Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018
casa facil prefeitura urucuca prefeitura ubaitaba
bebeto galvao faculdade madre thais cenoe

POLÍCIA PRENDE OUTRO ACUSADO DE SEQUESTRAR EX-PREFEITO DE VALENÇA

Cléber dos Santos Freire. Imagem: Draco.

Nessa quarta-feira (13), o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) prendeu mais um acusado de participar do sequestro do ex-prefeito de Valença, Ramiro José Campelo de Queiroz.

De acordo com o delegado Cleandro Pimenta, Cléber dos Santos Freire, de 40 anos, é acusado de vigiar o ex-prefeito no cativeiro, localizado em Dias D’Ávila. Ele teve seu mandado de prisão preventiva cumprido quando saía da casa de sua filha, em Salvador.

Ainda segundo o delegado, com a prisão de Cléber foi possível chegar a um dos locais onde a quadrilha manteve a vítima.

O imóvel em que a vítima ficou foi alugado por Márcio Reis dos Santos, o “Bradock”, que foi preso em 14 de fevereiro, em São Paulo, junto com mais três acusados pelo sequestro. Os criminosos teriam dividido os R$451 mil pagos pela família do ex-prefeito.

DRACO APREENDE HAXIXE E SKUNK NOS CORREIOS

Imagem: Draco.

Imagem: Draco.

Na quinta-feira (3), numa unidade de distribuição dos Correios em Salvador, o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) apreendeu 220 gramas de haxixe (resina de maconha) e 1,8 quilo de skunk, maconha melhorada geneticamente.

O delegado Alexandre Galvão, do Draco, estima que as encomendas estão avaliadas em aproximadamente 20 mil reais, devido ao alto valor comercial do haxixe e do skunk.

A erva e o extrato estavam escondidos em frascos de shampoo e em tabletes envoltos num algodão banhado a álcool. As encomendas eram destinadas para endereços em São Paulo, Minas Gerais e Vitória da Conquista.

QUADRILHA É PRESA POR FRAUDE CONTRA TORCEDORES DO BAHIA

Imagem: Draco/Polícia Civil.

Imagem: Draco/Polícia Civil.

O Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil prendeu hoje (9) em Salvador cinco acusados de fraudar o programa de sócio-torcedor do Esporte Clube Bahia. Gabriel Pereira Silva, de 21 anos, Ricardo Henrique Almeida da Silva, 25, Pablo Rodrigo Barral dos Santos, 22, Gilson Silva de Almeida Junior, 22, e Jailson Conceição dos Santos Junior, 22, vão responder pelos crimes de formação de quadrilha e de estelionato.

Segundo a polícia, cerca de 400 pessoas foram prejudicadas pela quadrilha. Os acusados ofereciam um pacote promocional falso do Esquadrão Torcedor, o programa de sócios do clube baiano. Assim, conseguiam desviar os pagamentos que as vítimas faziam por meio de cartões de crédito.

Todos os acusados fazem parte da torcida organizada Bamor. Conforme o Draco, outros dois jovens participavam do esquema, Rodrigo Carvelho Teixeira, de 25 anos, e Geovante Lima Silva, 23. Ambos são considerados foragidos.

error: Content is protected !!