WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
cenoe faculdade madre thais

MADRE THAÍS PARTICIPA DE CONGRESSO NACIONAL DE ENFERMAGEM

                                         Imagem: FMT.

Entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro, estudantes e professores do curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís (FMT) participaram do VI Congresso Brasileiro de Prevenção e Tratamento de Feridas, realizado em Salvador. O tema central desta edição foi “Feridas na Invisibilidade”.

A professora e coordenadora do curso, Saráh Tánnus, ressaltou a importância da participação dos estudantes no congresso. “O cuidado do paciente com feridas é maior e mais complexo do que somente cuidar e tratar as feridas externas”, afirmou.

Os alunos do 3º, 6º e 7º semestre foram acompanhados pela professora Gabriela de Oliveira. Os representantes da FMT tiveram 20 trabalhos aprovados no evento. O congresso alertou os profissionais de saúde sobre o grande impacto emocional e psicológico que as feridas crônicas causam a milhões de pacientes que perdem sua qualidade de vida, autoestima, entre outras consequências.

A coordenadora enalteceu o trabalho dos alunos. “Isso nos enaltece bastante. É um sinal de que os nossos alunos têm adquirido uma visão diferenciada. Eles estão conscientes de que não são meros depositários de informações estão sendo formados para atuarem como cidadãos e profissionais de que a sociedade necessita,” destacou.

O Congresso contou com palestrantes dos mais importantes centros acadêmicos do Brasil, Estados Unidos, Costa Rica, Argentina, Portugal, Peru, Espanha, Itália, Colômbia, México, Angola, Uruguai, Chile e Panamá.

RESPONSABILIDADE SOCIAL É MARCA DO CURSO DE ENFERMAGEM DA MADRE THAÍS

faculdade madre thaísO curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís consolidou um programa de atividades de extensão em benefício dos moradores de Ilhéus.

Em 2016, os futuros enfermeiros desenvolveram diversos projetos com esse objetivo. Participaram do mutirão de combate ao glaucoma do Hospital de Olhos Cenoe e do seminário de educação para a saúde do Centro Estadual de Educação Profissional Álvaro de Melo Vieira (CEEP-AMEV). Também atuaram nas campanhas preventivas contra os cânceres de mama e de próstata. Em outras atividades, prestaram atendimento aos idosos do Abrigo São Vicente de Paula e aos pacientes do Hospital São José e da rede municipal de saúde.

Segundo a professora Sara Tannus, coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís, a integração entre as atividades acadêmicas e a comunidade também vai pautar o calendário de 2017.

De acordo com a coordenadora, a faculdade estimula e apoia projetos de saúde comunitária. Assim, além de responder ao seu compromisso com a responsabilidade social, proporciona um ambiente rico para a aprendizagem. Isso porque os estudantes são orientados sobre a humanização dos serviços de saúde e têm a oportunidade de vivenciar a prática profissional em diferentes contextos socioculturais, “integrando a instituição aos demais segmentos da comunidade”.

ENFERMAGEM: MEC RENOVA RECONHECIMENTO DO CURSO DA MADRE THAÍS

Inscrições estão abertas.

O Ministério da Educação (MEC) renovou o reconhecimento do curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís (FMT), de Ilhéus, por meio da portaria nº 821, publicada na edição de 2 de janeiro do Diário Oficial da União.

Com base nas boas avaliações anteriores, a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, órgão do MEC, dispensou a visita da comissão avaliadora para renovar o reconhecimento do curso.

A professora Sara Tannus, coordenadora do programa, comemorou a renovação e destacou as qualidades do curso de Enfermagem, que oferece “uma formação multidimensional, visando formar profissionais preparados para o desempenho de suas funções dentro de uma prática social historicamente estruturada”.

A diretora pedagógica da faculdade, professora Tatiana Barcelos, lembrou que o programa da FMT alcançou excelente resultado logo na primeira avaliação do MEC. “Desde o primeiro reconhecimento, o curso de bacharelado em Enfermagem vem sendo bem avaliado, principalmente, nas dimensões de organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial e infraestrutura”.

OS CRITÉRIOS DE LEDÍVIA SÃO COMUNS A TODOS?

Ledívia: a dureza de sempre não é aplicada em relação aos parentes.

Ledívia: a dureza de sempre deve ser para todos?

A notícia divulgada pelo radialista Gil Gomes de que a secretária de saúde de Ilhéus nomeou o próprio irmão, repercutiu bastante na imprensa nessa segunda-feira, 20.

A informação surpreende, pois Ledívia Espinheira tem sido criteriosa em suas escolhas e nomeações.

Recentemente rejeitou um homem de 76 anos indicado pelo vereador Roque do Sesp para ocupar um cargo.

Também disse não a um funcionário do município alegando que ele não tem nível superior. O rapaz está no penúltimo semestre do curso de enfermagem e foi apresentado para ocupar uma coordenação.

Ledívia joga duro! Às vezes “barra” com indelicadeza.

Gestores que agem dessa forma (e todos os outros) não podem nomear parentes.

“Mexer os pauzinhos” para deixá-los perto também não é correto.

Numa função pública, a ética para lidar com os parentes deve ser a mesma para com os estranhos.