WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Domingo, 24 de Junho de 2018
ubaitaba
master class cenoe faculdade madre thais

OS SENTIDOS DA PRESENÇA PÓSTUMA DE MARIELLE EM ILHÉUS

Eloah Monteiro interpreta canção durante ato em memória de Marielle. Imagem: Nina Guerra.

Reportagem: Thiago Dias.

Por volta das 19h10min da última segunda-feira (2), um homem magro, com aproximadamente 1,68m, chamou a atenção das pessoas reunidas na praça Pedro Mattos, em frente ao Teatro Municipal de Ilhéus. Segurando uma vela, com um traje branco e toda a cabeça coberta por um envólucro de tecido, recitou uma versão adaptada dos Versos Íntimos, poema de Augusto dos Anjos (1884-1914). Na paráfrase do ator Ed Paixão, o homem deu lugar à mulher, mas a personagem feminina evocada no ato cênico está morta. Ainda que os presentes insistam em negar a cada intervenção, a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) não está presente. Essa é a realidade dura da morte, a protagonista da tragédia brasileira e sua média de quase 60 mil homicídios por ano. A presença de Marielle agora só existe em sentido figurado, como grito político, símbolo de bandeiras, a exemplo das que defendem mudanças na formação de policiais e nas estratégias de enfrentamento do tráfico de drogas.

Atos como aquele ocorreram em diversas partes do país e em outros países. No mesmo horário, as pessoas acenderam velas que também lembraram Anderson Gomes, o motorista executado junto com a vereadora do Rio de Janeiro no último dia 14. Quase vinte dias após o crime, as investigações avançaram tanto quanto a popularidade do presidente Michel Temer (MDB) depois da prisão dos seus velhos amigos.

De volta à praça Pedro Mattos, o ato continuou com intervenções de artistas como a mestra Janete Lainha, a cantora e compositora Eloah Monteiro e o rapper CJ. Com uma das trajetórias mais respeitáveis da história recente da política de Ilhéus, o ex-vice-prefeito José Henrique Abobreira acompanhou a manifestação na companhia do professor e advogado Carlos Pereira Neto Siuffo e do ativista social e fiscal de posturas Shi Mário.

Camponesas da luta pela terra também se manifestaram. No seu pronunciamento, uma moradora do distrito de Banco do Pedro disse que foi torturada por policiais militares, em 2010, no assentamento onde vive. Contou que é do candomblé e, por ter incorporado o seu orixá – Oxóssi, foi jogada num formigueiro. Segundo ela, os agressores disseram que isso tiraria o “demônio” do seu corpo.

(mais…)

ELOAH MONTEIRO REAPRESENTA CONCERTO EM ILHÉUS

Cantora e compositora Eloah Monteiro.

Nesse sábado (13), a cantora e compositora Eloah Monteiro vai reapresentar o seu concerto solo “EloAhr – concerto de Eloah Monteiro”, na Tenda do Teatro Popular, em Ilhéus, às 20h. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

A reapresentação visa dar continuidade ao trabalho da cantora e compositora de Ilhéus que foi bem-sucedida em 2017. “Sou muito grata à minha cidade e toda a minha equipe pelo sucesso do concerto em 2017. Quem pôde assistir ao meu show até agora, tem respondido de forma muito carinhosa e as críticas têm sido muito positivas, dão um gás a mais pra gente continuar”, disse Eloah.

A cantora também convida a população a comparecer no concerto e destaca a importância da apresentação. “Sempre digo às pessoas que vale a pena se programar e assistir enquanto é tempo, sem sombra de dúvidas”.

Eloah Monteiro atua há mais de 18 anos no cenário cultural da região, como cantora, atriz, produtora e agora como compositora. Também participaram do concerto: Izadora Guedes e Ticiana Belmonte (Percussão), Roney George (Direção/Cenário/Figurino), Daniel Puig (Direção Musical), Maíra Rodrigues e Carla de Carvalho (Adereços), Neide Rodrigues e Sôanne Marry (Preparação Corporal), Guto Pacheco (Maquiagem) e Julie Amaral (Preparação Vocal).

“ABRAÇO NEGRO” TEM VENDA DE CARURU NO PROJETO FÉ E ALEGRIA

Projeto ajuda pessoas carentes.

Projeto ajuda pessoas carentes.

Nesse sábado (11), às 12h, acontece o “Abraço Negro: Caruru Beneficente”, na sede do Fé e Alegria, no bairro Nossa Senhora da Vitória, zona sul de Ilhéus. O evento tem o objetivo de comemorar o mês da consciência negra e de arrecadar fundos para o projeto social, que atende 240 crianças e jovens.

O “Abraço Negro” terá venda de quitutes, como acarajé, abará e cocadas, além do prato de caruru por R$ 10,00. A iniciativa ainda vai contar com apresentações artísticas do Grupo de Dança Fé e Alegria, das Mulheres em Domínio Público, de Eloah Monteiro, de Claudio Vieira e do Grupo de Capoeira Negra Raiz.

Fundado em 1981, o Projeto Fé e Alegria é um movimento de Educação Popular Integral e Promoção Social, cujo objetivo é ajudar a população carente de atividades socioeducativas, sobretudo as crianças e os jovens.

SHOW REÚNE SEIS COMPOSITORES EM ILHÉUS

Diversos estilos, um show.

Um show, vários estilos.

O Encontro Grapiúna de Compositores e Compositoras vai ganhar mais uma edição às 20 horas dessa sexta-feira (16), na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (Avenida Soares Lopes). Os artistas da sexta edição do encontro serão: Zezo Maltez, Cris, Marcelo, Sérgio Nogueira e Chico Augusto Dias (Chiquinho).

Os ingressos custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia ou antecipado) e já podem ser adquiridos na Livraria Papirus, na Tenda TPI ou com os compositores.

“Mais uma vez, o projeto assume a tentativa de não excluir criadores ou criadoras por conta de questões pessoais, de gosto ou preconceituosas. Compositores e compositoras, sejam eles cantores ou não, podem compartilhar músicas inéditas e se expressar, independente da idade, gênero ou gênero musical”, explica a compositora e cantora Eloah Monteiro, responsável pela produção do encontro.

FEIRINHA DE OLIVENÇA VOLTA EM GRANDE ESTILO

Imagem: Feirinha de Olivença/Facebook.

Imagem: Feirinha de Olivença/Facebook.

Música, cinema, artesanato e comidas típicas, essas serão algumas das atrações da Feirinha de Olivença que voltará em grande estilo a partir das 17 horas dessa sexta-feira (3).

A feirinha vai reunir os visitantes de Olivença na Praça Cláudio Magalhães, em frente à Paróquia Nossa Senhora da Escada. As atrações seguirão no sábado e domingo (5), no mesmo horário.

Elielton Cabeça e Pablo Lisboa. Imagem: Karoline Vital/Teatro Popular de Ilhéus.

Elielton Cabeça e Pablo Lisboa. Imagem: Karoline Vital/Teatro Popular de Ilhéus.

O projeto Cine Incidental será apresentado no sábado. Os visitantes assistirão a filmes curtos de Charles Chaplin com trilhas sonoras executadas ao vivo pelos músicos Elielton Cabeça (da banda Dr. Imbira) e Pablo Lisboa. Cabeça voltará ao palco da feirinha no domingo para uma apresentação ao lado da cantora ilheense Eloah Monteiro.

Nos três dias o público também terá acesso a um espaço para doações e troca de objetos. 

Cabe lembrar a paisagem privilegiada de Olivença, um dos locais mais bonitos do litoral sul de Ilhéus. As ondas das suas praias atraem surfistas de toda a região cacaueira. Depois ainda tem a feirinha para animar as noites do feriado.