WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Quinta-Feira, 16 de Agosto de 2018
casa facil prefeitura urucuca prefeitura ubaitaba
master class cenoe faculdade madre thais

VAZAMENTO EM ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO POLUI CÓRREGO DA ZONA SUL DE ILHÉUS

Poluição no córrego do Condomínio Sol e Mar. Imagem: comunidade.

Moradores do Condomínio Sol e Mar, na zona sul de Ilhéus, denunciam o vazamento de esgoto oriundo de uma estação de tratamento administrada pela Embasa.

O esgoto doméstico não tratado polui um córrego em bom estado de conservação, que segundo membros da comunidade, se destacava pela água incolor e límpida muitas vezes usada no consumo humano.

Espuma e mau-cheiro no córrego do Condomínio Sol e Mar. Imagem: comunidade.

O córrego fica a cerca de 20 metros da estação de tratamento. As imagens mostram espuma em excesso e água turva.

De acordo com o decreto 113/2012 que regulamentou o Código Ambiental de Ilhéus (lei 3.510), o lançamento de esgoto “in natura” em corpos d’água é proibido e pode ser considerado como infração “gravíssima”.

Diante da gravidade do problema, o Blog do Gusmão manteve contato com a Embasa. De acordo com o gerente do escritório local da empresa, José Lavigne, o problema foi identificado e será resolvido neste sábado, dia 11, “logo cedo”. Uma equipe vai resolver a desobstrução da rede coletora que causa esse problema.

Córrego fica a poucos metros da E.T.E. Imagem: comunidade.

Segundo Lavigne, “a comunicação das comunidades é sempre muito importante para resolver as ocorrências do dia-a- dia. Se a população não avisar, a Embasa não tem como resolver de imediato”.

RESPOSTA DA EMBASA SOBRE A CONSTRUÇÃO DE UMA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EM ILHÉUS

A Embasa enviou hoje, 08, ao Blog do Gusmão resposta sobre a construção barulhenta de uma estação elevatória de esgoto na zona de Ilhéus. A obra tem prejudicado uma adolescente de 14 anos que tem epilepsia e necessita de silêncio. O caso foi reportado nessa terça-feira, 07, – lembre aqui.

Leia a nota da empresa estatal.

Em atenção ao post intitulado “Obra do governo Rui Costa, sem controle de ruídos, prejudica adolescente com epilepsia”, veiculado ontem (07), a Embasa informa que utilizou no local equipamento denominado “bomba de rebaixamento de lençol freático” até o dia 27 de julho.

A emissão de ruído, durante o período de utilização do aparelho, esteve dentro dos limites estabelecidos pela Norma Regulamentadora (NBR) 10.151/2000. O objetivo foi evitar danos ao conjunto de equipamentos e à infraestrutura necessários à segurança da estação elevatória.

Mais esclarecimentos a respeito das intervenções em andamento podem ser obtidos, por moradores do entorno, pelo telefone (73) 3223-6707, em horário comercial.

ILHÉUS: OBRA DO GOVERNO RUI COSTA, SEM CONTROLE DE RUÍDOS, PREJUDICA ADOLESCENTE COM EPILEPSIA

Obra da estação elevatória. Imagem: Blog do Gusmão.

Reportagem Emilio Gusmão.

Uma adolescente de 14 anos, moradora da quadra C do loteamento Mares do Sul, bairro São Francisco, na zona sul de Ilhéus, sofre diariamente com a poluição sonora emitida por uma obra da EMBASA, vizinha ao prédio em que reside.

A jovem tem epilepsia com crises parciais complexas e a mãe, desesperada, tem denunciado a insensibilidade dos diretores da Emprenge, empresa contratada pela EMBASA (vinculada ao Governo do Estado) para construir uma estação elevatória de esgoto no local.

A Emprenge já recebeu um aviso sobre os danos à saúde que o barulho pode provocar na jovem, mesmo assim, segundo a família o problema continua.

Na última segunda-feira, 06, a TV Santa Cruz fez uma reportagem sobre o caso. Veja.

Segunda a mãe, após o início da barulheira sua filha passou a ter mais crises e os médicos decidiram aumentar a dosagem da medicação.

Relatório médico do neurocirurgião Cleber Candido, emitido no dia 24 de julho, recomenda à jovem qualidade de vida e de sono como medidas terapêuticas.

Imagem enviada pela mãe da adolescente.

A psicóloga Ana Luize de Souza Dunga, por meio de uma declaração emitida no dia 23 de julho, recomenda a diminuição de sons, barulhos e ruídos intermitentes para a remissão dos sintomas.

Imagem enviada pela mãe da adolescente.

A mãe gravou um vídeo com os ruídos originados da obra. Segundo ela, a “zuada, muitas vezes, acontece também durantes as madrugadas. Veja.

O Blog do Gusmão tentou ouvir a direção da EMBASA em Ilhéus. Até o fechamento desta reportagem não conseguimos contato.

Atualizado às 11h32min., de 08 de agosto de 2018.

A Embasa enviou resposta, leia aqui.

LIGAÇÕES INDEVIDAS DE ESGOTO NA ZONA SUL DE ILHÉUS TRAZEM RISCOS

Ligação clandestina de esgoto gera poças na Rua A, do loteamento Pérola do Mar. Imagem: Embasa.

A Embasa realizou ontem, 23, inspeção em logradouros do loteamento Pérola do Mar, na zona sul de Ilhéus, para verificar os imóveis que estão ligados indevidamente à rede coletora de esgoto, que ainda não está em operação. Essas redes fazem parte do sistema de esgotamento sanitário do Pontal, atualmente em fase de obras.

“A implantação de outros equipamentos do sistema, como estações de bombeamento e de tratamento de esgotos está em andamento, o que impede que possamos disponibilizar de imediato o serviço de coleta, tratamento e disposição adequada dos esgotos sanitários. Por isso alertamos que os usuários não estão autorizados a fazer o despejo do esgoto de seus imóveis nessas tubulações”, disse o engenheiro Alcio Belo. “Eles devem aguardar a notificação, por escrito, da Embasa, que estabelece prazo de noventa dias para que seja feito o entroncamento do imóvel ao ramal domiciliar, atendendo a legislação em vigor”, completou.

Também estão previstas vistorias em outros bairros onde foram implantadas tubulações para a coleta de esgoto, como Nossa Senhora da Vitória, Jardim Atlântico e São Francisco.

Entre os riscos da prática, está a possibilidade de o esgoto empoçar em vias públicas, atraindo vetores transmissores de doenças e dificultando a mobilidade urbana. O meio ambiente também acaba sendo prejudicado, já que o esgoto bruto possui alta carga poluidora e pode acabar sendo escoado pelas redes de drenagem de águas de chuva, indo parar em rios e mares sem tratamento. Os dispositivos legais em vigor (Lei Federal 11.445/2007 e Decreto Estadual 7.765/2000) estabelecem que, em locais sem rede coletora em funcionamento, sejam admitidas soluções individuais, como fossas sépticas e sumidouros. A Embasa notifica a existência de ligações clandestinas de esgoto aos órgãos ambientais, de modo que eles possam aplicar as penalidades previstas por lei.

Quem desejar denunciar a irregularidade nos locais onde as intervenções estão em andamento deve entrar em contato pelo telefone (73) 3223-6707, em horário comercial. Já onde o serviço de esgotamento sanitário está disponível e há recusa do usuário em utilizar a rede coletora, denúncias podem ser formalizadas pelo telefone 0800 0555 195.

VAZAMENTO DE ESGOTO NA RUA DO CANO IRRITA MORADORES

Vazamento na Rua do Cano. Imagem: comunidade local.

Em contato com o Blog do Gusmão, moradores da Rua do Cano, no bairro Malhado, reclamaram de um vazamento na rede de esgoto da localidade.

A Embasa e a secretaria municipal de infraestrutura foram acionadas, mas não resolveram o problema. Conforme relatos, os dois órgãos fazem “jogo de empurra” e não assumem a responsabilidade.

A comunidade cobra solução urgente.

Imagem: comunidade local.

REGIÃO CENTRAL DE ILHÉUS VAI FICAR SEM ÁGUA NESTA QUINTA-FEIRA

De acordo com a EMBASA, um defeito num equipamento responsável pela alimentação de energia elétrica da Estação de Tratamento de Água (ETA), centro, ocorrido na manhã de hoje (07), interrompeu o fornecimento de água tratada para os bairros da região central de Ilhéus.

Técnicos trabalham para substituir a aparelhagem danificada. Após a conclusão dos serviços, prevista para o fim da tarde de hoje, o abastecimento será regularizado nas 24 horas subsequentes. A situação é mais delicada nos “Altos de Ilhéus”, que já estavam com o abastecimento prejudicado após furto de cabos elétricos do equipamento que bombeia água para essas localidades. A situação ocorreu nesta terça-feira (05). Em Olivença, a ETA que atende a localidade está parada por conta de desabastecimento de energia elétrica. A concessionária responsável pelo serviço foi acionada.

A Embasa recomenda a adoção de medidas de economia até o que fornecimento de água seja completamente regularizado. Usuários que possuem reservatório compatível com suas necessidades diárias de consumo não devem sentir os efeitos dessa interrupção.

Bairros afetados: Alto Carvalho, Alto da Esperança, Alto do Amparo, Alto do Aureliano, Alto do Cacau, Alto do Coqueiro, Alto Legião, Alto S. Francisco, Av. Itabuna, Banco da Vitória, Basílio, Conquista, Esperança, Frei Vantuy, Malhado, Morada do Bosque, Morada do Porto, Olivença, Pacheco, Princesa Isabel, Salobrinho/UESC, Tapera, Teotônio Vilela, Teresópolis, Vila Cachoeira, Vila Nazaré.

ILHÉUS: ATÉ O MOMENTO, NÃO HÁ RISCO DE FALTA DE INSUMOS PARA ÁGUA

Na manhã desta terça-feira (29), o Blog do Gusmão procurou a Embasa em busca de informações sobre o possível impacto da greve dos caminhoneiros no abastecimento de água em Ilhéus.

Em resposta, a Embasa informou que o “serviço de abastecimento de água está sendo prestado normalmente”.  “Até o momento, o risco de falta iminente de produtos químicos para o tratamento de água não existe”.

Por outro lado, a concessionária recomenda que a população utiliza a água de modo racional, com o objetivo de garantir reserva caso o movimento dos caminhoneiros se prolongue. Isso porque, conforme a Embasa, “não há como se estimar quando as entregas de mercadorias no país serão retomadas integralmente”.

EMBASA EXPLICA ATRASO DO REPARO DE ESGOTO NA BARRA

Imagem registrada por leitora mostra esgoto a céu aberto na Barra de Itaípe.

Na semana passada, moradores da Barra de Itaípe, bairro da zona norte de Ilhéus, procuraram o Blog do Gusmão para reclamar do esgoto que corre a céu aberto na rua da Balsa, perto do batalhão policial- lembre aqui.

Na segunda-feira (14), em contato com o Blog do Gusmão, a Embasa informou que enviaria uma equipe para o local na terça-feira (15) – veja aqui.

Ontem (16), os moradores voltaram a nos procurar porque a empresa não enviou equipe de campo para o bairro. Nesta quinta-feira, em novo contato com o blog, a Embasa explicou que “se fez necessária uma manutenção emergencial no equipamento responsável pela sucção do esgoto, o que atrasou o cronograma de finalização do reparo. O serviço foi reprogramado para hoje (17)”.

PROTOCOLOS

Na primeira resposta enviada ao blog, a Embasa informou que só havia sido notificada formalmente sobre o problema na Barra na segunda-feira (14). Todavia, um morador do bairro disse que registrara reclamações anteriormente e nos enviou os protocolos das ligações feitas para a empresa. A nosso pedido, a estatal esclareceu que houve mesmo registros anteriores relacionados ao mesmo “poço de visita”, mas com a indicação de outra rua. 

“Ou seja, a depender da localização do imóvel (e do poço!), pode haver o registro de um mesmo problema referenciado com mais de um nome de logradouro, como foi o caso”, diz a resposta da companhia.

ZONA SUL DE ILHÉUS VAI FICAR SEM ÁGUA NESSA SEXTA-FEIRA

A Embasa vai dar continuidade ao serviço de limpeza preventiva dos seus reservatórios de água. A próxima manutenção está marcada para essa sexta-feira (18) e vai exigir a suspensão do abastecimento dos bairros da zona sul de Ilhéus e de outros locais atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Pontal.

Os locais que vão ser afetados são: Barreira, Ceplus, Couto, Cururupe, Hernane Sá I e II, Ilhéus II, Jardim Atlântico, Loteamento São Caetano, Mar à Vista, Mar de Ilhéus I, Nossa Senhora das Vitórias, Nelson Costa, parte da Avenida Princesa Isabel, trecho da BR-415, Pérola do Mar, Pontal, Parque Olivença, Praia Dourada, Rodovia Ilhéus-Olivença, Santo Antônio de Pádua, São João, Sapetinga e Sol e Mar I e II.

Na sexta, conforme a Embasa, os trabalhos vão começar às 8 horas, com perspectiva de retomada gradual do abastecimento de água a partir das 21h do mesmo dia.

EMBASA RESPONDE RECLAMAÇÃO DE MORADORES DA BARRA

Imagem registrada por leitora mostra esgoto a céu aberto na Barra de Itaípe.

Na sexta-feira (11), publicamos reclamação de um morador da Barra de Itaípe sobre o esgoto que corre a céu aberto nesse bairro da zona norte de Ilhéus. Hoje (14), outra moradora entrou em contato com este blog para reclamar do mesmo problema.

Nesta segunda-feira, em nota enviada ao Blog do Gusmão, a Embasa informou que os serviços de manutenção da rede coletora de esgoto que atende o local estão programados para amanhã (15), podendo ser realizados antes desse prazo.

Conforme a Embasa, apenas hoje a notificação do problema foi formalizada nos seus canais de atendimento. “Para mais agilidade na prestação dos serviços, é necessário que o usuário entre em contato com a Embasa, gratuitamente, pelo telefone 0800 0555 195, munido do número de matrícula”, informa a nota da estatal.

AGERSA AUTORIZA REAJUSTE DAS TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO

No último sábado (12), a Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) autorizou reajuste tarifário de 4.09% no valor dos serviços de água e esgoto prestados pela Embasa, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento.

O aumento vai entrar em vigor em junho. Com o reajuste, o valor da tarifa mínima residencial social passará de R$ 12,30 para R$ 12,80; a mínima residencial intermediária será majorada de R$ 24,20 para R$ 25,20; e a mínima residencial normal subirá de R$ 27,50 para R$ 28,60.

CÂMARA DE ILHÉUS DEBATEU CONVÊNIO ENTRE EMBASA E MUNICÍPIO

Imagem: Ascom Câmara.

Na tarde da quarta-feira (09), no plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus, aconteceu uma audiência pública entre o poder público, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e a sociedade civil organizada. O principal objetivo da audiência, proposta pelo vereador Ivo Evangelista, foi provocar um debate entre empresa e população para explanação da atual situação entre a concessionária e o município.

Iniciando a audiência o vereador Ivo Evangelista afirmou que “a intenção deste requerimento é provocar a empresa para que ela se empenhe mais pelo nosso município. Ela precisa ser mais clara em suas ações”. Ele destacou que segue analisando o projeto sobre a renovação do contrato entre Prefeitura e Embasa para verificar a viabilidade da continuação da prestação do serviço no município.

Os representantes da Embasa Cláudio Fontes, José Lavigne, Polyanna Carvalho e Cibele Fontes expuseram vários argumentos, características, investimentos e ações sociais que têm sido realizados na cidade. A equipe afirmou que a empresa investe atualmente cerca de R$ 50 milhões em obras de saneamento como a que está em andamento na zona sul. Em relação às ações sociais, a empresa destacou o trabalho de orientação da comunidade sobre consumo consciente de água, combate ao uso clandestino, e projeto de reutilização do óleo de cozinha, utilizado em restaurantes e lanchonetes do Centro da cidade, para produção de sabão artesanal feito pelas comunidades. Este projeto coletou mais de 50 mil litros de óleo e beneficiou cerca de 460 pessoas. 

(mais…)

PARTE DE ILHÉUS VAI FICAR SEM ÁGUA NESSA SEXTA-FEIRA

Nessa sexta-feira (11), em Ilhéus, os locais atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Centro (lista abaixo) vão ficar sem água, em virtude da limpeza preventiva dos reservatórios da Embasa. A concessionária divulgou a informação nesta quarta-feira (9).

Os locais que serão afetados são: Alto Carvalho, Alto da Esperança, Alto do Amparo, Alto do Aureliano, Alto do Cacau, Alto do Coqueiro, Alto Legião, Alto S. Francisco, Av. Itabuna, Banco da Vitória, Basílio, Conquista, Esperança, Frei Vantuy, Malhado, Morada do Bosque, Morada do Porto, Pacheco, Princesa Isabel, Salobrinho/UESC, Tapera, Teotônio Vilela, Teresópolis, Vila Cachoeira e Vila Nazaré.

De acordo com a Embasa, a limpeza vai começar às 8 horas. A companhia prevê que o abastecimento vai ser retomado às 21 horas de sexta.

Ainda segundo a concessionária, os imóveis situados em locais mais elevados e distantes da rede distribuidora podem levar até 24 horas para ter o abastecimento de água regularizado.

ILHÉUS RENEGOCIA DÍVIDA MILIONÁRIA COM A EMBASA

Nessa quarta-feira (25), a Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou projeto de lei que propõe a renegociação e o parcelamento da dívida de 16,5 milhões de reais do município com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa).

Segundo a prefeitura, a dívida do município com a Embasa se arrasta desde 1996. O débito havia sido renegociado em setembro de 2006, quando o valor caiu de 29 milhões de reais para R$ 13 milhões.

Conforme o prefeito Mário Alexandre (PSD), a decisão dos vereadores foi acertada e representa o interesse público, o que permitirá futuramente que outras gestões trabalhem livres das dívidas descomunais que o município acumula.

MANUTENÇÃO SUSPENDE FORNECIMENTO DE ÁGUA PARA ZONA NORTE DE ILHÉUS

Nessa sexta-feira (27), a Embasa vai realizar uma limpeza preventiva no reservatório de água tratada da Estação de Tratamento de Água Distrito. O trabalho vai exigir a suspensão do fornecimento de água para os bairros da zona norte de Ilhéus.

O abastecimento voltará ao normal até as 21 horas de sábado (28), “especialmente em localidades mais distantes da rede de distribuição”, destacou a concessionária.

Os locais que serão afetados são: Alto Nervial; Alto Soledade; Aritaguá; Barra/CSU; Centro Industrial, Iguape, Jardim Savóia, Novo Ilhéus, São Domingos, São José, São Miguel, Sambaituba

De acordo com a Embasa, “usuários que dispõem de reservatório compatível com suas necessidades de consumo, como determina a legislação em vigor, não sentirão os efeitos da parada operacional”. Além disso, a companhia recomenda a adoção de medidas de economia da água.

AUTORIDADES BUSCAM SOLUÇÃO PARA ALAGAMENTOS NO VILELA

Reunião para solucionar alagamentos no Vilela. Imagem: Secom/Ilhéus

Na manhã dessa segunda-feira (16), representantes da Prefeitura de Ilhéus, Embasa e moradores do bairro Teotônio Vilela se reuniram no Centro Administrativo do Município, localizado no Bairro da Conquista.

A reunião teve como intuito debater as dificuldades encontradas pela comunidade, nas ruas Belo Horizonte e Padre João Borges, duas das principais vias de acesso ao Colégio Fábio Araripe e ao Residencial Vilela, que sofrem com os alagamentos.

O encontro foi mediado pelo secretário de Governo, Alisson Mendonça, que esteve acompanhado do Secretário de Serviços Urbanos e Infraestrutura, Hermano Fahning, do Superintendente de Obras, Átila Docio, vereador Abrahão Oliveira, engenheiro civil Leopoldo Pimentel, parcela da comunidade do bairro Teotônio Vilela e do presidente da Associação de Moradores do Residencial Vilela, Sputnik.

Segundo o secretário de governo Alisson Mendonça, o Teotônio Vilela sofre com problemas da falta de drenagem por ser um bairro nascido em área de mangue. Para o vereador Abrahão Oliveira (PDT), a reunião foi proveitosa, pois a população foi atendida pelo governo, expondo suas dificuldades.

No encontro ficou decidido que na próxima quinta-feira (19), técnicos da prefeitura e da Embasa estarão no local para a identificação dos bloqueios que causam os alagamentos. 

Página 1 de 91...Última »
error: Content is protected !!