambiental. O impacto é gerado a partir da operação”. Portanto, as obrigações que decorrem da operação devem ser da empresa que recebe o dinheiro público justamente para operar a máquina.

Além do mais, acrescentou Gusmão, o acordo firmado entre o município e a CMA diz que “é obrigação da contratada providenciar e manter todas as licenças necessárias à execução do contrato”.

A resistência da empresa fez com que a discussão tomasse muito tempo. Ao final, a operadora contratou um especialista para avaliar os níveis dos danos ambientais da operação. Por sorte, os resíduos da fabricação do asfalto não atingiram o lençol freático. Por fim, o município e a empresa entraram em acordo para dividir as obrigações necessárias à regularização do serviço e liberar a reativação da usina.

SENSO COMUM

No início da entrevista, Vila perguntou por que o órgão ambiental “tem a fama de travar as coisas em Ilhéus”.

Gusmão respondeu que “Ilhéus nunca teve uma política ambiental pra valer. Quando digo ‘pra valer’, me refiro ao respeito à legislação. Ilhéus tem um Código Ambiental, por meio do Decreto 113/2012. E esse decreto, na maioria das ocasiões, é desrespeitado”.

Para o superintendente, a maioria das pessoas menospreza o papel da política ambiental. Segundo ele, com o olhar antropocêntrico, que percebe o homem como o centro de todas as relações, a natureza é tomada de forma isolada. Contudo, “o meio ambiente diz respeito ao bem-estar do ser humano”.

Conforme o gestor, esse jeito de pensar é típico do senso comum e induz muita gente a entender a proteção da natureza como um “entrave” ao progresso econômico. “Tudo isso, muitas vezes, leva alguns gestores a não considerar a política ambiental importante”.

O superintendente afirmou que é necessário discutir um modelo de desenvolvimento atrelado às características da cidade e da região. “Por exemplo: o cacau está se reerguendo a partir do empreendedorismo dos cacauicultores daqui, que descobriram novas formas de ganhar dinheiro com o cacau, como o chocolate gourmet”.

Segundo Emílio Gusmão, a prioridade para as “matrizes econômicas” locais não exclui a abertura da cidade para empreendimentos de fora, desde que vinculados ao interesse público. Questionado sobre o caso do Assaí Atacadista, explicou que esse projeto, por enquanto, não traz expectativa de grande impacto ambiental.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia