WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Terca-Feira, 24 de Abril de 2018
cenoe faculdade madre thais

MÉDICO EXPLICA COMO CIRURGIAS PLÁSTICAS RECUPERAM A REGIÃO OCULAR

O cirurgião plástico Victor Nassri. Imagens: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Há dezessete anos, em Salvador, o então estudante Victor Bastos Nassri iniciou a vida acadêmica na Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Concluiu o curso em 2006, quando direcionou a sua especialização para o ramo das cirurgias. Fez residência médica na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, onde especializou-se em cirurgia geral. Depois, concluiu o seu percurso para se tornar cirurgião plástico no Hospital Geral de Vila Penteado, na capital paulista.

A relação de Victor com a medicina tem origem familiar. O seu pai, Juvenal Nassri, é médico e trabalha em Ilhéus. A presença paterna também influenciou na escolha do soteropolitano em fixar residência na cidade, onde mora desde 2013. Em 2017, a convite do oftalmologista Antonio Nogueira, entrou para a equipe do CENOE – Hospital de Olhos.

No CENOE, o médico de 36 anos atua às segundas-feiras nos casos de cirurgia plástica ocular. Na entrevista que concedeu na última semana ao Blog do Gusmão, Victor Nassri explicou quais são as circunstâncias mais comuns em que o tratamento cirúrgico é indicado para reabilitar a visão dos pacientes.

Também falou dos problemas que costumam afetar as pálpebras dos mais idosos, como o acúmulo de pele ou de gordura, e podem prejudicar a qualidade de vida dessas pessoas. Além disso, abordou temas como os cuidados que os pacientes devem tomar antes e depois de uma cirurgia plástica na região dos olhos. Leia abaixo.

Blog do Gusmão – Como podemos definir o que é uma cirurgia plástica ocular?

Victor Nassri – É toda cirurgia que envolve o contorno do globo ocular. A gente trata qualquer alteração dessa região.

Blog do Gusmão – Portanto, as cirurgias englobam o entorno do olho e não apenas o globo ocular?

Victor Nassri – Não, pelo contrário. A plástica ocular trabalha em volta do olho, nas pálpebras superior e inferior.

BG – Quais são os problemas mais comuns que podem fazer com que uma pessoa necessite de uma cirurgia plástica ocular?

Victor Nassri – O principal tipo de cirurgia plástica ocular é a blefaroplastia, que é a cirurgia estética da pálpebra, a retirada de pele da pálpebra. A gente faz tanto da pálpebra superior quanto da inferior, porque as duas acumulam pele com o passar dos anos. Como todo tipo de cirurgia plástica, a ocular tem duas vertentes: a da cirurgia estética e o do procedimento reconstrutor. A primeira está muito associada ao envelhecimento da pele da pálpebra, que costuma produzir o acúmulo de gordura e o excesso de pele. Essa é uma cirurgia estética que não deixa de ter um caráter reconstrutor. Muitos pacientes se queixam pelo excesso de pele e de gordura, que torna a vista pesada. Alguns chegam a ter dificuldade para abrir os olhos. Na verdade, toda cirurgia estética tem um caráter reconstrutor,  no mínimo no aspecto da autoestima. É como nos casos das pacientes que têm as mamas muito grandes e realizam a cirurgia para diminuí-las. O procedimento é estético, no sentido de lidar com a aparência, mas também é reconstrutor, porque interfere na saúde da coluna, por exemplo.

BG – Algumas pessoas têm manchas na região dos olhos. Como elas surgem?

(mais…)

CENOE PARTICIPA DE MUTIRÃO DE SAÚDE EM ILHÉUS

Dr. Antônio Nogueira.

Dr. Antônio Nogueira.

Hoje (10), a CENOE participa do 1º Mutirão de Saúde e Cidadania da Faculdade de Ilhéus. O evento ocorre nas dependências da Instituição, situada na zona Sul.

O objetivo do mutirão é oferecer gratuitamente para a comunidade serviços de odontologia, psicologia, nutrição, enfermagem, oftalmologia e orientações jurídicas.

O CENOE Hospital de Olhos disponibiliza exames de acuidade visual, cujo objetivo é avaliar a capacidade do paciente de discernir detalhes e formas dos objetos que vê.

O oftalmologista do Hospital de Olhos, Antônio Nogueira, explicou a importância da iniciativa. “A ação é de suma importância, por proporcionar a inclusão social. A Faculdade de Ilhéus está de parabéns pela iniciativa e o CENOE tem um enorme prazer em participar de iniciativas como essas”, concluiu.

CENOE REPRESENTA ILHÉUS EM ENCONTRO NACIONAL

Dr. Antonio Nogueira.

Dr. Antonio Nogueira.

Nos 10, 11 e 12 de novembro, o CENOE Hospital de Olhos vai participar do 6º Fórum Empresarial da Bahia. O evento vai reunir as principais lideranças empresariais do país no Resort Transamérica, na Ilha de Comandatuba, no município de Una, no Sul do estado.

O evento tem o objetivo de intensificar os relacionamentos a fim de fomentar o debate sobre política econômica, gestão empresarial, responsabilidade social, desenvolvimento das empresas, das cidades e das pessoas.

O médico oftalmologista da CENOE, Antônio Nogueira, destaca a importância do evento e de debates que estimulem o desenvolvimento. “Faço questão de fazer parte de debates que possam promover o desenvolvimento da região que atuo, será uma honra poder passar um final de semana com grandes líderes. É um momento para troca de ideias, relacionamento e grande aprendizado”, afirmou.

PROJETO CENOE SAÚDE ENVOLVE MAIS DE 100 PESSOAS

21731317_1449512018460259_107493193748568338_n

Grupo pratica exercícios sob a orientação do educador físico. Imagem: ASCOM/Cenoe.

Na última quarta-feira (13), o projeto Cenoe Saúde reuniu mais de 100 pessoas na avenida Soares Lopes, em Ilhéus. A iniciativa tem o intuito de promover um estilo de vida mais saudável e, assim, prevenir doenças e proporcionar mais disposição aos participantes.

Segundo o médico Antônio Nogueira, diretor técnico do Cenoe Hospital de Olhos, os exercícios físicos influenciam positivamente no dia a dia. “A atividade física quebra a tensão do trabalho e nos dá disposição para enfrentar a nossa luta diária”, explicou.

Os treinos são gratuitos e acontecem sempre às segundas, quartas e sextas, às 19 horas. Para participar, basta ir ao local com o documento de identidade. O ponto de encontro fica perto do Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães.

CENOE ABRE VAGA PARA TÉCNICO DE ENFERMAGEM EM ILHÉUS

cenoeA unidade do CENOE Hospital de Olhos em Ilhéus abriu uma vaga para o cargo de técnico de enfermagem. A oportunidade é exclusiva para homens.

Interessados devem enviar currículo com foto e data de nascimento para: rh@cenoe.com.br, até a próxima segunda-feira (28). É importante que o objetivo do e-mail seja identificado no campo “assunto”.

CENOE-ILHÉUS É PIONEIRO NO USO DE ENERGIA SUSTENTÁVEL

Cenoe é pioneiro em uso de energia solar. Imagem: Cenoe

Placas de energia solar. Imagem: Cenoe

O CENOE Hospital de Olhos, em Ilhéus, é a primeira unidade médica a fazer uso da energia solar no sul da Bahia. O sistema implantado pela GeoSolare tem 90 painéis e gera 3400 kwh em média por mês. Além de econômica, esse tipo de produção de eletricidade não polui o meio ambiente. A iniciativa garantiu o certificado de gestão de energia ISO 5001.

O diretor técnico da unidade, o médico Antônio Nogueira, explicou que o CENOE sempre busca melhorias em benefício da população e da cidade de Ilhéus. Ele citou o exemplo dos mutirões de atendimento realizados na cidade. A iniciativa de produzir a própria energia é mais uma forma de contribuir com o município. “Nosso maior ideal é a excelência e, se além de qualidade clínica, pudermos ajudar o meio ambiente, melhor ainda”, enfatizou.

“Ter adotado esse sistema, além de ajudar o meio ambiente e gerar uma economia financeira, nos permite também servir de exemplos para nossos colaboradores e incentivar que cada um adote iniciativas como esta”, concluiu o médico.

CENOE ABRE VAGA PARA MOTORISTA EM ILHÉUS

cenoeEm Ilhéus, o Cenoe – Hospital de Olhos abriu uma vaga para o cargo de motorista. Para participar do processo seletivo, é necessário ter carteira de habilitação A e B, além experiência comprovada na área.

Interessados  devem enviar currículos para o e-mail rh@cenoe.com.br, com foto e data de nascimento, até sexta–feira (11).

Sugerimos a identificação do objetivo da mensagem no campo “assunto”.

“VISTA EMBAÇADA” PODE SER SINAL DE DOENÇA GRAVE NA VISÃO

Vista embaçada não é normal e requer diagnóstico médico.

Vista embaçada não é normal e requer diagnóstico médico.

Embora muita gente a ache comum pelo cansaço do dia a dia, a vista embaçada pode ter relação com problemas muito graves na visão, como: olho seco, catarata, uveite (tipo de inflamação nos olhos), deslocamento de retina e danos decorrentes do diabetes ou da hipertensão.

Por conta dessa ampla gama de possíveis causas, fica o alerta dos especialistas: é necessário realizar consultas e acompanhar a saúde ocular regularmente.

“O olho seco que causa embaçamento transitório costuma ser solucionado com a própria piscada, que lubrifica os olhos. Porém, em algumas situações, o olho seco pode permanecer por mais tempo e incomodar muito, sendo necessário uso de colírio lubrificante”, explica o oftalmologista Antônio Nogueira, diretor técnico do CENOE Hospital de Olhos, de Ilhéus.

“Quando falamos em saúde ocular, qualquer mínimo detalhe não pode passar em branco. O ideal, ao menor sinal de anormalidade, é procurar um oftalmologista. Em caso de diagnóstico precoce, a chance de um tratamento mais efetivo é muito maior”, assegura o especialista.

ILHÉUS: CENOE ABRE VAGA PARA TÉCNICO EM INFORMÁTICA

cenoeEm Ilhéus, o Cenoe – Hospital de Olhos abriu uma vaga para o cargo de técnico em informática.

A função exige competência para garantir suporte técnico à instalação e à configuração de aparelhos e programas.

Interessados  devem enviar currículos para o e-mail rh@cenoe.com.br. Sugerimos a identificação do objetivo da mensagem no campo “assunto”.

FUMAÇA DO CIGARRO AUMENTA RISCO DE DOENÇAS NOS OLHOS

Hábito do cigarro aumenta o risco de doenças nos olhos (1)A fumaça do tabaco é considerada a maior poluidora de ambientes fechados no mundo. Há mais de 4 mil substâncias em sua composição; a maioria cancerígena.

Essas substâncias oferecem riscos à saúde da visão. “Várias alterações na superfície ocular podem ser diagnosticadas em fumantes, como diminuição do tempo em que a lágrima permanece íntegra no olho, mudanças na parte oleosa da lágrima e diminuição da produção basal de lágrima. Além dessas, tem também a diminuição da sensibilidade da córnea e da conjuntiva, diminuição da concentração de fluído lacrimal e desenvolvimento de tecido adiposo na conjuntiva”, conta o oftalmologista Antônio Nogueira, diretor técnico do CENOE Hospital de Olhos, em Ilhéus. 

Nos casos em que o fumante usa lentes de contato, o risco é ainda maior. “A pessoa pode desenvolver uma doença chamada ceratite ulcerativa, um tipo de infecção na córnea”, explica o médico. Nogueira alerta ainda que “a saúde ocular de fumantes passivos também pode ser drasticamente afetada”. “O tabagismo deve ser evitado e as pessoas precisam ser conscientizadas a respeito desses males, buscando maior qualidade de vida”, concluiu.

ESFORÇOS E IMPACTOS PODEM COMPROMETER A SAÚDE DA VISÃO

Salto de bungge jump está entre atividades que oferecem riscos à saúde da visão.

Salto de bungee jump está entre atividades que oferecem riscos à saúde da visão.

Saltos de bungee jump e de paraquedas, mergulhos e atividades mais radicais que possam produzir grandes impactos ou esforços excessivos, tosse persistente e convulsiva ou até mesmo crises de espirros em sequência podem contribuir para problemas na visão. “Qualquer tipo de pancada ou agente externo pode lesionar a visão. Na hora, a depender da intensidade, o paciente pode sentir dor, perceber vermelhidão, vista turva ou até mesmo sangramento. O ideal é procurar sempre um especialista para identificar a gravidade e iniciar o tratamento o mais rápido possível”, afirma o médico oftalmologista Antônio Nogueira, diretor técnico do CENOE Hospital de Olhos.

Em casos muito graves, pode haver ainda o que conhecemos como descolamento da retina. Os buracos na retina (camada interna do olho), constituída de tecido nervoso, que capta estímulos luminosos que se transformam em imagens – permitem a passagem do vítreo (gel que preenche o globo ocular), separando a retina da parede do olho. Segundo o especialista, este movimento pode causar rompimento, hemorragias ou descolamento. “Uma vez descolada, esta parte da retina não funciona mais e causa o aparecimento de uma imagem borrada ou mancha escura na visão”, explica.

 “O importante é procurar imediatamente um oftalmologista se notar qualquer tipo de alteração visual, seja na prática de um esporte ou devido a um impacto forte dentro de casa ou no dia a dia”, alerta Antônio.

ILHÉUS SEDIA O FÓRUM SAÚDE S/A

O médico oftalmologista Antônio Nogueira vai representar o CENOE no fórum.

O médico oftalmologista Antônio Nogueira vai representar o CENOE no fórum.

Entre os dias 28 e 30 de setembro, Ilhéus vai sediar o Fórum Saúde S/A, um dos mais importantes eventos de empreendedorismo e inovação dentro do setor de saúde no Brasil. O CENOE- Hospital de Olhos foi convidado a participar, mostrando sua história.

O diretor técnico do CENOE, Antônio Nogueira, vai representar o centro no fórum. Segundo ele, o evento será “de extrema importância para os empreendedores no setor de saúde. Será o momento de trocar ideias e experiências, para aumentar o aprendizado e promover sempre o melhor serviço aos pacientes. Vou apresentar a história do CENOE e mostrar que é possível obter o sucesso através do amor ao que se faz”.

Com o tema ‘Ter Sucesso e Inovação em Negócios cujo Cliente final é a própria Vida Humana”, o fórum vai reunir empresários, empreendedores, administradores e executivos renomados, além de profissionais reconhecidos em suas áreas de atuação, nacional e internacionalmente.

PESQUISA MOSTRA CRESCIMENTO DE PROBLEMAS DE VISÃO PROVOCADOS PELO DIABETES

Metade dos brasileiros não sabe que o diabetes pode causar cegueira, aponta pesquisa.

Metade dos brasileiros não sabe que o diabetes pode causar cegueira, aponta pesquisa.

Quase metade dos brasileiros não sabe que o diabetes pode causar cegueira. É o que revela uma pesquisa conduzida pela Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV). 

O levantamento feito em oito capitais brasileiras (Salvador Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre, São Paulo, Brasília e Salvador) ouviu 4 mil pessoas. Mesmo sendo uma doença com grande incidência no Brasil e no mundo (14 milhões e 415 milhões de pessoas acometidas respectivamente), segundo o IDF – International Diabetes Foundation, os riscos do diabetes não controlado ainda são ignorados por uma parcela significativa da população.

A retinopatia diabética, provocada por taxas altas de açúcar no sangue resultantes do diabetes, se caracteriza por danos nos vasos sanguíneos da parte de trás do olho, o que leva a problemas de visão. “Infelizmente, a retinopatia diabética geralmente não tem nenhum sintoma nos estágios iniciais. As pessoas diagnosticadas devem realizar um exame com dilatação dos olhos pelo menos anualmente e trabalhar de perto com seus médicos para determinar o melhor tratamento”, explica o médico oftalmologista Antônio Nogueira, diretor técnico do CENOE Hospital de Olhos, que tem unidades em Ilhéus, Jequié e Porto Seguro.

CENOE REALIZA “MUTIRÃO DO GLAUCOMA” EM PORTO SEGURO

Unidade do CENOE em Porto Seguro.

Unidade do CENOE em Porto Seguro vai sediar mutirão no próximo dia 29.

No próximo dia 29, uma quinta-feira, a unidade do CENOE Hospital de Olhos em Porto Seguro vai sediar um “Mutirão do Glaucoma”. O objetivo da iniciativa é combater os problemas de visão causados por essa doença.

O mutirão é resultado de uma parceria entre o CENOE e a Secretaria de Saúde de Porto Seguro. A população terá acesso a consultas e exames.

O médico oftalmologista Antônio Nogueira é o diretor técnico do CENOE. Segundo ele, a evolução do glaucoma é lenta e, geralmente, imperceptível. Se a doença não for tratada, “seu desfecho pode ser a cegueira total”. “A principal arma contra o glaucoma é mesmo o acompanhamento”, explica.

O CENOE é um centro de referência no tratamento do glaucoma e auxilia a população por meio do SUS. Os pacientes podem acompanhar o tratamento com medições rotineiras da pressão intraocular.

A unidade do CENOE em Porto Seguro fica na rua Oscar Oliveira, nº 54, no Centro. O mutirão vai começar às 7 horas..

O glaucoma é a segunda causa mais frequente de cegueira no mundo. Mesmo sem sintomas aparentes nas fases iniciais, pode ser detectado pelo exame oftalmológico que mede a pressão dentro dos olhos.

Cerca de 1 milhão de brasileiros têm glaucoma. No país, o problema atinge hoje 2% da população acima dos 40 anos, de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

FESTAS JUNINAS EXIGEM CUIDADO ESPECIAL COM OS OLHOS

Fogos podem prejudicar a visão.

Brincadeiras com fogos também expõem os olhos aos riscos de queimaduras.

Além das festas e comidas típicas, o período do São João é marcado também pela presença de elementos como fogos de artifício e fogueiras. O uso desses elementos requer muitos cuidados, principalmente com os olhos.

O médico oftalmologista Antônio Nogueira, diretor técnico do CENOE Hospital de Olhos, adverte que os fogos exigem cuidados não só com a pele, mas, sobretudo com os olhos. “Nessa época crescem os riscos de queimaduras. Mas o alerta é que elas podem ocorrer também nos olhos, que estão expostos e são muito sensíveis. Uma queimadura no olho pode comprometer a estrutura e provocar, a depender da gravidade, uma lesão permanente”, explica.

Nogueira também enfatiza que as fogueiras e  “suas cinzas, fumaça e brasas muitas vezes ocasionam quadros de conjuntivite alérgica ou edema de pálpebra. Ardor, desconforto e lacrimejamento são os primeiros sinais de agressão à visão”.

ESPECIALISTA APONTA CUIDADOS PARA PREVENIR E TRATAR A CONJUNTIVITE

Imagem Ilustrativa.

Imagem Ilustrativa.

A conjuntivite é uma enfermidade caracterizada por uma inflamação da membrana que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. Os principais sintomas são, inchaço nas pálpebras, lacrimejamento intenso, sensação de areia ou cisco, visão borrada, coceira e secreção mais intensa pela manhã.

Existem dois tipos de conjuntivite, a viral e a alérgica. Segundo o médico especialista Dr. Antônio Nogueira, do CENOE Hospital de Olhos, para prevenir a conjuntivite viral, que é bastante contagiosa, é preciso evitar aglomerações e aumentar o cuidado com a higiene pessoal. No caso da alérgica, a pessoa deve identificar o que desencadeia a reação e evitar contato.

Para tratar a doença, é recomendado um cuidado ainda mais intenso com a higiene pessoal, compressas frias, álcool em gel, lenços de papel descartáveis, e toalhas e roupas de cama individuais.

Página 1 de 21...Última »