WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

reserva sapetinga massi hospital sao jose


impacto cred

transporte ilegal
março 2017
D S T Q Q S S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘José Henrique Abobreira’

A LIÇÃO DE ABOBREIRA PARA OS TEMPOS DE LAVA-JATO

Mensagem de Maria Honorina na carteira de trabalho de José Henrique Abobreira.

Mensagem de Maria Honorina na carteira de trabalho de José Henrique Abobreira.

José Henrique Abobreira foi vice-prefeito, vereador de Ilhéus e trabalhou por quase quatro décadas como fiscal da Secretaria da Fazenda da Bahia. O episódio narrado abaixo, no entanto, não é sobre a sua trajetória ilibada na vida pública. Muito antes disso, na juventude, já dava provas da integridade moral que até hoje o distingue, especialmente nos tempos de Lava-Jato.

Em 1972, após a morte do pai, Eronildes Abobreira, José Henrique virou arrimo de família. Estava prestes a completar vinte anos quando deixou Ilhéus para trabalhar em Itabuna, na Servidora Limpeza, Conservação e Serviços Auxiliares Ltda. Para economizar, dormia no almoxarifado da empresa. 

Naquele ano, a empresa venceu licitação para prestar serviço à Ceplac. Abobreira assumiu a chefia do escritório em Itabuna, mas, “ao mesmo tempo, era um faz-tudo”, explicou ao Blog do Gusmão no último dia 9, durante conversa na sua casa no Pontal. “Quando a firma estava instalada, ganhamos outra concorrência para cuidar do Bradesco”.

Corria o ano de 1974. Nessa época Abobreira já era conhecido entre a equipe da agência do Bradesco na Avenida Cinquentenário, Centro de Itabuna. Parte do seu trabalho consistia em fiscalizar a limpeza do banco. Dois funcionários trabalhavam sob a sua supervisão.

Numa noite de abril, voltou ao banco para cumprir a rotina. “Entrei e comecei observando a limpeza das mesas e cadeiras. Quando cheguei no fundo da agência, tomei um susto retado! O caixa-forte do banco estava aberto. Era imenso e estava escancarado. O choque foi tão grande que nem olhei realmente o que tinha lá dentro. Sabia que tinha muito dinheiro”, lembra.

:: LEIA MAIS »

OS PRIMEIROS PASSOS DA CARAVANA CIDADÃ

Cacique Ramon, Beth Loureiro, José Henrique Abobreira, Shi Mário e Carlos Pereira. Imagem: Nádia Akauã Tupinambá.

Cacique Ramon, Beth Loureiro, José Henrique Abobreira, Shi Mário, Carlos Pereira e Tyrone Thomaz. Imagem: Nádia Akauã Tupinambá.

O Restaurante Gabriela sediou ontem (16) a primeira reunião do campo progressista de Ilhéus. O encontro serviu para a organização dos primeiros passos da Caravana Cidadã, cujo lançamento está marcado para as 18 horas da próxima sexta-feira (19), com um ato público no Terminal Urbano inspirado pela pergunta: “Se a cidade fosse nossa?”.

A reunião dessa terça-feira contou com a presença de Beth Loureiro (PSB), Cacique Ramon (Rede Sustentabilidade), Shi Mário (Raiz Cidadanista/PSOL) e Tyrone Thomaz (PSD), todos candidatos a vereador de Ilhéus. O professor e advogado Carlos Pereira, o ex-vice-prefeito José Henrique Abobreira (Raiz Cidadanista) e a militante indígena Nádia Akauã Tupinambá também colaboraram com o debate.

O segundo ato da Caravana Cidadã também já está na agenda do campo progressista. Será às 7 horas do dia 27 de agosto, na Central de Abastecimento do Malhado.

O objetivo da caravana é fomentar o debate popular sobre os principais problemas da cidade, colhendo informações e ideias no contato direto com as pessoas nas ruas, praças e outros espaços públicos.

UM CONVITE PARA OS CANDIDATOS DO CAMPO PROGRESSISTA

Abobreira.

José Henrique Abobreira.

Há duas semanas José Henrique Abobreira, ex-vice-prefeito de Ilhéus, nos recebeu em sua casa no Pontal. Estava incomodado com a falta de uma discussão propositiva sobre a cidade. Segundo ele, até agora os atores da corrida eleitoral ilheense se dedicam a um debate personalista, em que as reputações construídas e desconstruídas valem mais do que as ideias para o desenvolvimento equilibrado do município.

Movido por essa inquietação, Abobreira nos procurou para divulgar um convite em nome do círculo ilheense da Raiz Cidadanista, que ele representa.

Seu objetivo é ajudar a cidade a construir um debate eleitoral mais proveitoso. Acredita que isso  pode ser concretizado por meio de rodas de conversa com os candidatos a vereador do campo progressista. Ou seja, identificados com as políticas de desenvolvimento rural sustentável, de demarcação da terra do povo tupinambá, da participação da juventude e das mulheres, de mobilidade urbana e de defesa dos direitos humanos.

Para José Henrique Abobreira, esse tipo de delimitação ideológica e programática tem que ser reafirmada, mesmo quando “a ideologia partidária e a utopia política parecem coisas fora de moda”.

As pessoas interessadas estão convidadas a participar da iniciativa. O primeiro encontro será às 16 horas dessa terça-feira (16), no deck do Restaurante Gabriela, em frente à Catedral de São Sebastião, em Ilhéus.

RAIZ CIDADANISTA LANÇA CÍRCULO EM ILHÉUS NESSA SEXTA

Imagem: Facebook/Reprodução.

Imagem: Facebook/Reprodução.

O lançamento do círculo ilheense do movimento-partido Raiz Cidadanista vai ser realizado às 17 horas dessa sexta-feira (22), em frente ao Teatro Municipal de Ilhéus, no centro. 

A poeta e atriz Janete Lainha vai se apresentar na abertura do ato. Seus cordéis abordam temas que integram a pauta do movimento, como a preocupação com a sustentabilidade socioambiental, a mobilidade urbana e os direitos dos povos indígenas. 

Auditor da receita estadual e ex-vice-prefeito de Ilhéus, José Henrique Abobreira é um dos principais entusiastas do movimento. Segundo ele, “o ato vai ser um marco do nascimento da nova política na nossa cidade, que precisa ser repensada e reconstruída pela raiz”.

ABOBREIRA, O “TENTÁCULO” DA RAIZ EM ILHÉUS

Dero Faria, José Henrique Abobreira e Alisson Mendonça. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Dero Faria, José Henrique Abobreira e Alisson Mendonça. Imagem: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

O carisma e a trajetória política ilibada de José Henrique Abobreira, ex-vice-prefeito e ex-vereador, fazem dele o principal “tentáculo” do Movimento Raiz em Ilhéus. 

Nesse domingo (10), Abobreira foi um dos convidados especiais do aniversário de Jerberson Josué. A mesa onde sentou era um verdadeiro “imã”, que logo foi cercada por seus amigos da política local. Entre um “causo” e outro, fazia questão de informar aos convivas que a reunião da Raiz em Ilhéus será no próximo dia 22 (sexta-feira), “na praça em frente ao Teatro Municipal”.

O publicitário Rildo Mota, membro do PT, chegou à mesa justamente quando Abobreira estava sentado entre dois vereadores petistas, Dero Faria e Alisson Mendonça. Como Alisson está de malas prontas para desembarcar no PSB, Rildo brincou com a possibilidade de Abobreira cooptar Dero para a Raiz.

A brincadeira gerou um riso geral, mas o poder de atração política de Abobreira já é um trunfo importante para o movimento embrionário da Raiz na cidade.

FAMÍLIA DE FERNANDO SANT’ANNA AGRADECE ARTIGO

Fernando Sant'Anna.

Fernando Sant’Anna.

O ex-deputado Elísio Sant’Anna telefonou ontem (11) para agradecer, em nome da sua família, a homenagem de José Henrique Abobreira, colunista deste blog, à memória do seu tio, o também ex-deputado Fernando Sant’Anna.

Fernando foi uma liderança histórica do Partido Comunista Brasileiro e completaria cem anos no último dia 10.

Elísio informou que a cidade de Irará, terral natal do seu tio, ganhará um memorial em homenagem ao comunista. O espaço também vai ser um centro de discussão política.

Clique aqui para ler o artigo.

EMPRESÁRIO GANHA BICICLETA NO SORTEIO DA FEIRA CRIATIVA DO PONTAL

Jorge recebe bike dos membros do Movimento Pontal Criativo.

Jorge recebe bike dos membros do Movimento Pontal Criativo.

Jorge Menezes, proprietário do Sushi Oriental Delivery, ganhou a bicicleta sorteada sexta (29) na Feira Criativa do Pontal. O sorteio foi um artifício para atrair doações de livros e gibis para a Biblioteca Pontal Criativo. Deu certo. Mais de mil exemplares foram arrecadados.

A biblioteca iniciou suas atividades na semana passada, durante as comemorações pelo centenário da Paróquia de São João Batista, na praça do bairro Pontal, em Ilhéus. A troca e o empréstimo de livros e gibis vão funcionar por meio de cadastro no círculo de leitura da feira.

Os amigos e ativistas sociais José Henrique Abobreira e José Rezende Mendonça tiveram a ideia de criar a feira de livros depois da visita a Ilhéus do ex-secretário de cultura cidadã e de desenvolvimento social de Medellín, Jorge Melguizo.

“Melguizo falou sobre sua experiência como gestor da cidade colombiana e destacou a importância de reconhecer que os espaços e, portanto, os municípios só podem ser transformados por seus habitantes. Logo, para mudar qualquer lugar, a transformação tem que começar pelas pessoas. Pouca coisa é tão capaz de transformar uma pessoa como a leitura”, reflete Abobreira ao explicar o objetivo da iniciativa.

ILHÉUS GANHA FEIRA DE DOAÇÃO E TROCA DE LIVROS

livrosA dupla José Henrique Abobreira e José Rezende Mendonça, do projeto Pontal Criativo, lançou uma campanha para arrecadar livros e gibis para a feira de doação e troca de obras literárias.

O projeto vai funcionar junto com a Feira Criativa do Pontal, na Praça São João Batista, em Ilhéus. 

A coleta vai ser realizada na Rua Prado Valadares (centro) até a próxima sexta-feira (7), entre as 9 e  17h30min. A partir de sábado, os doadores poderão entregar os livros ou gibis na Praça São João Batista, das 17 às 22 horas.

UMA POSSIBILIDADE: ABOBREIRA CANDIDATO A PREFEITO

Abobreira.

Abobreira.

Membro do PSB, o auditor fiscal José Henrique Abobreira tem sido estimulado por amigos e correligionários a colocar seu nome na lista dos pretensos candidatos a prefeito de Ilhéus.

Colegas do sindicato fazendário avalizam o nome de Abobreira pela sua trajetória de luta por uma sociedade mais justa. Lembram que em 2010 ele foi homenageado com uma placa, em nome do Governo do Estado da Bahia, pelos serviços prestados à sociedade baiana.

Abobreira é um nome conhecido dos ilheenses. Quando foi vice-prefeito, acumulou o comando da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. À frente da pasta, foi um dos agentes políticos mais importantes para o fortalecimento dos movimentos associativistas da zona rural de Ilhéus. Atuou pela formalização das cooperativas de pequenos agricultores e de assentamentos da reforma agrária.

José Henrique Abobreira também foi um dos primeiros políticos da história recente a se sensibilizar pela luta dos Tupinambá de Olivença. Em contato com comunidades católicas e indígenas, colaborou com a afirmação do movimento de resistência identitária do povo nativo e com a pesquisa da antropóloga Susana Viegas, autora de “Terra Calada – Os Tupinambá na Mata Atlântica do Sul da Bahia”.

Sem mesquinharia eleitoreira, se orgulha de apoiar os indígenas. Sabe que em pleno século XXI, apesar do direito à autodeterminação, “a ignorância ou a má-fé de muitos levam grande parte da população a odiar o Povo Tupinambá de Olivença. Numa terra onde nativos são tratados como invasores, lutar ao lado deles não é a maneira mais fácil de ‘ganhar votos’. Ainda bem que a política vai muito além da eleição.”

Muitos nomes cotados para a candidatura a prefeito serão “ventilados” até 2016. Poucos terão o apelo genuíno de José Henrique Abobreira.

REFORMA POLÍTICA: MOVIMENTO REÚNE OPOSIÇÃO E GOVERNO EM ILHÉUS

Segundo José Henrique Abobreira, diferenças locais ficam em segundo plano, em benefício desse propósito comum: a reforma política.

Segundo José Henrique Abobreira, diferenças ficam em segundo plano, em benefício da reforma política.

Articulista do Blog do Gusmão, José Henrique Abobreira participou ontem (6) da reunião que lançou o “Movimento de Cidadania Ilheense pela Reforma Política Já!”. O encontro ocorreu na sede da Associação Comercial de Ilhéus e reuniu personagens de lados opostos do cenário político local.

De um lado, a Professora Carmelita, presidente do PT de Ilhéus, e seu marido, Ednei Mendonça, representante da Secretaria Estadual de Relações Institucionais (SERIN). Do outro, o vereador Alzimário Belmonte (Gurita – PP), ex-líder do governo Jabes Ribeiro na Câmara, e Rodrigo Cardoso, presidente do PC do B em Ilhéus, partido que integra a base de JR. Também participaram:  o médico Ruy Carvalho, ex-candidato do PT a prefeito, o Bispo da Diocese de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli, e Socorro Mendonça, do Instituto Nossa Ilhéus. 

“O movimento pela reforma política é suprapartidário. As diferenças locais ficam em segundo plano, em benefício desse propósito comum”, afirmou Abobreira ao comentar o diálogo entre opositores da política local. 

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS SEDIA REUNIÃO SOBRE REFORMA POLÍTICA

Ruy Carvalho e José Henrique Abobreira convidam os moradores de Ilhéus para a reunião de lançamento do movimento pela reforma política já.

Ruy Carvalho e José Henrique Abobreira convidam os ilheenses para a reunião.

Está marcada para essa sexta-feira (6) a reunião de lançamento do Movimento de Cidadania Pela Reforma Política JÁ, fundado pelos ilheenses José Henrique Abobreira, auditor fiscal e ex-vice-prefeito, e Ruy Carvalho, médico e ex-candidato a prefeito.

A reunião será realizada na sede da Associação Comercial de Ilhéus (em frente à Praça J.J Seabra, Centro), às 18 horas.

Ruy Carvalho e José Henrique Abobreira assinam o texto abaixo. Eles convocam os moradores de Ilhéus para a reunião e explicam a importância de uma reforma política para a sociedade brasileira. Leia.

AOS AMIGOS ILHEENSES:

“A construção de uma nova sociedade não é missão para uns poucos. É uma obra na qual todos devem se envolver. Dizem os chineses:” Vale mais acender uma vela do que reclamar da escuridão”. Acredito que uma imensa  luz poderá iluminar nossa terra e nossa gente, se as pessoas de boa vontade se unirem, participando com seus dons na construção de um mundo melhor”(Dom Murilo Krieger Arcebispo de São Salvador Bahia e primaz do Brasil).

:: LEIA MAIS »

A HORA E A VEZ DE DILMA “CORTAR NA CARNE, DOA A QUEM DOER”

Dilma tem a oportunidade de provar que seu discurso contra a corrupção não é um sofisma do PT. Foto: Ricardo Stucker.

Dilma terá de provar que seu discurso contra a corrupção não é um sofisma do PT. Foto: Ricardo Stucker.

Por José Henrique Abobreira

A sétima fase da operação Lava Jato, deflagrada ontem (14) pela PF, oferece à presidente Dilma Rousseff a oportunidade de realizar a sua promessa, feita no calor da refrega eleitoral do segundo turno, de que não restará pedra sobre pedra após a apuração dos ilícitos cometidos contra a empresa PETROBRAS, grande patrimônio do povo brasileiro.

Essa etapa da operação promoveu o lancetamento da face oculta do tumor: escancarou a corrupção ativa de grandes empresas nacionais, as gigantes da construção civil, detentoras de contratos milionários com o governo federal, envolvendo obras e projetos do arcabouço dos programas tipo o PAC, espinha dorsal das iniciativas estruturantes para o país.

Após as prisões do dirigente da estatal Paulo Roberto Costa e do doleiro Youssef, ambos já na fase da delação premiada, cujo resultado vazou por intermédio de publicação de reportagem da revista Veja, hoje já se fala em noventa envolvidos, principalmente ligados aos partidos PT, PMDB e PP.

Não será surpresa se aparecerem mais envolvidos no espectro político partidário, afinal, das nove empresas que tiveram diretores presos ontem, seis delas fizeram doações à campanha presidencial de Aécio Neves. A probabilidade da LAVA JATO alcançar outras legendas é muito grande.

:: LEIA MAIS »

O DIA EM QUE ABOBREIRA PRESSIONOU ACM PELA ÁGUA DA ZONA SUL

abobreira-ternoPor José Henrique Abobreira

“Abobreira pressiona ACM e Lyrio pela água da Zona Sul”- com esse título provocativo elaborei um panfleto reivindicando aos governos estadual e municipal a implantação do novo sistema de abastecimento de água da Zona Sul, que viria a ser implantado no Rio de Engenho no final dos anos 90. No corpo da mensagem, além do texto, uma foto publicada no jornal A Tarde de Salvador; na imagem, lideranças populares aparecem abraçando a Capela de Santana, no Rio do Engenho, local onde seria construída a barragem para a captação da água, segundo projeto da Embasa na época.

No dia em que distribuímos o panfleto, ACM viria a Ilhéus fazer um comício de apoio ao seu candidato Antônio Olimpio, que ganhou as eleições de 1992. De acordo com relatos dos que assistiram ao comício, à noite, ao ler o panfleto provocativo, o todo poderoso ACM ficou aborrecido e, no seu pronunciamento, tentou desqualificar a minha articulação. Disse que ninguém na Bahia o pressionaria por nada e ele já havia autorizado a construção do novo sistema de fornecimento de água para a zona sul de Ilhéus. Era só uma questão de tempo para os procedimentos burocráticos”.

:: LEIA MAIS »

RECONHECIMENTO MERECIDO

Abobreira com Davidson, Bebeto e Lídice.

Abobreira com Davidson, Bebeto e Lídice.

Recentemente, dois candidatos à Câmara dos Deputados homenagearam o ex-vice-prefeito e ex-vereador de Ilhéus, José Henrique Abobreira.

Bebeto Galvão (PSB) e Davidson Magalhães (PC do B), em dois eventos distintos, trataram o convidado de honra como um referencial nas lutas pelas causas coletivas. Os elogios foram corroborados pela Senadora Lídice da Mata, candidata ao governo da Bahia.

Entre 1993 a 1996, Abobreira se destacou na Câmara de Vereadores por encampar diversas lutas em prol dos direitos humanos. Lídice, Bebeto e Davidson, hoje em partidos diferentes, lembraram a atuação destacada do então parlamentar em defesa dos trabalhadores da Itaísa e no apoio a assentamentos de reforma agrária. Como vice-prefeito, entre 1997 a 2000, ele estimulou os índios de Olivença a se reconhecerem como parte de uma etnia, passo importante para a reivindicação dos seus direitos.

No mesmo período, exerceu forte influência no fortalecimento da agricultura familiar. A atenção de Abobreira com o homem do campo é reconhecida pelo Vereador Dero Farias (PT), principal representante político do setor em Ilhéus.

O editor deste blog carrega com orgulho a lembrança de ter dado o seu primeiro voto a José Henrique Abobreira, candidato a vereador pelo PT em 1992, cuja frase de campanha era: “A Opção Socialista”.

Neste espaço, ele tem uma testemunha do grande exemplo e das boas recordações que a sua atuação política deixou.

Em tempo: mesmo sem mandato, o militante socialista continua atuante, com participação ativa em movimentos comunitários. A promoção da cidadania é um dos remédios que ele usa em seu tratamento de saúde.

QUADRO DE ABOBREIRA É ESTÁVEL

José Henrique Abobreira.

José Henrique Abobreira.

Abalado com o falecimento do amigo Israel Nunes, José Henrique Abobreira, ex-vice-prefeito de Ilhéus, deu entrada na UTI do Hospital São José, em Ilhéus, por volta das 22 horas desse domingo, 3. 

Após uma hemodiálise, o quadro de saúde de Abobreira é estável, mas, ele continua na Unidade de Tratamento Intensivo. 

LIVRO RESGATA MEMÓRIAS DO PONTAL

Rezende e Popoff.

Rezende e Popoff.

José Rezende Mendonça é um garimpeiro da memória pontalense. Na última quarta-feira, 23, ele participou de um almoço na Associação Atlética do Banco do Brasil e distribuiu autógrafos para os leitores do seu livro sobre o bairro amado: “Pontal- entre o passado e o presente”. Clique aqui para conhecer um pouco da obra.

José Henrique Abobreira, companheiro de José Rezende Mendonça no Movimento Pontalense de Cidadania e no Projeto Pontal Criativo, acompanhou a palestra do amigo na AABB. “De todas as preciosidades do livro, os participantes do encontro destacaram a lista com os nomes de moradores. Rezende não fez distinção entre humildes e abastados, todos que marcaram época no bairro foram lembrados”, comentou Abobreira.

O livro tem mais de 400 imagens, que revelam as transformações do bairro ao longo dos séculos XX e XXI. Entre lembranças sobre a Ponte Lomanto Júnior, a travessia da Baía do Pontal e a política ilheense, Rezende percorre a trajetória da própria vida.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia