WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

sebrae hospital sao jose


impacto cred

transporte ilegal
julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

:: ‘HOMICÍDIOS’

ILHÉUS TEM MÉDIA DE OITO ASSASSINATOS POR MÊS EM 2017

Cidade registrou 41 homicídios entre janeiro e maio. Imagem: Wikipédia.

Cidade registrou 41 homicídios entre janeiro e maio. Imagem: Wikipédia.

A informação é da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) e está em matéria do blog Pimenta.

O levantamento considera o intervalo entre janeiro e maio de 2017, quando Ilhéus registrou quarenta e um homicídios. O número é menor do que o do mesmo período de 2016 (49).

Enquanto a média mensal de Ilhéus foi de oito homicídios, a vizinha Itabuna atingiu a marca de doze assassinatos por mês entre janeiro e maio, num total de sessenta e dois nesses cinco meses.

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO DE MATAR JOVENS NO BASÍLIO

Antônio foi preso ontem em Ilhéus. Imagem: Polícia Civil.

Antônio foi preso ontem em Ilhéus. Imagem: Polícia Civil.

Ontem, sob o comando da delegada Andréa Oliveira, policiais civis do núcleo de homicídios da 7ª Coorpin prenderam Antônio Arisson Rocha, de 22 anos.

Ele é acusado de matar a tiros os jovens Tiago Santos da Silva e Valderes Oliveira de Souza, no último dia 24, no bairro do Basílio, em Ilhéus. A Polícia Civil levou Antônio para o presídio Advogado Ariston Cardoso.

Com informações do Blog Agravo.

PM ENCONTRA DOIS CORPOS NA ZONA SUL DE ILHÉUS

Documento de Jorge. Imagens: Polícia Militar.

Documento de Jorge. Imagens: Polícia Militar.

A Polícia Militar encontrou hoje (24) os corpos de um homem e uma mulher num matagal próximo a Olivença, zona sul de Ilhéus. Segundo a PM, os nomes das vítimas são: Jorge Carlos de Amaral Nascimento (59 anos) e Maraci Oliveira da Costa (42 anos).

Foto de Maraci em seu documento.

Foto de Maraci em seu documento.

O Blog do Gusmão teve acesso às imagens dos corpos, mas, decidimos não publicá-las. Elas indicam a brutalidade do duplo homicídio. Conforme a PM, Jorge e Maraci foram assassinados a golpes de facão. Há marcas de cortes profundos nas vítimas.

Não há pistas sobre a autoria dos crimes.

MENOR ASSASSINADO NA FESTA DO TRABALHADOR DEVIA NA BOCA DE FUMO

Foto: Blog Pimenta.

Foto: Blog Pimenta.

A informação é do Major Câmara, comandante da 68ª CIA da Polícia Militar, responsável pelo policiamento no bairro do Malhado.

Ontem à noite, três pessoas foram baleadas na Festa do 1º de maio, organizada pela Força Sindical na Avenida Litorânea Norte, em Ilhéus. O menor de nome Felipe e um adulto apelidado como “Kiko” morreram no local.

Segundo o Major Câmara, as investigações da PM constataram que o menor devia numa “boca de fumo” e teria furtado duas balanças na feira da Central de Abastecimento. O adulto cumpriu pena no Presídio Ariston Cardoso, entretanto, o oficial não pôde afirmar se “Kiko” voltou a cometer ilegalidades.

O Major Câmara afirmou que o autor dos disparos já foi identificado. A PM efetua diligências para prender o assassino.

TAXA DE HOMICÍDIOS EM ILHÉUS CRESCEU 1,9% EM 2011. CONQUISTA REDUZIU 39%

A secretaria de segurança pública da Bahia divulgou os índices da violência no interior do estado.

Em 2011, Ilhéus registrou 107 homicídios (CVLI – crimes violentos letais intencionais). O número representa crescimento de 1,9%, já que em 2010, a SSP registrou 105 pessoas assassinadas.

Em Itabuna, o número caiu (-3,1), de 162 em 2010 para 157 em 2011.

Vitória da Conquista registrou a maior queda (-39,8%), 216 em 2010 para 130 homicídios em 2011.

Entretanto, para uma avaliação mais correta, é necessário levar em conta o índice que afere o número de homicídios por cada grupo de 100 mil habitantes.

Os resultados não são nada animadores para Itabuna, que registrou 77,2 (quarta posição no interior), e também para Ilhéus,  com 58,6 (ocupando o 12º lugar no ranking macabro). O percentual aceitável determinado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) é menos de 10 assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes.

No ranking, chama atenção a vizinha Ubaitaba. Com  população de 20691 pessoas, a pequena cidade registrou 19 mortes violentas em 2011. Está na terceira posição, com 91,8 para cada 100 mil habitantes.

Confira os gráficos e tabelas divulgados pelo Programa Pacto pela Vida, do governo do estado. Clique nas setas do canto inferior direito, para ampliar.

View more presentations from emiliogusmao.

APÓS 10 ANOS, BAHIA REDUZ HOMICÍDIOS

Segundo balanço da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), divulgado na tarde dessa quinta-feira (26), o estado registrou redução de 5,5% no índice de homicídios dolosos, se comparado a 2010.

No mesmo período, em todo o estado, diminuíram também os registros de roubos a residências (4,5%) e assaltos a transeuntes (1,7%). Esta é a primeira vez nos últimos dez anos que a curva de mortes violentas registra declínio.

Entre as ações da secretaria que se destacaram em 2011 está o lançamento do programa Pacto pela Vida, responsável por criar o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e implantar as bases comunitárias de segurança em Salvador.

ILHÉUS: DIMINUEM HOMICÍDIOS NA ZONA SUL

Gráfico elaborado pela 69ª CIPM mostra redução de homicídios na zona sul.

O comando da 69ª Companhia Independente de Policia Militar, que cobre a zona sul de Ilhéus, elaborou um levantamento das ações em 2011. 

Os números apontam que em 2012, foram 34 mortes violentas, em 2011, houve redução de 20%, com 26 mortes desse tipo. Foram feitas 27 apreensões de armas de fogo, o que segundo a PM, ajuda a reduzir o número de homicídios.

Líderes do tráfico nas comunidades do Nelson Costa, Hernani Sá, Ilhéus II foram detidos no ano passado. O levantamento apontou ainda a diminuição no número de carros roubados na zona sul.

A 69ª Companhia conclui que as ações da polícia são necessárias, mas afirma que várias comunidades da zona sul precisam, na verdade, de ações do estado para evitar a violência e o tráfico de drogas, e não somente da PM.

CHACINA NO BANCO DA VITÓRIA

Quatro homens foram assassinados com tiros, no Alto do Iraque, no Banco da Vitória, em Ilhéus.

Segundo informações de moradores, oito homens, muito bem armados, vindos do Salobrinho e de Itabuna praticaram o crime por volta das 21h30min de ontem (segunda-feira, 16). No local, a polícia encontrou um revólver calibre 32.

Ainda segundo populares, as vítimas Moisés Souza Santos e Jaziel eram traficantes de drogas e os outros dois,  Orlei Sampaio Góes e Zaqueu Ricardo eram apenas usuários.

A PM está investigando a chacina. 

NÚMEROS DA VIOLÊNCIA SÃO CRESCENTES NO INTERIOR

Na última década, a proporção de homicídios nas Regiões Metropolitanas (RM) do país apresentou taxa negativa de crescimento, enquanto os números observados no interior seguiram em ritmo positivo. O fenômeno foi constatado no livro Mapa da Violência 2011 – Os Jovens do Brasil – do sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz.

Segundo o autor, a presença maior do estado nas grandes capitais, fez com que o interior apresentasse fragilidades propícias ao aumento da violência.

A taxa global de violência nas RM, de 1998 a 2008, foi de -10,9%, enquanto o crescimento no Brasil foi de 19,5%. Os números começaram a diminuir a partir de 2003, com a criação de políticas de repressão ao crime e ações preventivas, como a campanha pelo desarmamento.

O número de mortes notificadas em 2008 representa 137 vítimas diárias país afora, em sua maioria são jovens que morrem. O autor constata que duas de cada três vitimas são da faixa etária 15-24 anos.

Na contramão desses números aparece o estado de São Paulo. Em 1998, o total de mortes por assassinato registrado foi de 6.065, em 2008 foi de 1.622, uma queda de 73,3%. Já os estados do Norte e Nordeste foram os que mais contribuíram para o aumento do índice de assassinato: Pará, Alagoas, Maranhão, Bahia, Rio Grande Norte e Sergipe, quadriplicaram seus números em uma década.

A participação das capitais vem caindo expressivamente, em 1998 elas foram responsáveis por 41,3% do total de homicídios, já em 2008, representavam 33,5%. Números que não se repetiram no interior, onde houve aumento nos índices de violência.

Com informações do blog O Recôncavo

ILHÉUS REGISTRA 9 ASSASSINATOS EM 3 DIAS

Segundo o repórter Raimundo Jackson, apresentador do Patrulhando a Cidade (às 16h na Rádio Santa Cruz), ocorreram 9 assassinatos em Ilhéus, nos últimos três dias.

Duas senhoras que não tinham qualquer envolvimento com o mundo do crime, foram mortas dentro de suas residências.

Nomes das vítimas registados no departamento de polícia técnica: Erpo Teles dos Santos (assassinado no Vilela), Joyce Vasconcelos Santos (assassinada na Avenida Princesa Isabel), Rosilda Ferreira dos Santos, Roberto Francisco dos Santos, Lenivaldo de Jesus Sena, Marquinhos, Emerson Paulino dos Santos.

Benvinda Menezes da Silva, de 52 anos, foi morta a golpes de facão por Nadson Paulo dos Santos, de 22 anos. O assassinato ocorreu na rua São José, no bairro Teotônio Vilela.

Nadson foi surpreendido, fumando maconha, dentro da residência de Dona Benvinda (no quintal). No momento em que foi abordado, utilizou um facão da vítima para matá-la.

Por volta das 4h desta segunda-feira (21), Djavan Neves da Silva, foi assassinado em frente ao Bar da Brahma, na Avenida Lótus, bairro Nelson Costa.

Grande parte dos crimes tem relação com o tráfico de drogas.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia